História My Demon - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Lemon, Menção Jikook, Taehyung Demon, Vmin
Visualizações 38
Palavras 2.574
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Uma fic deste shipp tão maravilhoso, eu realmente gosto muito Ksksksk
Mas não passa o surubinha de leve que é maravilindo

❤~

Capítulo 1 - Capítulo único- Night


Naquela noite estava calma, calma até demais para jimin. Ele estava a espera do seu "convidado" que se fazia presente todas as noites em sua casa, proporcionando-lhe prazer por aquela noite alheia. 

Mas ele nunca mais vinha, jimin por sua vez começava a pensar o que teria acontecido àquela criatura tão suja, que ao ponto de o fazer se atrasar para os seus compromissos com o mais baixo.


Jimin sentiu uma brisa em seu rosto, dando a entender que alguém tinha aberto a porta de vidro da varanda. Sabia quem era, conseguia sentir naquele ambiente o quão sujo aquele demónio era.


- você esta atrasado!- o de cabelos cinza se sentou na cama olhando o demónio que tinha chegado a pouco, o olhando sério, Jimin odiava atrasos principalmente do mais alto em pé à frente da cama.


- Me desculpe o atraso jimin, o meu ultimo trabalho demorou um pouco.- sorrio, formando aquele sorriso quadrado que sempre formava quando sorria. Jimin nunca iria querer admitir mas amava quando o demónio sorria e como disse ele nunca iria admitir, não iria dar o gosto a ele saber disso.


- taehyung, não quero saber dos seus trabalhos sujos, só quero que esteja aqui na hora marcada - jimin era rigoroso com horários e o demónio que se dominou de taehyung quando se conheceram sabia bem disso, mas por vezes fazia mesmo por querer, amava o jimin na cama com raiva quando ele chegava atrasado, as sensações ficavam mais intensas, sem contar que o de cabelos cinza gostava de dominar, mesmo sendo o passivo.- e você não sente pena nenhuma em ter se atrasado, não tente mentir para mim, demónio.


O de cabelos vermelhos riu, ele sabia que não tinha como mentir para o mais velho naquela altura do campeonato. Jimin era esperto e por sua vez não se deixava levar por tudo o que diziam ou faziam, mas tae sabia que o mais velho já não o queria só para sentir prazer, conhecia-o à tempo demais para saber que ele se tinha apaixonado por si e por incrível que pareça o demónio tenha se apaixonado pelo humano, uma historia bem cliché.


O demónio se aproximou da cama se sentando ao lado de cabelos cinza - Jimin está tudo bem?- ele perguntou olhando o teto. taehyung não obteu resposta por longos minutos, até que por fim ele abriu a boca e falou.


-Jungkook se declarou para mim- O anjo caído se declarou para o jimin? Sim, tae o conhecia, o antigo ser puro era seu rival, em qualquer hora ele se intrometia nos assuntos do demónio e isso o tirava do serio. - Ele disse que eu devia também parar de me encontrar um uma criatura tão suja quando você, que eu me iria acabar machucando- o avermelhado sentiria raiva se aquilo não fosse tão cómico, ao ponto de começar a rir. - porque ta a rir?



- ironia vindo dele, dizendo que sou uma criatura tão suja, sabendo que ele e até anjos podem ser piores que um demónio.- ficou serio depois de falar e olhou jimin. - que tu lhe respondeste jimin?- sua voz saio meio tremula tinha medo da resposta que o humano lhe podia dar.



- Não disse muita coisa, não se preocupe. Eu nunca iria ser dele. Porque ate então eu já não posso. - nesse momento taehyung se colocou em cima de jimin fazendo o mesmo se deitar na cama. Os olhos do demónio tinham tomado uma coloração vermelha arroxeado, o mais velho ficaria com medo se fosse a primeira vez presenciando tal coisa.


- Ainda bem que sabe, jimin. Seu corpo e sua alma pertence a mim. - suaria como algo abusivo, mas não era. Era a verdade, tanto seu corpo como sua alma pertenciam aquele demónio, foi assim designado no acordo que fizeram no começo da "relação" deles. Ou digamos contrato?



Jimin e taehyung firmaram um contrato tempos depois de se conhecerem e o de cabelos cinzas descobrir que o "amigo" era na verdade um demónio. Mas mesmo assim taehyung tinha seus trabalhos, ele não poderia morrer a fome por não ter a alma, por enquanto, que tanto deseja. A alma de Park Jimin. Uma alma única que nunca tinha sido presenciada pelo demónio, e ele a queria custe o que custar. Mesmo sendo errado ter se apaixonado pelo o humano abaixo de si, sabendo que quando o ajuda-se a obter o que queria, devoraria sua alma, como o contrato afirmava.


- Incrível ne, taehyung. Você se altera tão fácil quando o "anjo" vem a nossa conversa- Jimin levou uma de suas mãos ao rosto do demónio fazendo um leve carinho na sua bochecha. taehyung suspirou e voltou com os olhos ao normal.


- voltarei a dizer. Jimin você todo me pertence, não quebre o contrato, nunca.- E com o fim dessas falas o de cabelos cinzas puxa o demónio para um beijo cheio de desejo e luxuria, sendo retribuído no mesmo momento. Jimin com isso fica por cima do outro, apoiando suas mãos no peitoral do outro separando o beijo, quando o ar se fez falta.


- Tem medo que eu quebre o contrato? Eu ao contrario de você não irei o quebrar- o demónio arregalou os olhos, como ele poderia estar dizendo algo assim? Ele não tinha confiança nele? Não, ele tinha sim, mas queria ver como ficaria o demónio se ele dissesse tais palavras. Ele sabia que o de cabelos vermelhos não quebraria o contrato por nada. Gostava demais de estar com o humano.


Taehyung colocou as mãos na cintura do outro a apertando, fazendo que jimin movesse seu quadril no mesmo momento, rebolando no colo dele.


- jimin, tu é um humano sem um pingo de vergonha- depois de falar, tae tira o moleton que jimin usava, mostrando seu corpo um pouco difinido e sua pele clara tendo em deu ombro a marca do contrato.


 Jimin passou sua mão pelo seu ombro, sorrindo de lado.- Quem me fez ficar assim, sem vergonha nenhuma foi você, que eu me lembre antes de eu te conhecer eu não era assim.- era a verdade, jimin antes de conhecer taehyung, até era virgem e nunca tinha tido qualquer experiência sexual.- Mas agora eu quero que..- ele se aproximou do ouvido do outro-... Me faça seu como sempre faz. Me fode como só você sabe fazer.



Depois de o humano ter falado, o demónio troca de posições ficando por cima do outro e atacando por sua vez os lábios do outro abaixo de si, começando um osculo cheio de desejo e vontade de se sentirem um ao outro.


Segundos depois jimin separa o beijo, por ser humano não tinha a capacidade de ficar sem respirar por muito tempo. Ele olhou o demónio, sua respiração estava desacelerada sorrindo de lado para o outro. 

Jimin levou a mão ate a calça de taehyung por cima do seu membro começando a massagear lentamente o provocando ouvindo um murmuro.


- jimin não provoca- o outro disse baixo fazendo o sorriso nos lábios do humano ficar maior.


- Porque tae, é que é tão bom te provocar- o demónio não respondeu, não valia a pena já que não iria mudar o que o outro iria fazer. Com isso jimin lhe tira a calça vendo o volume já aparentemente grande que se tinha formado. Ele estava sedento. Sedento para ter 

taehyung dentro de si o fudendo como gostava, acertando seu ponto doce. Com esses pensamentos era o pouco para que jimin começasse a 

sentir as calças lhe apertarem, querendo tirar logo aquele tecido do seu corpo também.


-jimin deixa de enrolação e tira colo a calça- E ele tirou sem mais nem menos, se colocando como veio ao mundo, sem roupa nenhuma.- olha como você esta jimin, eu ainda nem te toquei e já 'tas assim. -taehyung pegou o membro do menor e o começou a masturbar, passando por vezes o dedo indicador na glande. Era um jogo de provocações que os dois amavam estar sempre a jogar.


- T-tae- gemeu baixo, mordendo o lábio inferior em seguida, rebolando contra o mais alto. Tae depois que o ouviu gemer decidiu o estimular por trás. Levou dois de seus dedos até a entrada do outro e os penetrou sem receio nenhum. Jimin não era virgem por isso não iria sentir tanta dor na penetração e digamos que ele também era um pouco sádico. Ele gostava de ser penetrado a seco e de uma vez, gostava de sentir aquela dor característica de ser aberto tanto pelos dedos como pelo membro do mais velho. - p-pare de provocar - Ele já não aguentava queria o mais alto dentro de si logo - pfv - falou baixo.



O demónio sorrio de lado, parou com os estímulos no menor e tirou a sua roupa, ficando como o outro, sem nenhum "pano" que cobrisse seu corpo.


- Se vira- disse num tom autoritário, hoje, nesta noite, seria taehyung que iria mandar. Jimin não disse nada, fazendo o que o outro lhe tinha dito. Se virando na cama, ficando de quatro empinando a sua bunda para tae.- Ah.....jimin, como você é gostoso.- arfou só com a visão de ter jimin empinado para si.


O demónio levou seu membro à entrada do menor, pincelando a mesma. Logo penetrou jimin de uma vez sem aviso prévio ouvindo do menor a baixo dele um gemido alto de dor e de prazer.


- Porra tae- Falou apertando o lençol nas mãos, fechando os olhos voltando a rebolar como antes contra o demónio dando a entender que o mesmo devia de começar a se mexer. 



O ruivo mordeu o lábio, começando a estocar o de cabelos cinza forte e fundo. 


- ha, j-jimin...como você continua tão apertado- disse rouco e baixo mas assim que jimin ainda o conseguisse ouvir. Ele sentia o interior de jimin se contrair por vezes a volta de seu membro, o fazendo delirar de prazer pela sensação. Ah, tae adorava aquilo. Adorava a sensação de aperto e de se enterrar no interior do outro, quase todas as noites. Tae já não conseguia viver sem ter jimin a baixo de si — ou em cima — gemendo seu nome.


O demónio apertava as nádegas do humano as separando para que seus movimento fossem mais certeiros. Jimin sentia-o ir fundo, ele já sabia tudo sobre seu corpo e com poucos movimentos tinha achado seu ponto doce fazendo sua mente ficar mais nublada pelo prazer.


Nenhum tinha pena dos vizinhos que com certeza iriam reclamar—de novo— na manha seguinte por causa do barulho feito pelos dois na noite anterior, e lá teria de jimin se desculpar mais uma vez pelo barulho feito, mas que sempre voltaria. Talvez ele devesse alugar um apartamento que tenha uma melhor estrutura para que o som não fosse ouvido pelos vizinhos, devia ser uma boa opção se não fosse que a faculdade de jimin não fosse perto de onde morava. 


O acinzentado foi virado bruscamente para que ficasse de frente para o ruivo, a famosa posição "papai e mamae". Passou as mãos pelas costas do demónio as arranhando com força, sem se importar se o iria machucar, já que sabia que minutos —ou segundos— ficariam curadas como se nada tivesse acontecido. Isso que por vezes o deixava fora do seu bem, jimin queria ver o corpo do outro marcado, por chupões, mordidas e arranhões que ele mesmo tinha feito em seu corpo, mas nunca iria ver, já que iriam sumir pouco tempo depois. 


Ele estava já cansado de estar por baixo, com isso empurrou o demónio para que ele sai-se de dentro se si, com outro impulso deitou taehyung na sua cama, se sentando no seu colo. Pegou no membro dele e o direcionou até a sua entrada, o fazendo o penetrar mas ao contrario de como foi de inicio taehyung, jimin se sentou lentamente fazendo uma tortura tanto para um como para o outro. Os dois gostavam de agir selvagem nessas horas, mas outrora jimin amava torturar o demónio, fazer com que o mesmo pedisse para que ele sentasse a bunda gostosa, que era alvo de olhares de mulheres e homens indignados por ele ter uma bunda assim e também de olhares de desejo de homens que com certeza queriam foder aquela bundinha mas que nunca iriam conseguir independente do que podiam falar ou fazer.


O filho da puta, então começou a quicar sobre o membro do ruivo lentamente torturando o demónio, que queria que ele fosse rápido. taehyung iria levar as mãos até a cintura do outro, mas jimin foi mais esperto e antes que ele fizesse algo, pegou nos pulsos dele e os colocou a cima de sua cabeça. O avermelhado podia bem facilmente se soltar, já que sua força era bem superior a de jimin, mas era o momentoso de tortura do mesmo e se ele acaba-se com o "joguinho" de jimin, ele ficaria bem zangado.


- tae, é só você pedir o que quer e assim terá- merda, ele pensou, ele não iria implorar ou pedir pelo que queira, não mesmo. Jimin sabia que ele iria pedir, era só uma questão de minutos ou ate mesmo segundos para o mesmo pedir.


Com isso jimin continuava a quicando lentamente, e como previsto pelo mesmo não precisou de muito tempo para o demónio pedir - ah..foda-se jimin, vai logo com essa merda - sorrio de lado quando o ouviu dizer aquelas palavras tão de baixo calão. Como pedido começou a quicar mais rápido, em movimentos que fossem tão prazerosos para os dois, soltando os pulsos dele, levando as mãos até os ombros do mesmo lhe dando apoio para das quicadas.


Taehyung estava próximo de seu ápice e jimin não parecia tão diferente de si, já que, seu gemidos eram manhosos e altos, dizendo assim que ele também estava próximo do seu ápice. O demónio levou a mão destra até ao membro do menor em seu colo, começando a lhe masturbar a medida que ele quicava.


Pouco tempo depois, num gemido manhoso e mais alto, jimin chega ao seu ápice, sujando a mão e o abdómen do maior, contraindo seu interior á volta do membro de tae, que solta um gemido rouco, virando ele ficando por cima do outro o estocando.


Algumas estocadas e o avermelhado chega ao seu ápice também, mordendo seu lábio com força. Saio dentro do menor, se jogando ao seu lado. Sua respiração se encontrava fora do normal, como a de jimin. estavam as duas respirações descontroladas pela foda que tiveram.


O demónio olhou jimin, o mesmo estava de olhos fechados, todo suado fazendo assim alguns cabelos da sua franja se colarem na testa, sorrio de lado e deu um selinho nele.


- vamos tomar banho- disse se levantando ficando de frente para jimin, como no começo quando chegou.


- tou cansado, vamos depois- disse com voz de sono. O demónio rio e o pegou no colo estilo noiva o levando para o banheiros - aigoo tae- disse manhoso e levemente irritado. Depois de todas as transas jimin ficava sempre manhoso mudando totalmente de passivo dominador para um ser fofinho cheio de manha.


- ah jimin descansa depois, hoje passarei o dia com você- já passava das duas da manha e taehyung por alguma razão decidiu passar o tempo com o menor.


Mesmo taehyung sendo um demónio e jimin um simples humano comum, eles estavam destinados, mesmo que nenhum acreditasse no destino. Tinham sido feitos um para o outro e nada os poderia separar, nem mesmo quando jimin conseguisse o que queria e tivesse de dar a sua alma para o demónio devorar.


Mas quem disse que eles não ficariam juntos para o resto da eternidade?


Notas Finais


Gente desculpem os erros depois irei rever

Espero que tenham gostado.
O hot foi muito ruim ne, não tive muita imaginação para o escrever

Bjs ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...