1. Spirit Fanfics >
  2. My Brother Incesto - Imagine Park Jimin (REESCREVENDO) >
  3. Primeiro Capítulo (Reescrito)

História My Brother Incesto - Imagine Park Jimin (REESCREVENDO) - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Olá Mochis!! Como havia prometido que iria reescrever a história e colocar mais enredo nela, aqui estou eu com o primeiro capítulo reescrito! Espero que gostem ❤️

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
💜

Capítulo 30 - Primeiro Capítulo (Reescrito)


Fanfic / Fanfiction My Brother Incesto - Imagine Park Jimin (REESCREVENDO) - Capítulo 30 - Primeiro Capítulo (Reescrito)


POVS S/N

[Busan, Residência dos Park´s]

Me encontrava novamente escutando o maldito ranger da cama de Park que fazia, já era a quinta vez naquela semana que apenas se iniciava e, eu não conseguia dormir de modo algum por conta do meu irmão que a cada dia trazia uma puta diferente para casa.

Senti uma pontada de dor em minha cabeça devido ao estresse que estava passando naquele momento. Eu estou completamente farta disto, e quer saber? Irei dormir na casa da minha melhor amiga, porque se depender de Park Jimin, irei chegar com uma cara de zumbi amanhã na escola.

Levantei-me da cama macia com a paciência que já era inexistente em mim. 

— Essa mulher parece uma hiena. Cruz credo.  — Me referi ao altos gemidos que mais pareciam gritos da garota.

Balancei a cabeça em negação e alcancei minha mochila em cima da minha escrivaninha de cor madeirada.

Pus meus materiais dentro da mesma juntamente com meu uniforme escolar, já que da casa dela iríamos juntas para a escola. Vesti uma roupa por cima do pijama de cores vermelhas e bolinhas brancas mesmo – já que estava com preguiça de o tirar -, peguei o meu celular  que estava sobre a cômoda ao lado da cama e olhei as horas que já marcavam quase uma hora da manhã. O guardei no bolso da calça jeans preta e sai do meu quarto.

Iria andando mesmo para casa de Jisoo já que era apenas dar uma volta no bairro do meu bairro. Mas voltando a mim, eu ainda não me apresentei, não é mesmo?

Eu me chamo S/n/c (seu nome completo), tenho 17 anos e estou no segundo ano do ensino médio. Meu irmão se chama Park Jimin, tem seus 19 anos e já está estudando na faculdade que cursa Engenharia Química, pelo menos é o que ele conta para nossos pais, mas na verdade há um grande segredo através disso.

Ao contrário do meu irmão Park, eu ainda penso no que irei me formar quando acabar o ensino médio. Dentre essas possibilidades, poderia trabalho com algo relacionado a cinema, medicina ou até trabalhar em alguma empresa de negócios, mas isso são apenas ideias que não penso muito.

Voltando ao meu irmão Jimin ele é um completo idiota e nunca me deu valor, como vocês podem ver o que está acontecendo agora mesmo, o Park às vezes finge até que eu sou uma pessoa inexiste na vida dele e isso realmente me machuca e muito já que só temos um ao outro em questão já que nossos pais não dão ligam para a gente.

Nossos pais, a senhora Park Hana e o senhor Park Jaemim, estão sempre em viagens de negócios e já fazem 4 meses que não vemos os mesmos e o meu irmão acabou ficando como "babá" para mim a pedido de nossos pais. Meus pais disseram que eu não sabia cozinhar e que se eu pusesse fogo na casa, iria custar-lhe milhões para poder concertar tudo. Só pensam em dinheiro.

Sai pelo o portão da casa e o bati com raiva, não ligava até porque meu irmão não iria escutar o barulho. 

Andava pelas ruas escuras daquele bairro e confesso que estava um pouco tenebrosa com medo de ser assaltada ou até mesmo sequestrada.

 Estava muito frio, mas esse frio era muito aconchegante e acabei por abraçar o meu próprio corpo para sentir a temperatura - do meu que ainda estava um pouco quente - se colidir com a brisa friorenta que passava pelo o mesmo.

Logo avistei a casa da minha melhor amiga Jisoo assim que eu dobrei a esquina, a mesma era a melhor pessoa que eu poderia ter conhecido na minha vida.

Seu nome é Kim Jisoo, possui a mesma idade que eu e somos melhores amigas desde o ano passado. Nos conhecemos por acaso na Busan School.

[Busan School, 2019, 07:55AM]

Corria feito louca pelo centro de Busan para que chegasse o mais rápido possível ao colégio ou levaria uma bela de uma punição, pedi para que meu irmão me acordasse às 06 da manhã, mas nem pra isso ele presta e acabei acordando mais tarde do que eu mesma imaginava, às 07:10 da manhã.

E para completar o meu belo dia de azar, o ônibus em que pego todos os dias quebrou no início do caminho e como já estava atrasada, não pensei duas vezes e desci do ônibus e comecei a correr até chegar ao meu colégio.

Glória que já estava conseguindo ver a parte de cima do colégio um pouco escondido ainda, mas já estava conseguindo ver e isso sinalizava que eu já estava perto.

— Hey, garota! — Gritou-me uma voz desconhecida por mim e virei o rosto em sua direção. 

Ela também corria assim como eu.

Percebi que ela também trajava os mesmos uniformes que eu; uma camisa branca com colarinho de mangas, um colete, uma saia preta lisa, e meias brancas utilizando o sapato fechado também preto.

— Você estuda na Busan School? — Perguntei a garota enquanto corríamos e a mesma sinalizou que sim.

— Meu primeiro ano e o seu? — Corríamos agora mais calmas já que já estávamos mais perto da escola.

— Meu terceiro ano. — Ri um pouco tímida já que minha popularidade no colégio não era muito boa.

Vou resumi um pouco.

Park e eu estudávamos juntos, eu no oitavo ano e ele no seu primeiro ano do ensino médio, o mesmo fazia bullyings comigo e muitas vezes me tratava como um nada - como ainda me trata -, muitas vezes já me deixou na escola para sair com suas ficantes enquanto eu só podia sair se alguém de maior e conhecido pela a escola fosse me buscar.

Até os meus 9 anos, Park Jimin era um irmão que todos adorariam ter. Um menino educado, atencioso e muito protetor a mim, mas depois disso só foi apenas ladeira abaixo. Não sei o que fiz até hoje para causar tamanho remorso assim no garoto e nem tenho o entender, já que a cada dia há um boato novo de Park.

Após eu e Jisoo nos conhecermos, fomos para a sala juntas - já que ficamos na mesma sala - e daí por diantes acabamos ficando ainda mais próximas e nos tornamos grandes amigas, mas nessas conversas idas e vindas, acabamos falando sobre Parke a mesma acabou por se identificar no assunto.

[Pátio da Busan School, 10:15 AM]

Era intervalo e todos os alunos de todas as salas andavam, conversavam e brincavam consigos no pátio da escola que era enorme, já eu Jisoo estávamos sentadas em uma rodinha junto com seu irmão Dakho.

— Jisoo, você é a irmã mais perfeita desse mundo. — Gritou Dakho ironizado e a garota de cabelos ruivos acabou por revirar seus olhos diante a fala dita.

— Idiota. — Resmungou e me olhou. — S/n, queria eu ter a sua sorte de ter um irmão carinhoso que você tem. — Confessou a garota e entrei numa crise de risos. — O quê? 

Jisoo me olhava com uma grande interrogação em sua mente, enquanto eu já podia sentir algumas lágrimas se formarem em meus olhos.

— S/n! Respira, você tá ficando vermelha, doida. — Falou desesperada e tentei me controlar um pouco, mas acabei rindo novamente lembrando da frase em que Jisoo havia dito.

— Olha alí, doida que nem a amiga. — Disse debochando o irmão de Jisoo e levantei-me num pulo. 

Olhei para o garoto já cansada de suas brincadeiras insuportáveis, tanto pra mim quanto pra Jisoo. Sempre vou a casa da garota palavras ridículas como: "você não tem casa", "só anda aqui garota", "estão namorando".

— Olha aqui, garoto, eu já estou cansada de suas brincadeiras totalmente ridículas! — Olhei enfurecida para o garoto que continuou a rir debochando.

— Olha só, a menina não é uma menininha. — Riu e juntamente seus amigos o acompanharam.

Coloquei as mãos em minha testa e fiz movimento circulares para que eu me acalmasse e respirei profundamente para que ajudasse.

— Amiga, vamos para outro lugar. — Jisoo puxou-me pelo o antebraço e saímos andando pelo aquele pátio enorme.

Não sabia nem para onde estava sendo guiada, tentava apenas regularizar a minha respiração e não voltar para dar um belo de um murro na cara de seu irmão.

Assim que chegamos ao local, Jisoo me colocou para que me sentasse em uma das pedras jogadas pelo o chão e abriu uma garrafa d'água descartável me dando para que bebesse.

— Olha, não liga muito para o meu irmão não, ele é um idiota assim mesmo. — Disse e concordei sentindo que aquilo também acontecia comigo.

— Já estou até acostumada. — Ri. — O Jimin não é esse mar de rosas que você pensa, ele é a mesma coisa que seu irmão ou até pior. — Revirei os olhos e continuei a bebericar a água.

— Sério? — Perguntou-me surpresa e sorri assentindo. — Mas eu pensei que- — A cortei.

— Pensou que ele era o melhor irmão do mundo que todos queriam ter? — Ri desdenhando. — Park Jimin é a pessoa mais idiota desse mundo! — Falei com raiva e Jisoo pediu que eu bebesse a água para que eu me acalmasse.

[Tempo atual]

Por termos uma história de irmãos parecidas, acabamos nos aproximando mais e dando apoio uma a outra. 

Mas mal sabia eu que um dia a máscara da pessoa mais doce e perfeita ao seu lado, poderia cair num piscar de olhos.


Notas Finais


O que vocês acharam??? Até o próximo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...