História My Bunny. (Jungkook) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook)
Tags Appa, Eu_taegeuk, Filha, Jeon Junkook, Jungkook, Pai, Swag, Tio
Visualizações 72
Palavras 925
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa por está tão sumida esses dias.
Eu realmente estou sem tempo e também a inspiração não vem mais como antigamente.
O ensino médio realmente puxa muito...
Bem, aqui está mais um capítulo, eu realmente não sei se vocês gostam dessa fanfic, comentários são tão importante quanto favoritos.
Eu espero que gostem, bom capítulo e até mais.

Capítulo 4 - Capítulo IV


Fanfic / Fanfiction My Bunny. (Jungkook) - Capítulo 4 - Capítulo IV

Jungkook:On.

Estávamos assistindo na sala quer dizer, Junny estava. Eu apenas organizava coisas da empresa no meu computador. Parecia ser algum documentário ou algo do tipo.

- “Se você tiver o tipo de sangue O negativo deve tomar cuidado.” – A televisão falava.

- Desligue! – Julie fechou os olhos e tampou os ouvidos, enquanto eu desliguei a televisão. – Essa televisão é horrível.

- Não tem porque se assustar. – Desliguei a televisão e passei a mão no seu cabelo. – Está na hora da senhora tomar banho.

- Eu vou morrer também? – Ela tirou as mãozinhas das orelhas e olhou pra mim.

- Do que você está falando? Você só tem seis anos. – Digo colocando minhas mãos de baixo dos seus braços a levantando. – Você vai viver muito ainda.

...

Vocês devem estar se perguntando como vem sendo minha vida desde da Julie, bem... Eu só tenho a agradecer Julie me faz chegar cedo em casa e eu não faço mais coisas irresponsáveis como ficar fora até tarde, beber, discutir com a vizinha por causa do cachorro dela que rasgava minhas sacolas do lixo, agora é bem mais de boa. Até fazer amizades com as mães da empresa eu fiz, elas sempre veem me perguntar como vai indo a Julie se ela se sente bem. Alguns “amigos” meio que se afastaram, mas confesso não sentir falta nem um pouco e até agradeço as vezes, obrigada Deus.

Sobre a Julie eu ainda não sei muita coisa, ela não se abre muito, mas pelo ao menos eu sei que ela é uma boa menina e isso é o que importa.

Uma buzina me tira dos meus pensamentos, percebo que o sinal está aberto e continuo meu caminho.

...

- Então como foi hoje na escola? – Pergunto pra menina sonolenta que está nas minhas costas enquanto caminho em direção ao carro.

- Fiz amiguinhos. – Ela responde seguida por um bocejo.

-E eles são lega- E antes que eu termine de perguntar ela cutuca minha bochecha soltando um “fofo” depois.

Chego até o carro e a coloca na cadeirinha de trás.

...

Já em casa na sala enquanto Junnie dormia, olho para o registro de certidão na minha mão e me pergunto será que a Julie gostaria de rever a mãe dela?

Telefone toca.

- Alô?

- Oi filho, é a mamãe, como está indo? 

- Bem, não se preocupe. Mãe, eu estou pensando em ir ai no final de semana, procurar alguma pista sobre a mãe da Julie.

- Oh sim claro, vou fazer um almoço maravilhoso, se aqueça bem e não esqueça de Julie.

- Ok, até mãe.

- Até filho, fica com Deus e é bom você ter jogado aquela cueca furada fora.

-  Boa noite,  Dona Jeon- Desligo o celular em seguida.

...

- Olha Tio, era ali que eu morava. - A menor diz olhando pela janela.

- Hum rum. Sente falta?

- Não sinto falta dali, mas sinto saudades do vovô as vezes. - Levantei minha mão e acariciei seu cabelo.

- É normal senti falta das pessoas as vezes.

- Tio... - Ela falou e olhou dentro dos meus olhos. Ela não sabia o quanto aquele olhar me metia medo as vezes, eu nunca sabia se podia ou não responder o que ele iria perguntar - Seus pais vão gostar de mim?

- Claro. - Sorri amigável. - E se eles não gostarem de mim?

- Eles serão idiotas. 

- Me perguntaram na escola se você é meu pai...

- E o que você disse?

- Eu disse que não, aí eles perguntaram o que você é, eu disse que não sei... Então um garotinho disse que eu não preciso de um pai, ele chamou os meus coleguinhas de bobos.

- E você foi brincar com o garotinho?

- Sim, somos amigos agora. Ele me disse que a mãe dele se separou do pai dele, será que a minha mãe foi embora por que se separou do vovô?

- V-você gostaria de vê-la?  - Perguntei enquanto a mesma só olhava pra janela, ela nada respondeu - Chegamos vem. - Disse puxando sua mão, enquanto terminava de ajeitar a mochila nas costas. 

...

- Oi filho! - Minha mãe falou sorridente e a menor se escondeu atrás das minhas pernas. - Oi Junny, eu estou fazendo bolo de chocolate, quer um pedaço princesa? - A menor sai de trás de mim timidamente e vai até minha mãe, então as duas seguem juntas para a cozinha.

- Um bom filho a casa retorna. - Meu pai fala sentado no sofá enquanto lê o jornal. - Oi pai. - Sentei na poltrona ao lado dele.

- Então, como está sendo pra você ser pai? - Ele dobrou o jornal o colocou em cima da mesinha e olhou diretamente pra mim. - É estranho saber que alguém precisa de mim, tipo eu sinto que agora tenho alguém pra meio que me prender aqui, mas ao mesmo tempo quando ela sorri pra mim, eu não sinto mais peso sobre minhas costas.

- Eu me senti assim quando você nasceu Jungkook. - Ele colocou a mão no meu joelho e acariciou que nem quando eu era pequeno. - Você vai se orguhlar disso um dia, eu sempre tenho esse sentimento quando olha pra você.

...

Era noite estávamos todas ao redor da mesa, meu pai do sentado do lado da minha mãe e uma Junny toda suja de molho do meu lado. De repente a porta é aberta de uma vez.

- Eu não acredito que você ficou com ela Jungkook?! 

 

 

 

 


Notas Finais


Fiquem com Deus, meus nenéns <3
Se alguém quiser me mandar alguma pergunta: https://curiouscat.me/LouIvina
Comentem, beijos e até mais.
Obs: Desculpa pelos erros de digitação.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...