História My Damnation - Imagine Surubangtan - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Sakura_haruno84, Surubangtan
Visualizações 45
Palavras 1.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiii!!!! Vorteiiiiiiiiiiii!!!! Vamos ler?
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
!!!

Capítulo 9 - (Não sei o nome)


S/N ON


-BEiJA! BEIJA! BEIJA! BEIJA! BEIJA! - Todos presentes na boate gritavam pelo beijo.

-Não vou fazer isso, é muito vergonhoso.- Digo tentando fazer com que as pessoas desistissem.

-BEiJA! BEIJA! BEIJA! BEIJA! BEIJA! - Continuavam a gritar.

-Quanto mais tempo você demorar mais longo vai ser o beijo.- Jimin me avisou.

-Pelo quanto que eu te conheço, sei que o beijo vai demorar.

-Então, cala a boca e me beija, minha querida.- Jimin segurou em minha nuca e cintura grudando nossos corpos.

Sei que talvez isso seja errado mas acho que quero fazer mais alguma coisa com esse serzinho.

-Tão… gostosa. -Murmurou entre meus lábios descendo suas mãos para minhas nádegas.

-Opa! Já chega! - Yoongi nos separou. -Pelo meu cronômetro durou mais de um minuto e meio, hein!

-Uau!- Clara, uma amiga de Hoseok se impressionou.

-Vamos bater esse recorde? - Hoseok que estava alterado pelo álcool puxou Clara pela cintura a beijando profundamente.

-Eita.-Namjoon sussurrou para Jin e eu acabei ouvindo.

-Vai acabar engolindo a garota. - Reclamei.

-Está com ciúmes? -Namjoon me encarou.

-N-não.- Respondi.

-Sei.-Jin me olhou desconfiado.


~~ O que rolou entre nós não significa que estamos ficando. ~~


Talvez esteja um pouco confuso isso aí.

Vamos esclarecer as coisas por aqui.


FLASHBACK ON


Estava sozinha com Hoseok em casa.

-S/N entre eu e um ex seu, quem você escolhe?- Me encarou.

-Provavelmente, você. -Sorri.

-Bom,vamos a outra pergunta.- Fez um biquinho.

-Prossiga. -O incentivei.

-Se você tivesse eu e “Sylvester Stallone” aos seus pés e nós quiséssemos que você nos provasse para decidir em um ou outro,quem você escolheria?

-Você. O Silvestre é velho. -Sorri.

-Só por isso? -Indagou.

-Não. -Respondi.

-Por que mais, então?

-Porque você é gostoso, lindo, gostoso, bem feito por Deus e eu já disse gostoso?- Perguntei sorrindo.

-Você também. Mas, já que você me escolheu porque não testarmos?-Sorri malicioso.

-Para ontem.


E o resto você já sabe. ;)


FLASHBACK OFF


-S/N,vamos embora. -Jimin me chamou, ele parecia estar um pouco mais sóbrio.

-Jimin,você não está bêbado, não é? Mas de qualquer maneira eu vou dirigir.

-Ok,ok. -Levantou os braços em forma de redenção.

Sorri e saímos de lá.


.


.Ao chegarmos em casa


.


-S/N,me ajuda aqui. -Jimin pediu do banheiro.

-Estou indo. -Saio da cozinha onde estava preparando uma sopa e vou ao banheiro. - O que foi?- Pergunto e vejo que ele não consegue tirar a calça por conta do cinto e de ele ainda estar um pouco bêbado.

-Me ajuda. Não consigo tirar essa calça. -Disse fazendo biquinho.

-Ok.- Respirei fundo para ajudá-lo.

Assim que me abaixo para retirar o cinto de sua calça Jimin se abaixa rapidamente logo segurando minha nuca.

-Não se assuste. Talvez isso seja um pouco constrangedor, mas vou te dizer que sempre desejei foder essa sua boquinha. Mas enquanto meu amiguinho não entra aí, minha língua vai entrar.- Jimin sem perder o mínimo de tempo abocanhou meus lábios fazendo deles seus.

Entre mordidas e leves chupões em meus lábios, perdemos o ar e nos separamos.

-Jimin...Porque isso agora? -Lhe pergunto.

-E porque não antes? Estava com muito vontade de fazer isso. Não gosto de passar vontade. -Sorriu. -Ah,eu não terminei. - Não me esperou dizer nada, simplesmente se levantou me pegou no colo e começou a me beijar novamente indo para o seu quarto.

-Jimin, espera, vai devagar. -Tento acalmá-lo.

-S/N, desculpa, não quero apressar as coisas, está tudo bem? -Perguntou parecendo preocupado.

-É que seus braços são iguais aos dele. -Revelei.

-Você me disse que já tinha se recuperado deste trauma.-”reclamou”

-As lembranças não podem ser desfeitas.

-Então você quer que eu pare? -Perguntou se afastando um pouco, mas eu o segurei pelo braço.

-Não, não. Eu quero tentar.

-Então vamos tentar. -Falou e eu sorri. -Agora não vamos falar, vamos apenas agir. -Me puxou novamente pela cintura colando mais ainda nossos corpos.


Ele tira minha blusa olhando sedento para os meus seios avantajados, voltando a me beijar ele nos encaminha para sua cama onde me colocou deitada logo tirando meu sutiã.


-São tão lindos.- Diz malicioso.

-Pare de apreciar e desfrute. -Sorrimos maliciosos.


Ele deixa as palavras de lado e da atenção aos meus seios alternando entre um e outro com chupões, mordidas e apertos.


-J-jimin…continua… -digo em meio a gemidos.

-Não estava pensando em parar.


Ele desce com pequenos selares por minha barriga até chegar a minha saia. Que não durou mais nem um minuto em meu corpo.


~~ Ele rasgou minha saia. ~~


Ele tira minha calcinha e começa a beijar debaixo do meu umbigo até a entrada da minha intimidade coberta pela calcinha.


-Tão molhadinha… -deu uma lambida vagarosa por cima do tecido encharcado. -e tão gostosa.- apreciou o sabor que saiu da minha intimidade.


Jimin tirou minha calcinha e me penetra com sua língua quente e macia. Ele começa a fazer movimentos circulares com sua língua. Meus gemidos são manhosos e altos.


-Jimin...isso é bom…

-Eu sei...mas isso aqui é muito melhor. - Ergueu seu corpo e retirou sua calça e cueca jogando em um canto qualquer do quarto.

  Fiquei assustada ao ver o que aquele homem com rosto angelical carregava escondido. Era enorme.

-Isso com certeza é muito melhor. -Sorri maliciosa levantando da cama e indo em sua direção.

-Certeza? Pode ser doloroso. -Avisou segurando a minha cintura.

-Tenho que certeza que não vai ser. -O puxei para um beijo quente e cheio de desejo. -Vai ficar enrolando ou vai me fuder? -Perguntei enlaçando meus braços em volta de seu pescoço.

-Te fuder é claro. - Sorriu malicioso.


Ele me ergue por minhas coxas entre um beijo quente, nos conduziu para a cama me deitando na mesma subindo por cima de mim.


JIMIN ON


Ao adentrar a intimidade de S/N percebi o quão perfeita ela é.Quente, apertada, molhadinha, macia…estava até com medo de machucá-la,era tão delicada.


-Porque...tão...apertada…?-Lhe pergunto entre meus gemidos roucos.

-Para te ouvir gemer, Jimin.-Me respondeu entre gemidos manhosos.

-Me chame de Daddy.

-Sim…-Gemeu mais alto ao sentir as estocadas aumentarem.

-Crying girl, você é tão gostosa…

-Jimin...mais rápido… -pediu

-Daddy. -A corrigi com um tapa forte em sua bunda e diminuindo a velocidade das estocadas.

-Da-daddy, mais rápido, por favor.

Eu não aumentei, na verdade não mudei a minha velocidade.

-Vamos cavalgar,Crying Girl?-Lhe perguntei invertendo nossas posições.

-Amo.-Sorriu e começou a cavalgar em mim, vez rápido, vez lento.

-M-m-maaiss rápido, S/N…-digo arrastado por conta dos gemidos constantes.

-Sim, Daddy. -Aumentou a velocidade, seguro em sua cintura para assegurar que não iria diminuir a velocidade, isso está muito bom para acabar rápido.

-Daddy… quero que me chupe… -pediu entre gemidos manhosos.


~~Safada~~


-Sim,Crying Girl.

Inverti nossas posições ficando por cima dela vendo o bico de seus seios rijos.

-Tão perfeitos. -Comentei e comecei a chupar o direito e a acariciar o esquerdo.

-Daddy…-Gemeu mais alto.

-Sim…-respondi após mudar de lado (do seio direito para o esquerdo.)

-Estou perto…

-Se segure. Ainda não acabei. -Respondi e desci para sua intimidade e fazendo o que mais gosto.

Chupa-la.

-Daddy...não…consigo…segurar…- Ditou manhosa.

-Me lambuza. -Pedi e ela concedeu.


Após limpá-la com minha língua a beijei fazendo-a sentir o próprio sabor.


-Ainda não estou satisfeito. -Ditei rouco em seu ouvido.

-Vamos lhe satisfazer.-Sorriu.


Ele segurou minha mão e me conduziu para a ponta da cama me sento no lugar e ajoelhando na minha frente.


-Você é muito pervertida. -Sorri ladino.

-Olha só quem fala.-Sorriu e se aproximou de meu pênis o abocanhando.

Começou com movimentos lentos e suaves me fazendo delirar, depois foi para os movimentos rápidos e fundos. Pude sentir sua garganta.

.


.


.

-Estou perto… mais rápido. -Peço segurando seu cabelo é aprofundando.

-Goze,goze na minha boca, Daddy. -Concedi seu pedido e logo a puxei para um beijo.

  Pude sentir meu próprio gosto.


Nos deitamos e a puxei para um abraço.

-Gostou?

-Sim.-Sorriu

-Perdeu o trauma?

-Que trauma?


.


.


.

Continua…


Notas Finais


Eaiiiiiii? Gostaram?? Espero que sim bjs mores 😘 😘 😘 😘 😘 😘 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...