História My Dark Light - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Aquarius, Aries, Bickslow, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Carla (Charle), Chelia Blendy, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Freed Justine, Frosch, Gajeel Redfox, Gemini, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Jura Neekis, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Metalicana, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Scorpio, Sting Eucliffe, Taurus, Virgo, Wendy Marvell, Zeref
Tags Eileen X Acnologia, Lacarde X Original, Neko, Zeref X Mavis, Zevis
Visualizações 18
Palavras 1.645
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ooooooi Tud Good?!!

"Filho de um biscoito. Autor pq vc sumiu?!"
Pq a inspiração acabou e pq minha vida não para. E o legal é que eu consegui material para melhorar os personagens e enredo ou seja: vai ficar melhor... eu espero

Capítulo 14 - Quando as sombras se reúnem


Gideon PoV

Olá, você deve estar pensando: por que esse personagem está falando comigo?! Bem porque no universo de Fairy Tail eu sou o Deadpool! Alguma pergunta?! ótimo. Vamos narrar?!

Nos episódios anteriores de My Dark Light: Lisanna morreu, Mavis foi capturada e presa, Eileen curti uns pedaços de vidro magico, um garoto metade gato metade safado fez sexo totoso e um albino cinza que parece um Jack Frost sadboy não gosta de mim.

Foi numa noite escura de sexta feira... nãaaao. 

Depois de deixarem a garota aqui fiz os primeiros socorros basicos  e começei os exames laboratoriais, coisa de rotina, exame de sangue, de urina, de ethernano,... esse humanos tem tanta fraqueza que se você apertar muito forte eles explodem...literalmente, mas enfim... devo confessar que essa humana está em melhor condição do que eu esperava, também ja era de se esperar considerando que pregnósticos através de Ethernano costumam ser  imprecisos em 64% das tentativas. Ces't la vie, agora olhando com cuidado o corpo da paciente sobre a mesa de prata esterilizada aqui no quarto branco. 

(N/G: o autor falou que eu tenho que descrever onde eu estou e cada coisa que estou fazendo. oh pé no saco).

 (N/A: se quer continuar vivo é melhor você parar de falar asneira e continuar narrando da maneira que eu mandar).

O quarto branco, é um quarto branco, óbviamente, vazio e esterilizado utilizado para cirurgias, tratamento de doenças infecciosas e de vez em quando uma tortura ou outra, o basico. Um simples feitiço de cura bastou para reparar os danos fisicos, quanto a desnutrição e desidratação, eu usei poções de reposição basicas. Particulamente acho que ela poderia muito bem ser levada para um médico qualquer, mas se  Sua Majestade quer que eu trate, beleza. Ah e a razão pela qual eu trabalho nesse castelo é porque aqui eu faço  que eu quiser e ninguem reclama. e tambem pelo estoque de livre aceso a elementos magicos (ervas, poções basicas, etc...), apesar de ser basiados em ethernano eu consigo lidar com isso. Termino o tratamento agora é só jogar ela numa caixa e alimentar de 6 em 6 horas. Ha como se o imperador fransino fosse fazer isso. Chamo os guardas para levarem ela para os aposentos ordenados pelo rei, quanto drama, e antes de sair com um simples estalar de dedos (SNAP) desfaço esses blocos de gelo mal feitos e coloco restições das sombras na garota. Depois que o gelo some e a marca sombria crava no pescoço dela como uma tatuagem eu deixo os guardas seguirem caminho

Class Time (palhaçada): restrição da sombra é um feitiço escuro que restinge ao maximo a capacidade de uso de magia da vitima durante tempo indeterminado. 

Depois de arrumar a bagunça e limpar tudo, o que levou um segundo graças a minha magia, voltei a minha bancada de trabalho, estava realizando um experimento que determina a diferença entre um mago de gelo comum e um mago de gelo slayer, ja tinha uma metade do experimento, a outra parte que era a questão até porque o numero de Slayers aqui nessa dimensão é deveras escasso tanto que a magia slayer é classificada como perdida. Vendo me num beco sem saída, guardei os tubos de ensaio e virei prum lado e pro outro e decidi sair da torre. estava lá fazia pelo menos uma semana e apesar de eu não precisar comer, ainda sim eu como, é um hábito que eu gosto de manter. quando cheguei na cozinha todos travaram no lugar, eu tenho essa impressão nas pessoas, exceto na chefe de cozinha. uma mulher de uns 30 anos robusta(gorda) que de alguma forma não se abate com a minha presença. vai entender. ela logo me vê e ja chega dando bom dia.

-O que você quer branquelo?-

-Bom dia pra você tambem Gladis, eu gostaria de receber comida humana e desta vez sem veneno ja que não vai me matar, a única coisa que aconite vai fazer é deixar a comida com um gosto ruim-

-hm na próxima eu tento com outra coisa mais saborosa-

-eu agradeceria-

Ela se virou e me entum prato com carne e legumes bem vistosos

-obrigado Gladis até semana que vem-

- antes de sair eu quero uma coisa de você branquelo- essa frase surpreendeu todos e até a mim, e olha que eu não sou de ser surpreendido

-o que seria-  todos estavam prestando atenção na conversa até que ela se virou e disse uma frase cheia de gentileza pra todos no recinto

-O que estão olhando?! se tem tempo de prestar atenção na conversa dos outros tem tempo pra descascar legumes, andando. Branquelo vamos conversar lá fora-

-por mim tudo bem- demos uma breve caminhada até um corredor que estivesse longe o bastante da cozinha, quando parecia haver distancia o suficiente para o pessoal da cozinha nao nos ouvir ela começou

-remédio pra dor-

-pra você?!-

-sim pra mim-

-o que você tem?-

-porque está perguntando? você ja usou sua magica pra descorir enquanto eu falava- era verdade. apesar de não saber usar ethernano essa mulher sabia sentir magia no ar. Após uma rápida porém detalhada analise identifiquei uma simples inflamação do musculo da perna eu posso simplesmente curar isso com um snap, mas porque não tirar um aproveitamento da situação

-certo Gladis eu te dou um remédio, claro se estiver disposta a assinar um acordo-

-como?!-

-é muito simples você assina e eu te dou um remedio que fara sua dor passar instantaneamente-

-e o que você ganha em troca?-

-primeiro: comida de qualidade e de preferencia sem veneno; e em segundo um favor-

-feito-

Já falei que eu adoro gente determinada?! com um snap eu invoco um contrato simples de uma folha que diz que ela me deve um favor e comida de qualidade em troca da cura pra sua dor, e ela é claro assina prontamente. com um snap eu troco o contrato assinado pelo remedio e entrego para ela

-bom dia pra você Gladis- digo indo de volta a minha torre com meu prato de comida em mãos, nem me dei o trabalho de olhar pra trás. Quando terminei de comer já começava a escurecer. Sumi com o prato e decidi tirar um cochilo, e pra informação de vocês eu não durmo por cansaço mas porque sonhar e gostoso e dormir ajuda a processar as informações do dia a dia, minhas melhores ideias eu tenho enquanto durmo. com um snap troquei a bancada de trabalho por uma banheira com agua quente. o que? eu gosto de ficar cheiroso. desativo minha maldição demoniaca fazendo as trevas que cobrem minhas partes intimas desaparecerem, pendurei meu jaleco branco num cabideiro ao lado e entrei na banheira bem devagar, gosto do choque termico entre minha pele e a agua quente. Depois de me lavar, lancei um feitiço rapido de isolamento no recinto utilizando mana e dormi na banheira mesmo.  eu tinha uma semana de informações para processar e apenas 12 horas tempo pra isso. durante meu sono eu fui desperto por uma onda  muito sutil porém singular de ethernano que emanava de um lugar do castelo. levantei da banheia cuja agua estava gelada, eu não posso morrer de hipotermia, mas ainda sim agua gelada é desconfortavel, sequei com um snap e sumi com a banheira, ativei minha maldição e vesti o jaleco, desativei o feitiço de isolamento, e atravessei a porta. usando teleporte eu fui me aproximando da origem da onda através do rastro magico remanescente que não duraria muito, quando ele sumiu eu usei a magia Toki no Ark pra continuar minha busca. até que eu cheguei a origem da onda de ethernano: o quarto de Eileen Berserion. Era interessante o fato de uma onda tão branca de magia viese daqui entao como um bom inquilino e nakama eu em vez de ir embora e não me intrometer nos assuntos dos outros, usei magia de teleporte e entrei no quarto, camuflei minha presença e invoquei um parasita camuflado magicamente (le-se lagartixa) para espiar a bruxa, mas antes de sair eu decidi surpreende la, fui me aproximando calmo e traquilo,  ela não me notaria a não ser que eu dissese algo. Após chegar perto o suficiente para ver com o que ela estava mexendo eu pude ver: cristais de lacrima brancos, como se tivessem sido deixados de molho em magia branca durante anos. Mais precisamente eram cristais que emitiam o mesmo tipo de magia que Mavis... sem duvida era pedaços da lacrima onde ela estava, e sim eu ja sabia que essa magia estava no castelo so não fui investigar antes porque eu estava ocupado com o teste da luz escura, mas isso fica pra outra hora. após colocar meu rosto em cima de  seu ombro tirei minha camuflagem ao mesmo tempo que a surpreendi

-O que você está fazendo com essa magia branca Eileen?-

-ah que susto! o que voce esta fazendo aqui Gideon- ja dizia em posição de luta, ha como se tivesse alguma chance contra mim

-estou bisbilhotando oras, o que mais seria-

-ora seu...-

-agora diga:  o que esta fazendo com os pedaços da lacrima de Mavis Vermilion? você não costuma mexer com esse tipo de magia-

-não é da sua conta-

- não sei se você sabe, mas eu ja sei seu segredinho sujo e se for por causa daquilo bem... não vai funcionar-

-o que?! e o que você sabe?! SAI DAQUI!-

-eu vou sair porque eu quero, não porque você mandou, até porquê você e eu sabemos que você não ganha essa luta, e você só está irritada porque sabe que quando eu digo algo relacionado a magia eu sempre acerto e por isso está irritada por se esforçar por nada  e se encontrar em outro beco sem saida-

-SAI DAQUI!- 

Ao esbravejar ela lançou uma rajada magica em mim que eu facilmente redirecionei pra ela. resultado: ela ficou desacordada, sai do recinto com toda a calma e de brinde um pedaço consideravel da lacrima, paro caso dela era inutil, pras minhas experiencias não. Dormi tranquilo o resto da noite e tenho certeza que ela tambem hahahaha


Notas Finais


Kkkkkkk eu acho que o capitulo ficou legal me digam vocês se ficou bom, vejo vcs no próximo

TchaTcha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...