História My Cannibal Deer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eddsworld, Originais
Personagens Edd, Eduardo, Jon, Mark, Matt, Patryk, Paul ter Voorde, Personagens Originais, Tom, Tord
Tags Tomtord, Tordtom, Universo Alternativo
Visualizações 189
Palavras 1.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Policial, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ciao amores & amoras!
Finalmente volto com essa fanfic, porém eu decidi reescrever a mesma.
Mas o por que de reescrever?
Por que, hm...achei que poderia melhorar um pouco mais a história.
Pois bem, eu fui novamente rever hannibal como também fui ver o filme (nada pesado) da série.
Bom, sim tord vai encontrar o thomas e etc.
Porém de uma maneira diferente (ou não) espero que gostem do 'Remake' do prólogo desse capítulo.

Boa Leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Frio, o cheiro de gasolina adentrando minhas narinas. É algo traumatico de se imaginar à acontecer com um simples garoto de 5 anos de idade.

É, aquele mesmo garoto indefeso, que sintia dor emocional e medo, era eu.

Perdi meus pais muito novo, ao decorrer do meu crescimento. Foi-se descoberto que eu sofria de doenças psicológicas, entre elas paranóia e alucinações.

Relembrar á minha infância é quase a mesma coisa que pedir para que eu relembre meu trauma, meus pais mortos e eu sendo um completo idiota por não conseguir ajudar em nada.

Ah, quer saber como meus pais foram mortos huh? Num acidente de carro proposital. O motorista fugiu sem ajudar em absolutamente nada, enquanto á mim estava preso num simplório cinto, abraçado ao meu urso de pelúcia. Com milhares de cacos de vidro no corpo, com lagrimas escorrendo ao ver meus pais mortos, seus rostos estavam palidos, seus olhos sem vida.

Deve estar se perguntando quem eu sou não? Bom serei educado e irei me apresentar formalmente, Sou Thomas Ridgewell, filho do falecido Charles Ridgewell & Thana Ridgewell. Um casal de um famoso psicologo & uma famosa estilista.

Atualmente sou um investigador policial de força tática, já trabalhei no NCIS e atualmente trabalho no FBI.

E meus amigos são Matthew RoseWood & Edward Gold.

Como também um conhecido como meu psicólogo Tord Larsson, não que ele seja corrupto mas está em investigação policial secreta huh.

Há pessoas que me acham completamente estranho, pois por alguma maneira consigo ter qualquer "empatia" com assassinos, seriais killers, criminosos, psicopatas e sociopatas & pessoas normais, oras, meus olhos já não eram tal destaque, sendo eles escuros como a mais sombria noite.

Como outros acham que possuo poderes sobrenatuais, mal eles sabem da tal verdade.

Sem mais qualquer demora á mais vamos á esse evento, que mudará minha vida completamente.

~×~×~×~×~×~×~

{Autor's Point Of View}

~Apartamento ridgewell, 4 horas da manhã/Madrugada~

Era uma madrugada fria, e parecia que o dia também seria.

Thomas estava dormindo profundamente, ao lado da cama mas exatamente no criado-mudo haveria vários analgésicos e calmantes. Como também garrafas vazias de vodka e outras bebidas alcoólicas, até que seu celular começará a tocar.

Thomas murmurou em resposta, estava uma enxaqueca pesada, sua cabeça latejava completamente. Havia acordado de mal humor, logo foi procurar seus óculos para que finalmente tivesse a oportunidade de calar a porra do celular.

Assim que achou e colocou os óculos, viu quem estava chamando.

Para sua nada surpresa, era Edward mas apelidado por Edd, Thomas deu um mínimo suspiro, logo atendendo o tal.

- Alô, alias o por que que caralhos você esta me ligando á essa hora. São 4 e pouco da madrugada. - disse thomas ríspido.

- Acalma bela adormecida, estamos lhe acordando agora como também ligando pois as 5 o comandante estáva nos chamando pra resolver outro daqueles casos tom, agora levante-se e arrume-se pois logo logo eu e o matt estamos indo aí de te buscar. - disse edd o confrontando, assim antes que o de olhos negros podesse responder o mesmo desligara o telefone.

Thomas deu um outro suspiro, logo se levantando da sua confortável cama e pisando no chão frio do apartamento. Foi-se para o seu guarda-roupa, colocando sua roupa básica de trabalho junto á um casaco preto de frio.

Pegou seus outros itens, assim indo á cozinha preparar um pouco de café.

Porém um som de buzina alto foi ouvido pelo de olhos negros que suspirou, e pegou as chaves de casa assim saíndo de seu apartamento e o trancando.

E calmamente indo ao carro de Edd e se sentando no banco do passageiro, Matt havia lhe entregado um copo de café ainda quente.

Thomas secretamente degustava o agradável cheiro da cafeína e sem quaisquer demora bebendo o líquido quente.

《Time Skip》

~Central do FBI, 6 horas da manhã~

Finalmente eles haviam chegado na central que se localizava no mínimo 6 ou 7 km de distância, quase num local isolado e seguro.

O trio adentrava a instalação, onde o comandante Corrupto os aguardava junto á vários arquivos, ao chegarem a sala. Thomas entrou na mesma, assim sendo surpreendido pela quantidade de arquivos que deveria trabalhar.

Murmurou bem baixo tais palavras, assim pegando a grande e exagerada quantidade de arquivos e indo á sua sala.

Após meia hora depois de estudar todos os arquivos, ele foi enviado á um hotel local bastante popular por receber turistas de todo o mundo.

Os donos do hotel haviam acionado a polícia local, que cujo a mesma logo acionou o FBI para o caso.

Ao chegar no hotel, thomas ultrapassou as faixas amareladas que continham a escritura de "não se aproxime".

Foi conversar imediatamente com o capitão dos policiais, que logo o mesmo o levou ao quarto 459 a cena do horrível e chocante crime.

Era algo grotesco, corpos de duas pessoas completamente nús, com as costas e barrigas abertas. A pele que continha nas costas das vítimas foram esticadas e presas para que se assemelham-se asas, e as próprias vitimas estavam ajoelhadas com as mãos juntas.

Seus órgãos haviam sido retirados, assim deixando o quarto e seus móveis completamente ensanguentados.

Já não era surpresa á thomas, essa cena é parcialmente parecida com um serial killer que estava no rank dos mais procurados pelo FBI.

Thomas pediu para que a equipe de análise forense entrasse na cena para recolher provas e também DNA, enquanto o de olhos negros Foi-se interrogar o dono do hotel.

Assim descobrindo o nome das vítimas, sendo elas: Jake & Jane McLean.

Após isso a área foi isolada, e thomas acompanhou a equipe forense para continuar a tal investigação.

《Time Skip》

Thomas havia terminado seu trabalho, mas não a investigação em si.

O mesmo seguiu sua rotina, foi a taverna mais próxima onde começou a se embebedar.

Até ficar completamente bebado, assim logo deixou o dinheiro no balcão e saiu da taverna cambaleando.

Caminhava pelas ruas frias, completamente desorientado, logo suas alucinações atacaram.

Thomas caminhou por uma rua que se envolvia numa mínima floresta, onde fora ouviu passos de cascos e ouviu um pequeno barulho atrás de si.

Ao virar para trás, viu uma criatura irreconhecível pelo menos a sua silhueta, característica notável daquele monstro era seus grandiosos e afiados chifres como também seus dentes e garras afiadas o suficiente para rasgar uma pessoa por completo, ou até mesmo á transformar em pequenos pedaços.

Em um movimento rápido a criatura havia o atacado, o arranhando nas costas. Deixando uma grande marca, logo thomas por conta do ferimento grave, sua visão havia ficado turva e o mesmo desmaiou.


Notas Finais


Então gostaram do Remake? (espero que sim ;u;)
Agradeço pela sua leitura, até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...