História My Daddy Virtual - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Markson
Visualizações 134
Palavras 1.280
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiii amorecos, como prometido aqui está mais um capítulo. Ta acontecendo milagres porque eu to batendo todas as minhas metas, e tudo isso graças ao amor que eu sinto pelos meus leitores.
Não vou enrolar muito aqui, boa leitura...

Capítulo 16 - 15 - O dia em que o sonho se realizou...


MARK:


(01/11/16)



Sabe aquela sensação chata de que você perdeu algo muito importante, aquela que te faz pensar que está fora do lugar. Eu estou me sentindo um peixe fora d'água, desde que eu acordei e só vi escuro nada parece fazer sentido. Primeiramente, como meu namorado virtual veio parar aqui, do nada? E trouxe o Youngjae-hyung. Nada parece fazer sentido. O doutor, que agora eu sabia se chamar Jinyoung, me explicou que eu tive uma perda de memória recente que pode voltar ou não. Sobre a minha recente condição de cego, os exames foram feitos rapidamente e no dia seguinte eles estariam prontos.

Agora eu estava aqui, um pouco ansioso pois logo minhas visitas estariam entrando no quarto novamente. Era uma droga não vê, eu tinha que tentar saber o que acontecia pelos sons emitidos e identificar coisas por cheiros e toques. Pelo menos meus outros sentidos ficariam mais aguçados.

Ouvi quando a porta foi aberta e virei o rosto na direção que o som vinha. Logo em seguida passos, e nenhum dos sons era muito alto mas eu conseguia escutar. Eu só não consegui prevê quando braços me rodearam e me puxaram para se, levei um sustinho de certo modo, no entanto era tão reconfortante está ali. Mesmo que eu ainda não soubesse quem de fato estava me abraçando, eu apenas me permitia sentir.

- Quem é? - falo baixinho um pouco roco, devido eu ter dormido de mais.

- Sou eu Baby. - disse em tom neutro, no entanto, eu conhecia bem de mais Jackson Wang para reconhecer quando sua voz tinha uma pitada de embargo. Ele estava segurando o choro.

- Você me deve explicações Wang. - digo em um tom divertido, para que ele não se focasse tanto no problema do eu cego, e sim focar no fato de estarmos juntos finalmente.

- Eu sei, mas por enquanto eu só quero te manter em meus braços. - respondeu e em seguida sentir algo tocar minha bochecha junto de um barulho de estalo. Ele havia me dado um beijinho na bochecha. Fofo!

- Eu não vou sair deles tão cedo moço, apesar de você ser um completo idiota e ter me ignorado nos últimos dias eu o amo. - confessei subindo minhas mãos pelo seu corpo, até finalmente chegar em seu rosto.

- Me desculpe, por tudo. - disse ele com a voz falha e eu senti as lágrimas molharem minhas mãos.

- Meu amor não chora. - digo exasperado, pois eu não gostava de vê-lo chorar.

- Eu sinto muito por tudo. - continuou a se desculpar.

- Não importa o que você tenha feito, eu esqueci tudo. Literalmente. E não quero lembrar, principalmente se te faz sofrer. Vamos deixar o passado, no passado. Eu preciso do seu amor agora. - declarei tudo o que sentia, pois realmente não fazia questão de saber o que havia acontecido e agora menos ainda.

- Você é incrível, eu te amo muito. - fala ele parecendo mais calmo agora, mesmo que eu ainda sentisse suas lágrimas em minhas mãos.

- Você sabe que eu não posso vê sua boca, então me beije. - fecho meus olhos nesse momento, mesmo que não fizesse diferença já abertos era como estivessem fechados.

E Jackson não disse mais nada, senti sua respiração bater em meu rosto. E quando menos esperei seus lábios tomaram os meus, era apenas um selar de início. Mas eu já havia sonhado tantas vezes com esse momento, que não poderia ser mais especial. Quando você entra em um relacionamento virtual, seu maior sonho é está nos braços daquele que tão longe roubou seu coração. Para alguns, um sonho utópico, para outros besteira " por que procurar tão longe? " , porque ninguém manda no coração. Só quem já passou pelo mesmo que eu sabe a felicidade que eu estou sentindo, mesmo cego, ele podia ter me abandonado mas não, o Jackson me ama. E não poderia pedir por mais que isso, na verdade, se eu voltasse a vê minha felicidade seria ainda maior. Mas tudo ao seu tempo.

Quando Jackson finalmente pediu passagem com a língua, não hesitei em entre-abri os lábios. Um ósculo profundo, onde ambos dávamos tudo de nós, um amor profundo. Que antes muitos chamaram de loucura, de idiotisse. Aquele homem que ali me beijava com tanto amor não poderia ser substituído nunca, eu o tenho e ele me tem, e isso, é o que importa.

Ao final do beijo, com vários selinhos, sentia minhas bochechas quentes e o ar faltando. Mas havia válido apena cada segundo. E felizmente nos separamos agora pois ouvi quando a porta foi aberta com um estrondo, já pensou se nos vissem assim. Ai céus que vergonha!

- JACKSON WANG, EU TROUXE A... - a pessoa parou de falar por algum motivo e algo me dizia que a mesma me olhava por isso instintivamente coloquei minhas mãos no rosto.

- Quem é? - perguntei baixinho.

- O Youngjae. - respondeu Jackson no mesmo tom.

- OMO! Que fofos. Desculpem interromper, mas eu tenho todo direito de vê como meu bebê está. - disse o outro presente como se fosse óbvio, e pude ouvir uma risadinha ao fundo. Reconheci de longe a risada do desgraçado do meu melhor amigo, Im Jaebum.

- Desculpa Jae-Omma! - eu e Jackson dissemos ao mesmo tempo, você quer sincronia @?

- Viu Jaebummie, até sincronizados eles são! - falou o Choi todo animado, e isso choca 0 pessoas.

- Eu vi, nossas crianças cresceram tão rápido. - escuto a voz divertida do Jaebum na mesma direção que a do Youngjae. Hmmm, não vou mentir to shippando.

- Haha muito engraçado hyungs. - diz Jackson.

- Pra que comediantes se existe 2Jae? - digo meio emburrado mas ao mesmo tempo feliz.

- Não diga isso meu amor, o Jaebum vai ter um treco e uma morte lenta se o doutorzinho namorado ouvir isso. - diz Jackson com a voz cheia de sarcasmo. Ai tem coisa, pois eu senti um climão. Mesmo não vendo, o que é uma droga.

- Namorado? Jinyoung? - arqueio uma sobrancelha, pelo visto eu tinha perdido muita coisa nesses últimos meses(?) - 2Jae namora, quero nem saber. - digo mais por provocação.

- Não diga isso Mark! - Jaebum fala em tom de repreensão.

- Foca aqui, de onde vocês tiraram esse nome de shipper? - disse Youngjae e eu notei, porque eu sou muito expert em identificar emoções nas vozes agora, um desconforto e uma vontade de mudar de assunto. Depois eu iria perguntar ao Jackson o que realmente eu perdi.

- Vocês vírgula, eu nem sabia. - falou Jackson. - Mas eu adorei.

- Da minha mente brilhante de Namjin shipper. - respondi todo pomposo. - por falar em Namjin, AI MEU CARALHO.

- O que foi? - disseram juntos.

- EU PERDI O COMEBACK DOS PRÍNCIPES, MINHA VIDA ACABOU! - falei exasperado fazendo uma expressão de choro, na verdade eu acho que fiz. Mas logo senti um tapa no meu braço. - Aiin!

- Não me assuste assim seu merda, eu não te criei pra você me matar do coração. - disse Youngjae e eu ri internamento do quanto o melhor amigo do meu namorado era uma pessoa incrível. - E sim, fui eu que te bati.

- JaeJae-Omma malvado! - faço drama enquanto ao fundo ouço as risadas de Jackson ao meu lado (eu acho) e Jaebum um pouco mais distante.

- Toc toc! - ouvi a voz divertida do meu pai, aquele homão maravilhoso. - Se divertindo e não chamaram o velho aqui, seus sem coração.

É, agora eu tinha certeza que as coisas iam começar a se encaixar. Mas primeiro, pra tudo ficar perfeito eu tinha que juntar 2Jae, ou eu não me chamo Mark Wang. Espera, me iludi um pouquinho. Mark Tuan. Futuro Wang, amém Deus...


Notas Finais


Mais de 200 fav, isso merece um especial o que vocês acham? Eu estou muito agradecida a quem da views, a quem curte, a quem comenta. Cada um de vocês faz de mim uma autora melhor. Eu amo vocês galera.

Sim, esse capítulo foi mais calmo, eu amei fazê-lo(terminei de escrever a uns 5 minutos atrás cof cof). Desculpem qualquer erro, se tem uma coisa que eu tenho preguiça é de revisar. I NEED YOU BETA!

Continuem comigo, e acompanhem minhas outras fics.

Até sábado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...