História My Daddy - BTS - Imagine Tae-hyung - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Bts, Dorama, Mistério, Nudez, Suspense, Tae&you
Visualizações 247
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem meus amores ❤

Capítulo 6 - Capítulo Bônus


Fanfic / Fanfiction My Daddy - BTS - Imagine Tae-hyung - Capítulo 6 - Capítulo Bônus

Olhei para J-Hope e depois para os meninos. Pensei no que podíamos fazer hoje, queria levá-los para fazer algo e esquecer tudo isso. Esquecer o que a Cláudia fez comigo e esquecer o que houve com J-Hope, mesmo não sabendo o que houve com ele.

- Gente - os chamei trazendo seus olhares a mim. - Você estão afim de sair hoje?

Eles se entreolharam e puseram um sorriso no rosto.

- Como porta-voz do grupo quando Namjoon não está aqui... - disse Jungkook antes de ser interrompido por Jimin.

- Tem certeza que você é o porta-voz do grupo? - Perguntou Jimin fazendo cara de tédio.

- Que eu saiba o porta-voz é o Yoongi - disse Taehyung segurando o riso. - Principalmente quando o Nam não está.

- Espera! - Exclamou J-Hope confuso. - Eu pensei que quando o Nam não está -, ninguém é o porta voz do grupo.

;-;

- Aish! - Suspirou Jimin todo fofo. - É, isso é verdade.

- Vocês são estranhos. - Comecei a rir.

- E você também não é nada normal amiga. - Disse Jungkook com a voz afeminada, me fazendo assim, rir mais ainda.

Todos começaram a rir, era um atrás do outro. Primeiro fui Eu, depois Taehyung, J-Hope, Jimin e finalmente Jungkook. Eu olhava pra cara deles e começava a rir mais ainda.
Paramos de rir e ficamos um olhando pra cara do outro.

- Vocês são malucos. - Sai andando.

- Ei S/n, me espera - ouvi J-Hope me chamar. - Deixe-me te levar até a sua sala. 

Parei e esperei o mesmo vir até mim. Senti uma mão se envolver na minha cintura, senti meu corpo arrepiar com a atitude da pessoa. Quando olhei para o lado, vi J-Hope com um sorriso no rosto, então tentei relaxar ao máximo e aproveitar a atitude dele. 

- Eu vou para a sala da minha Omma - falei tentando esconder meu rosto corado. - No caminho eu te explico. - Sorri tímida.

- Está bem. - Ele sorriu e me puxou para mais perto.

Fomos conversando até a sala da minha nova Omma, expliquei o que tinha acontecido e falei que iria me mudar. Ele demonstrou confiar em mim e me contou o que houve mais cedo. Fiquei chateada com oque houve com ele, um cara tão legal não merecia isso.
Chegamos na sala da minha Omma e ele se despediu de mim com um beijinho na bochecha. Isso me fez ficar toda vermelha, mas retribui com um sorriso tímido.

- Então quer dizer que minha filha adotiva já está encantando corações? 

Olhei rapidamente para Jack e depois  para Taeyong, coloquei um sorriso no rosto e disse:

- Ele é só meu amigo gente. - Corri até eles e os abracei.

- Estou de olho em. Não quero minha filhinha namorando, não agora. - Appa brincou enquanto retribui o meu abraço.

- Deixa a minha filha Taeyong. - Brincou Omma rindo.

- Vocês são demais - ri. - Quando vamos buscar as minhas coisas? - Perguntein desfazendo o abraço e os olhando animada.

- Já mandei um amigo meu ir buscar suas coisa, a essa hora já deve está tudo lá em casa. - Omma me abraçou e encheu minhas bochechas de beijinhos. 

- Quanto ante vice ir pra nossa casa -, vai ser melhor.

- Ah, então posso pedir uma coisa? - Me sentei no sofá.

- Qualquer coisa. - Omma se sentou do meu lado e me olhou sorrindo.

- Eu posso sair com uns amigos hoje? 

- Pode, mas não volte tarde. E quando voltar, ligue para mim ou para o Jack.

- É mocinha, a gente vai te buscar. 

P.O.V. Hoseok

Estou feliz por ter arranjado uma nova amiga, principalmente por ser estrangeira. Quando voltei da sala do diretor fui direto ao Jimin, perguntei de onde ela era e o mesmo me disse que ela veio do Brasil.
Fiquei me imaginando namorando uma brasileira, imagina, huum. Só de imaginar fico louco. Não pense besteira gente.
Estou falando de como vai ser legal aprender outra língua, a experimentar outro tipo de comida e conhecer outras culturas. Fico louco só de pensar em como vai ser legal.
Ela além de ser toda tímida, é legal; divertida e tem bons assuntos. Ela tem cara de que nunca vai ficar sem assunto, mesmo que fique toda tímida. Estávamos na sala de aula conversando até eu perceber que Tae estava estranho. Ele não parecia está feliz, algo estava incomodando. Perguntei o que estava acontecendo, mas ele não respondeu. Não queria insistir, então em casa eh o chamo e converso com calma com ele. Somos amigos e estamos dispostos a cuidar um do outro, bem, no caso do Jungkook e do Jimin -, esse "cuidar" é outra coisa. 
Jimin se tirou junto de Jungkook e Suga ainda estava com os amigos, então acabou que ficou somente eu e Tae na sala.

- Ei Taehyung, posso te contar um segredo? - Fui até ele é me sentei em sua frente.

- É claro. Amigos são pra isso não?! - Ele pôs um sorriso no rosto.

- Então... - comecei mexendo as mãos. Estava sem jeito para dizer.

Helena:

- Pérola, você não tem notícias da S/n não? - Perguntei a olhando.

- Não, e olha que ela me disse que ia vir hoje.

- Que estranho, será que aconteceu algo? - Olhei para os meninos que andavam pelo pátio. - Gente....esses meninos... 

- Helena o foco agora não é os meninos, mas sim a S/n. Vamos! - Pérola me pegou pelo braço e me puxou para a sala de aula.

- Ah sua bruxa, eu estava tendo vários pensamentos maravilhosos com aqueles meninos. - Falei chateada.

- Helena! - Pérola me repreendeu. - Agora não é hora disso.

- Pérola, entenda que qualquer hora é hora de falar de garotos. - Cruzei os braços e a olhei.

- Jura? Eu não me importo com eles - ela pôs um sorriso debochado no rosto. - Eu quero que eles vão é se fuder.

- Nossa, grossa! - Fiz cara de tédio.

Ela olhou pra mim e começou a rir, entrei na dela e comecei a rir também. Adoro essa garota. É sempre assim, a gente discute e depois cai na gargalhada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...