1. Spirit Fanfics >
  2. My daddy or My babyboy (Taekook , Namjin , Yoonseokmin ) 18 >
  3. Cap. 48

História My daddy or My babyboy (Taekook , Namjin , Yoonseokmin ) 18 - Capítulo 48


Escrita por:


Notas do Autor


Eu tô tipo o Jungkook da capa kk


Boa leitura estrelinhas ✨

Capítulo 48 - Cap. 48


Fanfic / Fanfiction My daddy or My babyboy (Taekook , Namjin , Yoonseokmin ) 18 - Capítulo 48 - Cap. 48

Taehyung se sentia cada vez mais distante , parecia que nada daquilo terminaria . Parecia que a felicidade estava tão longe , que manter esperança parecia burrice .

  Toc ! Toc !

- Entra .

  O Kim permite e limpa seu rosto , que possuíam resquícios de choro .

 - Você quer voltar para casa ?

- Mas você disse que eu não poderia sair.

- Consegui um jeito , um pouco arriscado , mas se você quiser voltar...

  Itam da de ombros e Taehyung fica pensando na situação .

- É tentador , mas eu não saio daqui até ter Jungkook comigo .

 - Tae...Vai ser difícil achar ele-...

 - Não importa , você não é especialista nessas merdas ? Por que simplesmente não se esforça em achá-lo ?! 

O coreano solta com frustração só então percebeu que voltou a chorar , como forma de consolo , o mais venho sentou-se ao lado do Kim , o confortando com os seus braços quentes e o acalmando com um sussurro positivo e baixo .

- Vou fazer um chá , descanse um pouco .

 - Tudo...Bem.

Diz fungando e se deita no meio dos travesseiros da cama .

Quando Itam sai do quarto , solta todo o ar que mal percebeu que estava segurando . Era tanta pressão e tristeza que sentia medo caso isso se transformasse em depressão da parte do Kim , não queria isso , muito menos agora que o mesmo estava numa situação arriscada .

O moreno respirou fundo e por mais que fosse difícil esquecer tudo que acontecia , manteu o foco em preparar o chá para o 'pequeno , só assim também acharia uma distração para essa ampulheta de caos imaginária .

  [...]

Quando terminou o chá , serviu em xícaras de porcelana branca e cara , as colocou em uma bandeja fina e prata e logo de após provar da temperatura e do gosto do seu próprio chá , constatou que este fora o melhor de todos que já fez em toda a sua vida .

 Quando o americano chegou a porta de Taehyung , o mesmo fez sons de batidas , como uma brincadeira e recebeu um "entre" , bem descontraído até . Sem demoras o tatuado entrou o quarto aconchegante e se direcionou para a cama , viu que o mais novo quase dormia em meio ao conforto dos edredons .

_Espero que goste de frutas vermelhas .

Estendeu a bandeija para o outro , que pegou delicadamente na alça do instrumento de porcelana e aconchegou perfeitamente o material sobre as mãos , formando quase uma concha em volta da xícara .

   - Hmm...está bem quentinho .

Dizia o Kim enquanto inalava do cheiro doce e misturado do chá , logo após , elevou o objeto até os lábios sem cor e provou do líquido.

  - Espero que isso te faça se sentir melhor .

 - Certamente não vai fazer , mas obrigado por estar aqui . Você e sua obsessão louca , estão me fazendo a companhia necessária que precisamos.

Fala se referindo a si e aos seus nenéns , Itam ficou orgulhoso de si , e pela primeira vez, salvo ele mesmo , sorriu com sinceridade diante do declínio que estavam passando .

  - Me sinto mais leve por ouvir isso .

Taehyung sorri e não diz mais nada , logo voltando a bebericar da água rosada , cheirosa e com o gosto no ponto certo . Então os dois perceberam que era melhor ficarem ali , sem discussões sobre o que ocorria , pelo menos enquanto desfrutavam daquele aconchego quente e confortável .

   P.O.V's Jungkook

Eu não sabia quanto tempo já passou , quer dizer , eu não sabia nem onde eu estava , então tempo fica em terceira opção , já que a primeira era saber se eu vi mesmo Hoseok aqui , ou se foi tudo alucinação pelo efeito da droga e pancadas que me dão diariamente . Todos os dias as seis horas da tarde . E como sei disso ? Pois eles sempre avisam , então é só daí que começo a contar a hora , pelo menos para tentar criar uma distração para as monstruosidades que costumam fazer comigo . Sinceramente ? Eu não havia feito taaannnta coisa assim , só matei alguns caras dele e prendi outras coisas , fala sério ! Tanto ódio só por isso ?

  06:00 PM

Alguém abre a porta , eu sei que é Mingyu , pois ele sempre abre , porém algo chamou a atenção dos meus danificados ouvidos , não tinham tantos passos desta vez , era só ele .

- Kookie ! Kookie ! Eu tenho uma extrema novidade para você .

  Nota mental pelo tempo que passei aqui : Mingyu estava louco e isso significava que se provavelmente ele não conseguisse pegar o Taehyung de volta , ficaria mais louco ainda , portanto , acho que nem um dos dois se encontra em uma situação melhor que a outra .

Ah ! O Taehyung , me esforço tanto para não me deixar levar só por causa de você meu amor,  mesmo que não saiba disso .

 _Quer saber qual é a surpresa ?

 - Tenho escolha ?

 - Eu heim ! Mesmo depois de apanhar tanto e quase perder os dentes , ainda continua com essa língua afiada ?

 _Então corte a minha língua .

 - Ora , não de idéia Jungkook . Mas vamos ao assunto principal.

Eu tinha levado tantos socos e vários tipos de agressões na face , que cheguei num nível onde eu não conseguia mais abrir os olhos e também não sentia minha parte esquerda do rosto . Grande era meu sofrimento , mas eu não deixaria um bastardo doente desse achar que tinha me vencido , não mesmo .

- Não sabe como estou interessado amigo.

  Ele ignora o meu sarcasmo e começa a falar .

 - Eu andei estudando sobre o cérebro humano...

  - Como estudar algo que você não sabe nem pra que serve , ainda mais no seu caso ?

  É óbvio que eu não falei nada , minha cota de sarcasmo já se findou por hoje .

   - E acabei por descobrir que diante de um trauma muito severo na região cerebral , dependendo se você sobreviver , a pessoa pode ficar com várias sequelas e uma delas me agradou muito . Que é o esquecimento , amnésia , perda total de tudo que já conheceu .

Sinto e ouço que ele para de se locomover inutilmente para lá e para cá , o mesmo agora , deveria estar na minha frente .

 - Ah...que interessante ?

Me arrisquei a falar , mas desta vez não foi em deboche , e sim porque eu não tinha entendido absolutamente nada do que ele pretendia fazer .

- Ah criança . Ainda não entendeu ?


- Er...Não.

Respondo sincero , eu não conseguia nem ouvir ele com atenção , pois meus ouvidos doíam demais e a dor de cabeça estava mais do que insuportável , então eu ceguei pra tudo que saia da boca do traste .

 - Simples...Quero te deixar assim . Quero que você só...esqueça de tudo .

Então...Eu não posso dizer nada , porque palavra alguma descrevia o que eu sentia , apenas poderia arredondar em uma coisa "parte do meu mundo desabou e se perdeu" . Pronto , eu estava perdido .

- Vou fazer você virar um retardado mental e talvez...só talvez eu te deixe com os seus movimentos , mas quem sabe , né ? Agora , uh ! Olha a hora , já se passaram cinco minutos .

  06:05 PM

E a partir destes minutos , o real desespero começou a tomar conta do meu ser e eu estava entrando num estado jamais sentido e explorado , meu cérebro tinha uma tremenda pressão física e a tortura diária me consumia demais , eu estava definhando ao abismo , meu subconsciente já estava destruído , meu consciente desnorteado e minha sanidade gasta . Eu não poderia mais suportar , nem que fosse pela minha família , pelo qual foi meu incentivo , mas agora acabou , já era ! Eu não tinha mais ninguém em quem afirmar meu estágio emocional , pois estava tudo quebrado , sujo e perdido . O que aconteceria daqui pra frente ? E se eu esquecer ? O que irá acontecer se eu esquecer ? Mas e se eu morrer ? Tudo que fiz , todos os meus momentos , tudo seria em vão ?

As primeiras sessões de soco começaram . A dor ? Eu não sabia mais se era só incomodo ou suportável , pois não importava . Provavelmente foram dedicados quinze minutos de espancamento manual e agora , viria o fogo ou choque ? Não importava qual .

  07:00 PM

Acabou , é , acabou por que alguém interferiu , mas eu sabia quem era esse alguém ? Não , eu nem conseguia enxergar mais nada . E ouvir ? Será que ainda posso ? Acho que também não , talvez eu tenha morrido até e nem percebi .

  - Jungkook ! Jungkook !

 Mas porque tanta gritaria ? Aish ! Quer saber , dormir parece ser mais convidativo do que ainda tentar .

   P.O.V's Hoseok

Mingyu me tirava a empurrões de dentro daquela sala , ele era um monstro , um tirano cruel e desprezível , como eu podia ser irmão daquilo ?

 - Qual é o teu problema ? Ainda sente que a amizade com esse bosta é viva ? Irmãozinho , não se mete .

 - Você não percebe ? Está louco ! Completamente fora de si . O que aconteceu com você ?!

Eu chacoalhava os ombros largos em busca de algum sentimento , mas nada além de gargalhadas e olhares distantes e sarcásticos .

 - Só não se meta mais Jung , respeite sua honra e fique ao lado da sua família , ou será que...vou ter que te punir ?

Nojo ! Era tudo que fluía junto as minhas veias e sangue , eu sentia tanto nojo dele e de mim mesmo . Mas eu sabia que ele era o monstro da história , desde a primeira vez em que me tocou.

- Quieto e comportado você é bem melhor . Agora eu necessito de um banho .

 Fico feliz em descobrir como Mingyu disponibilizava do tempo para maltratar Jungkook , assim pude interferir por outras vezes , mas hoje pareceu que algo estava diferente , parecia que tudo estava mais denso e nublado perante os meus olhos e isso não era bom . Mas agora , percebi que eu estava sozinho naquele corredor , eu poderia ir até a sala e tirar o Jeon de lá . 


Olho para trás e não vejo ninguém , a porta de Mingyu está fechada e a da minha frente , escancarada , eu poderia agir rápido e tirar o Jungkook de lá . 


Respiro fundo e entro no "porão" , tudo fedia a sangue e tortura , não que eu não suportasse , mas aquilo foi longe demais , até para os massacres que Mingyu já fez . 


_Ei ! Jungkook ! Acorda ! Meu deus ! Você não pode morrer , vamos Kookie , acorda !


Eu batia levemente no rosto dele , mas nada , mal podia sentir o pulso , mas já era reconfortante saber que ele estava ali . 


_Você sempre tão teimoso , tsc ! tsc !


Por um momento gelei , mas ao perceber que era apenas uma das minhas primas , me senti menos desconfortável . 


- Quem é esse cara ? 


_Jeon Jungkook prima , o cara que matou o seu namorado .


- Não sei , só sei que ele tá bem mal e eu vim...limpar a sujeira . 


Percebi que ela perguntaria o que eu estava fazendo ali , então já me adiantei . 


- Hmm...quer ajuda ? 


Ela tenta ver o rosto da pessoa , mas eu me coloco na frente. 


- Não , eu tô bem . 


Ela me olha desconfiada , mas não diz nada , logo a mesma volta o seu corpo para as escadas e começa a subir. 


- Onde o Mingyu 'tá ? 


- No quarto dele .


Ela me olha com uma cara maliciosa e agradece . Urgh ! Como eles podem ? Que nojo !


- Ei ! Kookie . Acorda mano !


Eu me encontrava em aflição já , Jungkook não acordava , eu não sabia como tirá-lo dali sem os demais verem . O que eu ia fazer ? 


P.O.V's Taehyung 


Até que o assunto sobre esquilos , fluía bem entre Itam e eu , apesar de ser super aleatório , estava muito bom. 


- Vamos beber alguma coisa ? 


Ele propõem . Eu concordo automaticamente , sem pensar. 


- Eu adoro essa bebida , espero que goste. 


O outro me oferece um líquido roxo , eu bebi tudo de uma vez e me senti levemente tonto , mas adorei o sabor .


Minutos mais tarde...


- Hahahahahaha ! Na verdade verdadeira eu...


- Você ? 


- Não sei. 


E começamos a rir de novo , sobre qualquer coisa que não sabíamos . Tudo estava tão misturado , uma hora eu chorava , outra eu ria , agora eu me sentia carente e quente , certo , isso é muito ruim ? 


- Acho melhor a gente parar né. 


Digo . 


- Por que ? Tá bom , não tá ?


- Sim , 'tá mas-...


Do nada sinto os lábios alheios colados aos meus. 

  


Continua...


Notas Finais


O que acharam ???

Preciso de um capista , por favor ♡

Até mais...💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...