História My Daddy - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Ashley Benson, Austin Mahone, Christian Beadles, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Ashley Benson, Austin Mahone, Christian Beadles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber
Tags Ariana Grande, Daddy, Família, Incesto, Justin Bieber, Treta
Visualizações 51
Palavras 1.244
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu sei que demorou um pouco, mas eu na verdade precisava de inspiração e pensar também, sobre a fic. Decidi que vou postar um capítulo por semana e espero que gostem assim.
Foi curto, mas eu pretendo editar ele logo. Desculpe pela hora da postagem, me distraí com Animais Fantásticos e Onde Habitam.
Bom sem mais enrolação, Boa Leitura! <3

Capítulo 40 - The Captivity


Fanfic / Fanfiction My Daddy - Capítulo 40 - The Captivity


Puta Merda.

Eu estou um caco, não um caco de uma garrafa de refrigerante, digo estou um caco como aquele vidrinho em que a Alice toma a poção para encolher. Pequeno, quase indefeso e todo quebrado.
Tudo dói. Ryan veio pessoalmente me espancar não se estava com raiva ou se fazia por prazer, mas sei que ele fez tudo com vontade, ficou falando por horas e me chutava como se eu fosse uma bola de futebol no final do campeonato, vez ou outra acariciava meu rosto, acho que para garantir que eu ainda estava viva. Acordei a pouco tempo e tentei de todos os jeitos achar uma saída. Não havia nenhuma.
Havia um croissant de queijo, algumas berries e suco de pêssego numa bandeja perto de um retângulo na parede, podia ser uma porta, mas não havia maçaneta ou algo do tipo. Ao lado havia uma coisa pregada na parede, pode ser um scanner ou um termostato, não sei. Mas era com certeza a prova de som. Era um quarto até que grande, tinha uma pia e um espelho, ao lado uma estante com lençóis e um travesseiro.
Eu analisei tudo nesse quarto, Justin não me ensinou muita coisa, mas ele falava sobre situações assim. Ele já havia sido sequestrado e escapou sozinho, então me deu todas as dicas, uma pena que não adiantou de nada...

Não sei se era apenas minha fragilidade de estar seminua e com dores, ou se havia um ar condicionado que eu não notei, mas estava muito frio e isso piorava minha dor de cabeça. Tanto que eu comecei a vomitar, mal tive tempo de chegar até a pia. Meu estomago se revirava e eu tinha comido apenas metade do croissant.

Mais algum tempo de passou, não tenho a menor ideia de quanto, mas pareceu muito. Eu não fazia nem ideia de quanto tempo passei aqui no total, podia ser alguns dias ou semanas. E claro, parecia uma eternidade! Principalmente porque eu não sabia mais o que fazer. Eu podia ser mais forte e mais determinada, mas no fundo eu era apenas uma adolescente, com quase dezessete anos! Eu claramente não estava pronta pra passar por isso.
E antes que eu pudesse pensar em novas outras maneiras de fugir, Ryan entrou no quarto, não pelo quadrado na parede, mas por um no teto que eu não havia notado.

- Olá pequena- disse ele se aproximando- Está melhor?

Outra merda de um bipolar.

- Estaria ainda mais, se me deixasse ir...

- Pra você voltar e dar esse corpinho todo á Justin? Eu acho que não.

- Não sei se você se lembra, mas você me bateu numa crise de ciúmes inútil e quase me espancou há, tipo uma hora? Então pra você que eu não vou dar.

- É essa sua hipocrisia? Não sei se você se lembra, mas Bieber já te fez pior.

Tudo bem, nessa ele me pegou. Eu fiquei em silêncio. Não havia mesmo o que falar, acho que eu deixei aquela onda da amnesia me levar, simplesmente apaguei tudo o que já me aconteceu. Idiota. Ryan era ruim, ele me sequestrou e me espancou, mas Justin também teve suas merdas. Realmente eu era hipócrita, não por Ryan, mas desculpar o Bieber, foi burrice.

- Eu sei que não aprova meus meios, mas eu quero abrir seus olhos –diz ele, tocando meu rosto, até eu morder sua mão- Puta merda, eu amo mulheres perigosas

- Acho que você se drogou muito. Abrir meus olhos? Podia ter enviado uma carta, não me sequestrado e me espancado! Eu estou com dor

- Eu posso trazer um analgésico, ou trazer um médico pra você!

- Ou podia me deixar sair, ele vem me procurar Ryan! E quando te encontrar ele te mata.

- Justin já se esqueceu de você, ele tem se preocupado mais com negócios. Deve estar procurando uma nova Annelise. De.sis.tiu!

- Deve achar que eu sou idiota né? Não deu tempo dele desistir. Eu assisti 3096 dias! Sei o que está tentando fazer, mas eu não tenho oito anos.

- Eu não estou tentando nada, quer ver um jornal? Uma revista? Fotos? Não quero te enganar como ele faz.

- Me deixe sozinha... –digo um pouco ofegante, já estava suando frio-

- Babe, eu só quero que saiba a verdade!

- Eu estou com dor. No corpo todo. Me deixe sozinha Butler.

- Eu vou, e logo trago um remédio pra você.

Ele assim fez, foi até o canto do quarto e pegou um aparelho do bolso, uma espécie de controle. O quadrado do teto, era a porta. Ela se abriu e ele subiu, logo ela se fechou.
Eu não acreditei em uma palavra que ele disse, até porque sei que Justin tem milhares de defeitos, tantos que não caberiam num capítulo de Harry Potter, mas desistir não era um deles. Bieber não passou anos me vigiando pra desistir assim fácil. Outra que eu não acho que tenha se passado tanto tempo assim. Justin vai me achar e me tirar daqui mas para que isso possa acontecer, eu tenho que entrar no jogo psicótico de Ryan. Deus me ajude, mas eu não desistirei. Vou criar forças para aguentar até Justin me achar. Mas a dor... me queima por dentro e me faz querer dormir, mesmo eu sabendo que não posso.

- Puta merda- digo após tossir, e notar que havia tossido sangue- Por favor, eu não posso morrer

Tudo estava ficando turvo e eu não sabia o que fazer. Fui até a pia a lavei o rosto, antes que eu pudesse voltar para a cama, o peso do corpo foi maior que a minha força de vontade. Cai no chão, estava consciente, mas não sabia por quanto tempo.
Depois de alguns segundos ouvi a porta do teto se abrir e Ryan estava descendo, “Ariana?!”, foi tudo o que ouvi antes de tudo ficar preto novamente.

Justin P.O.V

- Bieber, você tem que se acalmar! Só faz uma semana! Ela não fugiu de você –diz Chaz, trancando a porta do escritório-

- Você não está entendendo mesmo! Alguém pegou ela, Somers, PEGARAM ELA DE MIM!

- Isso é paranoia irmão, ela deve ter ido viajar e esqueceu de avisar, ou apenas fugiu mesmo.

- Você não está entendendo! Estamos muito bem, ela só ia ao shopping. Semana que vem até ia para a escola, alguém está com ela.

Decidi ignorar o Somers, tenho coisas mais importantes para ver agora. Estou tentando hacker as imagens do vídeo de segurança do shopping. Amo lugares públicos. Estava quase conseguindo, a parte ruim é o sinal de rastreamento do celular de Ariana está muito fraco e significa que está desligado. Eu apenas queria saber quem seria capaz disso

- Somers, alguém pegou ela! Por favor, faça uma lista de possíveis inimigos que sabem da existência da Ariana –digo dando-lhe papel e caneta- Eu preciso achá-la. Eu preciso dela!

- Faço tudo o que me pedir Drew, mas não acho que seja o caso. –responde, pegando o papel e a caneta, logo saindo do escritório-

Ando até minha poltrona e sento na mesma. Abro a gaveta a minha direita e vejo no fundo, uma foto de Ariana dormindo, era linda! Perfeita na verdade, -Vou te achar, meu amor- digo e dou um beijo em sua foto.
Quando eu achar o monstro que fez isso com ela, eu irei matá-lo! Pela minha Arie, ele morrerá do pior jeito que eu encontrar.
Me aguarde...
 


Notas Finais


E foi isso meus amores, espero que tenham gostado do capítulo e que não criem teorias ao ler...
Obrigado pela leitura.
AMO VCS<3
- Beijos, B


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...