História My Dear Uncler - ( Imagina Jung Hoseok - BTS ) - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 62
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O que estão achando da fanfic até aqui? Nem acredito que chegou mesmo o dia que ele vai saber tudo e vou logo avisando que VAI DA MUITA MERDA.

BJS

Capítulo 29 - Chapter Twenty - Nine


» Jung Hoseok «

- 16:21Pm


Sei que fui um completo babaca com S/n e também sei que não mereço seu perdão, mas tentem me intender, foi um choque muito grande vê-la naquele cassino vestida em uma roupa minúscula. Sei que humilhei ela com Jin presente e falei da nossa intimidade em um tom bem idiota, mas naquele momento eu estava sem chão e só queria esquecê-la. Agora vejo que não vivo sem essa mulher, que mesmo depois de tudo eu continuo amando ela com todas as minhas forças e tenho certeza de que, ela também não deixou de me amar.

Assim que cheguei na casa do homem meu coração gelou e minhas mãos ficaram trêmulas, o medo de sua rejeição foi tão grande que quase desistir de tudo, mas botei toda minha coragem em jogo e apertei a campainha e após alguns segundos, Seokjin abriu a porta e pude vê sua surpresa por me vê ali.

— Hoseok!.— me surpreendo com seu abraço, e eu estava com saudade disso — O que faz aqui?. 

— É que preciso conversa com S/n. — digo em separando do homem que me encara sério, ele engole em seco e fica meio assustado com tudo — Ela está aqu?

— Tá sim, pode entrar. — Seokjin da passagem para que eu adentrasse e assim faço e sinto novamente meu coração acelerar com aquilo — S/n está no quarto, espere aqui que vou...

— Não. — interrompo o homem — Me deixa ir até lá, preciso conversa a sós com ela.

Jin não diz nada, apenas concorda com a cabeça e assim sigo para os corredores, não sei qual é o quarto da menina, mas quero achá-lo rápido pós necessito vê-la o mais rápido possível. Ando pelo corredor sentindo meu coração na mão, logo meus passos são interrompidos assim que sinto a gata passar entre minhas pernas e seguir para um dos quartos, que tinha a porta aberta.

— Você?. — escuto S/n dizer me fazendo para de andar — Que bonito dona Hope, você some quando quer e aparece quando quer... — sorrio com suas palavras, a menina não aparenta esta abalada — Você gosta mesmo dele, não é?. — fico sem intender suas palavras — Quero vê quando ele sair daí, quero vê se vai ser o mesmo enxame... — continuo sem intender sua palavras, mas ainda sim não me atrevo a interromper sua conversa, escuto um miado baixo da gatinha e uma risada da menina — Também sinto a falta dele Hope, mas temos que ser fortes, afinal ele me deixou esse presente incrível...

Não sei se ela está falando de mim, mas espero sim porque também estou morrendo de saudades dessa garota, e vocês não sabem o quanto, não sabem o quanto chorei durante as noites e como desejei tê-la ao meu lado enquanto estava no Brasil.

— Só que eu acredito que um dia tudo vai voltar a ser como era antes... — continua — E tudo vai melhorar assim que meu bebê nascer... — meu coração gelou nesta hora. S/n está grávida?. a gatinha mia mais uma vez — Já falamos sobre isso Hope... Hoseok tem o direito de saber que será pai, mas quem disse que ele vai querer assumi-lo?. 

Algumas  lágrimas descem pelo meu rosto e uma mistura de medo e alegria está crescendo dentro de mim. Eu serei pai, serei pai de um filho com S/n e é claro que vou querer assumir meu filho, vou querer tê-lo ao meu lado assim como quero S/n.

— Mas antes temos que da um jeito em Jimin e Jungkook, aqueles desgraçados merecem pagar por tudo o que fizeram comigo... — saiu dos meus pensamentos voltando a prestar atenção em suas palavras — Se não fosse por aquela maldita foto eu poderia esta feliz com Hoseok.. *miado*... Eu não podia Hope, se eu contasse que Jimin estava me ameaçando com aquela foto, ele publicaria e acabaria com a vida do único homem que amei... *miado*...você sabe que amo Hoseok e foi por amar tanto ele que me sacrifiquei, foi por esse amor que decidir ir trabalhar naquele cassino, apenas para Jimin não destruir a reputação do meu tio por estar tranzando com sua sobrinha...

Engulo em seco e penso. Fui um grande babaca com S/n e agora percebo que não mereço essa mulher, eu não quis ouvi-la e acabei criando algo na minha cabeça, algo que deveria saber que S/n seria impossível de fazer. Ela só foi trabalhar naquele lugar para me proteger, mas agora quem vai tomar as redias das coisas será eu. Sei que nada do que vou fazer será o suficiente para concerta as coisas entre nós, mas juro que Jimin e Jungkook vão para no inferno.

— Hoseok?. — saiu dos meus pensamentos assim que a garota sai do seu quarto dando de cara comigo, minha visão cai para sua barriga e lágrimas descem dos meus olhos, eu ainda nem estou acreditando que serei pai — O-O que está fazendo aqui... você não estava em uma viagem?.

— Não conseguir ficar longe de você. — minhas mãos tocam seus rosto e me aproximo da garota que não tirava seus olhos dos meus, eles tinham um brilho lindo e junto nossos lábios em um beijo calmo. Eu estava sentindo tanta falta do seu gosto, que esse beijo se tornou o mais importante da minha vida — Por que não me contou?.

— Con.. Contei?. — ela pergunta meio sem intender.

— Eu ouvir tudo S/n, você nunca quis trabalhar naquele lugar e ainda tem mais, vamos ter um filho. — ela não tem um sorriso nos lábios e percebo que a garota está com medo, com medo da minha reação — Então não se preocupe, ninguém vai ficar entre nós... e aqueles desgraçados vão pagar..

— Espera Hoseok... você não precisa fazer nada, já tem gente trabalhando nisso. — ela segura minha mão tentando me impedir de sair dali.

— S/n... intenda que ninguém poderia ter feito isso conosco, ninguém tinha o direito de interferir no nosso relacionamento e só de pensar que aqueles idiotas obrigaram você a trabalhar naquele lugar imundo.... eu vou cuidar de tudo...

Me solto da garota seguindo pelo corredor de volta para a sala, sei que posso esta cometendo uma loucura enorme, mas a raiva por Jimin e Jungkook terem usado S/n é tão grande que mal consigo raciocinar. Eu só quero mesmo é fazer aqueles desgraçados pagarem  por tudo o que fizeram comigo e com a mulher que amo. E agora tem meu filho envolvido e isso só aumenta ainda mais minha vontade de matar eles.

— Hoseok por favor.... não faz nada, fica aqui comigo... HOSEOK SEU IDIOTA!. — ela grita atrás de mim e eu me viro para encarar a menina que chorava demais — Eu não quero te perde de novo... — me aproximo da menina segurando suas mãos.

— Fique aqui e cuide do nosso bebê, vou da um jeito daquele filho da puta pagar pelo sofrimento que você passou e sei que fui um babaca por não ter te ouvido, mas prometo que vou fazer de tudo para reconquistá-la e merecer você.

Dou um selinho na menina seguindo novamente para a sala, abro a porta e escuto S/n chama por mim várias vezes. Eu deveria ficar aqui com ela, mas preciso resolver isso de uma vez por todas, preciso deixar a menina livre da chantagem daqueles filhos da puta e ainda tem mais. Não me importo se para isso for necessário matá-los de uma vez, assim o mundo ficaria livre de dois monstros.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...