História My dangerous man - Capítulo 2


Escrita por: e JeonLoucaKook


Notas do Autor


AVISO IMPOTANTE

Então gente kkkk o segundo Cap foi apagado pois recebi algumas críticas (não ruins necessariamente) e então pedi ajuda pra uma amiga que alterou (melhorou no caso kk)um pouco a história. Ela agora irá me ajudar quando eu estiver com algum bloqueio de criatividade.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction My dangerous man - Capítulo 2 - Capítulo 2

________P.O.V

Acordo em um lugar meio escuro, amarrada em uma cadeira de madeira, o lugar tinha um cheiro peculiar, drogas eu diria, já passei por vários becos com esse mesmo cheiro, então tinha quase certeza de que era isso. Havia 6 meninos me olhando, um deles era jungkook... o olhar dele transmitia tristeza, medo e culpa. Vi um "Me perdoe por favor" formado por seus lábios, sou ótima com leitura labial, ao jungkook dizer isso, uma lágrima cai de seus olhos. Nunca tinha visto jungkook daquele jeito, ele sempre se demonstrou forte, nunca quis chorar na minha frente, até porquê nunca tínhamos passado por algo que o faça chorar

-Hummm que bela garotinha temos aqui- um homem veio em minha direção se aproximando cada vez mais, como era tudo silencioso, só se ouvia o barulho de seus passos e minha respiração ficando cada vez mais ofegante. Eu suava frio, sentia que poderia desmaiar a qualquer momento. Por serem 7 meninos, imaginei que aquele seria o chefe, se não me engano…. Min… Youn... Yoongi? Min Yoongi? É acho que é isso.

Não mantive contato visual por medo. Ele retirou a arma do cós de sua calça, passando ela por todo meu rosto até chegar em meu queixo levantando o mesmo me fazendo olhar em seus olhos. Pela primeira vez eu vi o rosto de yoongi, ela era muito bonito, seus olhos escuros dando um olhar mais íntimidador, seu rosto era perfeitamente simétrico, fiquei espantada com a beleza de yoongi.

- Qual seu nome uh? - Ele me perguntou alto o suficiente fazendo com que sua voz rouca ecoasse por toda a sala, deixando o local mais medonho do que já era.

- ______ - Falei com um pouco de dificuldade, já que estava com uma arma apontada para minha garganta e pelo nó que me pegou por conta do medo.

- Idade? - as respostas dele eram rápidas, parecia que ele não gosta de enrolação.

- 21... - Falei com meu cu trancado ao ponto de nem Wi-fi passar.

- Ah... Tão nova, uma pena… Sabe _____, eu não gosto de tirar vidas, e nem faço isso! Deus me livre - Suas palavras foram como um banho em uma hidromassagem, automaticamente tudo de meu corpo relaxou em segundos.

-Eu amo tirar vidas, e quem faz isso não sou eu, é essa belezinha aqui -

Ouvi a arma ser destravada, e então fechei meus olhos com força, toda a tenção havia voltado em menos de segundos é meu corpo se eriçou com o toque gelado das mãos de yoongi limpando minhas lágrimas, aos poucos antes na minha bochecha ela se mudou para meus cabelos, os puxando para trás é a arma apontada para minha garganta, engoli seco e apenas esperei yoongi atirar, seria aquele o meu fim?

- Yoongi, por favor não faz isso, ela é uma boa pessoa - Jungkook se pronunciou contra yoongi pela primeira vez naquela noite, seus olhos estavam inchados e seu jeito pela primeira vez inferior a alguém me pegaram desprevenida, uma crise de tosse faz com que Yoongi tire a atenção do garoto é a mude para mim, ele soltou meus cabelos com certo receio e morou a arma para o chão.

- É exatamente por isso, é por ela ser boa que eu tenho que mata-la! - Ele gesticulou com a arma em sua mão, ativando a trava novamente, pelo visto o papo vai ser grande.

- Por favor yoongi, matar ela vai ser como me matar também. Não faz isso eu imploro! Ela não vai dar problemas e caso dê eu me responsabilizarei por tudo! - Yoongi analisou a face de Jungkook, em seguida analisou a minha, e por fim a dos meninos que acenaram a cabeça em concordância.

- tudo bem... Mas se ela nos denunciar, eu vou arrancar a cabeça dela e a sua! - Ele já estava indo embora, mas minhas palavras o fizeram parar de andar.

- Alguém pode me dizer o que está acontecendo aqui????? - interrompo seus Passos, ele se vira e olha para Jungkook.

- Explica pra ela, eu não vou conseguir. Mas explica de um jeito que não a deixe apavorada, eu não estou aguentando mais vê-la tão… Assustada.

Yoongi fez um sinal para que dois de seus amigos me soltasse, acariciei meus pulsos marcados pelas correntes e respiro aliviada, me levarão para a sala de forma calculista para que eu não fugisse. Nos sentamos no sofá e eu observei o local olhando cada detalhe das decorações, o decorador tinha um ótimo gosto, porém exagerado.

- Bom _____, vou tentar ser direto. Você com certeza já ouviu falar da gangue, Bangtan Boys, pois é! Uau! Que perigosos! A meudeus! Eu vou morrer? - Yoongi disse zoando a reação de provavelmente quem descobriu que eram eles a tão famosa gangue, arrancando risos da parte dos meninos, menos de mim e de Jungkook que continuamos sérios.

-Sim nós somos eles. Agora, eu só espero que não nos denuncie, caso o contrário, você e seu amiguinho morrem. Mas acho que você não será tão burra de fazer isso, agora você está ligada a nós, se formos presos, você também será. - Yoongi olha para Jungkook e começa a conversar com o mesmo sem ao menos deixar eu me pronunciar - Expliquei bem para a sua namoradinha???

- Nós não somos namorados - Jungkook falou encarando seriamente o Yoongi.

- Ah não? Pensei que fossem - Yoongi disse dando de ombros.

-Tanto faz, vamos logo acabar com essa "reuniãozinha" por favor - O garoto se levanta indo até a cozinha pegar um copo d'água.

- Então, já que agora você é uma de nós, é melhor nos apresentarmos, como você já deve saber eu sou o Yoongi, líder da gangue, esses são Hoseok, Seokjin, Namjoon e Jimin, Aquele idiota ali na cozinha é o Taehyung.

Bem-vinda _____ - Eles falaram de formas diversas ao mesmo tempo, posso não ter entendido o que cada um disse mas o contexto foi o mesmo. Taehyung volta com um copo de água com açúcar me entregando o mesmo, fazendo com que yoongi o olhasse de cara feia, não entendi o porquê de sua careta, mas deixei passar. Agradeci a taehyung pela água, todos me rodearam e me fizeram tantas perguntas ao mesmo tempo que levei um tempo até pensar em uma resposta, Yoongi permaneceu em silêncio se retirando da sala.

- O corno ficou com ciúmes olha só - disse Namjoon

- Cala a boca, posso te matar a hora que eu quiser! - Yoongi falou alto o suficiente para que todos possamos ouvir da escada fazendo todos ficarem em silêncio.

- Nossa que agressivo...- Seokjin respondeu no lugar de Namjoon .

Todos rimos para aliviar o clima e começamos a conversar. Yoongi permaneceu no quarto, eu e Taehyung começamos a pegar intimidade, Jungkook não gostou muito, mas sei que foi só porque ele cuida de mim, com certeza não foi por sentimentos amorosos, Jungkook era gay, só não sabia se os outros meninos sabiam disso, então preferi ficar na minha.

-Vem ______, vou te ajudar com as malas - Taehyung disse pegando duas dela e a levantando para um quarto, deduzi que seria o meu dali em diante.

- Pode deixar, eu me viro agora - falei sorrindo para ele abrindo as malas em cima da cama, comecei a arrumar as roupas nas gavetas, demorei bastante até, gosto de arrumar por cores. Assim fica mais fácil de combinar as roupas... não consegui trazer todas, mas são o suficiente pra ficar aqui, provavelmente não iríamos voltar na minha casa por um bom tempo, mas isso não importa, posso pedir para Jungkook comprar algumas pra mim, ele parece ter bastante dinheiro mesmo.

Assim que acabo de arrumar minhas coisas, uma certa fome me deixa incomodada, meio acanhada por estar morando com a porra de 7 traficantes desco para sala e encontro os meninos vendo um filme de ação.

- Oi gente - Falei mas fui completamente ignorada, eles estavam concentrados de mais - mas que caralho hein... EU DISSE OI - a atenção deles foi atraída por mim

- Oi - eles me responderam seco e então fui até a cozinha procurando algo para comer. Seokjin viu o que estava fazendo e então começou a falar

- Faz pipoca, tem no armário...

Concordei com o mesmo pegando uma pipoca e a colocando o microondas esperando ela ficar pronta. Assim que o microondas apita, eu pego o saco pelas beiradas já que estava quente, abro o saco colocando a pipoca em um grande pote e começo a temperar ela com sal

- _____... corre aqui rapidão - namjoon disse e então eu peguei o pote e fui correndo para a sala prestando atenção na televisão:

"Enterrompemos essa programação para um comunicado importante. Hoje às onze e cinquenta e três da noite, a gangue Bangtan Boys foi vista em uma casa com uma garota, haviam apenas 6 garotos. Ainda estamos coletando informações sobre o outro membro sumido e a garota. E voltamos a nossa programação normal"

Os meninos olharam pra mim e então eu disse pausadamente:

"Fudeu"


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até o próximo cap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...