História My Demon - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 7
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora😅

Vejam minha outr fic de NamJin: https://www.spiritfanfiction.com/historia/obsession-12702426
Boa leitura❤

Capítulo 10 - Why I love U?


Fanfic / Fanfiction My Demon - Capítulo 10 - Why I love U?

POV- Kim Seokjin

Ao ouvir Namjoon me dizer aquilo daquele modo chateado, senti uma pontada de arrependimento pelo modo que o tratei, me deitei ao seu lado, ainda queria saber sobre ele.

- O que aconteceu antes de ser um demônio?- Ele me encarou triste.
- Taehyung foi enviado para me fazer cair, eu era um anjo.- Eu percebi que ele estava mal.
- Tá... E depois?- Ele se sentou.
- Ganhei a confiança de Lúcifer, e me tornei um demônio importante.- Ele falou indiferente.
- Desculpa fazer você falar isso...- Falei encostando minha cabeça em meu travesseiro.
- Tudo bem... Isso não me deixa triste, o que me deixa desse jeito é quando você me rejeita...- Ele disse carente e cheguei mais perto, acariciando-o.
- Não sabia que tinha esse lado fofo.- Afirmei rindo.
- Todos os seres vivios têm sentimentos, você só ainda não percebeu isso.
- É... Eu ainda tenho muita coisa pra aprender...- Ficamos quietos por alguns segundos.- Eu tenho uma pergunta...
- Pode falar...- Ele abriu os olhos e me encarou.
- Quando eu morrer, o que vai acontecer?- Perguntei e vi ele suspirar, essa pergunta me deixava muito intrigado.
- Eu... Não sei se isso vai acabar acontecendo com você.- Ele disse e me encarou.
- Como assim?- Não estava entendendo o que ele estava falando, eu era um humano comum.
- Se você quiser, eu posso te transformar.- Isso me fez ficar sem palavras.
- Por que você faria isso?- Continuei intrigado, isso não fazia o menor sentido para mim.
- Eu já te disse isso antes, mas se for preciso eu falo de novo.- Ele ficou por cima de mim e aproximou nossos rostos.- Eu faria isso e tudo por você porque te amo.- Essa declaração me pegou de surpresa, parei com a confusão em minha cabeça quando ele me deu um selinho.
- Nam... Eu...- Ele colocou seu dedo indicador em minha boca, como se pedisse pelo meu silêncio.
- Acho que estamos melhorando, você me chamou de Nam.- Ele riu e voltou ao próprio lugar.
- Ah, cala a boca!- Falei e dei um soquinho em seu braço, arrancando uma gargalhada dele.

POV- Kim Taehyung

Já se passou um dia desde que me encarreguei de cuidar de Jungkook, e as coisas não estavam tão bem quanto deveriam.
Jungkook ficava o tempo todo trancado no quarto, não saía para nada, até que resolvi fazer algo, isso irrita qualquer um.
Me levantei de minha cama e fui até o quarto dele, quando cheguei na frente da porta, ouvi ele chorando, ele estava sofrendo o que não merecia.

- Jungkook... Eu posso entrar?- Perguntei após dar algumas batidas na porta.
- Pode...- Ouvi ele falar baixinho, sua voz já estava se tornando rouca.

Abri a porta e me deparei com o menor jogado no chão, coberto por um edredom branco, ele inalava o cheiro que estava lá, provavelmente era do Jimin.
Me sentei ao lado dele no chão mesmo, levei minha mão direita até seu rosto e sequei suas lágrimas, com a outra, eu acariciava seu rosto, era a única coisa que eu poderia fazer.

- Não sei porquê fica se remoendo, vocês nem se conheciam direito...- Falei continuando com aquelas carícias.
- Ele prometeu...- Jungkook não conseguia mais lidar com isso.- Que não iria me deixar...- Ele soluçou novamente.
- Mas ele deixou.- Ele me olhou triste.- E ficar aí chorando não vai adiantar e nem mudar algo. Levanta Kookie, por favor...- Implorei e o mesmo suspirou.
- Eu sou um idiota...- Ele começou a se culpar.
- Pare com isso! Sabe que você não tem culpa nenhuma!- Falei autoritário e o levantei.- Vem, você precisa se levantar.
- Tá...- Ele ficou de pé sem muita vontade e me encarou.
- Quer ir ver os meninos? Eles com certeza estão preocupados com você.- Ao me ouvir ele rapidamente assentiu, quando ele chegasse lá, iria com toda certeza até os braços de Namjoon, ele sempre foi o melhor de todos nós com sentimentos.

Ele foi até o armário e trocou de roupa, nada muito chamativo, mas percebi que ele não se importava consigo mesmo quando vi um machucado em seu pescoço.

- Jungkook...- Chamei ele e o mesmo me encarou.- Eu estou aqui pra te ajudar... Me conta o que sente.- Ele suspirou e se aproximou.
- Eu não consigo esquecer ele... É isso.
- Vem aqui.- Abracei o mesmo.- Se ele realmente se importasse, já teria vindo atrás de você.- Jungkook assentiu.
- Vamos, não quero deixar todos mais preocupados do que já deixei.- Ele saiu do abraço e fomos até a casa de Jin.

O caminho todo foi silencioso, quando eu tentava puxar algum assunto com Jungkook, ele sempre dava respostas frias e diretas, presumi que ele precisava de um tempo e o deixei quieto.
Abrimos s porta da casa e vimos Yoongi e Hoseok no sofá, enquanto Jin e Namjoon conversavam sobre algo em pé.

- Já voltaram?- Namjoon se aproximou.- Kookie, você está melhor?- O menor deu um olhar para Namjoon e percebi na hora que eles iriam conversar em particular.
- Eu vou ficar aqui com eles...- Falei e me sentei ao lado de Yoongi no sofá.
- Ok...- Namjoon olhou para Jungkook e o menor assentiu, ambos foram para o andar superior.
- O que aconteceu?- Jin se aproximou e perguntou.
- Jungkook não está nada bem, ele não consegue esquecer o Jimin.- Yoongi suspirou.
- Por que não matamos logo esse anjo?- Ele disse irritado enquanto Hoseok me encarava, ele também queria algo.
- Porquê ele, de acordo con Namjoon não pode ser morto, ainda está aprendendo a ser um anjo...- O Jung se pronunciou na conversa.
- Eu quero dormir...- Yoongi reclamou.

POV- Kim Namjoon

O caminho todo até o quarto foi silencioso, Jungkook estava com a cabeça abaixada, eu não falei nada pois sabia que ele estava mal.
Assim que abri a porta, me senti empurrado para dentro do quarto por ele, o mesmo trancou a porta e me abraçou, começando a chorar em meu peito, não resisti e o abracei.

- Sabe que Jimin não teve culpa... Ele ainda te ama, se fosse mentira, ele teria tentado te matar...- Falei e ele negou.
- Não... Ele nunca me amou...- Ele continuava chorando.
- Jungkook...- Seus olhos marejados foram ao encontro dos meus.- Eu sei que ele não mentiu sobre te amar, eu conheço anjos.
- Hyung... Me mata... Por favor...- Aquela súplica me fez estremecer, Jungkook em momento algum chegou nesse ponto enquanto esteve comigo.
- Não fale besteiras... Ele vai voltar, eu prometo ajudar.- Prometi a ele e vi o mesmo se afastar do meu corpo.
- Amanhã temos aula... Pode falar com ele?
- Eu vou tentar... Ok?- Perguntei e o mesmo assentiu.
- Acho melhor a gente descer...- Ele disse e já foi abrindo a porta.
- Kookie...- Chamei-o e o mesmo se virou.- Eu vou sair com o Jin hoje, quer ir junto?
-Não Nam... Podem sair juntos, sei que vai pedir ele em namoro.- Ele sorriu fraco e o olhei incrédulo, como ele sabia?

Sempre com todo tipo de sentimento meu eu lidava daquele jeito, escondia de todas as maneiras possíveis, nem Yoongi, que convive comigo há muito mais tempo, conseguiu desenterrar algum segredo ou sentimento.

- Como eu sei?- Jungkook perguntou, e eu apenas assenti.- Eu passei por isso, Nam...- Ele fez uma pausa e refletiu.-Na verdade, acho que ainda estou passando...- Percebi que ele se referia à Jimin.
- Tudo bem...- Ele abriu a porta e foi para o próprio quarto.

Resolvi descer e ficar perto dos outros, estava programando de sair com Jin de noite, então não teria problema nenhum ficarmos conversando.

Eu apenas não entendia uma coisa, que no caso era como eu poderia estar apaixonado por alguém, e ainda por cima, um humano.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...