1. Spirit Fanfics >
  2. My captain >
  3. Capítulo 4

História My captain - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Capítulo 4


Acordo em uma sala escura e fria. Minhas roupas haviam sumido, deixando apenas um short e um top para combrir minhas intimidades e minha perna, barriga e cabeça estavam enfaixadas e latejavam de dor.

S/n: onde estão as minhas roupas?? 

Falo cobrindo meu corpo com um pano fino que estava ao lado da minha cabeça e tentando me levantar

Bertholdt: é melhor você ficar deitada!! É sério Reiner, que ideia maluca foi essa de trazer essa menina

Reiner: eu gosto dela tá bom!! E a culpa do eren ter fugido foi sua 

Então o eren conseguiu fugir!! Me sinto um pouco mais aliviada.

Reiner: eu disse que era pra você ter cortado os braços e as pernas dele, assim ele não iria fugir 

Bertholdt: achei que ele não iria se transforma com ela por perto 

Minha cabeça latejava, coisa que só piorava com o fato deles estarem gritando 

S/n: vocês podem parar?

Eles me ignoraram completamente e continuaram a brigar 

Bertholdt: você tinha logo que pegar a garota do Levi ?

Garota do Levi? Que merda é essa ?

S/n: garota do Levi sua bunda 

Reiner: tá vendo!! Ela é perfeita!! Talvez ela consiga herdar algum titã

Bertholdt: tá doido ?

Herdar algum titã? O que ele quer dizer com isso?

Reiner: ela e inteligente e talentosa 

Zeke: da pra vocês calarem a boca? Temos que levar o eren e não essa menina!! Reiner, nossa missão era pegar o eren e não ela 

Reiner: podemos usá-la para atrair o eren 

Bertholdt: ele, o Levi, a hange e o erwin 

Enquanto eles gritavam um com o outro eu tentei olhar o quarto e calcular maneiras de fugir. vejo meu DMT jogado no canto do quarto. Será que eu consigo? Ele provavelmente não está completamente abastecido, e pelo barulho do lado de fora estamos rodeados de árvores. Isso certamente é bom, porém eu não faço ideia de onde estamos e o quanto estamos longe da muralha Maria. Droga 

Zeke: bertholdt, quero que você fique de guarda lá fora 

Ele confirma com a cabeça!! Parece que finalmente pararam de brigar 

Zeke: Reiner, cuide dessa menina e não deixe ela fugir!! Quero ela para um plano futuro 

Reiner: você vai machucar ela?

Zeke: se for preciso!! Se dependesse de mim você deveria ter esmagado ela quando teve chance, eu adoraria dar o corpo morto dela de presente para o erwin

Erwin? Ele conhece o erwin? Eu nunca tinha visto ele antes, como ele poderia conhecer o erwin?

S/n: você conhece o erwin?

Seus olhos se voltaram para mim e com um sorriso no rosto ele sentou ao meu lado 

Zeke: claro que conheço!! Você não lembra de mim s/n? 

S/n: de você? Eu conheço o Reiner e o bertholdt, mais eu nunca vi você na vida 

Zeke: então a grande s/n não lembra de mim!! Vou refrescar a sua memória...

Ele olhou para o Reiner que deixou o quarto logo em seguida

Zeke: seu pai me treinou ou você já esqueceu!! Eu sempre cuidava de você

S/n: você está mentindo, quem costumava brincar comigo era o erwin, a hange e o Levi!!

Zeke: pobre s/n, perder seu pai também te  fez perder a memória? 

As minhas memórias daquele dia começam a clarear. Ele era um dos ajudantes do meu pai, mais que isso até. 

Zeke: nosso plano para acabar com vocês é bem mais antigo, o bertholdt e o Reiner não foram os primeiros a se infiltrarem no meio de vocês

S/n: não pode ser 

Zeke: seu pai aceitou tão bem a minha história!! Meus pais morreram por um titã e eu fiquei vagando do lado de fora da muralha, é uma boa mentira não acha? Como eu era jovem o seu pai cuidou de mim. Mais um dia ele descobriu todo o meu plano, então eu me transformei e comi ele 

S/n: você o que ? 

Zeke: ele tinha um gosto tão bom 

S/n: PARA!! 

As lágrimas desciam rapidamente pelos meus olhos. Isso não pode estar acontecendo

S/n: você tá mentindo, meu pai morreu em batalha!! Ele deu seu coração para cuidar de todos dentro da muralha

Zeke: ah pobre s/n 

Ele levou sua mão até meu rosto acariciando minhas bochechas. Eu não conseguia me mecher, não conseguia acreditar. Uma cena do meu pai dizendo "eu nunca serei comido por um titã, venho me tornando cada vez melhor para que isso não aconteça" passa em minha cabeça. 

Zeke: eu até que gostava do seu pai, mais ele atrapalhou muito os meus planos. Eu fui visto me transformando e comendo ele, tive que voltar antes do previsto. Parece que aqueles que você tanto ama te esconderam a verdade

Não é possível!! O erwin não sabe, certo? Ele não pode saber, nenhum deles pode saber!! Eles teriam me contado 

Zeke: eu respeitava seu pai! Achava que ele era bem forte. Porém, comer ele foi tão fácil que passei a duvidar disso 

Avanço para cima dele. Caímos no chão e apesar de muito machucada consegui prender o mesmo em baixo de mim 

Zeke: é bom ver como você cresceu s/n!! Se continuar assim vai acabar morrendo como ele 

Ele olha em direção a minha barriga e ela voltará a sangrar por causa do esforço

Zeke: eu tô bem impressionado, mesmo com a perna quebrada você conseguiu me derrubar!! Talvez a vida miserável do seu pai valeu de alguma coisa 

Minhas lágrimas deixavam meus olhos embasados, mais isso não me impediu de apertar seu pescoço fortemente

S/n: seu..seu filho da puta!! 

Ele ria enquanto eu dedicava toda a minha força em apertar o seu pescoço

Zeke: ma..mais fo...forte que...querida 

A porta se abre fortemente e sou tirada de cima do mesmo pelo Reiner e pelo bertholdt

S/n: você é um mostro!! EU TE ODEIO 

Reiner: s/n, para por favor!! Você vai se machucar mais ainda 

S/n: EU VOU TE MATAR!! NEM QUE SEJA A ÚLTIMA COISA QUE EU...

minha visão mais uma vez vai apagando 

                 ~narradora on~

S/n havia apagado mais uma vez!! Enquanto bertholdt refazia seu curativos os outros discutiam 

Zeke: ela merecia saber a verdade

Reiner: você tinha que contar logo agora? Olha o estado dela 

Zeke: se ela morrer o nosso plano vai continuar o mesmo, que diferença vai fazer ?

Reiner: que diferença vai fazer? Seu monstro sem coração

Zeke: mostro sem coração? Você esqueceu que matou dezenas de pessoas quando abriu a muralha? 

Reiner se cala e zeke pareceu satisfeito com sua ação

Zeke: precisamos enviar uma mensagem para dentro da muralha

Bertholdt: como vamos fazer isso? Todos já sabem que somos titãs

Zeke: eles não me conhecem!! Apenas o meu antigo esquadrão

Reiner: que por acaso é o mesmo do Levi, é muito arriscado

Bertholdt: eles vão vim nós procurar, se ficamos aqui uma hora ou outra eles vão nós achar. Levi não deixaria ela aqui, ela é especial para ele 

Zeke: então vamos espera 

Reiner: você acha que o eren vem? É claro que ele não vem 

S/n: eles não vão vim 

Bertholdt: que susto garota!!

               ~ s/n narrando~

Minhas mãos e pés estavam amarrados e minha barriga doía bastante, ainda mais quando o bertholdt encostava seus dedos gelados nela 

Reiner: estamos falando de você, não é qualquer coisa para aqueles três

S/n: o erwin me conhece, sabe que sei me cuidar!! Ele sabe também que vim até aqui seria muito perigoso

Zeke: então você está insinuando que eles vão te deixar?

Meus olhos param nele que a pouco tempo estava com o pescoço em minhas mãos, tudo o que ele disse pareceu pesar mais quando eu olhei em seus olhos 

S/n: eles vão dar um jeito, e se não houver forma de me resgatar sem por em risco o eren eu ficarei aqui com vocês

Zeke pareceu bravo com a minha fala, ele sabia muito bem que isso era verdade. Ele sai do quarto sendo acompanhado pelos outros. Eu preciso fugir, preciso dar um jeito de sair 

Vou esperar o anoitecer, onde a guarda e mais baixa e eu não vou ter que lidar com os titãs. Tento forçar minhas pernas para que elas se soltem das cordas, depois de muito tempo percebo que não iria dar certo. Levo minha boca até meu braço e começo a morder a corda, pareceu dá mais certo. Fiquei comendo a corda até que ela ficasse fina o bastante para que eu tirasse meu pulso de lá. Solto minha outra mão e meus pés. Coloco o pano fino ,que antes cobria meu corpo, em cima dos meus pés. Escondendo o fato de que eu havia me soltado. Escondo minhas mãos em baixo do travesseiro. Tenho certeza que eles não vão ver, são idiotas. 

A porta e aberta e o Reiner entra com uma bandeja de comida. Droga, como eu vou comer sem revelar minhas mãos? Ele senta ao meu lado e estende a bandeja, viro o rosto para outro lado. Vamos Reiner, é só me deixar em paz 

Reiner: tente comer um pouco s/n, seu corpo está fraco 

S/n: pode sair por favor? Não quero alguém como você me olhando comer 

Ele abaixou um pouco a cabeça, depois de deixar a comida ao meu lado foi embora. Pego a comida e tento comer o mais rápido possível 

Depois de um tempo sozinha encarando uma das janelas, a porta é aberta novamente e alguém que eu definitivamente não queria ver entrou junto ao Reiner

Reiner: que bom que você comeu 

Zeke: calma, como você comeu s/n? 

S/n: com a boca?

Zeke: como você comeu se suas mãos estão amarradas? 

Droga 

Zeke: saia!! Agora 

Ele encarava o Reiner. Seus gritos o fizeram sair dizendo "ela está machucada yeager, pegue leve" 

Zeke: você acha que pode me enganar? Você pensa que eu nasci ontem?? 

S/n: você é tão imbecil que eu não me surpreenderia se você não percebesse

Zeke: minha paciência com você já se esgotou 

Ele segurou o meu maxilar com força, me levantando da cama 

Zeke: eu não sou idiota garota, mais uma dessas e você vai voltar pra casa morta 

A porta e aberta com força e um bertholdt preocupado entra no quarto 

Bertholdt: tem um grupo de titãs nós atacando!! Eles vão entrar aqui!! 

Zeke me solta rapidamente e corre junto com o bertholdt. Essa é a minha chance

S/n: depois eu que sou a idiota 

Me levanto da cama com dificuldade e vou até o meu DMT 

S/n: como eu imaginei, ele não tá abastecido totalmente

Eu vou ter que me virar com isso. Abro a janela e me jogo para fora. Assim que bato no chão, me levanto e vou correndo até uma das árvores. Aciono o DMT e consigo pegar certa velocidade pelas árvores. Ao que parece não estamos assim tão longe da muralha Maria 

Minha perna doía e o ferimento da barriga abriu novamente junto com o da minha cabeça, acho que me jogar da janela não foi uma boa ideia. 

S/n: vamos s/n!! Você consegue 

Às árvores haviam acabado e a única coisa que me restava era correr pelo enorme campo aberto. O sol já estava se pondo mais o medo de encontrar um titã ainda habitava meu coração. Tive que seguir firmemente depois de passar pela muralha, eles não estavam lá.

S/n: é claro que eles não iriam ficar aqui me esperando 

Depois de um tempo correndo vejo a tropa de exploração andando um pouco a frente. Meus pés cambaleavam e da minha boca não saia voz. Eu queria gritar, mais eu estava tão fraca 

S/n: l..levi 

Por que eles não estão indo a cavalo? Por que estão caminhando? E por que alguém não olha pra trás? 

S/n: e..eren 

O sangue da minha cabeça já se espalhava com as lágrimas quando finalmente alguém olhou pra trás

Levi: s/n? 

Quando o capitão veio correndo em minha direção meu coração disparou e eu só queria está em seus braços. Ele finalmente chegou até mim e eu me joguei em seus braços o melando de sangue, coisa que deve ter deixado ele super incomodando 

Levi: que bom, que bom que você está viva 

S/n: não vai ser dessa vez que você vai se livrar de mim 

Ele me afastou um pouco, tirou sua capa e vestiu ela em mim, por um momento eu tinha esquecido que estava sem roupa. Ele me olha e sera o meu rosto com suas mãos

Levi: eu não quero me livrar de você, muito pelo contrário...

Eren: s/n!!! 

Levi me solta assim que o eren chega. O meu melhor amigo me abraça e sussura em meu ouvido como ele estava feliz em me ver 

Eren: capitão, eu posso me transformar e levar ela mais rápido!

Levi: é uma boa ideia 

S/n: não, não tem necessidade!! Eles estão aqui perto e se transforma vai chamar a atenção deles 

Eren: s/n, olha a sua cabeça!! Eu estou surpreso por você está acordada 

Erwin: que bom que você está viva 

Ele também me abraça 

Erwin: vamos colocá-la em cima de um dos cavalos e ir o mais rápido possível 

Levi: eu a levo 

Ao dizer isso ele veio em minha direção e me pegou no colo. Me surpreendi um pouco com a ação dele. Primeiro pelo fato de que ele é incrívelmente forte, visto que ele é do meu tamanho e eu pareço ser bem mais pesada do que ele. Segundo pelo fato de que como eu estava meio sem roupa suas mãos apertavam fortemente minhas coxas. Ele me leva até o seu cavalo e me coloca em cima, subindo depois e se posicionado em minha frente 

Levi: segure fortemente minha cintura

Ele segura minhas mãos e as passa em volta de sua cintura

S/n: não tá te incomodando o meu sangue te sujando? 

Levi: só pode ser piada 

Todos começam a correr com os cavalos e como ele havia mandado minhas mãos apertavam a sua cintura. Deito minha cabeça em seu ombro, com o rosto virado para o seu pescoço. Seu cheiro invade mais uma vez o meu nariz, como eu havia sentido falta daquele cheiro. Percebo seus pelos arrepiarem com a minha aproximação

Levi: só... não durma 

S/n: não vou dormir!! Apesar de que você é super confortável

Me aproximo mais um pouco dele, deixando a distância entre nossos corpos quase nula. 

Levi: s/n, não faz isso!! Meu autocontrole já não é mais o mesmo 

S/n: então não se controle 

Levi: s/n! S/n! Você está brincando com fogo 

Acho que os machucados estão me afetando mais que o imaginado. Percebo isso quando aproximo meus lábios do seu pescoço

Levi: s/n...

S/n: seu pescoço parece tão atrativo 

Beijo levemente seu pescoço que mais uma vez se arrepiou 

Levi: tá meio calor né?!

Nosso cavalo por ter duas pessoas era o último do esquadrão. Assim que ele me olhou uma vontade enorme de beijar seus lábios me consumiu. Então foi o que eu fiz, ataquei seu lábios em um beijo rápido rindo depois com a sua cara. Foi então que tudo ficou escuro e eu despenquei em seu ombro 

















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...