História My Dear Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Lay, Romance, Sehun, Suho, Xiumin
Visualizações 35
Palavras 1.284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi oi meus 🍬🍭
Tudo azul com vocês? Bem, espero que sim.

Aqui vai mais um capítulo quentinho procêis ♡

Capítulo 2 - The Pair Again.


Fanfic / Fanfiction My Dear Love - Capítulo 2 - The Pair Again.

ㅡ Então você entrou em um carro com dois caras desconhecidos, no meio da noite em um posto de gasolina no fim do mundo. ㅡ diz e eu desato a rir.

Os raios de sol entravam pelas brechas da cortina da cozinha. Eu tinha os pés cruzados em cima da cadeira enquanto terminava de comer a comida sem gosto por conta do nariz entupido.

ㅡ Eu não aceitaria se fossem perigosos. E foi uma boa, estou aqui não estou? ㅡ abro um sorriso abaixando a caneca apoiando-a na mesa. 

Foi? Está doente do mesmo jeito. ㅡ ele balança a cabeça e pega seu prato e o meu indo até a pia.

Como de costume, examino o garoto para tentar entender o que se passa em sua cabeça.

ㅡ Ahh, Junmyeon. ㅡ termino de beber e me levanto indo até ele. Coloco a caneca junto dos pratos fazendo-o me lança um olhar e eu sorrio piscando os olhos.

Ele suspira enquanto os ensaboa. 

ㅡ Só não faça isso denovo.

ㅡ E eu saí por culpa de quem?

Novamente o olhar. Paro de sorrir e cerro os lábios recuando apontando para a escada.

ㅡ Vou me trocar, sabe? Daqui verdadeirosaio, checar os apartamentos... 

Ele concorda com a cabeça lentamente e eu subo correndo, dois degraus, por vez até meu quarto.





Havia me pego pensando nos garotos umas quatro vezes a tarde toda. Não havia acontecido nada demais na volta de carro, Chanyeol olhava o celular enquanto Baekhyun falava o tempo todo. Não achara ruim, ele era uma graça e eu até ria as vezes de algo que ele dizia. 

 A dupla me deixou na porta de casa, Chanyeol enrolou para sair do carro e devolver a bicicleta. Ato que considerei preguiça e não outra coisa. Agradeci pela carona e ele pela companhia... Nos despedimos e... Era isso. Um “Até nunca mais ver!” disfarçado de “Até mais”.

ㅡ E essa cara? ㅡ Suho aponta meu rosto com seus hashi. ㅡ Pensando em que, hum?

O olho levando o macarrão aos lábios.

ㅡ Se aquele cara ali ㅡ indico com a cabeça. ㅡ, irá pedir a namorada em casamento.

Suho vira-se na direção que eu mostrara, á umas duas mesas de nós havia um casal. O cara parecia nervoso enquanto dizia coisas que fazia o sorriso da garota aumentar. Logo ela se inclina antes dele terminar de falar e o beija.

ㅡ Que nojo. ㅡ abaixo os olhos para meu lámen voltando a comer.

ㅡ Você é tão insensível, Young. ㅡ Suho se vira na cadeira.

ㅡ Sou não.

ㅡ Vou te arranjar um namorado.

ㅡ Vou enfiar isso aqui em você-sabe-onde. ㅡ ergo a mão com os hashi.

Ele ri balançando a cabeça e eu paro de comer dando uma olhada geral no restaurante. Parecíamos estar no WhiteDay, com tantos casais. Havia umas três ou quatro mesas com grupos porém a maioria era formada por pares afetuosos.

Volto-me para frente observando Suho comer. Imagino que as pessoas devem pensar o mesmo em relação a nós dois. Faço uma careta e quando ele está virando seu copo na boca, bato as mãos com força na mesa, gritando e arfando como se houvesse levado um susto.

Ele dá um pulo na cadeira. Quase cospindo sua bebida, limitando-se a cobrir a boca tossindo freneticamente. Não tenho controle sobre minhas risadas que escapam de mim meio roucas, lembrando que eu estava doente ainda.

 ㅡ Desculpa, desculpa. ㅡ balanço as mãos no ar o vendo respirar fundo algumas vezes.

 Você está perdida na minha mão. ㅡ ele abaixa a cabeça limpando a boca com guardanapo falando entre dentes. ㅡ Está todo mundo olhando, Young.

 A que olhem. ㅡ olho ao redor notando que ele tinha razão. Abro um sorriso e aceno na direção de uma mulher mais velha acompanhada de seu marido. ㅡ Olá!

 Para com isso. ㅡ Suho segura meu pulso abaixando minha mão enquanto ergue o rosto. ㅡ Só me faz passar vergonha.

 Então não saímos pra jantar fora mais. 

 Eu saio, mas sem você.

 Haha, um verdadeiro príncipe.

Ele abre um sorriso e balança a cabeça, seu olhar para em um ponto a minha esquerda e franze a testa.

 Sei que chamamos atenção de quase o restaurante inteiro, mas por que aqueles dois ainda não pararam de olhar?

 Que dois? ㅡ giro o corpo na cadeira para olhar. ㅡ Cacete. 

 O quê? ㅡ Suho encara confuso quando volto a ficar de frente à ele deitando a cabeça na mesa.

 São os dois de ontem.

 O Yoda e o Grilo Falante?!

 Fala baixo! ㅡ sibilo.

 Aqueles dois? ㅡ Suho aponta elevando o tom de voz. ㅡ Eles, Young?

 Eu vou matar você. 

 Calma ainda não. ㅡ para o meu desespero ele se ergue da cadeira. Faço o mesmo quando ele abre a boca. ㅡ Aque... 

O empurro para baixo com o rosto em chamas, ouço Suho rindo enquanto se senta, batendo as mãos nos joelhos entre as risadas.

 Agora você sabe o que é passar vergonha.

ㅡ Situações... Completamente diferentes, Junmyeon.

Ele nega com a cabeça terminando seu lámen e levantando da cadeira novamente. Reajo à seu ato e ele levanta as mãos em rendição.

 Só vou pagar a conta.

 Certo... ㅡ cerro os olhos.

 Tão boba. ㅡ ele olha na direção da mesa dos garotos antes de sair. ㅡ Opa, boa sorte.

Felizmente consigo entender o que ele quer dizer de primeira.

 Espera! Vou com voc... 

 Young! ㅡ o menor... Baekhyun, aparece em meu campo de visão com um sorriso largo. 

 Hey! 

Sorrio de volta com um pouco de medo dele ter aparecido por conta de Suho. Começo a formular mentalmente algumas opções de desculpas quando ele se manifesta.

ㅡ Que legal te ver de novo. ㅡ Chanyeol aparece e Baek aponta para o maior. ㅡ Channie disse que nunca mais a veríamos.

Bem direto. Olho para ele que dá um tapa no braço do amigo com as costas da mão. Ele tenta parecer indiferente mas está envergonhado. 

ㅡ Era uma das chances. ㅡ dá de ombros e me observa. ㅡ Você foi punida por ter chegado tão tarde em casa?

A preocupação é inesperada. Porém penso na possibilidade de ser somente educação.

ㅡ Não, é costumeiro até...

Ambos arqueam a sobrancelhas. 

Suspiro.

ㅡ Suho-Oppa não se importa. ㅡ Mentira. 

ㅡ Suho? ㅡ pergunta Baek.

ㅡ Deve ser o namorado dela. ㅡ Chanyeol indica a mesa com o queixo.

ㅡ Melhor amigo. ㅡ corrijo. É o tipo de coisa que estou acostumada a dizer quase sempre. Já pensei em pedir que usassemos camisetas com os dizeres “ Apenas amigos ”, mas Suho não curtiu a ideia.

ㅡ Ahhhh. ㅡ começa Baekhyun retornando com seu sorriso gentil. ㅡ Bom, viemos só te cumprimentar mesmo, estamos de saída. ㅡ ele se curva e eu faço o mesmo. ㅡ Foi um prazer te rever, Young.

ㅡ Igualmente, Baekhyun.

Ele bate no ombro de Chanyeol e sai. Sigo-o com olhar até sumir pela porta e então volto a atenção para o maior curvando-me novamente.

ㅡ Até mais. ㅡ digo sarcasticamente. ㅡ E nossa, eu quis te dizer isso antes mas... você é lindo.  completo tapando a boca com o punho.

Na despedida passada, com a certeza de que nunca mais iriamos nos ver, Chanyeol havia flertado por mais que tenha sido levement, comigo. Esse encontro pode ter sido embaraçoso para ele, ao contrário de mim, que quero tirar sarro da situação. 

Ainda estou rindo quando ele, sério, aproxima o rosto do meu, parando próximo de meu ouvido. Seu sorriso cessa minha risada de imediato.

ㅡ Sim... ㅡ seu indicador passa por uma mecha perto da orelha, ele a enrola no dedo e solta. Analisando atenciosamente minha reação confusa. ㅡ Mas agora o Yoda precisa ir atrás do Grilo Falante, tudo bem? Até mais.





ㅡ Por que você tá tão vermelha? ㅡ pergunta Suho quando entramos no carro.

Afundo no banco do passageiro.

ㅡ É o resfriado. 


Notas Finais


Yeyyyyyy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...