História My daddy - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias 2NE1, Big Bang, GRAY, I.O.I, Jay Park, LOCO, Pentagon (PTG)
Personagens Cl, G-Dragon, GRAY, Jay Park, Kang Mi-na, LOCO, Taeyang
Tags Fanfic Com O G-dragon, Fanfic Hot
Visualizações 28
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada por me acompanherem até aqui! Amo vcs!

Capítulo 14 - Seremos capitulados?


Fanfic / Fanfiction My daddy - Capítulo 14 - Seremos capitulados?

 _S/n_

Enquanto eu me levantada da cama e encarava o sorriso do meu carcerário, percebi que ele estava diferente. Não havia nele um ar de superioridade e sim de companheirismo.

- O que vc vai fazer comigo hoje?- Perguntei em pânico.

- Vou ter que te contar bem baixinho- disse ele chegando mais perto de mim. - Hoje vamos fazer uma brincadeira diferente das que eu faço normalmente. O gato e rato será o seguinte: nós vamos sair daqui. Iremos pra perto de um rio, vamos pular do precipício! Vou te explicar o porquê: eu gostei de vc! Você parece ser uma pessoa bem legal e carinhosa! Não posso deixar que saia de perto de mim pra morrer! Escutei um dos meus funcionários conversando com o chefe. Ele quer que nós a deixemos na ilha e irão te matar depois que receber dinheiro do seu pai! Sei que não posso fazer muito por você, mas essa é a única maneira de deixar que tenha uma vida mais longa!

- Mas por que está fazendo isso? Tenho certeza que isso custará a sua vida!

- Eu sempre gostei de ver as outras pessoas sofrem! Por isso eu vim trabalhar de carcereiro. Mas ontem, vendo seu resto assustado, eu percebi que não poderia te fazer sofrer, não aguento te ver assustada ou triste! Quero que você seja feliz. E eu pesquisei sobre isso, o Google disse que os meus sintomas são de amor. O que é amor?

- Eu também não sei! Mas por que você arriscaria sua vida por algo que nem sabe o que é?

- Não faço ideia! Eu quero que você viva! E sou bem persoasivo quando quero algo! Confia em mim S/n?

- Posso tentar! Como pretende fugir?

- Olha, tem um cara lá fora, acho que ele é seu namorado! Se ele souber onde estamos indo, tenho certeza que ele irá falar pra alguém, e acho que isso pode chegar ao meu chefe. Devemos evitar que ele te veja. E preciso que você atue comigo! Vou ser um pouco agressivo, então tente transparecer medo quando estiver perto de mim, mas não tenha medo de verdade! Se você fizer isso estará me magoando muito! Essa não é nem de longe minha intenção. E tente me desafiar de vez em quando, mas sempre recue. Entendeu?

- Entendi!

Ele se levantou e me deu a mão para que eu levantasse também. Quando eu já está de pé, ele me puxou pra um abraço e disse:

- Por favor, mesmo que eu morra hoje, nunca se esqueça de mim, tente ser feliz e fique longe daqueles que não te querem bem! Espero que o que eu esteja fazendo valha a pena! Eu te amo!

- Não irei te esquecer!

- Espero que cumpra o que diz...- Disse com um olhar triste.- Vamos! Vai na frente.

Passei pelo buraco da parede e continuei andando.

- Garota! Me espere!

Olhei para trás e vi que nele agora predominava o mesmo olhar audacioso do dia anterior. Comecei a ficar com medo, mas lembrei de suas palavras:"atue comigo", "nunca se esqueça de mim!","eu te amo!", "Confia em mim?".

Fiquei esperando que ele chegasse ao meu lado. Quando ele chegou, colocou a mão nas minhas costas e sussurrou em meu ouvido:

- Tem homens em todos os lados! Se encolha um pouco parecendo assustada que vamos passar ilesos! Quando passarmos pela ponte, quero que você diga que que quer fazer xixi! Vou dizer para pararem o carro, você vai descer e eu irei atrás de você! Quando isso acontecer te digo o que fazer!

Fiz o que ele pediu, me encolhi um pouco e tentei parecer assustada.Ele pegou minha mão e começou a me puxar.

- Anda garota. Não tenho todo o tempo do mundo pra você não! 

- Então me deixe ficar- tentei afronta-lo como ele avia pedido.

- Não posso perder minha grana! Muito menos a oportunidade de me livrar de você!- Ele disse com tanta condição que quase acreditei no que eu havia acabado de ouvir.

                     [...]

Chegando ao carro, Jay Park abriu a porta para mim. Olhei para ele e adentrei ao carro. Sentei no banco atrás do motorista e ele se sentou atrás do banco do passageiro.

O motorista deu a partida e assim fomos em direção a estrada. Jay Park pegou na minha mão e a apertou firme. Eu virei minha mão e a encaixei na dele. Nós olhos dele apareceu um brilho radiante como se ele tivesse entendido que eu confiava nele.

Saindo da estrada de terra percebi que haviam muitos carros passando em direção contrária a que eu estava indo. Em um dos carros vi G Dragon. Me abaixei fingindo estar mechendo no meu sapato. Pra disfarçar e disse:

- Meu sapato está me encomodando! Tem como parar em uma loja pra comprar outro pra mim antes de irmos?

Jay Park me olhou aflito. Eu apontei para o vidro e coloquei meu dedo indicador nos lábios dizendo para ele não falar nada sobre isso.

Ele olhou na direção que apontei e respondeu grosseiramente:

- Para de fazer pedidos! Não estamos aqui pra te agradar!

- Não precisa ser grosso!

- Não comece a implicar garota! Posso te fazer se arrepender por fazer isso! Agora levanta dai! Você está me encomodando nessa posição.

Me levantei e olhei para os lados. Percebi que já estávamos próximos da ponte, então esperei que Jay Park me desse algum sinal para pedir pra sair e assim ele fez. Seu polegar indicava um ok, então logo pedi:

- Jay Park, estou com vontade de fazer xixi!

- Pode fazer.

- Aqui? Mas vai molhar o banco todo!

- Aish garota! Garoto! Pare o carro ali do lado.

- Mas senhor... Ela pode fugir.

- Eu vou com ela. Ela não irá me escapar.

- Entendi.

O motorista parou o carro. Jay Park abriu sua porta, saiu e contornou o carro para poder abrir a porta para mim. Sai do carro e o seguinte mata adentro .Fomos andando pouco mais de 20 metros e depois corremos. Quando Paraí por causa do cansaço, pude ouvir o barulho feito pelo rio.

- Você confia em mim?

- Eu ainda não sei a resposta para essa pergunta. Me desculpe...

- Está tudo bem! Quando eu contar até três nós pulamos okay?

Olhei para o lado e vi que estávamos a beira de um precipício. Pedras irregulares eram amontadas umas em cima das outras, o rio bem a fundo corria seu fluxo ferozmente.

- O que estão fazendo? Por que essa demora toda? - perguntou o motorista seguido de vários outros homens.

Olhei para meu companheiro (foto de capa) de fuga com um olhar de súplica e ele me respondeu.

-Agora não temos mais jeito! Você confia em mim?

- Confio!

- Já- gritou ele ao me puxar. 

Flutuamos por um tempo até que atingimos a água. A correnteza nós levava por seu fluxo e nos afastava cada vez mais dos caras que nós perceguiam.





Notas Finais


Desculpem a demora! Espero que gostem! Fiz com muito amor e carinho 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...