História My Daddy Masochist (Imagine Taehyung) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Abuso, Daddy, Escrava Sexual, Imagine Taehyung, J-hope, Jimin, Jungkook, Masoquismo, Mestre, Personagens Originais, Sadomasoquismo, Taehyung, Você
Visualizações 989
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs.
Espero que gostem...

Capítulo 17 - Living with the Wolf


Fanfic / Fanfiction My Daddy Masochist (Imagine Taehyung) - Capítulo 17 - Living with the Wolf

My Daddy Masochist

Capítulo 17-Living With The Wolf

 

(S/N) On

-O-O que?-pergunto, arregalando meus olhos.

-Taehyung vai vir morar aqui com a gente!-minha mãe quase gritava de felicidade.-Isso não é demais?!

-M-Mas, você mal se conhcem, mãe! Não acha que está muito cedo pra isso?

-Bobagem!-a morena desce as escadas e pega uma das caixas, andando até mim e pondo-a em minhas mãos.-Poderia me ajudar a levar as caixas lá pra cima?

Apenas assento com a cabeça. Eu sentia vontade de vomitar, parecia que eu iria desmaiar ali mesmo.

-(S/N), está tudo bem?-minha mãe pergunta, analisando meu rosto.-Parece pálida.

-E-Eu estou bem...

-Leve essa caixa lá para cima e vá descançar um pouco, vou preparar um chá para nós depois.

Respiro fundo e começo a subir a escada lentamente, ouvindo o eco de meus pés se chocando com os degraus de madeira. Minha respiração estava descompassada e meu coração, acelerado.

Entrei dentro do quarto de minha mãe e deixei a caixa no chão ao lado da cama; virei-me para ir embora mas paralizei ao ver aquele ser humano na minha frente.

Seus cabelos estavam úmidos e bagunçados; Taehyung vestia apenas uma calça cinza de moletom e estava com uma toalha branca ao redor do pescoço.

-Que ideia é essa de você vir morar aqui?-disparo.

O Kim ri nauseado.

-Sempre teimosa e desobediente, não é mesmo?

-Minha mãe está lá embaixo. Um movimento seu e eu grito!

Ele ri debochado.

-Parece que eu virei oficialmente seu padrasto.-ele fala calmamente enquanto anda até a cama.

-Você é louco se pensa que eu vou morar no mesmo teto que você!

-E pra aonde você iria?

Fiquei sem resposta; ele tinha razão, por mais que eu queira distância dele, não terei como escapar de suas garras.

-Minha mãe vai descobiri! Ela vai saber o que você faz comigo e vai te colocar na cadeia!

Ele ri mais uma vez, um pouquinho mais alto.

-Se ela descobrir, eu faço questão de enfia-la em um caixão à sete palmos debaixo da terra e te jogar em um buraco sem luz.

Arregalo os olhos.

-Você não teria coragem...

-Ainda duvida de mim?

Ele se levanta da cama e anda lentamente até mim, parando em minha frente.

-Se abrir a boca...-ele passa levemente a ponta de seu indicador em meu lábio inferior.-Já sabe o que vai acontecer.

Bato em sua mão e corro para fora do quarto, ouvindo-o dar uma baixa gargalhada atrás de mim; entro em meu quarto e tranco a porta, escorando minhas costas na mesma e passando a mão em meu cabelo, puxando-o.

Minha vida só ia de mal a pior... Justo quando eu achava que as coisas iriam melhorar por causa do Taeshin, vejo que o destino e a vida se juntam para me derrubarem mais uma vez e me trazer de volta à horrível realidade.

Soco o chão empoeirado, tentando descontar minhas frustrações, medo e infelicidade ali. Eu queria gritar, queria correr por ai sem rumo e sumir dessa cidade por um tempo...

Jogo minha mochila em um canto qualquer, retirando minhas vestes rapidamente e deixando-as expalhadas pelo quarto; joguei-me em minha cama e abracei meu ursinho de pelúcia que estava entre os travesseiros.

Lágrimas estavam presas no canto de meus olhos, mas eu me recusava a deixa-las rolarem pelo meu rosto. Comecei a pensar e me lembrar de coisas que eu nem deveria pensar e lembrar e uma delas era o meu pai...

-Papai...-sussurrei, derramando-me em lágrimas.

Nunca iria entender o motivo de ele ter me abandonado; mamãe acha que eu não sei da história toda, mas eu sei dela e muito mais... Sinto como se eu não tivesse sido o suficiente para fazer o papai ficar, sinto-me como se tivesse sido um incomodo em sua vida e por isso que ele nos abandonou...

Fechei meus olhos com força; peguei o edredom cor-de-rosa com estampa florida e cobri meu corpo inteiro, passando a chorar baixinho para que ninguém me ouvisse.

[...]

(Dois dias depois...)

Taehyung e eu mal nos vimos e nos falamos durante esses dois dias que ele esteve aqui em casa; apenas trocamos cumprimentos e eu apenas respondo algo à ele quando ele me pergunta e estamos perto de mamãe.

Vivo trancafiada em meu quarto, dando a desculpa de que preciso estudar para as provas finais à mamãe, apenas saio de lá para ir à escola, almoçar e jantar. Contei à Taeshin a mais nova novidade, e ele me disse que estava desconfiado de que o tio estava perdidamente apaixonado pela minha mãe... Mal ele sabe o que se passa dentro daquela casa.

E nesses dois dias, tive que aturar certos "ruídos" vindos do quarto de minha mãe no meio da noite; parece que ele nunca se cansa e parece que mamãe também está indo na dele...

Já perdi a conta de quantas vezes tive que dormir com os fones no ouvido em volume máximo. Mas também as vezes sinto algumas fisgadas em meu baixo-ventre; é como se meu corpo clamasse para sentir um toque ou um beijo.... E nesses momentos, meus pensamentos viajam até Taeshin e confesso que já tive alguns sonhos "impróprios" com ele.

Não sei o que se passa comigo, só sei que coisa boa não é...

Finalmente saio de meus pensamentos com o despertador apitando; mais uma noite em claro... Pulo de minha cama e ando em direção ao banheiro enquanto retiro o pijama minúsculo que eu estou usando, entro dentro do box e abro o registro na água quente.

Prendo meu cabelo em um coque frouxo e entro debaixo do chuveiro, pegando o vidrinho de sabonete líquido da prateleira embutida na parede azulejada; passo o líquido preguiçosamente em meu corpo e me ensaboou logo em seguida, terminando meu banho.

Fecho o registro e saio do box, pegando a toalha cor-de-rosa que estava em cima da pia e enrolando-a em meu corpo, voltando para o meu quarto. Ando até o guarda-roupa enquanto seco meu corpo; pego e visto um conjunto de lengerie vermelha com detalhes pretos e pego a primeira roupa que eu vejo; uma calça cinza-clara de moletom, uma camiseta verde-exército, um moletom branco e meu Vans branco.

Penteio meu cabelo e o prendo em um rabo-de-cavalo, passo um pouco de brilho labial e lápis de olho; pego meu celular junto com o fone e saio do quarto, trancando a porta e colocando a chave em minha mochila.

Desço as escadas lentamente, sentindo o cheiro de café fresquinho adentrar minhas narinas; olho para a cozinha e vejo mamãe e Taehyung sentados à mesa, tomando café.

-Bom dia, querida.-minha mãe vem até mim e me dá um beijo na testa.

-Bom dia.-sorrio fraco para ela.

-Bom dia, (S/N).-Taehyung anda até mim e me dá um beijinho na bochecha.

Sinto vontade de soca-lo.

-Bom dia.-digo seca.

Sento-me ao lado de mamãe e pego um pedaço da torta de amora que estava sobre a mesa, colocando-a em meu prato e passando a devora-la.

-Quer que eu faça seu chocolate-quente?-mamãe pergunta.

-Pode ser.-digo, pegando mais um pedaço da torta.

Minha mãe sabia fazer tortas e bolos maravilhosos; nem sei como não consigo engordar de tanto que eu como suas guloseimas.

-Eu e Taehyung vamos ficar fora a tarde inteira.-a mais velha diz enquanto coloca uma caneca com o achocolatado na minha frente.-Pode cuidar da casa enquanto isso?

-Aham.-respondo, tomando um gole de minha bebida.

-Final de semana que vem é o aniversário de seu sobrinho, né querido?-minha mãe pergunta para Taehyung.

-Aham.-o ruivo responde enquanto ajeitava o nó de sua gravata.

-Já sabe que presente ira dar para ele?-minha mãe se vira pra mim.

-Não.-admito.-Não sei do que ele gosta.

-Taeshin gosta de muitas coisas, entre elas videogames e comida.-Taehyung responde, fazendo minha mãe rir.

Penso sobre aquilo.

-Vou pensar nisso.-digo, termiinando de tomar meu chocolate e levantando.

Pego a mochila junto com as chaves de casa que estavam em cima do balcão.

-Tchau!-digo, indo até a porta e a abrindo.

-Tchau!-os mais velhos responderam antes de eu sair.

Fecho a porta e passo a andar a passos largos pela calçada, desviando-me de algumas pessoas; estava pensando em fazer alguns biscoitos ou talvez até um cupcake para o Taeshin, já que eu não sabia que tipo de jogo ele gostava a não ser Naruto Ultimade.

Chego no colégio alguns segundos antes de abrirem os portões, tapo meus ouvidos ao ouvir aquele terrível sinal e adentro o colégio, desviando dos outros alunos até minha sala. 

Sento-me em mu lugar e pego meu material de Literatura da mochila, colocando-o em cima da mesa. A sala foi preenchida de alunos pouco a pouco; eu apenas mantinha minha cabeça deitada na mesa.

-Bom dia, pessoal!-a Profª. Miranda entrou na sala.-Irei aplicar a prova de literatura hoje; quando terminare, me entregem e vocês poderão ir para a biblioteca.

Esfreguei meus olhos, bocejando e levantando minha cabeça; irei me segurar para não dormir e terminar a prova o mais rápido que eu conseguir.

 -×-×-×-

Entreguei minha prova à professora e me dirigi para fora da sala, andando pelos corredores até a biblioteca; entro dentro do enorme cômodo e ando até uma das mesas afastadas das demais, sentando-me ali e deitando minha cabeça entre os braços.

Estava cochilando quando sinto o banco de madeira na qual eu estava sentada se remexer levemente; eu apenas continuei de olhos fechados por alguns segundos até sentir um leve afago em meus cabelos. Assustei-me e levantei a cabeça em um pulo.

-Por que você gosta tanto de me assustar?!-pergunto irritada, vendo Taeshin com um sorrisinho nos lábios.

-Foi mal.-o platinado sorri pra mim.-O que está fazendo aqui?

-A professora de literatura me liberou após eu terminar a prova.-respondi.-E você?

-O mesmo que você; mas em vez de termos prova de literatura, tivemos prova de física.

Balanço a cabeça, deitando-a novamente entre meus braços.

-Com sono?-ouço-o me peguntar.

-Aham...-murmuro de olhos fechados.

Viro minha cabeça para o lado; tendo uma bela visão do Jung. Taeshin estava com seus cabelos bagunçados; vestia uma calça jeans azul desbotada, um moletom preto com o simbolo do Batman e um par de tênis vermelho de alguma marca.

Ele estava lindo e sexy com os cabelos bagunçados daquele jeito...

-(S/N)?-ouço-o me chamar.

-O que?-pergunto, levantando minha cabeça um pouco.

-O que vai fazer hoje a tarde?

-Vou ficar em casa, minha mãe e Taehyung vão passar a tarde fora.

-Já comprou o meu presente?

Rio.

-Ainda não.-digo.-Vou me preocupar com isso essa tarde.

Assusto-me quando ele me rouba um selinho.

-Qualquer coisa que você me der está bom.-diz.

Sorrio timidamente, roubando um selinho dele.

 

 

 


Notas Finais


O que acharam??? Até o próximo capítulo...
Beijos<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...