História My Dear Diary ( Terceira Temporada ) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Red Velvet
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Irene, Jeon Jeongguk (Jungkook), Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lay, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Seulgi, Suho, Wendy, Xiumin, Yeri
Visualizações 28
Palavras 1.524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá

Mais um cap bem sad pra vocês

Capítulo 9 - Está tudo bem, eu posso aguentar


Fanfic / Fanfiction My Dear Diary ( Terceira Temporada ) - Capítulo 9 - Está tudo bem, eu posso aguentar

5 de janeiro de 2021, Seul Coreia do Sul

Querido Diário....

Infelizmente, hoje não era um dia alegre como era pra ser

Ainda não havia caído a fixa de que Jimin tinha morrido

Ah, eu mais do que qualquer pessoa iria sentir sua falta

Só de lembrar de tudo o que ele fez por mim, e eu por ele, dói

Apesar de estar um pouco melhor, eu não iria ganhar alta. Iria sair apenas para o enterro de Jimin, e depois teria que voltar pra cá

Eu deveria estar me arrumando, mas estou sem coragem alguma de levantar dessa cama de hospital 

Eu estava a horas, olhando para a parede branca em minha frente. Várias lembranças surgiam em minha mente, e lágrimas indesejadas apareciam em meu rosto

- Ah - eu suspiro cansada

Olho no relógio ao meu lado, e vejo que ainda são 15:30 da tarde. Eu ainda tinha algum tempo, antes do enterro começar

Peguei o controle da TV, e fui passando os canais até achar um que me agradasse e conseguisse me distrair, mas não achei nada de interessante 

Jungkook - S/N? 

- Oi Kookie 

Jungkook - Você está melhor? 

- Bem pouco 

Jungkook - Eu acabei de sair do consultório do seu médico 

- E o que ele disse? 

Jungkook - Que seu estado continua o mesmo 

- Você não está triste por isso, não é? 

Jungkook - É claro que eu estou, queria que eu ficasse feliz com essa notícia? 

- Jungkook - ah, todos nós já esperávamos isso 

Jungkook - Só você esperava por isso

- Não se preocupe, eu vou ficar bem 

Jungkook - Eu não consigo ficar calmo sabendo que essa doença pode piorar 

- Então não pense nessas coisas - ele abaixa a cabeça - onde estão os outros? - eu mudo de assunto, na tentativa de "distrair" Kookie 

Jungkook - Na verdade, só eu vim. Os outros estão com Sophia 

- Eu também deveria estar lá com ela, mas infelizmente estou aqui 

Jungkook - A proposito, já está quase na hora da irmos. Você precisa se arrumar 

- Como se eu mal consigo ficar em pé? 

Jungkook - Se quiser, eu posso lhe ajudar

- Tudo bem

Eu arranquei a agulha de meu braço, e me sentei na cama. Jungkook me ajudou a ficar em pé, e me levou até o banheiro

Jungkook - Você consegue se trocar sozinha?

- Acho que sim

Jungkook me dá uma sacola com um par de roupas minhas. Eu, por estar fraca, demorei para conseguir me vestir 

Jungkook - Podemos ir?

- Eu não sei se vou conseguir chegar até lá fora

Jungkook - Por que não?

- Eu estou fraca e meus joelhos doem

Jungkook se aproxima e me pega no colo. Eu escorei minha cabeça em seu ombro, na tentativa de esconder meu rosto inchado

Ele me colocou no banco do passageiro, entrou no carro e deu partida no mesmo

Eu o olhei, e vi que ele estava bastante triste

- O que foi?

Jungkook - Você está mais leve que o normal

- Eu emagreci Kookie

Jungkook - Eu sei, é isso não é bom. Não quero que você volte a ser aquela S/N de dois anos atrás

Eu não o respondi, e nem tinha o que responder. Eu não podia controlar meu corpo, ou essa doença

Eu não gostava de ver Jungkook assim. Ele se preocupa demais comigo, e toda vez que ele não se agrada com algum exame meu, isso sempre acontece. Não só com ele, mas com Hoseok, Jin e Taeumy também

Acho que eles lá de cima também podem sentir minha dor. Hoje o céu não estava ensolarado, e o dia não estava quente, muito pelo contrário. O céu estava nublado, com previsões de chuva mais tarde ; o clima estava frio, mas não ao ponto de ter que usarmos casacos grossos

Eu dentro daquele carro parado no trânsito, sentia uma enorme vontade de chorar ; chorar feito criança

Jungkook notou isso, e rapidamente ligou o rádio, na esperança de estar tocando alguma música alegre. Mas não foi bem assim


 " Eu só estou andando e andando na escuridão

  Os momentos felizes perguntaram-me

  Se eu estou realmente bem

  Ah,não

  Eu respondi,não,eu tenho tanto medo

  Mesmo assim,eu segurei seis flores em minhas mãos

  Eu só vou estar andando

  Ah,não " 


Percebi que Jungkook já havia estacionado o carro, então abri os olhos. Já estávamos em frente ao cemitério 

Jungkook - Você consegue ficar em pé? 

- Se você me ajudar 

Jungkook - É claro que eu te ajudo - ele sorri gentilmente 

- Obrigada oppa - ele novamente sorri, dessa vez mostrando seus dentes de coelho 

Jungkook - Você não me chama assim a bastante tempo 

- Falta de costume 

Passei meu braço pela cintura de Jungkook, e ele fez o mesmo 

Jungkook - Vamos andar depressa, a chuva está aumentando 

- Eu não me importo com isso 

Jungkook - Mas eu sim. Quer ficar mais doente do que já está? 

- Pior não pode ficar 

Entramos no cemitério, e pudemos ver que todos já estavam sentados com seus guarda chuvas 

Jungkook e eu nos aproximamos devagar, e nós sentamos nas cadeiras bem ao fundo. Ele tirou seu casaco, e o colocou em meus ombros 

- Não está com frio? 

Jungkook - Não 

Eu fui chamada para fazer um breve "discurso", e para meu azar, eu não era assim tão boa com palavras 

- Olá, pra quem não me conhece, me chamo S/N, e era uma das melhores amigas de Park Jimin. Eu não vou conseguir dizer muita coisa, porque o que eu mais sinto vontade agora é de chorar, mas, eu queria dizer que Jimin vai fazer muita, muita falta. Não vê-lo todos os dias, não ouvir sua voz, vai ser difícil. Era pra ser totalmente ao contrário, eu devia estar em seu lugar ; mas parece que o destino gosta mesmo de brincar com as pessoas - eu dou um sorriso meio irônico - Independente de onde ele estiver, eu quero que ele saiba que eu o amo, e que vai ser difícil seguir em frente sem tê-lo ao meu lado 

Após terminado o meu rápido discurso, Sophia foi chamada a frente. Ela disse palavras tão bonitas, que emocionou praticamente todo mundo 

Meu coração começou a acelerar, ao ver o caixão de Jimin descer. Eu queria que isso tudo não passasse de um sonho, um terrível sonho 

Jungkook - S/N, vamos embora. Só sobramos nós aqui 

- Nós e o casalzinho do ano - Digo me referindo a Alyssa e Yoongi 

Moon - Tia S/N - Moonbyul se aproxima de cabeça baixa 

- Oi meu amor 

Moon - Você já está indo embora? 

- Já 

Moon - Me leva com você 

- Eu não posso Moon, eu tenho que voltar para o hospital 

Moon - Eu não quero ficar junto de Alyssa e Yoongi 

- Por que? Eles fizeram algo com você? 

Moon - Não, eu só estou brava e muito triste 

- E qual é o motivo disso? 

Moon - O oppa pediu Alyssa em casamento, e infelizmente ela aceitou 

- Ele o que? - perguntou meio assustada 

Moon - Ah, eu também não acreditei na hora 

É, o destino gosta mesmo de brincar com meus sentimentos. A cada dia que passa, eu me ferro mais e mais. O que eu fiz pra merecer isso? 

- Olha Moon, eu queria muito te levar comigo, mas eu não posso 

Moon - É quando é que você vai sair de lá? 

- Se eu soubesse eu te diria 

Moon - Então, até outro dia - Moon me da um abraço forte, e me solta. Ela logo se afasta, indo até Yoongi 

Jungkook - Você está bem? Sei que não está sendo fácil pra você 

- Não, está tudo bem - Digo forçando um sorriso 

Voltamos para o carro, e ele logo dá partida no mesmo. Me virei para o lado, e comecei a encarar a janela embaçada pela chuva. E a mesma, só foi aumentando, assim como minhas lágrimas. Tanta coisa acontecendo em um dia só 

- De volta ao inferno! - Digo após entrar no quarto do hospital 

Joguei minha bolsa em cima da cama, e segui para o banheiro. Eu ainda estava com dores por todo o meu corpo, mas precisava de um banho para me acalmar 

Tomei um banho quente bem rápido. Vesti aquele vestido branco quase desbotado do hospital, e voltei para a cama 

- Você já vai pra casa? 

Jungkook - É quem disse que eu vou? 

- Você precisa ir oppa. Passou o dia inteiro comigo, merece um descanso 

Jungkook - Mas eu não estou cansado 

- Eu vejo em seus olhos que está. Vá pra casa e durma 

Jungkook - Mas é você, vai ficar aqui sozinha? 

- E só por essa noite, amanhã você volta 

Jungkook - Não quer que eu ligue para Hoseok, ou Jin? 

- Já está tarde, e eu não quero incomodar 

Jungkook - Tem certeza? 

- Tenho - ele suspira - está tudo bem, eu posso aguentar 


Eu posso aguentar 


 " O calor das suas mãos, do seu corpo, que uma vez foi mais quente que o Equador, desapareceu desta melodia

  Mas eu continuo na mesma repetição, dentro dessa partitura que já acabou, estou preso em um laço sozinho " 








Notas Finais


Ah, eu não sei o que dizer, e isto


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...