História My Dear Diary - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 9
Palavras 1.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Survival, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Opa, eaí, perdão pela demora para postar hihi <3

Capítulo 8 - Verdade ou Desafio?


Fanfic / Fanfiction My Dear Diary - Capítulo 8 - Verdade ou Desafio?

Após chegarem na casa de Tzuyu, ficaram de bobeira por um tempinho sem fazer nada além de brincarem, comerem e falar merda de tudo e todos. Para evitar que se esqueçam mais tarde, já mandaram mensagens para Jungkook e Taehyung, seus amigos mais próximos, pedindo para que os dois peguem as coisas que Yugyeom e Chou deixaram na escola e levem para o pequeno apartamento onde se encontravam. Tae já havia tirado carteira de motorista, então o longo percurso não seria um problema.


Depois de se passarem quinze ou dez minutos depois do horário do final das aulas da faculdade, a campainha tocou. Logicamente eram Kook e Taehyung com as coisas dos dois, mas depois de todo aquele drama anterior, Yugyeom achou melhor conferir pelo olho mágico para ter certeza de que não eram os caras que apareceram mais cedo. Para sua felicidade, realmente eram os dois melhores amigos idiotas.

Abriu a porta e os convidou para entrar, como se já fossem da casa. Tzuyu não se importou, afinal, todos os quatro eram os "best friends" praticamente inseparáveis.

- Uau, não sabia que vocês dois conseguiam ser cada vez mais depressivos e um tanto quanto estranhos. Qual o motivo das janelas fechadas e porque saíram mais cedo? –Perguntou Tae, já estranhando aquela tamanha desconfiança que dominava a casa.

- Ah, sobre isso... Eu tive algumas complicações e Yugyeom me acompanhou até em casa para evitar que eu piore ou algo assim. As janelas estão assim porque estávamos assistindo um filme e resolvemos fazer um “cinema”, apenas para dar uma animada no ambiente. –A garota respondeu rapidamente para encobrir a sua fuga com o mais velho e fingir que não há nenhum motivo em especial para tal ato, queria manter aquele segredo somente entre ela e Gyeom.

- Entendo completamente – Taehyung disse enquanto ele e Jungkook se juntavam a Chou no sofá. – Enfim, o que acham de dar uma animada? Jeon nos fez parar em uma lanchonete para comprar alguns salgados e refrigerante para trazer por vocês, pois sabemos da habilidade duvidosa de cozinhar da senhora, não é mesmo Tzuyu? 

- Qual é, eu sei algumas coisas sobre culinária! – Respondeu irritada enquanto jogava uma almofada no maior e todos riam, inclusive Yugyeom. – Onde estão esses salgados então? Estou com fome e sede, já comemos quase todos os lanchinhos que tinham em casa. Isso que estamos aqui há apenas uma ou duas horas.

- Já levei tudo para a cozinha, madame. Não aguentava mais segurar aquilo então foi a primeira coisa que fiz, espero que não se incomode. – Jungkook finalmente resolve dizer algo eesde que havia chegado ao apartamento.

Após sua fala, Yugyeom que já estava em pé e era o mais próximo de lá, se dirige a cozinha e volta com o “pequeno almoço” e o coloca em cima de uma mesinha de centro que tinha na sala; resolveram comer ali mesmo porque além de ser mais confortável para todos, não era um banquete ou coisa do tipo, então não haveria problemas com qualquer informalidade. Os quatro comeram e conversaram sobre todo tipo de coisa, desde canais infantis até sobre qual pessoa da faculdade chamava mais a atenção de todos. Pareciam até crianças na sétima série, comentando e falando sobre qualquer um que os incomodasse.




- Ei, o que acham de brincarmos um pouco? - Em meio ao vai e vem das conversas, se ouve uma sugestão de Jungkook um tanto quanto inesperada.

- Ah, eu tenho alguns jogos de tabuleiro no meu — Tzuyu começa a falar, mas é cortada pelo moreno.

- Não estou falando desse tipo de brincadeiras, Tzu.

- Então o que tem em mente? Pedra, papel e tesoura? — Taehyung responde pela garota debochando de Jungkook, já que pensou que a brincadeira que foi sugerida seria como aquelas que você brinca na escola, onde fica fazendo movimentos com a mão e batendo palma.

- Eu estava pensando em outra coisa, na verdade; — diz Kook respondendo ao deboche do mais velho, porém dessa vez parecia um pouco mais sério. Enquanto falava, se levantou e andou em direção à uma parede; e então continuou. — algo como verdade ou desafio.

- Legal, estamos de volta ao ensino médio pelo jeito. O que acham de jogarmos bolinhas de ping pong em copos ou desafiarmos um ao outro à ver quem vira primeiro a porcaria de uma garrafinha? — Yugyeom se manifesta, conseguindo ser mais irônico e sarcástico do que Taehyung anteriormente.

- Vamos lá, um jogo besta desse não faz mal à ninguém! A não ser que você esteja com medo, meu caro Yugyeom. — responde Jungkook provocando o garoto de cabelos negros. Quem os visse assim, nem pensariam que são como melhores amigos que se conhecem à anos.

- Medo? O único medo que eu tenho é de ter que acordar e ver essa sua cara patética. Se quer brincar, vamos brincar então. A única coisa que precisamos agora , gênio, é de uma garrafa de vidro; por acaso sabe onde tem uma?

- Era para você saber já que chegou aqui há mais tempo, inteligência.

- Urgh, tem algumas garrafas vazias de cerveja na minha lavanderia, sintam-se à vontade para pegá-las. E por favor, parem com essas provocações ridículas porque já está me dando nos nervos! Acham que estão no circo, é? Tenho cara de palhaça por acaso?— Tzuyu se intromete na pequena briga de seus dois amigos para evitar aquela farra e gritaria de sempre. 

Taehyung se oferece para pegar as tais garrafas e assim faz. Volta pouco tempo depois, com duas delas em suas mãos.

- Achei melhor pegar mais de uma para caso desses dois continuarem com essa palhaçada, se descontrolarem e acabarem quebrando alguma delas.

- Por mim tudo bem. — diz Jungkook enquanto volta para a roda que formaram no centro da sala.



Assim que se ajeitaram em seu canto, Jeon gira a garrafa impacientemente, como se estivesse ansioso para algo.

- Vamos lá, vamos lá, vamos lá... Tae e BabacaGyeom! — exclama o mais novo voltando com as provocações, mas que dessa vez não tiveram efeito algum. — Você pergunta, Taehyung.

- Sério? Ah, bom, então tá. Verdade ou desafio, Yug?

- Verdade.

- Oh, jurava que você escolheria desafio. Mas enfim, deixe-me pensar um pouco, tem várias coisas que gostaria de saber sobre a sua pessoa misteriosa... Está gostando de alguém ultimamente?

- Uau que pergunta madura de sua parte. De qualquer forma, a resposta é sim. — Mesmo sendo irônico no começo, pode se notar que ele estava sendo sincero com sua fala; e por este motivo, todos se chocaram de imediato e o encheram de perguntas logo em seguida, como se realmente fossem crianças jogando. "Quem é ela?" "Ela é bonita?" "Se conhecem há quanto tempo?" "Nós já nos vimos?" "Qual a cor do cabelo dela?" "Espere aí, é um homem?".


- Coitada da garota ou do garoto — diz Jungkook rindo e fazendo graça como sempre. — Eu estou realmente chocado em saber que você tem um coração, porém, o show não pode parar por aqui; Tzu por favor, tem como você girar dessa vez? Está mais próxima da garrafa do que eu.

Seu pedido foi ouvido e realizado pela garota, que a cada minuto que passava ficava mais animada com o jogo, sentia toda aquela energia e felicidade novamente depois de tanto tempo.

- Tae pergunta para o Kook.

- Denovo? Está bem então. Verdade ou desafio?

- Desafio, claro. — Responde Jungkook rapidamente, pelo jeito era para esse momento no qual estava tão ansioso.

- Por ser o primeiro desafio da rodada, acho que devemos começar por algo leve, certo? — Mesmo sendo uma pergunta retórica, todos concordaram com a ideia de Taehyung.

- Eu lhe desafio... A dar um selhinho em Tzuyu. Coisa básica, não reclamem.


Notas Finais


Gays, vou tentar postar a continuação desse cap ainda hoje. Não quis deixar muito comprido para não ficar enjoativo, por isso separei em duas partes aaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...