História My Dear Love (Imagine Seungri) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Bigbang, Imagine, Lee Seunghyun, Seunghyun, Seungri
Visualizações 37
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!📖🍃

Capítulo 7 - Capítulo VII


Fanfic / Fanfiction My Dear Love (Imagine Seungri) - Capítulo 7 - Capítulo VII


Eu estava sentada na cadeira perto de Seungri mexendo um pouco no celular para não cair no sono, eu estava lutando contra o sono até que o mesmo médico de mais cedo aparece.

- Oh ainda está acordada? Você realmente é fiel ao seu trabalho.- Falou encostado na porta.

- Claro, por que não seria?.- Falo e o mesmo solta um sorriso soprado.

- Sei lá.- Da de ombros.- descanse um pouco, eu cuido dele.- Falou.

Não consigo confiar nele, não sei porque...

- Não, vou ficar acordada amanhã posso descansar.- Falo, esse cara parece que tá ficando irritado com minha insistência.

- Como quiser, vou voltar de novo.- Falou e foi embora.

Na verdade nunca tinha visto ele no hospital, ele podia ser novo mas sei lá, ele me parece estranho.

          ~Um Tempo Depois~

Eu já estava sonolenta meus olhos já pesavam, então a batalha que eu estava tendo com o sono no fim o sono estava ganhando.

Estava meio que dormindo, não sabia que estava acontecendo, mas tive impressão que tinha visto aquele cara com uma seringa colocando um líquido no soró de Seungri, mas não sei se foi sonho ou foi real, então tentei acorda por completo, enquanto estava tentando ficar acordada a máquina que mostrava os batimentos começou a pintar com menos frequência, os batimentos estavam ficando fracos.

Sem pensar começei fazer massagem cardíaca. Comecei fazer isso mas parecia que não tinha resultado, os batimentos estavam quase uma linha, os pis estavam ficando fracos, decidir chamar as enfermeiras, apertei o botão que chamava as enfermeiras várias vezes, mas ninguém apareceu, já estava ficando desesperada, começei fazer massagem cardíaca de novo.

Tentava fazer de tudo mas nada dava resultado, ninguém aparecia naquela merda, até que aconteceu uma coisa estranha, a luz do quarto estava piscando até a lâmpada estourar, fiquei meio tonta minha vista estava escurecendo, então minha vista escureceu por completo.

            ~Minutos Depois~

Tinha acordado, estava tudo estranho, olhei em volta olhei pra minhas mãos... E, o que tá acontecendo? Essas não são minhas mãos... E ainda estava em uma cama, estava no mesmo quarto com a lâmpada do quarto em pedaços, estava tudo estranho, me lembrei aos poucos que tinha acontecido, fiquei desesperada, mas eu vi uma pessoa levantar, pera aí não sou eu??!!, Tá agora tô confusa, o que está acontecendo???.

- O que é isso?.- Eu... Na verdade a pessoa que sou eu falou, aish tô confusa.

- Eu realmente não sei, quem é você?.- pergunto para pessoa que era eu.

- Eu sou o Seungri, eu acho.- Falou.- E você?.

- Eu sou S/n, eu acho.- Falei tentando processar o que estava acontecendo.

- Tá... Mas... Aish que porra tá acontecendo?- Falou meio alterado.- Eu sou você e você é eu?

- Acho que é exatamente isso.- Falei.

- Como você fez isso?.- Falou e não acreditei no que escutei.

- Como?!.- Falei.

- Você é uma bruxa? Ou alguma coisa do tipo? Porque não tem explicação plausível para isso.- Falou, olhei incrédula ainda não acreditando no que tinha ouvido.

- Que?!!.- Falei já meio alterada.

- Você é surda ou tá se fazendo de idiota?.- Falou. Tá ele tá passando dos limites e eu só tenho que ter paciência pra isso, pode ser difícil mas não impossível.

- Tá, primeiro: você é um babaca, segundo: NÃO!, não mexo com magia ou outra coisa que esteja pensando e terceiro: não sei o que está acontecendo, antes que me pergunte.- Falo calmamente tentando não o xingar.

- Tá, vamos tentar se acalmar, e eu não sou babaca.- Falou tentando manter a calma.

- De vez de você falar "eu não sou babaca" você deveria falar " desculpe por falar merda".- Digo tentando ficar calma.

-Okay esquece.- Quando ele terminou de falar ouvimos passos.- você ouviu?.- Assenti para o mesmo.- E agora?.

- Vamos fingir, tente ser eu e eu vou ficar deitada de olhos fechados.- Digo simplista.

- Há não, o que eu fasso?.- Falou me olhando.

- Se vira cara.- Falo.

- Que?!.- Ele fala e logo uma enfermeira entra no quarto e eu fecho os olhos rápido .

- Algum problema senhorita?.- Ouço a voz da enfermeira.

- N-não, nenhum problema.- Falou Seungri.

- O que aconteceu com a lâmpada?.- Falou, Seungri demorou para responder então consegui cutucar ele para falar logo.

- A lâmpada Eee... ela começou ficar estranha e aconteceu isso.- Falou com tom de nervosismo.

- Há sim, vou pedir para trocar de quarto então.- Falou enfermeira.- Pode me dar licença? Preciso ver como o paciente está.- Falou e sinto que Seungri não estava mas perto da cama e sinto outra pessoa se aproximar.

A enfermeira estava trocando o soró, tentei não esboçar reação com encomodo de tirar e por a agulha na veia, dei graça a Deus quando ela terminou de mexer no soró.

- Ela foi embora.- Avisou o Seungri e logo abro os olhos.

- Aish ela tinha que vim mexer nesse negócio.- Falo e me arrumo na cama em uma posição confortável.

- Não reclame, fiz aparte mais difícil.- Falou se sentando na cadeira próxima da cama.

- Difícil, foi facil, eu que tive que sentir uma agulha saindo e sendo colocada de novo e ainda não podia expressar reação nenhuma.- Falei o olhando.

- Tá, eu só acho que minha parte foi difícil.- Falou, Aigoo que menino chato.

- Okay nem era pra gente estar discutindo isso, temos que pensar como voltar ao normal mais rápido possível.- Digo e meu celular toca.- Aish quem é?.

- É meu irmão.- Diz mostrando a tela do celular para mim.

- E agora?.- tento pensar em alguma coisa.- Atende e da seu jeito.- Digo.

- Você empurra tudo pra mim.- Falou e atendeu o celular.

      

             Continua...


Notas Finais


Me desculpem a demora para postar capítulo novo, minhas aulas começaram então vai ficar um pouco difícil para postar.

~Espero que tenham gostado~


(Me desculpem pelos erros)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...