1. Spirit Fanfics >
  2. My Dear Drugs >
  3. Começo

História My Dear Drugs - Capítulo 1


Escrita por: Suki_Kim

Notas do Autor


Boa leitura

Ass:K.S

Capítulo 1 - Começo


Tudo começou com um pílula anestésica revolucionária chamada Silver. O Silver era considerado uma das melhores invenções da humanidade, uma pílula que podia parar todas as dores temporariamente? Parecia coisa de livro, era maravilhoso!

Mas, como sempre as coisas não são totalmente perfeitas, o uso do Silver não só tirava todas as suas dores mas também te deixava atordoado fazendo com que você não pensasse direito. O mercado de drogas ilícitas assim que percebeu isso viu um lucro enorme encima da droga e começou a produzi-lo e vende-lo ilegalmente, fazendo com que seu uso e fabricação fosse proibido em todo o mundo.

Acontece que alguns mercados escondidos continuaram a produzi-la em pequenas quantidades e isso fazia com que brigas pela droga fossem frequentes e em uma dessas brigas que a história de Jennie Silver começou...

Jennie acordou e foi até a cozinha encontrando Ícaro que terminava de fazer o café da manhã

-Bom dia, Jey-O moreno sorriu para ela que retribuiu o sorriso

-Bom dia, Ícaro-Jennie se sentou a mesa onde havia uma xícara de café esfriando para ela-O que é o café?

-O seu favorito...ovos com bacon-Ele colocou os ovos e o bacon já prontos no prato a frente da garota

-Uhu, valeu, maninho-A morena começou a comer apreciando tudo fervorosamente

-Vai com calma, Jennie, não vai se engasgar no dia da sua entrevista-O mais velho disse enquanto ria

Jennie parou de comer para tomar um pouco de café

-Vai ter plantão integral hoje?-Ela olhou para Ícaro que deu um sorriso triste

-Sim, maninha

A garota suspirou triste mas logo deu um sorriso fraco-Tudo bem

O maior fez uma cara de dó para a garota mas logo sorriu-Vamos fazer assim, amanhã quando eu voltar nós vamos tomar sorvete naquele lugar que você gosta

-Sério? Ok!-Ela subiu na mesa e abraçou o moreno quase derrubando as xícaras e os pratos

Apesar de Jennie ser apenas 3 anos mais nova que Ícaro ela quase sempre agia como uma criança-na maioria das vezes inconsientemente-e isso fazia com que Ícaro cuidasse dela com extremo cuidado, preocupação e carinho.

-Droga, eu tenho que ir-Ele se afastou da garota e se levantou da mesa-Até amanhã, Jey, se cuida, tem comida no armário e na geladeira-Ele foi até a porta e a abriu-Ah, e boa sorte na entrevista

-Obrigado, maninho, até amanhã-Ela deu um tchauzinho e ele fechou a porta

-Bom, vou começar a arrumar a casa, 16:00 horas é a minha entrevista e eu vou conseguir por que eu sou demais-A morena sorriu confiante olhando para o nada-Vou te deixar orgulhoso, Ícaro

Muitas horas depois

-Let's get it started, ha! Let's get it started, in here-Jennie cantarolava e ouvia sua música favorita no fone de ouvido enquanto fazia um desenho-Terminei

Ela guardou o desenho em sua pasta, retirou os fones e olhou o relógio

-O QUE!? Já é 5 horas!-A garota correu para tomar um banho e logo em seguida se arrumar

Alguns minutos depois

-Carteira, documentos, celular, tá tudo aqui-Jennie pegou sua bolsa e saiu

Assim que chegou na pequena clínica foi para a sala de recepção e depois de algum tempo foi chamada até o escritório

-Bom dia, eu vim tentar a vaga para assistente de veterinário-Jennie sorriu tentando causar uma boa impressão

-Bom dia, eu sou Ammy a veterinária chefe e a dona daqui-Uma mulher loira que aparentava ter uns 27 ou 28 anos a recebeu e retribuiu o sorriso-Sente-se

-Meu nome é Jannie Silver e eu terminei recentemente o curso de veterinária-A morena entregou seu currículo um pouco nervosa

-Ah então você é daquela família famosa? A família Silver?-Ammy começou a olhar o currículo da garota

-Sim, eu sou uma das herdeiras ou pelo menos era até acontecer o incidente-A mais nova disse a última parte um pouco triste

-Realmente foi uma tragédia horrível, um remédio tão eficiente se tornou uma droga tão horrível...-A loira parou por um momento e olhou séria para a garota-Seja honesta, você já provou uma Silver?

O olhar dá mulher era penetrante e assustador, era como se ela soubesse ler a alma de Jennie

-O que? Não! O que aquelas coisas fazem com as pessoas é horrível, eu nunca colocaria uma daquelas na boca-Jennie disse demonstrando nojo e desprezo pela droga

-Isso é ótimo-A loira sorriu-Bom, seu currículo é ótimo, você pode começar amanhã

-Sério? Muito obrigado-A morena apertou a mão da outra e saiu eufórica

Mal atravessou a porta da saída e comemorou alegremente

-O Ícaro vai ficar tão orgulhoso! Já sei, eu vou contar pra ele agora-Ela pegou seu celular na bolsa e ligou para o outro-Estranho, ele não atende, deve estar ocupado-Deu de ombros e foi para sua casa ansiosa pela reação de seu irmão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...