História My Dear Stalker - Imagine Jungkook - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, leitores. Este é o capítulo vinte e um de My Dear Stalker. Escrevi com muito carinho, espero que gostem!

Capítulo 21 - Uma noite não tão bela assim


Fanfic / Fanfiction My Dear Stalker - Imagine Jungkook - Capítulo 21 - Uma noite não tão bela assim

S/n On


Eram por volta das duas da tarde quando minha mãe bateu na porta do meu quarto, me acordando de um longo sono. Espreguicei-me sem nem ao menos olhar o horário no relógio que ficava ao lado da minha cama.


Me levantei da cama e abri a porta do quarto. Bocejei e a minha mãe me deu um leve tapa na cabeça. 


— Aí! O que é isso? Logo de manhã... — falo alisando o lugar onde a mais velha tinha batido. — Manhã? Aish, são duas horas da tarde, garota! Vai tomar um banho e acordar pra vida. — ela falou e logo saiu da porta do quarto.


Corri em direção ao relógio e vi que eram duas e meia. Fui em direção ao banheiro e tomei um banho gelado. Sequei os meus cabelos e coloquei uma blusa branca com um short. Peguei o meu celular na cômoda do meu quarto e liguei para Bae.


— Alô? — Bae chama com uma voz sonolenta. — Você estava dormindo também? — pergunto me sentando na cama. — Ah, sim. Mas está ced— a garota fica em silêncio por alguns segundos. — Bae?— chamo ela que grita em meu ouvido. 


— Já são três horas. Três horas da tarde! — ela falou inconformada. — É! São três horas da tarde e eu estou muito nervosa. Pode tomar banho e vir aqui junto com as meninas? — perguntei e a garota murmurrou um "sim" do outro lado da linha. Nos despedimos e guardei o meu celular. 


Peguei o vestido que Bae tinha me emprestado, também os saltos e tirei algumas maquiagens que estavam em cima do meu guarda roupa, tirei a poeira e coloquei tudo em cima da cama. 


Alguns minutos após, Bae apareceu com Jojo e Bong-Cha. Subimos para o meu quarto e eu vesti o vestido. 

— Linda! Deslumbrante! — falou Jojo sorridente. 


O vestido preto parecia mais bonito em mim do que antes.


Pintei as minhas unhas do pé de vermelho, pois os saltos deixavam os dedos a  mostra. Coloquei o sapato e desfilei no quarto para as garotas, que me aplaudiram. — Agora falta a maquiagem e o cabelo. — disse Bong-Cha pegando um babyliss e passando em meu cabelo.

Depois, Jojo colocou uma maquiagem simples em mim. 

— Agora isso aqui! A minha mãe falou que esse perfume é sagrado! Diz ela que o meu pai voltou correndo para ela quando ela usou esse perfume. — Bae falou me entregando um frasco azul com um líquido transparente dentro.


— Quantas vezes vou ter que dizer? A S/n não está indo pelo Jungkook. Se ele quiser voltas para ela, vai ser bom, mas se não quiser, vai ser bom do mesmo jeito! — falou Jojo pegando o frasco que estava em minhas mãos e passando pelo meu rosto inteiro. 

— Ok, acho que já estou muito perfumada... — falei tossindo. — Meninas, são 16:32. — disse Bae nos mostrando o horário em seu celular. 

Suspirei fundo, parecia que várias borboletas estavam voando pela minha barriga.


— Vou descer e pegar o presente. Muito obrigada pela ajuda de vocês. Acho que sem a presença de vocês aqui comigo eu não iria suportar, provavelmente estaria chorando na cama. — falei fazendo as meninas darem um meio sorriso envergonhada.

Abracei elas e desci as escadas. 


Minha mãe me encarou dos pés à cabeça e se lembrou do meu evento. — Aqui o presente. — ela falou me entregando o presente. — Omma, estarei saindo. Meninas, irei sair agora. Me desejem sorte e confiança. — falei sorrindo e acenando para as garotas que me acenaram de volta.

Sai da casa e fui em direção à avenida. Chamei um uber e segui caminho para o casamento. 


Jungkook... lá vou eu!


Jungkook On 


Eu estava em uma sala branca, praticamente era um camarim. Um estilista estava fazendo os últimos ajustes no meu paletó. Me encarei no grande espelho branco que estava em minha frente.


É isso mesmo que você quer?  Me olhei atentamente. 


Fui surpreendido pela minha mãe, que me chamou na porta do suposto camarim. 


— Jeon... — ela me chamou com um sorriso fraco. Me virei para a mesma que estava com um vestido prateado grande. — Você está lindo, meu filho. — ela falou ajustando a minha gravata. 


— Omma, você é a mulher mais linda que eu já vi. — falei tirando um sorriso bobo da mesma. 

— Omma, acho que o papai está decepcionado comigo... — falei com os olhos marejados. Tentei esconder as lágrimas que insistiam cair.

— Eu sei o que você está sentindo... você sabe o que faz com sua vida, Jeon. Como sua mãe, eu sei que você não quer se casar com aquela mulher e sim com S/n... — ela falou e eu logo me surpreendo. 


— Não fique tão em choque. Vocês tinham um ar bom. — ela sorriu segurando as minhas mãos. — Eu quero a sua felicidade... e netos! — ela disse sorrindo. — Termine de se arrumar, o casamento já vai começar. Mas lembre-se, tem um carro preto nos fundos... — ela disse saindo da sala me fazendo refletir. 


S/n On


Cheguei no local do casamento e entreguei o meu convite. Entrei na chácara que era enorme, haviam bancos de igrejas no gramado e o buffet na "casa" (que era mil vezes maior que a minha). Desajeitada e envergonhada fiquei apenas analisando as pessoas que estavam em minha volta. Todas as mulheres com bolsas caras e saltos altos, cabelos bem penteados, os homens com ternos chiques e relógios que brilhavam na luz. 


O garçom me entregou um champanhe, um belo pecado. 


Lá estava eu na minha terceira taça de champanhe, no casamento do cara que eu gosto, escondida atrás de uma planta maior que eu.


Um homem não tão alto de cabelos cinzas se aproximou de mim com um sorriso malicioso. Eu estava pronta para quebrar a taça do champanhe em sua cara e fazer o maior show no casamento, algo que eu não queria.


— Bela noite, não é? — ele falou dando um gole na bebida que estava na sua taça. — Aham... — falei encarando a taça que estava em minhas mãos. 

— Você é amiga da IU? Nunca te vi antes... — ele me perguntou olhando para o meu rosto atentamente. — Não diria amiga... — falei sem graça. — Mas o noivo é um amigo meu. — falei com uma tristeza em meu coração. O menino fez um bico e assentiu com a cabeça.


— Me chamo Yoongi, é um prazer conhecer você. — ele falou estendo a sua mão em minha direção. 

— O prazer é meu. — o comprimentei. 


— Pra falar a verdade, essa noite não é tão bela assim... é um verdadeiro saco! — ele disse virando a sua taça e bebendo todo o líquido. — É verdade... — resmunguei. — Podemos ser amigos? Acho que você é a mais sincera daqui. — ele falou um pouco envergonhado. — Claro. Não tenho companhia. — falei com um meio sorriso. — Ok, vamos nos sentar em algumas das mesas. — ele falou e eu assenti.


Yoongi me guiou até uma mesa que ficava perto da parede, onde daria uma boa visão de toda a festa. Nos sentamos e conversamos sobre coisas comuns. 

Descobri que Yoongi tinha 23 anos e estudava música em uma das maiores faculdades da Coreia. Yoongi também era um rapper famoso, que eu não conhecia. Fiquei um pouco envergonhada por não conhecer o trabalho dele mas Yoongi me deixou super confortável com o passar da conversa.


— Aquele carinha ali! — ele apontou discretamente para um homem de terno cinza que estava algumas mesas depois da nossa. — Ele odeia a IU tanto quanto odeia o Jungkook... — ele sussurrou. 

— Então o que ele está fazendo aqui? — perguntei no mesmo tom que o garoto. — A maioria desses velhos de ternos são da empresa do Jungkook, e o resto do grupo Yang, da família da IU. Todos se odeiam e odeiam os pombinhos, eles vieram aqui por um único objetivo! Que é... — ele esperou eu chutar. — Dinheiro? — sussurei. — Exatamente! Dinheiro e títulos... patéticos. — ele falou se ajustando na cadeira. 



Sinceramente, Yoongi era simpático, engraçado e puta merda... que cara sexy! O seu sorriso bobo me prendia em seus lábios. Estava quase babando apenas olhando para o rosto do garoto. 


Voltando a minha atenção aos convidados pude ver Jungkook, com um terno preto e uma gravata azul marinho. O garoto que estava em pé me encarava com ódio, talvez pelo fato da minha presença indesejada.


Engoli o seco e me levantei aos poucos, fazendo yoongi atrair sua atenção para mim. 

— O que aconteceu, S/n? — ele perguntou me olhando desconfiado. — Parece que não sou bem-vinda aqui. — falei em um tom baixo, prestes a sair. — Eu também não sou, então — O garoto segurou o meu pulso. — pode me fazer companhia? Somos dois indesejados... — ele deu uma risada sem graça e rapidamente soltou o meu pulso. — Me desculpa... — ele falou constrangido. 

— Quer saber? Tudo bem! Irei ficar aqui. — falei dando um leve sorriso e me sentando novamente. Olhei na direção de Jungkook que desta vez se aproximava da mesa onde eu estava sentada com yoongi. 


Jungkook ignorava os convidados que conversavam com ele pelo caminho. O garoto se aproximava com fogo nos olhos.


Notas Finais


░⃟⃛🍪➮ Este foi o capítulo de hoje, espero que tenham gostado. Obrigado por lerem até aqui e até o próximo capítulo, um beijo e tchau tchau.

᭥ꩌ゚໋Comentem o que estão achando da fanfic, beijões!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...