História My Daddy - BTS - Imagine Tae-hyung - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Bts, Dorama, Mistério, Nudez, Suspense, Tae&you
Visualizações 108
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem do capítulo e me perdoem qualquer erro.
Postarei um bônus mais tarde. Irei postar de madrugada, então não fiquem chateados se demorar a sair. ❤😊
AH! E a capa colocarei mais tarde.

Capítulo 5 - Capítulo 5 - Hoseok e Jimin


Fanfic / Fanfiction My Daddy - BTS - Imagine Tae-hyung - Capítulo 5 - Capítulo 5 - Hoseok e Jimin

- Eu achei ela uma garota super interessante - Tae pôs um sorriso malicioso no rosto e continuou: - Gostei do jeito dela; toda tímida.

- É, ela é muito tímida mesmo - sorri. Voltei meu olhar ao J-Hope. - Ei, J-Hope! Vem conversar com a gente.

- Jimin eu não tô com ânimo pra conversar com ninguém agora - ele pegou seu celular e começou a escrever algo. 

- Tem certeza? - Perguntei indo até o mesmo. - Você precisa desabafar, parece que algo está te incomodando. - Me sentei na cadeira da frente e me virei para trás.

- Ele suspirou e fechou os olhos por uns segundos. - É que...que a Lisa deu mais um ataque de ciúmes e terminou comigo... - ele baixou seu olhar para a mesa e continuou: -...de novo. Isso tem me irritado, eu corro atrás dela, a peço em namoro, ela aceita e brigamos de novo por causa de ciúmes e ela termina comigo. Não dá pra ser feliz com alguém assim.

- Peguei nas mãos de J-Hope e as segurei firme. - Olha Hoseok, se ela te ama e tenho certeza que ama -, ela vai ter que se tocar que um cara legal como você não é um objeto que se descarta quando não tem mais utilidade - o mesmo levantou seu olhar e me olhou. - Chega nela e diga que está insatisfeito com atitude dela. E se ela te ama, ela vai mudar o comportamento dela. Juro! As vezes faço isso com o Jungkook. Ou é você ou é o orgulho. Ela tem que decidi.

- Você dá ótimos conselhos sabia?! - Ele pôs um sorriso no rosto. - Vou fazer isso no intervalo. Ela vai ter que decidi. - Ele disse com a voz firme.

- Faça isso e depois me diga como foi. 

- Está bem. 

P.O.V. Hoseok

Passou-se todas as aulas. Eu, Jimin e Taehyung fomos até a sala do diretor buscar a S/n; Suga foi até os amigos dele e Jungkook foi para o pátio esperar Jimin. Chegando na sala do diretor vimos S/n deitada no sofá, pelo visto estava dormindo e Jimin como um bom e ótimo amigo, se jogou em cima dela. 

- AAAAAHHH! MEU DEUS TÔ MORRENDO! -Gritou S/n se debatendo.

- Calma, sou eu, Jimin - ele saiu de cima da coitada e pôs um sorriso no rosto. - Vamos! Não quero que a Neide fique dando em cima do Jungkook.

- Dá próxima vez que você fizer Isso -, eu arranco seu pinto fora. - Ela se levantou e ajeitou o uniforme.

- Faz isso não mulher. - Ele riu e a abraçou.

- Podemos ir? - Perguntei os olhando serio.

- Podemos! - Disse os dois em uníssono.

Fomos até o pátio, Jimin; S/n e Tae foram até Jungkook. E eu fui até Lisa. 

E ela estava lá, toda radiante, com um sorriso no rosto. Como se não tivesse acontecido nada.

Fui até ela e a chamei para conversamos em um canto. Ela assentiu e fomos para um lugar quieto.

- Hoseok o que você quer? Eu estava numa conversa importante. - Disse a mesma pondo as mãos na cintura.

- Eu sei, mas...eu preciso te perguntar uma coisa.

- Diga logo o que quer.

- Você me ama? Me ama mesmo? - Peguei em suas mãos e a olhei curioso.

- É...eu... - ela começou a gagueja. Estava com medo do que a mesma iria dizer.

S/n:

- Jiminie, nunca mais pule em cima de mim. Eu odeio isso - o encarei seria. - Você pode até ter um corpo definido, mas isso também pesa.

- Iiii, se eu fosse você nem reclamasse, ele faz isso com todo mundo. - Tae disse segurando o riso.

- Ah mas comigo não vai fazer mesmo. 

- Ah mas vou fazer sim - Jimin pôs um sorriso debochado no rosto e abraçou Jungkook de lado. - No momento em que você aceitou ser minha melhor amiga, voce propôs que minha pessoa possa fazer o que quiser com você.

Quando disse "O que quiser comigo", eu arregalhei os olhos. Acho que se o Chineses me vissem assim iam proibir a minha entrada na China, juro.

- Calma garota. Eu não vou fazer sexo ou algo do tipo com você não - ele riu. - Eu prefiro a mesma fruta que você.

Não consegui conter e ri do que o mesmo disse.

- Meu Deus Jimin. - Apoiei meu braço no ombro de Tae.

- Que folgada. 

- Acostumesse!

Ficamos um bom tempo conversando, até que vimos J-Hope vir em nossa direção. Sua face refletia uma tristeza imensa, como se algo que ele gostasse tivesse quebrado ou algo do tipo.

- Jimin... - o chamou com o semblante entristecido. Como se quisesse chorar.

- Oi?! - Jimin se virou e ficou a observar J-Hope. 

J-Hope sussurrou algo no ouvido de Jimin e sua expressão não foi muito boa. Se aconteceu algo com J-Hope, pode ter certeza que não foi muito bom, pois Jimin em frações de segundo pôs a mão na boca e olhou chateado para o mesmo. 

- Jimin, o que que eu faço agora?

- Agora você vai ter que seguir em frente. Erguer a cabeça e...e chorar - Jimin o abraçou. - Botar tudo pra fora, pois guarda esta é coisas podem te prejudicar futuramente e...não queremos isso.

Jimin desfez o abraço. Fui até J-Hope e o abracei fortemente.

- Olha eu não sei o que houve, mas sei que você está precisando disso.

- Obrigado. Você não tem noção do quanto eu precisava disso. - Senti suas lágrimas molharem minha blusa.

- Eu sei... sei como você se sente - comecei a acariciar seus cabelos. - Sei que não é a mesma coisa mas...passo por isso todos os dias. Principalmente quanto as meninas com quem moro ficam me tratando mau. É horrível não se sentir amada naquela casa.

Todos nós ficamos em silêncio. Só se ouvia o choro de J-Hope. Vê-lo assim me machucou e me fez lembrar de minha avó. Faz tanto tempo que não recebo um carinho. Queria estar com ela agora, abraça-la várias vezes e dizer que à amo demais.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...