História My brother is a monster! - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Huang Zitao "Z.Tao", Kris Wu, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Huang Zitao "Z.Tao", Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Esquizofrenia, Esquizofrenico, Família De Mentira, Irmão, Kyungsoo, Lay, Medo, Passado, Rastros De Um Resgate, Sehun, Sobrenatural, Suho, Yixing
Visualizações 53
Palavras 1.597
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá aminoácidos incríveis, tudo na paz de santo G-Dragon? Eu espero q sim! 🔥🔥
Hj Kyungsoo vai se irrita com geral e machucar os sentimentos de Suho Omma... Vai treta com o pai e com o irmão kkkkkkkk

Perdoem os erros q deixei passar e boa leitura!! 💜💕

Capítulo 3 - Amnésia


Fanfic / Fanfiction My brother is a monster! - Capítulo 3 - Amnésia

[13 de maio de 2017 - 4:40 da madrugada]

   - Eu vi ele saindo daquela porta Omma!

Afirmo enquanto Appa carregava Sehun ate o andar de cima em direção ao nosso quarto:

   - Filho, nem mesmo seu pai tem a chave para abri-la... Sehun entrou pela porta, veja ela esta aberta.

Suho aponta para a cozinha mas não olho:

- Sei muito bem oque vi, Sehun saiu do meu antigo quarto, me derrubou escada a baixo e tentou me matar! Você não viu oque eu vi... Não ouviu oque eu ouvi Suho!

Afirmo irritado ao me levantar do sofá onde poucos minutos atrás eu acordará:

- Você esta desconfiando do seu próprio irmão Kyungsoo? Quem é que ia todo dia te ver na clinica? Quem te defendeu no dia que você matou sua mãe e sua irmã? Quem protegeu você do mundo e de si mesmo? Não seja hipócrita Kyungsoo... Tenha um pouco mas de respeito com seu irmão...! Você devia ficar feliz por ele ter voltado vivo!

Omma se irrita me fazendo socar a parede:

- Aqui você é só o padrasto, ou seja... Não é da família de verdade, se quer ter filhos para mandar e demandar Suho tenha os seus próprios, não somos seus filho... Você não é minha mãe... Então não me diga o que devo fazer! Eu sei exatamente o que vi Suho, e nada nem ninguém vai me fazer mudar de ideia!

serro meus dentes ao segurar seu braço com força:

- Eu não estou tentando roubar o lugar da sua mãe Kyungsoo, estou tentando ser o melhor pai pra vocês dois... E Eu não posso ter filhos... Mesmo que eu quisesse... Eu sou estéril!

Suho sussurra ao derrubar suas lagrimas:

- Mianhae... Eu... Eu não sabia...

Me curvo diversas vezes eu perceber a burrada que eu acabará de dizer:

- Eu só estou tentando ser o melhor pra vocês... Ser um pai amigável... Mas parece que você não vê isso... Afinal... Eu sou apenas o padrasto.

Aquelas palavas foram como um tapa em meu rosto, Suho sempre nos tratou com tanto amor e carinho... Acho que a partir de hoje os carinhos vão se limitar apenas ao Sehun, droga Kyungsoo!

   - Ele acordou!

Lay grito do quarto nos fazendo subir as escadas e caminhar ate a cama:

   - Sehun, você sabe quem eu sou? Consegue dizer como chegou ate aqui?

   - Que pergunta idiota Appa...

Sehun responde com um sorriso debochado nos lábios nos fazendo o encarar:

- O que foi gente? Ta na hora do café da manhã? Por que estão todos no quarto?

   - Você parece normal pra alguem que acaba de sumiu por dezenove dias.

Minha voz sai firma ao reparar nas roupas ensanguentadas dele:

   - Eu... Sumi?

Sehun pergunta ao olhar para si mesmo:

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH...!

- Sehun calma!

Lay tenta acalma-lo e por instinto agarro a mão de Suho o fazendo soltar no mesmo instante, o mesmo ainda esta ferido pelas minhas palavras rudes despejadas em um momento de fúria:

- D-DE QUEM É ESSE SANGUE?!

- Filho calma, me escuta!

- A-Appa o que aconteceu comigo?!

Sehun ficava repetindo aquilo como um mantra enquanto mantenho meus olhos arregalados... Hyung era um bom ator ou definitivamente não se lembra de nada!

   - Sehun você machucou alguem?

   - Eu... E-Eu não sei Appa... O que esta acontecendo? Eu sumi?

Ele pergunta assutado ao limpar as mãos na camisa a manchando ainda mas:

   - Do que se lembra?

Pergunto curioso pela resposta:

   - De caminhar com você na chuva... De voltar pra casa e depois...

   - Depois...?

   - Eu não sei Soo... Eu não me lembro de nada!

   - Amnésia.

Afirma Appa ao relar na testa dele:

- Amnésia?

- Sim Kyungsoo! É isso que acontece quando algum bate na sua cabeça com um dos vasos chineses de casa!

Lay responde em um tom de repreensão me fazendo desviar o olhar:

   - Vem meu querido, você precisa de um bom banho.

Suho ajuda Sehun a se levantar o conduzindo ate o banheiro:

   - O que eu fiz Omma?

Ele pergunta confuso ao fraquejar diversas vezes ate chegar na porta do banheiro:

   - Não vamos falar disso por enquanto, okay...?

   - Kyungsoo.

Lay me chama para fora do quarto:

   - Sim.

Minha resposta vem com um belo tapa na cara...

Sim, appa me bateu...!

Minha bochecha branquinha logo ficou vermelha, a mesma ardia e queimava e junto com o vermelho do impacto minhas lagrimas começaram a rolar:

- Nunca mais diga aquilo para o Suho, ele pode não ser sua mãe Kyungsoo, mas é MEU esposo e merece respeito, você me entendeu?! Ele é o homem que escolhi para viver ao meu lado queira você ou não! E eu nem vou falar sobre você ter quase matado o seu irmão...! Eu vou aumentar a dose dos seus remédios!

- Mas...

- Mas nada! Ou sera que alem de não se comunicar com as pessoas, vai querer vive trancado num porão pelo resto da sua vida?!

   - Mianhae...

Sussurro ao olhar para baixo fazendo um silêncio tomar conta do ambiente:

   - Mianhae... Eu te machuquei muito?

Lay pergunta minutos depois ao derrubar suas lagrimas:

   - Tudo bem... Eu... Eu merecia.

Afirmo o fazendo me abraçar:

- Me perdoa filho... É que tudo isso esta me afetando, sua mãe... Sua irmão... O seu retornou depois de anos... O sumiço do seu irmão... você sabe que eu nunca te trancaria num porão, certo?

- Eu sei Appa.

Sussurro o fazendo me soltar:

   - Deixe-me ver.

Ele pedi ao erguer minha cabeça:

   - Não foi nada.

Afirmo o fazendo acariciar minha bochecha:

- Tome seus remédios... Para que os demônios vão embora.

Lay sorri ao me estender alguns comprimidos:

- Tenho que tomar todos?

Pergunto o fazendo concordar, então os tomei sem pestanejar:

- Agora, volte pra cama, preciso ir ate o consultório, no caminho aviso os policiais que seu irmão retornou.

   - Sim.

Me curvo diante dele e volto para cama, logo Suho adentra no quarto com Sehun ao seu lado:

   - Você tem certeza de que esta bem?

   - Sim.

Sehun responde ao ajeitar o pijama branca no qual veste:

   - Qualquer coisa é só me gritar, Okay?

   - Okay...

Ele responde fazendo Suho sair do quarto:

   - Como se sente?

Pergunto assim que o vejo deitar:

   - Confuso... Me sinto confuso.

   - Você nos preocupou.

Afirmo ao acariciar seus cabelos:

   - Mianhe...

Ele sussurra de olhos fechados ao pegar minha mão:

- Soo...

- O que foi Hyung?

- Senti sua falta...

Sehun me da uma breve olhada e logo fecha os olhos novamente... Adormeceu de mãos dadas comigo...

Onde ele teria passado esses dias? Quem o teria levado? Eu sei que não foi uma alucinação... Ou sera que... Que eu alucinei tudo aquilo?

As perguntas invadem minha mente... Eu não consigo dormir!

Me sento na cama e vejo a luz da cozinha ligada... Caminho ate a porta e desci as escadas lentamente:

   - Você sabe que não da mas pra continuar!

Escuro a voz de Omma sussurrando:

   - Eu sei Suho!

   - O que vamos fazer?

   - Não da pra fugi Suho... A gente se comprometeu.

   - Ou ou ou, não vem com essa de "a gente" não, você me enfiou nessa merda!

   - O que foi Suho... Ta cansado de banca a mãezona?

Lay sorri debochado ao vê-lo irritado:

   - Mas que porra, eu to cansado cara só isso... Cansado!

Suho bate a mão na mesa:

   - Shh....! Ta maluco? Ta querendo acorda a casa toda?!

   - Estão falando de quem?

Pergunto ao parar atrás dos dois os fazendo assustar:

   - K-Kyungsoo?

Lay solta um sorriso falso:

   - Não filho... É que... Eu pedi ajuda ao seu pai com o meu novo trabalho, eu to num papel importante em un novo dorama...

Suho tenta explicar aquela conversa distorcida:

   - Incrível como todo mundo nessa casa gosta de conversa de madrugada...

Afirmo os fazendo ficar serio:

   - E... Não era pra você estar na cama mocinho?

   - E o senhor... Não era pra estar no consultório?

Pergunto e ele sorri:

   - Claro... Eu... Já estava indo pra lá.

Ele dá um beijo rápido em Omma e depois um em minha bochecha:

   - Nos vemos amanhã.

Appa afirma ao sair pela porta:

   - Você... Precisa de algo? Seu irmão se lembrou de algo?

Suho me sorri... É incrível como as pessoas mudam de repente ao serem pegar no flagrante:

   - Não.

Afirmo ao subir novamente ao quarto... Caminhei pensando naquela conversa dos dois... Aquela história de "Papel novo" não estava me convencendo, sei que Suho é um grande ator na Coréia, mas... Aquilo... Não parecia atuação!

Hyung ainda estava dormindo e quando me deito na cama, ele busca me abraçar:

   - O que esta fazendo?

Pergunto confuso:

   - Quero dormir.

   - Você tem espaço suficiente do seu lado.

Afirmo o fazendo sorrir:

   - Eu sei, mas quero ficar aqui.

   - Vai pro seu canto Hyung.

Pedi mas ele não foi, adormeceu abraçando ao meu peito.







Acordo horas depois, ainda estava escuro lá fora mas Hyung não estava na cama, teria ele ido ao banheiro..? Quero levantar e ver se ele esta bem, mas os remédios que Appa me deu são tão fortes... Me sinto tão cansado...

Abro meus olhos e o vejo parado de frente para a porta do meu antigo quarto, ele conversava com alguém... e sorria lindamente para o mesmo:

   - Hyung.

Sussurro o fazendo se virar... Seu pijama branco estava manchado se sangue, assim como seu cabelo e suas mãos:

   - Você... Você se machucou...?

Pergunto em um sussurro ao tentar me levantar da cama, mas falho ao cair novamente na mesma:

   - Shhhhhh...

Sehun caminha ate mim com o dedo indicador sobrepondo os próprios lábios:

   - De.... De quem é esse sangue todo...?

Sussurro o fazendo sorrir e desce as escadas, quero ir atrás dele, mas não consigo... Mal posso me mexer... Droga, eu... Eu estou dopado!

   - Hyung...


Notas Finais


Eita ku!! 🔥🔥🔥🔥
E aquela CVS do Suho com o Lay em minha gente... Suspeito... Suspeito....


Ass: Namjoon-Senpai 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...