História My Dear Uncler - ( Imagina Jung Hoseok - BTS ) - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 68
Palavras 1.100
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores, como foi o dia de vocês? Bom, eu espero mesmo que bem.

Bjs.... Amo vocês.

Capítulo 27 - Chapter Twenty - Seven


» Jung S/n «

| 05 de Outubro | Quarta - Feira | 02:45Am |

Depois de tudo eu sair do quarto e fui para o salão onde havia muita gente, todos ali pareciam esta bem felizes, mas não acho Chaeyoung em lugar nenhum. Talvez esteja no quarto com um cliente ou algo do tipo, então decido ir até nosso camarim trocar de roupa, pós meu tempo nesse cassino já acabou e não pretendo ficar aqui por mais tempo.

— Como assim?. — paro minha caminhada para escutar a voz da garota que vinha do camarim.

— Elas não chegaram...

— Seu idiota. — essa voz é de Chae e a outra é de Jungkook — Eu mandei você buscá-las no porto, aquelas garotas valem muito.

— E você acha que não sei disso? Acha que é apenas você que sai perdendo nessa história? Não sei se você sabe, mas nós somos sócios. — eu não estava acreditando naquilo. Chae é o terceiro sócio desse esquema? E Yunho? Ele também está envolvido nessa merda toda?.

Saiu dali indo novamente para o salão sem saber o que fazer com essa descoberta, nunca passou pela minha cabeça de que Chaeyoung fosse o tal traficante de pessoas e muito menos que ela traiu o F.B.I, sento em um banco do bar e peço uma bebida forte. Preciso urgentemente encontra Yunho e saber se tudo isso é uma grande mentira, preciso saber quem está do lado do bem e quem está no lado do mau.

Assim que passou um tempo eu sair dali indo direto para a casa do homem, sei que é tarde e talvez ele esteja dormindo, mas é preciso saber disso o mais de pressa possível. Sorte a minha que sei onde Yunho mora, pós ele me levou no dia em que Hoseok descobriu sobre tudo, por isso não quero perde tempo com nada, só preciso acabar com essa merda toda.

— Você... o que faz aqui?. — a mulher do homem diz ao me vê aquela hora na porta.

— Preciso falar com Yunho, é urgente. — me assusto ao vê-la deixar lágrimas descerem pelo seu rosto.

— Yunho sumiu faz dois dias e até agora não deu sinal, ninguém me da uma respostas e já estou ficando com medo. — ela desaba e eu abraço a mulher tentando conforta-lá de alguma forma. Chae é o terceiro sócio do cassino e parece que deu um jeito de Yunho sumir do mapa, talvez ele tenha descoberto a farsa da mulher e ameaçou denunciá-la. 

— Não se preocupe, eu farei de tudo para trazê-lo de volta, prometo que ele chegará a salvo aqui. — acaricio seus cabelos e aquilo está me assustando. 

Eu acho que tenho certa culpa com tudo isso, deveria ter desconfiado mais em Chae e ter focado mais na investigação em vez de ficar pensando na minha vida pessoal, mas caso eu faça isso, posso sumir assim como Yunho e que eu esteja errado, mas o homem pode está morte agora e isso eu não iria suporta. 

- 10:12Am

Passei a noite na casa de Yunho e Yena me contou tudo oque aconteceu no dia em que o marido sumiu, disse que ele estava alterado e que não parava quieto e saiu pela manhã atrás de algo. Perguntei se ele telefonou antes disso e ela me disse que não, que mesmo ligando e ligando várias vezes para o marido ele não retornou uma ligações se quer, e foi nesse instante que desconfiou que tinha algo muito errado com aquilo.

Isso quer dizer que Yunho descobriu tudo sobre Chaeyoung e talvez tenha ido tira satisfações com a mulher, e isso ocasionou no seu sumiço repentino e como prometi para Yena, eu vou descobrir onde o homem está e com a benção de Deus, conseguirei trazê-lo com vida para cá.

— Você quer ajuda com o que?. — Yoongi fala meio sem intender nada do que eu havia dito.

— Yoongi, você sabe como rastrear um celular, então me ajude a rastrear um. — imploro para o homem que apenas me encarava.

— Eu só vou fazer isso, se você me contar direitinho tudo o que sabe sobre esse negócio do tráfico de pessoas. S/n, isso é muito perigoso, não é a mesma coisa do que seguir você ou Jin...

— Pera... você me seguiu?. — pergunto e ele coça a nuca.

— Hoseok pediu. — fico sem acreditar no que ele disse.

— Deixa, isso já é passado, agora temos que focar em achar o celular de Yunho e se dermos sorte, talvez porssamos achá-lo. — o homem nunca diz não pra mim e espero que ele não abra uma exceção.

— Tudo bem, mas promete que vai tomar cuidado com isso? Que antes de tudo vai pensar primeiro em você?. — concordo com a cabeça. 

Com tudo isso eu nem se quer me dei ao luxo de conversa com meu filho, apesar de estar bem pequeno dentro de mim, ele já precisa saber o quanto sua mãe é louca e doida. Não que eu queria assista-lo, mas precisa saber que vai ter uma vida bem diferente da das outras crianças, mas talvez eu nem esteja aqui, mesmo que seja bem triste ouvir isso, mas caso Chaeyoung descubra que sei a verdade ela também pode querer sumir comigo.

Depois de ter explicado tudo para Yoongi, eu deitei na cama e fiquei por horas conversando com meu bebê, fiquei igual uma idiota sorrindo ao vento e Hope também ajudou nisso. A gatinha parece que adivinhou que tenho um neném dentro de mim e a mesma deitou sobre minha barriga, acariciando ela com seu rosto e aquilo me deixou ainda mais boba.

— Quanto ia contar pra mim, S/n?. — me sento na cama encarando Seokjin na porta, meu coração gelou ao vê-lo segurando o teste de gravidez que havia guardado no bolso do meu casaco.

— On... Onde achou isso?. — o homem entra no quarto vindo até mim e senta na cama enquanto me encarava meio sério.

— Você está grávida?. — queria mentir, mas diante disso não posso mais esconder tamanho secreto. Concordo com a cabeça — Hoseok é o pai?. — meus olhos encontram o seu e concordo novamente a cabeça.

Foi uma grande burrice não ter jogado fora aquele maldito teste fora depois de ter chegado do apartamento de Hoseok, mas com tudo o que aconteceu eu acabei esquecendo e apenas joguei o casaco que usava com as outras roupas sujas e talvez seja por isso que o homem descobriu o segredo que tanto queria esconder de todos. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...