História My Corpse Groom - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jikook, Jimin, Jungkook, Kamaitachi
Visualizações 5
Palavras 376
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meu amores, eu voltei aqui repostando essa one, e eu estou pensando em reescrever umas histórias anteriores minhas, e voltar de vez com minhas escritas aqui ^^

Capítulo 1 - Chapter Unic


(História Completa na Narração de Jeon Jungkook)

Ah Minnie, estás tão lindo... continua com seu sorrisinho ladino bem leve, exatamente igual ao de quando eu te matei... você dormia em meus braços, lembra? Nem deu tempo de você abrir seus olhinhos — esses que se encontravam com as pálpebras enrugadinhas fechadas, e suas sobrancelhas levemente cerradas — o Cloridrato de Orfenadrina já havia dominado seu corpo em poucos minutos... seu pulso parou. Meu anjinho finalmente se livrou desse mundo imundo!

Eu seguro seu corpo desfalecido pela cintura e descanso sehs bracinhos em meus ombros, pus no aparelho de som uma de suas músicas preferidas, Só Tinha Que Ser Com Você - Tom Jobim e Elis Regina. É nossa música, babe. Nós vivíamos dançando, e em seguida, acabávamos nus e ofegantes na cama após fazermos amor. Mas hoje... hoje é um dia de paz, iremos apenas dançar e relaxar.

Deixo um selar casto em seus lábios cheinhos levemente esbranquiçados e encaixo seu rostinho sereno em meu pescoço. Seus cabelos loirinhos, com algumas mechas douradas, faziam uma fricção gostosa em minha pele e me causava arrepios leves. Levanto meu rosto por uns momentos, apenas para avistar a Lua, que nos observava silenciosamente, ao mesmo tempo que nos iluminava graciosamente.

Sabe, Chim... eu acho que você também sempre acreditou ser um anjo, mas nunca te deram oportunidade de voar... mas agora você pode, meu amor!

Eu desligo a música e me sento no chão com você em meu colo, passo a acariciar suas costas e sua cintura. Eu já havia deixado de ligar para as sirenes ao redor de nossa casa, tão pouco chegava perto de sentir a dor que sua mãe transmitia através dos choros e gritos por você.

E eu queria sim ficar aqui ao seu lado até virar mais um cadáver, mas a polícia decide finalmente arrombar a porta e me puxam pra linge de ti.

Mas sabe de uma coisa? Eu não me entristeci nem me enraiveci, e sabe por quê? Tudo ficou calmo pra mim, ao ver sua alma, finalmente com asas, voando lá pro alto, me hipnotizando...

"A minha menina é um anio, só fiz questão de devolver pro céu, ora tentar livrar desse mundo sujo e imundo, pra tentar livrar desse mundo tão cruel..."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...