História My Cat - Mitw - Capítulo 17


Escrita por: ~

Visualizações 440
Palavras 584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie pessoas! E peço desculpas por demorar tanto! GOMENE! mas aqui esta. Boa leitura!

Capítulo 17 - Enfermaria.


P.O.V Tarik


Depois de sair da mesa fui para o meu quarto às pressas, e sentei na minha cama. Apoiei a minha cabeça nas mãos.


 “Eu irei me mudar” 


Ele realmente vai se mudar? Ir embora pra outro lugar, ele tomou essa decisão desde o começo? Ele já planejava me deixar quando fizemos aquela promessa de um mês? Talvez assim será melhor...? Não quero deixá-lo ir, mas tenho medo.


“Não sou mais o seu irmão de antes.”


Então quem é você de agora? É aquele que me beijou tão calmamente? Se também me quer, então porque vai ir embora? Será que é pelo mesmo motivo? Os nossos pais? A reação deles pode não ser boa, sempre nos viram como irmãos, a mesma coisa acontece com os nossos amigos. Lembro bem quando Luba disse que devia buscar alguém, que não devia ficar me preocupando tanto com você, que éramos só irmãos. Lembro de o Batista dizer que era pra esquecer, que irmãos voltam a se falar hora ou outra. Lembro da mamãe dizer que gostaria de ver os dois com belas noivas, formando as próprias vidas. Me como ficaria os rostos deles se dissesse que quero você em vez de uma garota vestida de branco? Talvez você esteja certo em se mudar... Se ficarmos afastados talvez possa esquecer esses sentimentos... Talvez seja melhor assim.


“Eu vou me mudar amanhã”


Muito rápido.


[...]


Quando acordei no dia seguinte ele já havia ido embora sem se despedir. Lutei pra não chorar, não queria ser tão fraco, queria superar isso o mais rápido possível e tentar esquecê-lo. Não sai do quarto e nem comi muito, só queria dormir e não pensar na falta que ele iria me fazer, só tentar esquecer um pouco os problemas e descansar, mas parece que até nos sonhos você me perturba. Sonhar com seus lábios era tão maravilhoso, mas como disse, era um sonho e sonhos são apenas sonhos.


Os dias se passavam e na faculdade seguíamos sem nos falar, eu podia sentir seu olhar nas minhas costas às vezes e quando percebia meus olhos já estavam a sua procura.


- Você realmente não vai dizer o porquê de tu e o Mike não estarem se falando? Já faz quase três semanas Pac! – Disse Luba.


- Pela milésima vez, a gente só brigou, não precisa se preocupar. É melhor assim. – Falei.


- Se fosse melhor assim você não estaria três semanas mofando nesse quarto. – Disse Batista cruzando os braços. – Você realmente não quer contar pra gente?


- Não tenho nada pra contar, só to assim por causa da mudança repentina do Mike, só isso! – Falei.


  - OK. - Disse Batista se rendendo. -Só não falta a aula amanhã, a faculdade começou a só um mês, ficar faltando não é bom. - Disse preocupado.


  - Ta bem, vejo vocês amanhã? Já é tarde e temos aula amanhã de manhã. - Falei. Eles se despediram e foram embora. 

  

[...]

Estavamos vendo o treino de basquete do T3ddy por causa da insistência do Luba. Na faculdade há alguns clubes, tanto de esportes como de ciências e afins. No meio do jogo um dos adversários bateu de frente no T3ddy e fez ele cair.


  - Aah. - Reclamou T3ddy. Luba e eu fomos correndo ver se ele tinha se machucado. 

  

  - Se machucou? - Perguntou Luba. - Vish... esse tornozelo ta mais vermelho que maçã. 

  

  - Pac, você pode ir na enfermaria pegar uma bolsa de gelo? - Disse T3ddy. Ascenti e fui em direção a enfermaria.

  Quando finalmente cheguei lá e abri a porta me deparei com o Mike.




Notas Finais


Parece que essa enfermaria é o cupido!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...