1. Spirit Fanfics >
  2. My Bunny Hybrid (Jikook) >
  3. Chapter fifteen: "agent made love baby"

História My Bunny Hybrid (Jikook) - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Aproveitem👀🔞💕

E sim eu decidi deixar os personagens narrarem.

Capítulo 15 - Chapter fifteen: "agent made love baby"


Capítulo quinze: "agente fez amor bebê"

Jimin pov's

— sem graça — o azulado reclamou — mas vamos logo ao que interessa!, Vamos jogar verdade ou desafio.

Nós ajeitamos no chão da sala e começamos o jogo.

Até que foi bem divertido, a parte mais engraçada foi quando eu desafiei o Jungkook a ficar como coelinho e o Taehyung queria aperta ele.

Eles correram pela casa toda.

Depois disso não demorou muito pro meu coelinho ficar manhoso e querer carinho.

Eu já sabia que ele iria querer carinho uma hora ou outra.

— vem cá bebê — o chamei e ele se sentou no meu colo com uma perna de cada lado da minha cintura, e apoiou o queixo no meu ombro. Comecei a fazer carinho em suas orelinhas que era onde ele mais gostava.

Depois disso nós fomos jogar outros jogos, a casa do Taehyung tinha uma sala só pra isso.

Cara, o Jungkook aprende muito rápido.

Nas cinco rodadas de baralho, ele ganhou quatro e o yoongi ganhou uma.

Sem contar nos outros jogos, como bilhar, o mine golfo, e o mine campo de basquete.

Meu coelinho e um prodígio.

E Sim, essa sala era bem grande, na verdade casa toda era enorme, uma verdadeira mansão.

Enquanto agente jogava eu dava carinho pro meu coelhinho manhoso que ficava me pedindo a todo tempo.

Não que eu não goste, muito pelo contrário. Eu amo dar carinho pra ele.

Eu ainda estou estranhando um pouco ele todo manhoso assim.

Sim, normalmente ele é manhoso, mas não tanto.

Eu sei muito pouco sobre híbridos, então, qualquer detalhe é importante.

Será que e por que eu estou mimando ele Demais?

Ou foi por conta de ontem?

São muitas possibilidades.

Mas talvez eu só esteja ficando paranóico com isso.

— então, vamos ver um filme? — Hoseok sugeriu e nós formos pra sala, e eu fui levando Jungkook no colo, espero que ele não fique com sono agora.

Agente arrumou a sala é deitamos no chão, o filme era desconhecido por mim mas parecia ser de ação.

— carinho — o híbrido me pediu enquanto agarrava meu braço.

Aishi, eu ainda vou infarta com a fofura do Jungkook.

Eu apenas sorri e comecei a acaricia os cabelos negros do híbrido enquanto dava alguns beijinhos pelo seu rosto.

E ele soltava algumas risadinhas muito fofas.

E sério, até hoje eu me pergunto como puderam fazer mal a esse coelinho fofo.

Em fim, eu tenho que esquecer esse assunto é parar de ficar lembrando disso.

Eu continuei fazendo carinho no kook enquanto prestava um pouco de atenção no filme.

Sinceramente, aquele filme não estava nem um pouco interessante pra mim.

Tirei minha atenção dele é preguei minha atenção novamente em meu namorado.

Nossa, e tão bom falar isso.

Meu namorado.

Não sei por que demorei tanto pra pedir isso a ele.

— Jimin-ah

— Fala coelinho.

— me beija, por favor — novamente, eu apenas sorri e iniciei um beijo lento com o híbrido.

Oque não durou muito tempo, pós o moreno começou a deixar aquele beijo quente.

Era afoito, o híbrido aproveitou a velocidade do beijo e subiu em cima do meu colo, sem parar o beijo.

Eu nem estava conseguindo raciocina direito, aquilo estava tão gostoso, e ficando quente, eu não quis cogitar.

Eu apenas levei minhas mãos a cintura do híbrido e a apertei, fazendo ele resmunga e separa o beijo pela falta de ar.

Eu dei uma olhada nos três e 'tava uma pegação bem louca ali.

— vem, mas em silêncio — avisei e nos subimos pro andar de cima do maior silêncio.

Assim que entramos no último quarto, eu arrastei as fotos que estavam na cama pro chão.

Tirei todas elas.

Assim que tirei a última, Jungkook me empurrou na cama e subiu no meu colo.

Eu amo quando ele toma atitude.

Subi minhas mãos pelo corpo do moreno, até o pescoço.

E o puxo devagar pra juntar nossas bocas novamente.

Uma coisa era certa, eu já estava viciado no beijo do Jungkook, na boca dele.

E novamente começou a esquentar.

O barulhinho que nossas bocas faziam quando se descolavam e colavam de novo era ecitando.

Troquei de posição, deixando o híbrido por baixo de mim.

— Jimin-ssi, agente vai—

— sim, agente vai — o cortei. Vi um grande sorriso aparecer no rostinho angélical de meu namorado.

Suas bochechas fortemente coradas, os olinhos brilhando, e os lábios finos avermelhados por terem sidos chupados por mim.

Isso tudo aquilo era meu, somente meu, aquele visão maravilhosa era minha.

E hoje eu irei torna-lo inteiramente meu, e eu serei totalmente dele.

As peças das nossas roupas iam saindo uma por uma enquanto nois, nos beijavamos.

Jungkook era extremamente adorável com vergonha.

— não precisa ficar com vergonha bebê — distribui beijos pelos seu rosto — você é lindo.

Ele estava com um pouquinho de vergonha da ereção que tinha criado no meio de suas pernas.

Tão fofo.

Nós fizemos amor a noite toda.

Foi muito lento.

Os movimentos eram lentos, os beijos eram lentos.

E os gemidos e arfares eram baixos para somente nós dois ouvirmos um ao outro.

Aproveitamos cada momento, nos amando ao extremo.

Aquilo foi maravilhoso.

Eu cuidei dele com todo o carinho e amor que eu tinha por ele, e ele retrebuia da mesma maneira.

— Jimin-ssi, o kook amou — disse quando se deitou do meu lado.

— foi bom kook?, Você gostou?

— muito, eu me senti muito bem, foi melhor do que o TaeTae me explicou — tive que rir — agente fez sexo não é?

— não, agente fez amor bebê — ele sorriu pra mim, e eu acaricei o seu lindo rosto. — agora, vamos dormir, está cansado não e mesmo?

— Sim, vamos dormir — deitou em cima do meu braço, e com o mesmo braço eu abracei seu tronco nú.

— boa noite.

— boa noite Jimin-ssi.

Eu só sei que enquanto o híbrido dormia em meus braços, eu chorava no meio da madrugada.

Chorava por que eu o amava muito, demais.

Porra, não me imagino mais sem aquele coelinho.

Ele é muito importante pra mim, e oque nós fizemos foi tão lindo...

E meu coração ainda estava acelerado, e eu sentia cada batida forte.

Eu nunca amei ninguém como estou amando o meu coelinho.

Eu com certeza não me arrependo de te-lo salvado naquela noite chuvosa.

— Jimin-ssi, tá chorando? — disse sonolento.

Que droga, eu acordei ele.

— não, não — enxuguei meu rosto, minha voz saiu meio embargada.

— Não mente pro kook Jiminnie — beijou minha bochecha. — por que o Jimin-ssi tava chorando?, Diz pro kook.

— eu estava chorando por que estou feliz coelinho.

— mas, chorar não é quando estamos triste?

— Também, mas também choramos de felicidade.

— e por que o Jimin-ssi chorou de felicidade?

— por que eu te amo kook, oque agente fez foi lindo, eu nunca amei ninguém como eu te amo — algumas lágrimas ainda insistiam em cair. — eu estou muito feliz.

A felicidade que eu estou sentindo e muito grande, eu me sinto muito bem.

— o kook também te ama Jimin-ssi — me abraçou — Você é muito importante pro kook.

E agente dormiu assim, abraçados e fazendo carinho um no outro.

Quando acordei já era umas dez e meia da manhã.

E tinha um certo anjinho dormindo em meus braços.

Com a bochecha amassada no meu braço, e a boquinha entre aberta.

Tão perfeitinho.

Me levantei devagar para não acorda-lo.

Fiz minhas higienes no banheiro e desci pro andar de baixo, vendo o azulado assistindo TV.

— Bom dia — me sentei aí lado dele.

— Bom dia, Eai, como foi a noite em?? — me olhou curioso.

— foi ótima — me joguei na costa do sofá com um grande sorriso no rosto — melhor noite da minha vida.

— você cuidou bem do kook né, e não esqueceu de usar camisinha?

— Claro que cuidei, foi devagarinho, e sim, eu usei camisinha.

— Meu deus você fica todo meloso falando assim. ainda bem que lembrou de usar— voltou a atenção na TV.

Que abusado, e claro que eu iria lembrar.

— isso por que não era você que escutava o seu melhor amigo choramingando por aí, por que gostava de dois, e quando vocês começaram a namorar era uma melosidade só.

— cala a boca brotinho.

— Até hoje com essa de brotinho? — falo indignado. isso e bullying com pessoas baixinhas.

— claro, nunca vou esquecer esse apelido, você é baixinho, combina certinho — revirei os olhos. — Até o Jungkook e da sua altura.

— Tá, vamos parar de falar da minha altura, cadê os outros dois?

— saíram, disseram que iam fazer algo de importante, mas até agora não voltaram.

— Hm, eu vou tomar café da manhã, e fazer o do Jungkook também, não sei quando ele vai acordar.

— Tá escrito na sua testa, “Sou, baitola pelo meu coelhinho”

— Vai se ferrar — rir — se bem que e pura verdade

— Aah meloso!


Notas Finais


Entaum

Jikook fez amorzinho🙈💕

Foi bem bonitinho😳

Desculpem pela demora viu!, Mas agora eu tô de volta.

Espero que não tenham desistido de mim Ksksk

Os personagens que vão narrar daqui pra frente, junto com a autora :3

Até quarta moon's💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...