História My Dear New Job - Moonbyul - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Como Eu Era Antes de Você, Mamamoo
Personagens Moonbyul, Personagens Originais, Solar
Tags Moonbyul
Visualizações 7
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello!! 🙃
Voltei antes de 1 mês, oq é um milagre kkkkk Boa leitura anjos 💕

Capítulo 6 - Bipolar ?


Fanfic / Fanfiction My Dear New Job - Moonbyul - Capítulo 6 - Bipolar ?

- Vamos tomar o remédio, Dae-ho!
- Richard espera! - gritei
- Vejo que já está bem amiga do meu fisioterapeuta. - Aquele grosso se pronunciou
- Dae-ho por que está assim ? Ela é bem legal
- Não tenho nenhum interesse nela, e nem na vida dela
Mas que cara chato! Eu não vou aguentar muito não, vou ser que nem as outras que passaram por aqui
- Eii cara para de ser ranzinza e vamos tomar seu remédio
- É só isso que faço mesmo, anda logo com isso
- Okay - Observei o Richard para ter certeza de como fazer quando for minha vez.
- Tá olhando o que ?
- Desculpe ? Não sei se você tem problema com esquecimentos, mas vou cuidar de você!
- Já sei sobre isso, só quero saber porquê está olhando
- Dae-ho ela precisa aprender, e quando eu não estiver aqui ?
- Tá, tá...vou ficar quieto
Finalmente!
Então o nome dele é Dae-ho, combina bem com ele...
- Moonbyul, tudo certo ? Já pode fazer sozinha né ?
- Por mim tudo bem. - Dei um sorriso sincero à ele
- Okay, vou contar com você
Não deixei de notar que o senhor ignorante revirou os olhos.
Saímos do quarto de Dae-ho, e aquele assunto ainda me intrigava, vou quesitona-lo até me dizer.
- Então Richard, termine de dizer o que estava falando
- Oh..sim, e o que era ?
- Memória fraca ?
- Só as vezes. - Deu risada
- O que tem demais eu ser nova ? Não entendi
- Hum é isso
- Moonbyul não quero que escute da minha boca. Só quero que tenha paciência vão lhe contar
- Mas...- Colocou a mão na minha boca.
- Vai por mim Moonbyul, melhor não saber nada agora. E não, você não precisa ter medo, não é algo que te prejudique
- Tudo bem, vou aguentar
- ALGUÉM PODE ME AJUDAR ?! - Dae-ho gritava do quarto
- Acho que é sua vez - Richard se pronunciou
- Eu vou lá
- Boa sorte!
Eu vou precisar aguentar aqui até o impossível.
- Oi Dae-ho, no que posso ajudar ?
- Meu travesseiro está torto
- Tá, então arruma...- Arregalei os olhos instantaneamente. O que me deu ? Eu sou louca ?
- Desculpe! - Fui imediatamente arrumar o travesseiro. Me perdoa mesmo, não pensei
- Ei calma - ele deu risada. Tudo bem, não foi nada
Esperava um surto da parte dele, que continuei com os olhos arregalados
- Você é estranha Moonbyul, vou te dar um desconto, é seu primeiro dia
- Ok. - me curvei a ele. Está bom ?
- Sim, pode sair
Só concordei e fui ao encontro do Richard
- Calma Moonbyul, não fica nervosa. Erros acontecem
- Aigoo mas o meu foi um caso sério, como eu pude esquecer ?
- Ei relaxa, apenas esquece que aconteceu
- Difícil...
- Me diz uma coisa, tem apelido ? Seu nome é bem único, eu gostei
- Minha melhor amiga, me chama de Byul. Você pode me chamar assim também
- Ótimo! Eu não tenho apelido então você pode me chamar de O..
Dei risada. - Oppa ? Acho melhor não, acabei de te conhecer
- Não, nem era isso... pode me chamar de O Grande Ajudante. - Coçou a nuca
- Desculpe Richard, não quis ser ignorante.
- Nem passou pela minha cabeça

Só dei risada e fiquei um tempo conversando com ele, Richard é muito competente, isso explica o porquê dele estar aqui nesses 2 anos cuidando de Dae-ho.
- Byul vou ter que ir agora, você ainda tem mais alguns minutos para ficar com o Dae-ho, ok ?
- Tudo bem. Escuta, ele não chamou, será que está com muita raiva de mim ?
- Creio que não, ele até deu risada, não foi ?
- Sim, mas tenho medo de influenciar em algo
- Não se preocupa. Vou indo...ah só mais uma coisa. - Ele me deu um pedaço de papel com um número. Se precisar de algo, é só me ligar.
- Pode deixar. Até mais
- Até

Só aguentaria mais um pouco, e nada do Dae-ho me chamar. Preciso ir até ele

- Olá ? - Bati na porta, mas sem resposta.
Resolvi entrar.
- O que foi ? - Disse ele de olhos fechados
- Desculpa, só queria saber se está bem.
- Você precisa falar desculpa em toda frase que faz pra mim ?
- Desculpa...Aish! Perdão
- Olha você mudou a palavra, que avanço. Estou bem, já não era pra ter ido embora ?
- Só faltam alguns minutos.
- Tá bom
- Não me leve à mal, não pensei no que disse hoje.
- Tá, ne... - O alarme tocou.
- Preciso ir, pode continuar
- Não, pode ir embora
- Okay. Adeus
Não obtive resposta. Apenas sai e logo peguei o ônibus de volta pra casa




Notas Finais


Tento voltar antes do ano que vem
Até mais 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...