História My Dark Shadow - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Caroline Forbes, Damon Salvatore, Dean Winchester, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Sam Winchester, Stefan Salvatore
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 56
Palavras 1.533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura amores ❤❤

Capítulo 29 - Finais e Recomeços


Fanfic / Fanfiction My Dark Shadow - Capítulo 29 - Finais e Recomeços

Levantei meus olhos num pulo, preocupada com o que tinha acontecido. Aos poucos fui identificando o local em que estava, escuro e com poucas luzes. Com cordas de verbena nos pulsos, tentei procurar por alguém ali.

- Quem está ai? – Falei Alto suficiente. 

- Katherine? Estou aqui. – A voz de Elena soou do outro lado e logo ela apareceu completamente. Estava nas mesmas condições que eu.

- O que houve? – Perguntei.

- Deu tudo errado... pensamos errado. – Ela falou calma.

- O que?

- Não tivemos chance contra Klaus. – Ela respondeu.

- Como? O que houve com o Dean? – Estava atordoada.

- Klaus conseguiu hipnotiza-lo. Não tive chance contra ele o irmão. – Continuou Elena. Lembro-me de Elijah aparecer junto de Dean e logo depois ele atirar diversas vezes contra mim, diria que aquilo estava com verbena. Obviamente.

- Tem mais alguém aqui? – Perguntei.

- Não. – Ela suspirou. – Só eu e você, irmãzinha.

Não conseguia acreditar que não pensamos em nada antes que Klaus aparecesse novamente, mas ele foi mais esperto do que pensamos. Ele usou nossos aliados contra nós, algo que nem passou pela minha mente. 

Elena não falou mais nada, ficou quieta e eu não podia ver qual expressão havia em seu rosto. Teria que haver algo que pudéssemos fazer.

- Vamos fazer algo, vou tentar arrancar essas cordas. – Mas tudo que eu sentia era dor insuportável.

- Não tente mais nada, acabou, Klaus venceu. – As palavras dela eram vazias.

Uma pessoa ficou entre nós, não era Klaus mas eu ouvir sua respiração e seu coração batendo normalmente.

Dean.

Ele rodeou nos duas e nos olhava como quem não reconhecesse ninguém.

- Dean... o que houve com você? – Perguntei algo óbvio. Ele estava sendo usado pelo hipnose, nada poderia mudar isso.

- Está tentando persuadi-lo? Que feio, Katherine. – Agora o sotaque forte de Klaus soou.

- Estou tentando salvá-lo de você. – Retruquei.

- Não há nada que você possa fazer, por que não desiste? 

Fiquei em silêncio quando Dean caminhou até a mim com seus olhos claros sem transmitir nada. Segurou em meus braços e me encarou por alguns segundos, mas rapidamente hesitou.

- Sei que vai resistir a isso. – Falei. Ele puxou a corda com força e segurei a dor que causou. Seguiu até Elena e a puxou pela corda também,  a mesma gemeu de dor.

Dean nos arrastou do quarto pelo corredor longo e escuro que nos levou até a saída. Olhei para o céu estrelado e as árvores que nos cercava, olhei para a fogueira que estava ali e um homem alto perto dela. Do outro lado estava Elijah perto de um rapaz assustado, suas roupas estavam raspadas e ele aparentava ser novo meu irmão Jeremy. Provavelmente aquele era o lobo.

O homem alto segurou Elena enquanto eu fui levada por Dean para perto do jovem lobo.

- Como consegue seguir sabendo que me traiu? – Rosnei para Elijah.

- Ele é minha família, Katherine. – Ele nem se quer me olhou e se afastou de nós. 

- O que está acontecendo? – O rapaz perguntou assustado com os lábios secos e trêmulos.

- Não se preocupe, vou nos tirar dessa. – Sussurrei e ele balançou a cabeça rapidamente, nervoso.

Olhei para todos os lados tentando achar uma forma de nos tirar dali mas todas as tentativas seriam falhas e qualquer lugar que fosse seria impossível escapar. Sempre voltaria para o início.

Elena continuava sem expressão, tentava tirar algo dela ou chamar sua atenção mas ela parecia estar entregue. Diferente de mim, não iria parar até o último segundo.

Pensei em Sam, Caroline e Bonnie e aonde eles poderiam estar agora. Se estão em segurança ou em algum lugar dali prontos para serem usados contra mim e Elena. Estava cansada de ver as pessoas que me importo sendo usadas. 

Klaus rodeou Elena e ficou a enchendo com seu ego maldito. Fiquei observando ele é o quanto era possível odiá-lo.

- Boa noite senhoras e senhores! Espero que aproveitem a minha noite especial. – Ele falou sorridente com seus braços abertos convidativos. Não se ouvia nada, apenas a sua voz. – Não demorará muito para o show acabar.

- Você é patético! – Gritei e todos viraram para me olhar. Eu não tinha nem um pouco de medo de Klaus. Ele fez uma careta e caminhou até a mim. Ficando bem em minha frente, sua barba roçava em minha bochecha.

- Acha que vale alguma coisa? – Ele sussurrou em meu ouvido. – Tentando ser incrível com essa farsa de personalidade forte e misteriosa. – Continuou a me insultar. – Você  é só uma criança perto de mim. Me deve respeito! – Cuspiu as palavras em meu rosto,  eu senti um desejo de matá-lo ali mesmo.

- Nunca vou me rebaixar pra você. Continua sendo patético, tendo que obrigar as pessoas a ficar ao seu lado. – Retruquei sem pensar duas vezes.

Klaus me olhou por um momento e eu vi um esboço de sorriso aparecer ali, frio. 

- Acho que vou ter que te mostrar uma coisa. – Ele mudou o assunto. Klaus fez um sinal e Elijah apareceu segurando dois homens bem conhecidos por mim, Sam e Stefan. Dean também se juntou a eles sem ser forçado. 

- Um passarinho me contou que essas são as pessoas que você mais se importa, é verdade? – Ele me olhou divertido. 

- Não pense em tocar neles. – Esbravejei sentindo minha garganta doer. O maldito riu de mim, como se eu fosse uma idiota.

- Se você não percebeu ainda, falta uma peça importante no ritual... Um vampiro. – Ele disse. – Esses dois caçadores beberam um pouco do meu sangue, e esse aqui já um vampiro. Então, Katherine.. escolha quem fará parte.

Eu não estava acreditando que ele estava fazendo aquilo. Fiquei desnorteada com a forma de maldade de Klaus chegava. Ele não poderia fazer aquilo.

- Não vou escolher nada. – Recusei no mesmo instante. 

- Escolha, ou eu vou escolher, e não será bonito. – Respondeu ele seriamente.

Meu corpo tremeu por baixo daquela frieza e mistério que me cobria, como Klaus citou. Senti o medo percorrer verdadeiramente pelo meus pelos do corpo inteiro como um arrepio. Meus olhos encheram-se de lágrimas pensando na possibilidade de perder qualquer um dos três. Meu coração orgulhoso se sentia de tristeza e arrependimento.

- O tempo está passando. – Falou de imediato. Os dentes finos dele sedentos por vingança e desejo estavam a mostra e eu senti a necessidade de falar.

- Espere! Eu escolho. – Antes que eu pudesse pensar naquele absurdo, Stefan deu um passo a frente. 

- Parece que temos um corajoso aqui. 

- Stefan... O que está fazendo? – Minha voz oscilou.

- Bem, é o certo a se fazer, não é? – Ele sorriu sem humor. – Quero que você saiba que me arrependo de ter me escondido quando eu deveria ter sido o homem que eu prometi ser a você. Não esqueça que você é o amor da minha vida, para sempre. Esses homens merecem a chance de ter você por perto.

Eu odiei Stefan desde o momento em que descobri que ele estava vivo mas naquele momento eu sentia a mágoa se misturar com a tristeza em saber que eu o perderia mais uma vez.

- Chega de drama, vamos continuar. – Klaus segurou Stefan e o puxou para perto da fogueira. Algo passou por nós tão rápido como o vento e derrubou Stefan com muita força, tentei ver quem estava ali.

- Hoje não é o seu dia, irmãozinho. – Aquele era Damon. – Me leve no lugar dele.

- O quê? Não! – Elena berrou. Stefan o olhava incrédulo.

- Não faça isso, Damon.

- Farei sim, sou o irmão mais velho. – Falou autoritário mas com um sorriso. – Você já fez muito por mim, hora de eu retribuir isso. – Continuou. – Sempre seremos irmãos, amo você. – Ele olhou tranquilo para Elena. – Se cuida menina, meu coração sempre será seu.

Klaus não esperou nem um segundo a mais, enfiou uma estaca de madeira sem hesitar por trás de Damon, Elena gritou e Stefan virou o rosto. O corpo sem vida de Damon caiu como nada.

- Vamos continuar. – Klaus soou sem remorso. Enquanto ele caminhava em direção ao lobo, o bruxo falava algumas palavras em voz alta, o fogo estava cada vez mais alto.

Senti pena daquele garoto quando Klaus o matou sem piedade. Era só um garoto, provavelmente nem sabia lidar com os seus poderes.

- Agora, o toque final. – Ele falou com sensação de vitória.

Achei que ele viria em minha direção, mas foi em direção à Elena, Sam e Dean estavam imóveis, controlados pela hipnose sendo obrigados a não fazer nada.

- Obrigada, Elena. Agora você está me dando um grande presente. – Klaus falou com um sorriso calmo. Elena tentou atacá-lo mas rapidamente ele controlou a situação. Segurou em seu pescoço e colocou suas presas ali, sugando seu sangue. 

Klaus gritou de dor e todos seus ossos pareciam se quebrarem, era possível ouvir. Seus olhos e presas ficaram diferentes, seus olhos mudaram de cor, como de um lobo.

Caí de joelhos no chão, sem acreditar que aquilo estava acontecendo. Parecia que meu corpo estava fora de órbita e os meus sentimentos perdidos, quando Elena caiu, foi quando percebi que aquilo era verdade. Quando acabou, eu desabei sem poder reagir.


Notas Finais


Capítulo pesado né gente? Eu gostei muito de escreve-lo, espero que vocês também tenham gostado.
O que será que vem por ai?
Me contem qual é o casal preferido de vocês
Beijo, até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...