1. Spirit Fanfics >
  2. My Bunny Hybrid (Jikook) >
  3. Chapter two: "why don't you stay here?"

História My Bunny Hybrid (Jikook) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Chapter two: "why don't you stay here?"


Fanfic / Fanfiction My Bunny Hybrid (Jikook) - Capítulo 2 - Chapter two: "why don't you stay here?"

Capítulo dois: "por que não fica aqui?"

Certo, aquilo estava deveras estranho, tinha um corpo de um garoto jogado na frente de sua casa, mas o estranho é que ele tinha... Orelhas?, Orelhas de coelhos, e um rabinho felpudo como um pompom, mas por que era assim?, Por que estava jogado ali?, Estava... Morto?

Essa é muito mais perguntas surgiam na cabeça do park, mas a última foi descartada quando viu a orelha esquerda se mexer um pouco, estava vivo!, Ao menos isso lhe deixou calmo, mas com certeza oque mais se espantou, foi quando vio machucados horríveis por todo corpo do garoto, olhou para seu rosto e... Ele era tão bonito, e fofo, a chuva que começou a cair mais forte o fez se desligar de seus pensamentos

– oque eu faço? - se pronunciou pela primeira vez, não iria deixa-lo ali, o pegou no colo e o levou pra dentro de casa

Não sabia onde o deixar então o levou para o banheiro e o deixou na banheira, o secou devagar para não pegar em seus machucados, e ele teve que trocar a roupa do garoto, ele apenas trajava um shorte colado preto, o vestio com uma roupa sua confortável e o deixou na cama

Ficou adimirando ele dormindo ali, ficou surpreso que até agora não tinha acordado, observou as orelhas, o rabinho, o dentinho, e lembrou que já leu um livro com uma ficção assim, o nome era: híbrido, isso!, Pegou seu notebook e foi pesquisar, e achou, ele era realmente um híbrido, mas na página dizia que eram seres não existentes, mas então, por que ele estava ali?

Observou o garoto ali, penssativo sobre oque fazer em relação a ele, tinha tantas perguntas. Derrepente ele abre os olhos, e olha o local com a respiração acelerada, assim que avistou Jimin recuou bruscamente para trás

– quem é você!? O-onde eu tô! - ele dizia assustado

– Ei Ei calma - se aproximou

– f-fica longe de mim!, Eu já escutei várias vezes esse "ei calma"

– ok, ok, eu fico longe tá bom? - se afastou - fica calmo eu não quero te machucar

– onde eu estou?

– na minha casa, eu te encontrei na chuva desmaiado então eu te trouxe e te enxuguei, e coloquei uma roupa em você

Nessa hora o coelinho olhou para suas vestes e olhou para o rosto de Jimin, o intérpretou mal, as roupas eram quentinhas e confortáveis e o rosto dele não tinha maldade

– m-me desculpe... Obrigado por ter me ajudado - falou tímido olhando pro chão

– tudo bem, e... Eu posso me aproximar?

Mesmo com receio o coelinho deixou, Park se aproximou e se sentou na cama

– bom... Eu tenho muitas perguntas mas acho melhor deixar isso para depois, está com fome?

– s-sim... Mas eu não quero incomodar, eu vou embora

– ei espere!, Você... Tem pra onde ir? - o híbrido negou - então... Por que não fica aqui?

– ficar aqui?, M-mas eu não tenho nada para— - Jimin logo entendo oque eles quis dizer é o cortou

– ei eu não quero nada em troca ok?, Eu quero te ajudar - sorrio singelo

– mesmo? - pela primeira vez o coelinho deixou um sorriso se mostra nos seus lábios finos, um sorrio muito fofo de coelho que fez o coração de Park acelera mais rápido de tão fofo que era

– sim - afirmou - seria uma ótima companhia ja que vivo sozinho

– ok então!, O kook fica! - e ele deixou uma voz fofa sair e a fala em primeira pessoas deixou tudo mais cute, kook era seu nome?, Pensou Jimin

– meu nome é Jimin, Park Jimin, mas pode me chamar só de Jimin

– okay, Ah desculpe, meu nome é Jeon Jungkook, mas eu gosto do apelido kook!

– posso chamar de kookie?

– Ah, pode

– muito bem, vamos descer?, Ai eu te faço algo para comer

– certo... - disse triste

– ei oque foi?

– se o kook falar... Vc não vai castigar?

– por que eu te castigaria?

– e que... E-eu não quero comer pão - ruborizou

– eu não vou te dar pão coelinho - rio - vou te dar qualquer coisa dá sua preferência pra comer

– tem outras coisas pra comer?

– Ah, tem?, Por que?

– e que sempre davam pão pro kook comer, pão e água

Aquilo realmente partio o coração de Jimin, queria saber a onde Jungkook morava e por que tantos machucados em seu corpo, por que fizeram mal ao Jm híbrido tão fofo e inocente?

– olha, vamos conversar sobre isso depois que você comer ok? - o híbrido concordou - antes de você ir dormir, eu irei cuidar de seus machucados

– v-vai doer?

– Não, não, mas talvez incomode um pouco por esta tendo um contato com alguma coisa na suas férias aberta, mas vai melhorar tá bom? Confia em mim?

– o-ok... Eu confio!

– ótimo, vem vamos descer

Jimin saia do quarto e logo Jungkook vinha atrás, ele andava de vagar por conta dos machucados, aquilo fez Jimin querer matar quem fez tanto mal a esse pobre coelinho inocente, certamente não merecia sofrer. Assim que ele saio do quarto, Jimin pegou em sua mão e os dois desceram as escadas, o coelinho estava com as bochechas avermelhadas de vergonha, pelo toque

– gosta de biscoitos?

– biscoitos? Oque é isso?

– Ah... Você vai ver, vai provar na verdade, acho que você vai gostar


Notas Finais


Até o próximo💜
.
.
.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...