História MY COUSIN'S BOYFRIEND - Krysley - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias NOW UNITED
Personagens Bailey May, Diarra Sylla, Hina Yoshihara, Joalin Loukamaa, Josh Beauchamp, Krystian Wang, Lamar Morris, Noah Urrea, Personagens Originais
Tags Bailey May, Drama, Gay, Krysley, Krystian Wang, Romance
Visualizações 24
Palavras 1.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Bolo


Os dias de Bailey na casa de Krystian estavam contados. Depois da curta semana que ele ficou na casa do rapaz, sem duvida foi a melhor semana para ambos. Porem Bailey iria para o dormitório da universidade na segunda-feira. 

Esse curto tempo para eles foram essencial para se conhecerem melhor, Krystian se via perdidamente apaixonado pelo rapaz e Bailey estava realmente gostando do jeitinho meigo e preocupado de Krys. 

Sem duvidas um casal feliz. Mas o que eles não sabiam era que a mãe de Krystian iria voltar da viajem separadamente do seu pai. Ela chegaria no domingo de manhã. A mesma decidiu não contar nada ao filho, pois queria fazer uma surpresa para o mesmo. 

Mas é quase certo de quem vai ter uma grande surpresa será ela, ao ver seu filho com o ex namorado da sobrinha. 

Sábado, Casa de Noah, 15:07 PM


 - Amor? - Josh chamava pelo namorado que tinha uma cara de preocupado. - O que aconteceu? 

 - Oi? - Perguntou confuso, Noah não estava prestando muita atenção no que o namorado falava. 

 - Perguntei se aconteceu alguma coisa, você tá com essa cara desde que eu cheguei. - Disse o de olhos azuis enquanto brincava com algumas mechas de cabelo do namorado.

 - Ah! Estou apenas preocupado com o Bailey. - Respondeu sem animo. 

Joshua tinha uma cara de confuso com a resposta do mais novo. 

 - O que o Bailey fez dessa vez? 

 - Nada que seja muito grave. O seu pai sim, você acredita que ele veio aqui em casa ontem procurando feito um louco pelo Bailey. - Ele se virou para olhar para o mais velho. - Ele quer matar o Bailey. 

 - Oras, mas como assim quer matar o Bailey? - Perguntou Josh assustado. - Só por que ele finalmente saiu do armário?  

 - Exatamente por isso, sinto que até o Krystian vai se dar mal nessa situação toda. - Comentou Noah sem animo. - Sabe, eu acho que a senhora May, acabou terminando com ele. 

 - Por que o pai dele tem que ser tão escroto? - Noah deu de ombros em resposta. - Até eu se fosse casada com aquele cara terminaria com ele.  Quem em sã consciência faria aquilo? 

 - Entende agora porque eu estou preocupado com ele e ainda por cima ele vai para o dormitório da universidade segunda.  Se ele descobrir, é melhor Bailey se preparar dai. 

  - Você falou para ele sobre o pai dele ter vindo aqui? 

 - Tá maluco? E estragar o clima que ele esta tendo com o Krystian? Nunca. Segunda eu falo com ele. 

 Josh apenas afirmou com a cabeça. E disse para o namorado não se preocupar tanto, pois se acontecesse algo eles ajudariam o Bailey e o Krystian. 

POV Krystian Wang

 Bailey resolveu que faria um bolo, mas a unica coisa que ele estava fazendo na cozinha é sujeira. Eu estava sentado no balcão enquanto ele diz estar fazendo a massa do bolo. 

 - Já falei que isso vai dar errado. - Falei rindo da cara do mesmo que estava cheia de farinha. - Tá tudo errado. 

 - Muito engraçado você - Fingiu um risada. - Você vai amar meu bolo. 

 - Sonha com esse momento. - Ri ainda mais. - Se ficar bom mesmo eu deixo você dormir comigo essa noite. 

 Nos últimos dias eu não estava deixando o Bailey dormir comigo, pois o mesmo sempre tentava passar do beijo. Ele sabe que é cedo, mas o mesmo esquece de se controlar as vezes. 

 - Então pode já ir se preparando, pois hoje você vai dormir comigo. - Ele deu uma piscadinha, o que me fez soltar uma gargalhada, o mesmo acabou por rir junto comigo. 

 - Você não presta mesmo. - Baguncei o seu cabelo.

 - Não presto, mas bem que você gosta. - Mostrou a linguá. 

 - Criança. - Lhe dei um empurrão fraco. 

 O mesmo logo terminou de bater a massa do bolo, preparou a forma e logo colocou no forno. 

 - Já decidiu se vai fazer cobertura ou não. - Perguntei ficando de pé atras de si e abraçando sua cintura. 

  O mesmo se virou de frente para mim e me abraçou. 

 - Sim, vai ter cobertura de chocolate. - Sorriu e me deu um selinho. - Vai me ajudar com a cobertura? 

 - Não. - Ri da feição que se formou em seu rosto. - Não fica chateado, eu vou apenas criticar. 

 O mesmo riu do meu comentário e bagunçou o meu cabelo que agora esta preto.

 - Chato, mas tudo bem. - Ele pegou as coisas para fazer a cobertura. - Eu me viro sozinho, não preciso de você. 

 - Ah, mas que mimado você. - Gargalhei. - Bae, eu fico abraçadinho em você enquanto tu faz tudo. - Sorri colocando minha cabeça em seu ombro.

 - Tá bom. - Pude ver o seu sorriso. - Eu deixo você ficar agarradinho em mim. 

 Ri junto com ele de seu comentário e lhe abracei por trás enquanto ele fazia a cobertura, que por sinal demorava um pouco para ficar pronta. 

  Alguns minutos se passaram e ele terminou a cobertura, se virou para mim e me acolheu em seus braços. Ficamos ali, abraçados no meio da cozinha enquanto conversávamos sobre algo bobo.   

Bailey me mostrou ser uma pessoa totalmente diferente da qual eu imaginava, ele é bem mais do que tudo que pensei. Ele é tão bom, tem um coração tão bom. 

Ele me contou o corrido com o seu pai, admito que fiquei bem puto na hora que ele me contou, queria ir lá socar a cara do pai dele, mas me mantive na minha. Me senti muito grato por ele ter me contado tudo, abrido seu coração comigo, o mesmo até chegou a chorar, o que me deixou bem comovido com os seus sentimentos sobre mim. 

Tá, tudo parece um sonho para mim. Mas nada disse é um sonho, tudo é bem real. Bailey esta aqui comigo e eu sinto o seu coração batendo junto com o meu nesse abraço. 

Quebra de tempo.

Estava deitado no peito de Bailey, até que o mesmo se sentou na cama, o sol já tinha nascido. Já estava acordado fazia um bom tempo, e estar ali, escutando o coração de Bae, era confortável.

- Desculpa não queria te acordar. - Disse ele.

- Eu já estava acordado. - Sorri. - Bom dia.

- Bom dia. - Ele me abraçou. - Estou morrendo de fome.

- Também, mas esta tão gostoso ficar aqui, agarradinho contigo. - Retribui o seu abraço.

- Vamos comer depois a gente volta pra cama.

- Pra que tanta pressa. - Disse me levantando. - Só porque amanhã tu vai embora?

- Tu vai sentir minha falta?

- Eu te vejo todo dia. - Ele me deu um selinho. - Não vai dar tempo de eu sentir saudades. - Brinquei.

- Amas, eu vou sentir saudades de dormir contigo, assim, num momento tão íntimo, sem ser na faculdade.

- Eu vou te visitar no dormitório.

- E porque você iria visitar ele? - Perguntou minha mãe abrindo a porta do quarto, fazendo com que eu e Bailey se afeste rapidamente pelo susto.

Mas ela não estava viajando? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...