1. Spirit Fanfics >
  2. My Brother Namjoon, My Crush >
  3. O abraço caloroso do Jungkook

História My Brother Namjoon, My Crush - Capítulo 14


Escrita por: Maximosjorel

Notas do Autor


Foto do casal do momento... VKook. Desculpe RM, mas por enquanto estou a shipar eles.

Capítulo 14 - O abraço caloroso do Jungkook


Fanfic / Fanfiction My Brother Namjoon, My Crush - Capítulo 14 - O abraço caloroso do Jungkook

Os dias seguintes foram quase normais entre mim e o Joon.  Digo isso pois a gente meio que continuava sem se falar o que já era assim, o fato é que ele começou a chegar tarde no quarto, se deitava na cama e não me olhava. Claro, o fato dele não me olhar não é tão estranho, a questão era clara, ele estava me evitando. E então esse "não falar comigo" estava além do que era normal. Ele me chamava de pirralho só para me provocar, e agora, ele simplesmente não falava nada. Quando eu chegava na cozinha pela manhã, ele já estava saindo. Então resolvi fazer o mesmo, afinal eu iria respeitar a atitude dele.

No colégio, eu continuava andando com meus amigos. As vezes o Jungkook vinha me dá um oi, e eu procurava evitá-lo, pois não queria provocar o RM. Mas não era fácil ficar sempre distante do Kook, pois ele era persistente. E eu mesmo me sentindo nervoso com sua presença, o achava charmoso.

E então num desses dias, ao final da tarde quando, eu estava com dor de cabeça. Não me sentia bem, e como não queria incomodar meus amigos, não comentei nada, e fiquei esperando o RM sair para pedir carona.

O avistei se aproximar.

-- Nam-Joon - não queria provocá-lo -- posso ir com você? - procurei ser o mais direto possível.

Ele pareceu visivelmente surpreso com minha pergunta.

-- Você lembrou que tem irmão? - ele passa por mim, para e sem visualizar meus olhos ele continua -- Melhor você continuar fingindo que eu não existo e volte sozinho como sempre.

Senti um grande aperto no peito, e não sabia o que dizer. Então ele achava que o distanciamento era meu e não dele. 

O vejo entrar no carro sem nem olhar para mim. 

Como ele pôde falar isso? E minha cabeça piorou a dor, eu estava quase gritando sem suportar. Sinto tontura e quando vou pendendo alguém me segura.

-- Tudo bem V? - era o Kook me segurando quase me abraçando.

-- Estou com dor de cabeça.

-- Venha eu te levo pra casa.

-- Apenas chame um táxi.

-- Não. Eu te deixo.

-- Não precisa. - eu só queria evitar que o Joon me visse com ele.

-- Deixa de bobagem.

Ele me segura direito me guiando, segurando meu antebraço, e então ele me abraça. 

O Jungkook me abraçou do nada. Foi confortante. Mesmo não entendendo o motivo, a pressão em minha cabeça subiu e a dor piorou.

-- Por quê você continua me assediando?

Ele pareceu surpreso com minha pergunta.

-- Apenas deixe eu te ajudar V. Depois a gente conversa.

Sentia seu carinho por mim nas batidas do seu coração.

Pela primeira vez senti os sentimentos de outro por mim.

Então deixei ele me levar.

O Kook pilotava com cuidado evitando solavancos e ultrapassagens perigosas. Eu segurava em sua cintura, mas evitava abraçar seu corpo, segurava apenas na camiseta.

Minha cabeça estava ficando zonza. Me sinto tonto e a dor está insuportável. resolvo segurar envolta de sua cintura abraçando-o.

Seu corpo me passa segurança. Me apoio nele. A paisagem passa rápido.

Em frente a minha casa, Jungkook deixa a moto de lado, e fica na minha frente.

-- Quer que eu fique um pouco com você?

-- Obrigado Kook. 

Evito seus olhos. Mas ele me abraça novamente. 

-- Tome um remédio, e procure dormir logo.

Depois que entrei e fechei a porta. Senti meu corpo quente.

Senti meu coração bater diferente.

...

 


Notas Finais


RM: O Hyung chegou na companhia do Kook. Que porra eu estou fazendo? só consigo estragar cada vez mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...