História My Daddy, My Perdition (Imagine Jungkook) -BDSM - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V)
Tags Babygirl, Daddykink, Imagine, Imagine Bts, Imagine Jungkook, Sadomasoquismo
Visualizações 139
Palavras 4.727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OBS: Esse capitulo contém cenas explicitas de sexo, se não gostarem pfv não leiam.

Capítulo 2 - II (Hot)


Fanfic / Fanfiction My Daddy, My Perdition (Imagine Jungkook) -BDSM - Capítulo 2 - II (Hot)

Kwan ______ On

Coréia do Sul, Busan

06:50 a.m


E lá estava eu dentro daquele ônibos cheio de seres humanos estressantes que ficam olhando para o que eu estou fazendo no meu celular de 2 em 2 minutos, da vontade de tacar o tijolo.

Já que não tinha nada para fazer acabei editando e postando uma foto no instagram, pelo menos lá tem pessoas que me adimiram. Mas é só lá mesmo, mas vejamos pelo lado bom, pelo menos em algum lugar em tenho muitos adimiradores.

Ecram:  Jeon_05 Curtiu sua publicação

Kim_Jonnie Curtiu sua publicação

Kim_Jonnie Comentou sua publicação

Meu celular apitou algumas vezes, cliquei para ver os comentários mas especificamente o de Namjoon.

❤curtido por Jeon_05 e outras 1004 pessoas.

"A humanidade sempre teve medo de mulheres que voam. Sejam elas bruxas, sejam elas livres.💕"

Ver todos os 120 comentários.

Kim_Jonnie: O significado de perfeição, minha deusa♡

Responder comentário >Cliquei<

Kwan_(___) Ah obrigado meu Deus grego! :3


Chat On

Kim Jonnie

Online agora

:Só queria avisar que eu estou voltandoo! Junto com o Seokjin. :3

Kwan_(___)

:Meu Deus! Aaaah como eu tô feliz!! :))

Kim Jonnie

:Eu sei que tá ^-^

Kwan_(___)

:Convencido! Byye tenho que entrar na aula.

Bjuus de luz! :3

Kim Jonnie

:Tchauu princess! "-"

Chat Off


Guardei o celular no bolso e desci do ônibos, caminhei até a entrada da escola e vi que ainda tinha alguns alunos andando por ai, aproveitei e fui logo ao meu armário pegar meu livro de história que eu acabei esquecendo aqui, rs.

Assim que abri o armário vi um envelope e logo tratei de pega-lo. Pelo menos tá dizendo que é pra mim, abri o envelope e vi uma chave, fiquei brisando sem entender nada.

-O que? Pra que eu quero uma chave? Eu eim. -Susurrei com uma careta confusa e tomei um susto ao ouvir a risada do Jeon.

-Eu até te diria para que é a chave mas primeiro você vai ter que ler e assinar o cotrato. -Sorriu ladino e eu revirei os olhos.

-Okay, cadê o contrato? -Perguntei curiosa.

-Na hora do recreio eu te entrego e você lê com calma, você deve saber que é algo sério. -Seu assemblante estava neutro e ele falava calmamente. "Não sei onde ele arruma tanta calma".

-Okay, agora se me der licença tenho que ir para a aula. -Sorri sem mostrar os dentes e ele assentiu.

O sinal logo tocou e eu já estava em sala. Dessa vez eu nâo me atrasei, chupa mundo!

As aulas passavam lentamente, aula de matemática é tão ruiiim! Minhas notas mais baixas são nas matérias de exatas, nelas eu sempre tiro a média. Elas estragam meu boletim, essas matérias idiotas! Tô revoltes.


{☆☆☆☆}


O recreio chegou e eu já estava anciosa para ler o contrato, rs. Porém estava com muito medo, estamos falando de ter um Jeon Jungkook como dominador, é uma idéia bem sexy e saborosa, porém um pouco assustadora.

Fiquei na sala esperando a beldade chegar enquanto mexia no telefone e falava com Namjoon, ele disse que o Jin estava com raiva por que ele tinha perdido o passaporte, mas logo depois acharam. Graças a Deus!

Depois de uns minutos vi a beldade chegar todo sério, Jeon Jungkook de óculos e de moletom com capuz é a minha morte, o bicho fica gostoso de mais.

-Prontinho, cheguei. Pega. -Puxou a cadeira e sentou em minha frente me entregando o papél branco.

-Demorou. -Resmunguei baixinho pegando o contrato/minha morte em papél.

-Leia em voz alta. -Ordenou e eu assenti começando a ler.

Contrato de submissão e esvravidão conssentida:

-Eu, Kwan _______ escrava de Jeon Jungkook, estou ciente das regras que regem ao BDSM, declaro por livre e espontânea vontade e por ser a expressão da verdade, que a partir de hoje, me torno escrava de Jeon Jungkook.

Local de trasnferência: Qualquer hora e qualquer lugar do mundo, a partir da data de 15/08/19.

Prometo, a partir de hoje, cumprir minhas obrigações como escrava e isso inclui:

1) Fazer aquilo que meu dominante mandar/ordenar;

2) Me submeter a todos os seus desejos e loucuras;

3) Dispor do meu corpo, no momento e na forma como meu Dominante desejar;

4) Receber seus castigos como prêmios;

5) Adorar o corpo do meu Dominante todos os dias;

6) Ser fiel e simcera em qualquer situação. Não tendo qualquer segredo para com meu Dominante.

7) Permitirei que meu dominante me humilhe, se essa for a sua vontade e desejo;

8) Serei propriedade exclusiva do meu Dominante, estando terminantemente proibida de me submeter ou fazer sexo, ainda que virtual,com outra pessoa;

9) Não terei contato com outros mestres/mentores, sem pedir autorização ao meu dominante;

10) Serei sempre pasciênte, alegre, desprendida e amorosa evitando deplicência, fraqueza e covardia;

11) Estarei sempre em constante atenção para aprender, obedecer e executar as ordens de meu Dominante;

12) Tratar meu Dominante da forma mais respeitosa possivel sob o tratamente de Mestre- ou qualquer outro pronome de tratamento que seja da vontade de meu Dominante;

13) Usarei coleira e outros símbolos de posse por todo o momento para demonstrar ser propriedade do meu Dominante, não tirando-os em hipotese alguma;

14) Aceitarei ficar amarrada, algemada, enjaulada, acorrentada, usar acessórios, e outros objetos, no momento e no local que ele desejar;

15) Jamais terei orgasmo sem a autorização de meu Dominante, e só me masturbarei quando ele me ordenar;

16) Se for do desejo de meu Dominante me comportarei como seu bichinho de estimação, seja qual for o animalzinho que ele escolher;

17) Não esquecerei jamais, que meu dever principal é de proporcionar distração e prazer para meu Dominante;

18) Manterei permanentemente o meu Dominante informado das minhas fantasias sexuais;

19) Estarei a disposição do neu Dominante 24 horas por dia e 7 dias por semana;

20) Obedecerei todas as ordens em relação a vestimenta e comportamento, sem questionamentos.

Obserbação sobre a Safeword (Palavra de segurança: As Safeword utilizadas nas cenas será -Safeword combinada.

Prazo de validade: indeterminado.

Serei para meu dominante, mulher e escrava, prazer e servidão, felicidade e devoção. Farei de cada chicotada recebida, cada dor sentida a prova da minha entrega e adoração. Verei nas algemas do meu pulço a nossa aliança de comprometimento e respeito. Irei conceber cada castigo como una dádiva que representa a certeza de que o caminho escolhido é o melhor para mim e para meu dominante.

Provorei que Êxtase e Entrega andam juntos, Amor e Servidão se completam, Dor e Prazer se alimentam. Finalmente, farei da nossa relação o encontro de dois desejos que nunca termina, entre dois campos que nunca se separam, entre dois seres que viram um só. Dominante e Escrava...Enfim, amor, dor e prazer. Assim EU quero , assim declaro e assim cumprirei pela felicidade e prazer do meu dominante.

Ass:_____________

-Antes que eu assine, vamos rever algumas coisinhas. -Sorri sem mostrar os dentes.

-Pode dizer. -Me olhou atento.

-Primeiro; você não vai mandar nas minhas roupas, segundo; se eu não vou ter relações com outras pessoas você também nâo vai e terceiro; tem um dominante que você vai ter que me permitir falar nem que você não queira. -Falei simplista e ele arqueou a sombrancelha.

-Os dois primeiros eu até aceito, mas quem é esse dominante e o que você é dele? -Perguntou sério.

-Kim Namjoom, meu melhor amigo. Ele é gay e já tem um contrato com um submisso. -Expliquei mas ele não me pareceu convencido.

-E quem te garante que ele não tem outro submisso? E vai que ele é bi. -Falou desconfiado e eu ri, ai ele ficou bem sério e eu fiquei quieta.

-Ele é casado com esse submisso, o nome do submisso dele é Kim Seokjin meu outro melhor amigo. -Expliquei calmamente e ele assentiu desconfiado.

-Mas eu quero conhece-lo. -Falou sério e eu arqueei a sombrancelha.

-Você tá parecendo um namorado ciumento. -Ri fraquinho e ele revirou os olhos.

-Uhum, eai vai assinar ou não? -Perguntou já impasciênte.

-Ah não sei. -Fingi pensar ele semicerrou os olhos na minha direção.

-Como assim não sabe? -Cruzou os braços escorando as costas na cadeira.

-Brincadeira, eu vou sim. -Sorri sem mostrar os dentes.

Peguei a minha caneta, respirei fundo tentando não sair correndo.

Ass: Kwan ______.

Respirei fundo me benzi e entreguei a folha a ele que sorriu lascivo.

-Se vinher com alguma brincadeira eu tomo esse papél da sua mão e rasgo. -Falei séria e ele riu.

-Uh calma, não ia falar nada. -Sorriu inoscênte e eu revirei os olhos.

-Aham sei, agora me fala para que é aquela chave. -Perguntei curiosa.

-Agora você é minha escrava, tem que me satisfazer a hora que eu quiser, mas para isso você tem que estar comigo. -Falou e eu fiz uma careta confusa.

-Como.assim?. -Falei desconfiada.

-Lerda, aquela é a cópia da chave da minha casa, você irá morar comigo. -Falou simples com um sorriso de canto.

-Mas nem pensar que eu vou morar com você Jeon Jungkook. -Falei convicta e ele riu.

-Para você é Mestre, e você vai sim pois eu estou mandando. E além do mais agora você é a minha submissa,não pode ficar naquele muquifo. -Falou sério e eu engoli a seco.

-Você não deveria falar assim de lá só por que você mora em um bairro nobre, e mas uma coisa como você sabe onde eu moro? -Perguntei com o cenho franzido.

-Eu sei de muitas coisas Senhorita Kwan. -Sorriu sádico me assustando.

-Você é louco. -Falei negando com a cabeça.

-Você não sabe o quanto. -Sorriu lascivo se enclinando e ficando com o rosto perto do meu.

-Tá...é agora eu vou comer. Estou com fome. -Sorri nervosa me levantando.

Quando ia sair senti meu pulço ser puxado com força e então o Jeon me encurralou na porta ficando com uma mão de cada lado do meu rosto.

-Quando terminar a aula me espere lá no estacionamento, você vai hoje mesmo comigo. -Falou sério me fitando com suas órbes negras. Seus olhos eram escuros como um céu negro sem estrelas. Tão intensos e sombrios.

-M-mas eu tenho que pegar as minhas coisas mestre. -Minha respiração estava pesada pela aproximação repentina.

-A gente passa lá então, e não precisa receber mais aquele dinheiro dos seus tios, sempre que quiser comprar algo me fale e eu te darei. -Ele falava calmamente enquanto passava o nariz pelo meu pescoço.

-Mas Je...mestre eu não quero ser tão dependente. -Falei calma e o mesmo voltou a me olhar.

-Se o problema for esse, você pode trabalhar comigo lá na empresa como minha secretária particular, quando não estiver na escola. -Propos calmo e eu fiquei pensativa.

-Tá bom mestre. -Aceitei finalmente e ele deu um selar no meu queixo.

-Pode ir. -Falou rouco e se afastou me dando passagem.

O olhei por um tempinho vendo sua expressão neutra de sempre e sai da sala.

Enquanto estava sentada na mesa ouvi vários cuchichos direcionados a mim.

-______ finalmente te achei, acho que você está me devendo uma explicação mocinha. -Ouvi a voz de Taehyung e revirei os olhos ao ver o mesmo se sentar a minha frente.

-Eu não devo nada a você seu idiota. -Respondi secamente e ele riu.

-Claro que deve, que história é essa de você estar com o Jeon? -Perguntou me olhando e eu fiz uma careta confusa.

-São apenas histórias. -Falei simples mas ele se alevantou e me puxou pelo braço me levando para fora da cantina.

-Você vai me contar isso direitinho. -Ele falou ríspido segurando meu braço com bastante força.

-ME SOLTA KIM TAEHYUNG! -Gritei porém o ruivo ignorou me puxando com mais brutalidade e depois me jogou na parede me fazendo cair sentada.

-Vamos logo ____ me conte isso, você não tem o direito de ficar com qualquer outro garoto! -Exclamou histérico e eu o olhei assustada com os olhos marejados.

-E-eu não vou falar nada para você! Eu não sou nada sua e não te devo satisfaçâo! -Exclamei de volta me levantando.

-A você vai sim! Você é minha desde que pisou os pés nessa escola. -Ele pegou em meus cabelos os puxando com força enquanto eu gritava lhe disferindo tapas e arranhões na falha tentativa de o fazer me soltar.

-T-Taehyung me soltaa por favor!! -Pedir entre soluços.

-Okay. -Ele me jogou novamente fazendo com que minha cabeça batesse na cadeira e eu gritei com a dor.

As lágrimas desciam pesadas e grossas, minha cabeça doia enquanto o sangue escorria. Minhas mãos tremiam e o garoto a minha frente tinha um sorriso sádico brincando em seus lábios.

-Sabe ___ eu não queria ter que fazer isso, mas você foi uma péssima garota. -Se aproximou agachando a minha frente com o rosto bem perto do meu.

-S-sai de perto de mim! -Gritei empurrando o garoto que caiu batendo as costas no chão.

-Você vai se arrempender de ter feito isso. -Falou frio mas quando foi se levantar parou ouvindo uma tosse, olhamos ao mesmo tempo e vimos Jeon com os braços cruzados, maxilar trincado e uma expressão que daria medo até no demônio.

-Eu acho que quem vai se arrempender de ter encostado o dedo no que é meu vai ser você. -Seu tom sério era assustador, porém Taehyung se levantou o olhando com um sorriso de canto.

-Então ela é sua? -Perguntou calmo olhando bem nos olhos do moreno a sua frente.

-Sim ela é. -Jeon respondeu firme e Taehyung riu.

-Então quer dizer que agora você é a nova putinha do Jeon? -O olhei confusa, depois me virei para Jungkook vendo o mesmo descruzar os braços ainda com sua expressão assustadoramente séria.

-Não ouse a chamar assim. -Jeon se aproximou devagar do ruivo que também ficou sério.

-E o que você vai fazer se eu chama-la assim novamente? -Perguntou desafiador e o Jeon riu.

-Eu? Nada. Mas outras pessoas vâo. -Falou trocando seu assemblante sério por um sorriso sádico.

-Por que você não é homem o bastante para bater de frente. -Ousado ele,né?

-Não, por que eu sou inteligente o bastante para não sujar as minhas próprias mãos. -Sorriu vindo em minha direção.

-Jeon Jungkook você vai se arrempender de ter a roubado de mim. -Taehyung nos olhava sério.

-Eu não a roubei de você Kim Taehyung, até por que não a como a roubar se ela nunca foi sua. -Jeon sorriu de canto me pegando em seus braços fortes.

Quando o Jeon se virou vi Taehyung se aproximar e rápidamente Cutuquei o Jeon.

-M-mestre o Tae..-Fui interrompida ao sentir Jeon virar e em um movimento agil ele chutou o ruivo que caiu.

-M-mestre? O que vai dizer que agora ela é sua escrava? -Taehyung perguntou sério ainda no chão.

-Você é muito intrometido garoto. -Jeon respondeu sério e se retirou.

Caminhamos para fora da escola e o Jeon mandou um garoto e avisar ao diretor, de começo o garoto disse que só ia se o Jeon pagasse mas ele olhou sério e o garoto correu para a diretoria, eu até dei uma risada mas parei gemendo pela dor.

Jungkook abriu a porta do veiculo e me pos sentada e colocou o cinto, fechou a porta e deu a volta no carro sentando-se no banco do motorista.

O caminho até o hospital foi silêncioso, agora eu estava sendo avaliada por um.médico que pediu alguns exames.

-Agora a Senhorita pode ficar deitada aqui e descansar um pouco enquanto eu vou chamar a enfermeira para fazer os curativos. -O médico falou e eu assenti me sentando com um pouco dificuldade por a maca ser alta.

O médico saiu e o Jeon entrou com sua expressão séria de sempre.

-Você está bem? -Perguntou calmo ficando a minha frente.

-Estou melhor, principalmente depois que o médico me deu aquele remédio para dores. -Sorri e ele retribuiu.

-Que bom. -O moreno sentou ao meu lado na maca.

-Mestre, quem era a outra? -Perguntei curiosa e ele me olhou confuso.

-Que outra? -Franziu o cenho.

-A outra garota que Taehyung falou. -Expliquei calma e vi seu assemblante mudar para um mais triste.

-Minha ex. -Respondeu curto.

-E o que aconteceu com ela? -Perguntei curiosa e ele sorriu pequeno pegando em minhas mãos.

-Isso são histórias para outro momento ______. -Assenti sorrindo sem mostrar os dentes.


{☆☆☆☆}


Estavamos voltando para casa, Jeon estava com sua expressão neutra de sempre, de vez em quando eu olhava para ele, suas orbes negras estavam focadas na estrada, seu moletom levemente amassado por estar sentado, a franja que ele vivia arumando por estar caindo sobre seus olhos. Jeon Jungkook era um pecado, tão lindo e atraente, porém tão assustador e sádico. Não vou mentir, eu tenho um pouco de medo dele e aquela discursâo dele com o Taehyung me levou a ter medo de ambos.

Chegamos em frente a sua casa-lê-se mansão- e eu fiquei abismada com a beleza do local. Sua mansão era enorme, tinha um lindo jardim a frente com uma fonte. Deus que casa linda.

Desci do carro e o Jeon foi guarda-lo na garagem, que diga-se de passagem também era enorme e cheia de carros pelo que pude notar.

Caminhei para a casa e a adentrei, apenas a hall da casa era do tamanho do meu apartamento, fui para a sala de visitas onde tirei meus sapatos e me sentei no sofá a espera do Jeon que após alguns minutos chegou.

-Você tá com fome? -Jeon perguntou enquanto caminhava em minha direção.

-Estou sim. -Falei calma, eu sempre estou com fome mas dessa vez eu nem comi nada, só comecei a comer lá na cantina mas ai veio o Taehyung e toda aquela confusão.

-Okay,vou pedir as empregadas para servirem o almoço enquanto isso você pode tomar banho. -Sugeriu sentando ao meu lado no sofá.

-Eu não trouxe nenhuma roupa. -Informei e ele pareceu ficar pensativo.

-Bom eu posso te dar umas roupas que não cabem mas em mim por enquanto. Vou mandar alguém e buscar suas coisas. -Sorriu pequeno e eu assenti.

Jeom me disse onde pegar as toalhas, e enquanto eu fui ao banheiro ele ficou separando alguma roupa pra mim. Após terminar o banho peguei minha mochila e agradeci mentalmente por sempre deixar uma calcinha junto a um absorvente caso acontecesse de eu mesntruar lá na escola.

Sorri e a vesti, peguei a blusa do Jeon que apesar de pequena pra ele ficava bem grande em mim e vesti o calção.

Me olhei no espelho e quis rir,eu estava muito estranha com aquela roupa. Mas é como diz aquele ditado; "Quem não tem cão caça com gato". Pentiei meus cabelos e desci as escadas indo para a sala de "jantar", quase me perdi mas deu tudo certo.

Ao chegar encontrei o Jeon sentado a ponta da mesa comendo, sentei na cadeira ao lado direito do Jeon e me servi. Comemos em silêncio as vezez trocando olhares.

Agora eu estava no escritório deitada no chão resolvendo minhas atividades enquanto o Jeon fazia algo do trabalho.

Apesar de tudo eu o adimirava por ser tão responsável, com 18 anos Jeon trabalha, está no terceiro ano e tira as melhores notas da turma dele, sem falar que tem a própria mansão. Apesar de muitas coisas ele ter sido privilégiado por conta do pai ele é bem responsável.

-Aleluia terminei! -Comemorei baixinho guardando as coisas na mochila vendo o Jeon me olhar com o cenho franzido.

-Você terminou de fazer as atividades ou descobriu que vai a uma festa? -Perguntou brincalhão e eu sorri sem mostrar os dentes.

-Eu só fico animada por terminar, sem falar que isso aqui é dificil. -Expliquei pondo a mochila no cantinho.

Ele deu de ombros e voltou a prestar atenção em seu trabalho. Eu sentei no sofá e fiquei olhando as feições de Jungkook, as vezes sérias de mais, as vezes entediada, as vezes confusa e a melhor de todas era a de impasciência quando algo não saia como ele queria.

-Ah que tédioo. Não tem nada pra fazer aqui. -Reclamei entediada e ele me olhou de canto de olho.

-Já que está tão entediada venha aqui. -Ele falou girando a cadeira batendo nas próprias coxas indicando que eu me sentasse ali .

Fiquei um pouco receosa mas não é cono se eu tivesse escolha, caminhei e sentei em.seu colo de costas para o moreno.

-Agora me ajude a resolver algumas coisas. -O olhei com um bico e ele sorriu de canto.

Eu o ajudei em bastante coisa até terminar tudo, ainda estava sentada em seu colo porém agora jogando um jogo de terror.

-______ fique quieta por favor ou vai ter que arcar com as concequências depois.-Jeon falou sério enquanto eu estava jogando em seu computador.

-Mas eu tô quieta. -Falei atenta ao jogo.

-Você de vez em quando pula no meu colo, como que você tá quieta? -Perguntou me olhando e eu ri.

-Eu não tenho culpa se o jogo é de terror ai as vezes aparece uns trem que me assusta. -Expliquei calmamente.

O Jeon ficou calado mexendo em seu celular enquanto eu continuava jogando. Fui inventar de me ajeitar em seu colo e me arrempendi ao sentir algo de baixo de mim e as mãos do Jeon em minha cintura me forçando a ficar quieta.

-Você provoca de mais garota. -Jungkook falou sério e rouco e eu engoli a seco.

-Jeon...-Senti um tapa ser dado em minha bunda e Jungkook beijar meu pescoço me fazendo gemer alto em surpresa.

-Nada de Jeon, agora quero que me chame de Daddy. -Sorriu lascivo mordendo meu pescoço e eu gemi baixinho rebolando em seu colo sentindo seu membro ficar mais duro.

Jungkook segurou firme em minha cintura me virando de frente para si, minha pernas ficaram uma de cada lado do seu corpo e minhas mão foram para seus ombros onde deixei um leve aperto. Jungkook deixou beijos pelo meu pescoço e subiu para meu queixo onde mordeu e deixou um selar, chegou em meus lábios e roçou os seus nos meus como tortura, sempre que eu tentava me aproximar para o beijar ele se afastava sorrindo malicioso.

-Daddy me beije. -Pedi manhosa e ele se aproximou mordendo meu inferior e logo pegou em meu pescoço me puxando para um beijo.

O ósculo era voraz e sedento, nossas línguas se esfregavam uma na outra com volúpia, chupavamos a lingua um do outro com vontade e sorriamos safados entre o beijo.

Jumgkook mordeu meu inferior separando o beijo, suas mãos foram para minha cintura onde ele deixou um aperto forte e possessivo me fazendo arfar. Nós nos olhamos com desejo e voltamos a formar um ósculo, esse mais intenso que o outro, Jungkook passava suas mãos por todo o meu corpo me apalpando e dava fortes apertos em minha bunda e cintura me fazendo gemer entre o beijo.

-Daddy..-Gemi arrastado rebolando contra seu membro rijo.

-Tão gostosa..-Jeon falou entre gemidos roucos e mordeu meu pescoço o chupando.

Em um movimento rápido Jeon tirou a blusa que eu estava vestida,deixando meus seios a amostra.

Enquanto marcava o meu pescoço Jeon levou suas mãos até meus peitos os massageando e apertando com força me fazendo gemer alto.

Eles desceu sua boca pelo vale entre meus seios deixando beijos e chupões fracos, sua boca foi para meu seio direito onde ele chupou e lambeu com vontade, eu era só gemidos, levei minhas mãos para a nuca de Jungkook onde eu arranhei e puxei seus fios macios, Jeom levou a boca para o outro peito enquanto massageava o outro, ele prendeu meu bico rijo pelo prazer entre os dentes e mordeu o chupando.

-Daddy ....awn.-Gemi arranhando ainda mais sua nuca.

Nós voltamos a nos beijar e ainda sem interromper o beijo fui desabotoando a camisa de Jungkook e logo ela já estava no chão, voltei a rebolar contra seu membro dessa vez com mais vontade ouvindo os gemidos roucos e arrastados do Jeom.

-Me chupa. -Jeon ordenou próximo ao meu ouvido mordendo o meu lóbulo.

Desci de seu colo e me ajoelhei em sua frente, arranhei seu abdomem e desci minhas mão para o cinto onde eu brinquei um pouquinho apenas ameaçando tirar vendo o garoto ficar impasciênte.

-Não me provoque ____ ou vai se arrempender. -Seu tom rouco e ameaçador me fizeram arrepiar.

-Eu nunca me arrempederia Daddy. -Falei provocativa mordendo o próprio lábio e o Jeon sorriu malicioso para mim.

Sem mais inrrolações eu tirei seu cinto e logo puxei sua calça junto a sua cueca boxer preta. A visão de seu pau extremamente duro e ereto me fez salivar, o Jeon além de grande era grosso o que me deixou ainda mais anciosa e excitada.

-Tão duro Daddy..-Falei arrastado envolvendo o caralho rijo do maior em minha mão.

Comecei uma mastubarção lenta o torturando, depois comecei a ir mas rápido e logo fiquei alternando ouvindo seus gemidos diminuirem e aumentarem conforme eu controlava a velocidade da mastubarção.

Acelerei de uma vez a masturbação e logo envolvi seu pau em minha cavidade bucal, o garoto gemeu alto em surpresa e eu dei um pequeno sorriso. Fiz movimemtos de vai-e-vem com a boca e tirei seu pau da boca ouvindo um estalo totalmente erótico, lambi toda a sua extenção olhando bem todas as expressões de prazer do moreno, envolvi seu caralho em minha boca novamente e comecei a chupalo passando minha lingua pela a sua cabecinha as vezes a contornando, a forma como Jungkook gemia e jogava sua cabeça para trás em puro prazer me deixavam excitada e com mais vontade de lhe dar prazer. Meus movimentos estavam alternados entre lentos e rápidos, mas ao sentir as veias do pau do moreno emgrossarem vi que o mesmo iria gozar e acelerei mais os movimentos lhe proporcionando mais prazer.

-Caralhoo..______! Jungkook gemeu alto ao que gozou em minha boca, seus jatos foram fortes descendo um pouco em meu queixo mas logo eu engoli e me levantei labendo os lábios.

-Tão gostoso Daddy. -Sorri safada olhando Jungkook ainda meio desnorteado por ter acabado de gozar.

Porém sua visão pós orgasmo era simplesmente uma das melhores que eu já havia visto. Corpo todo suado, franja colada na testa, o peito subindo e descendo lentamente conforme ele ia se recuperando. Jeon Jungkook é simplesmente um anjo caido, lindo e malvado.

-Tire a roupa. -Jeon ordenou ainda sentado agora com os olhos em mim, primeiro tirei o short e logo a calcinha ficando nua na frente do garoto.

Jungkook me olhou de cima a baixo mordendo o inferior e eu senti minhas bochechas esquentarem.

-Senta aqui. -Jeon ordenou batendo na própria coxa e eu fui.

-Ainda está duro Daddy. -Falei ao olhar seu membro novamente rijo.

-Vai me ajudar a se livrar desse problema? -Jeon perguntou com um sorriso provocativo enquanto mordia meu lóbulo.

-Com todo prazer Daddy. -Respondi manhosa beijando e chupando o pescoço do maior que puxou meu cabelo fazendo minha cabeça ir para trás.

-Então senta com vontade, hum. -Jeon falou sorrindo lambendo meu pescoço.

Não respondi apenas peguei o pau do Jeon e levei a minha entrada sentando com vontade fazendo nós dois gemermos alto. A ardência veio porém eu comecei a sentar em Jungkook, sentava com vontade e quicava dando leves reboladas.

-D-Daddy..-Gemi manhosa rente ao ouvido do Jeon que rosnou baixinho movendo seu quadriu e me estocando deixando os movimentos ainda mais fundos e fortes. -AWNN DADDY..-Gemi alto ao que o Jeon acertou meu pontinho doce.

-É aqui, huh baby? -Jeon perguntou totalmente provocativo estocando com ainda mais força acertando sempre o meu pontinho.

-É-é a-ai, aah m-mais Daddy..-Gemi alto e o moreno sorriu malicioso.

-Quer mais? Assim Baby? -O Jeon aumentou ainda mais a velocidade me deixando incapaz de responder qualquer coisa.

Jeon foi diminuindo a velocidade das estocadas deixando-as lentas e torturantes.

-Awwn Daddy..m-mais rápido. -Pedi manhosa rebolando e quicando com mais vontade sobre seu pau.

-Gostosa! -O Jeon falou dando um tapa forte em minha bunda e logo voltou a aumentar a velocidade me fazendo gemer alto.

Minha cabeça estava na curvatura do pescoço do Jeon onde as vezes eu mordia e chupava,Jeon dava fortes apertos em minha bunda e cintura as vezes dando tapas bem estalados.

-D-Daddy e-eu vou...-Falei ao sentir meu orgasmo próximo e o Jeon diminuiu ainda mais os movimentos me torturando.

Logo ele aumentou as estocadas as deixando cada vez mais fortes e fundas, ambos gememos alto e gozamos ao mesmo tempo. Meu corpo caiu amolecido sobre o de Jeon que relaxou na cadeira. Jungkook saiu de dentro de mim e logo nos deitou no sofá preto que tinha ali em seu escritório. E ambos nos entregamos ao sono.


Notas Finais


Foi curtinho, mas me digam vocês gostaram?
Querem que eu continue??

Me respondam ai nos coments pfv❤
I love vcs, obrigado pelo carinho e pelos cometários no capitulo anterior ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...