1. Spirit Fanfics >
  2. My Dream? Be A Mother - Romanogers >
  3. Chapter Seven - I Missed You

História My Dream? Be A Mother - Romanogers - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Chapter Seven - I Missed You


Fanfic / Fanfiction My Dream? Be A Mother - Romanogers - Capítulo 7 - Chapter Seven - I Missed You

3 dias depois

Wanda: Eu juro que se o Bucky não me der um igualzinho a esse, eu não vou aceitar namorar com ele

Pepper: O Bucky não tem bola de cristal

Wanda: Mas eu quero um anel igual o dela!

N: Da pra parar?! Estamos no trabalho

Interrompi as duas

Wanda: Não é justo

N: Todas nós vamos numa festa hoje, ele vai estar, devia conversar com ele

Pepper: Eles nem devem conversar direito, quando eles se encontram ela já deve ir só de calcinha e sutiã

Wanda: Pepper!

Eu e Pepper rimos

Pepper: Eu menti?

N: Tá, mudando de assunto.. e você e o Tony?

Pepper: Não tem nada, o mesmo de sempre

N: É ele que não faz nada, ou você que tem fogo na bunda?

Pepper: Nenhum

Bufei

Wanda: É você que devia ir vestida só de calcinha e sutiã

N: Eu tô nervosa

Wanda: Porque?

N: A mãe dele vai estar lá, e os familiares também..

Pepper: E?

N: A ex dele deve ir também, isso vai ser super estranho

Pepper: Natasha, sossega, você tá morrendo de saudades dele, não vai nem ficar na festa

Franziu a testa

N: Eu não sou a Wanda

Wanda: Eu desisto, vou trabalhar

Pepper: E eu vou pra MINHA sala

N: Eu não acredito que você tem uma sala agora

Pepper: Quando se é crush do dono desse lugar, você tem privilégios

Wanda: Como o Tony gosta de um troço como você?

N: Nem pergunte..

Minha mesa é perto da de Wanda, nos sentamos e nos olhamos

Pepper: Tony

Assim que Pepper o chamou, o mesmo veio correndo

Tony: Oi Pimentinha..

Pepper: É.. me ajuda a levar isso pro meu escritório?

Pepper sorriu e Tony concordou rapidamente com a cabeça

Eu e Wanda nos entreolhamos

Pepper entrou em sua sala sendo seguida por Tony, eles fecharam a porta

Nos olhamos denovo

Fiz o número 2 na minha mão e Wanda concordou

Mexi no meu computador e esperei por 2 minutos

Nada

Olhei para Wanda e apontei para a porta de Pepper com a cabeça. Nos levantamos e andamos até a porta de Pepper

N: Olha você

Wanda: Não, olha você..

Sussurramos

N: Tá.. eu olho

Suspirei, coloquei um dos meus olhos na abertura que tinha ao lado da porta

Arregalei-os

N: Meu deus

Coloquei a mão na boca

Wanda: Oque foi?

Wanda também olhou e andou para trás

Wanda: Meus olhos! Meus olhos!

Wanda gritou

N: Não Grita, shiu..

A segurei

Wanda: Ah...

N: Eu sei, eu sei..

Ficamos nos olhando por alguns segundos

Wanda: A Pepper.. e o Tony, eu quero chorar

N: Por que ela nao contou pra gente?

Wanda: Eu vou dar um soco na cara dela

Wanda ameaçou abrir a porta, mas a impedi

N: Calma.. pode ser a primeira vez, vamos ver se ela conta pra gente, agora se acalma antes que percebam

Wanda: Eu nunca mais encosto a minha mão naquela mesa

Dei uma risada

Wanda: Porque está rindo?

N: Eu não sei

Nós duas rimos

N: Vamos sentar

Voltamos para nossas mesas

Eu comecei a adiantar minhas tarefas, eu precisava ler um livro que alguém havia mandado, eu amo essa parte. Lembro de quando eu enviei o meu primeiro livro para uma agência, eles recusaram, e depois mandei para outra, e outra, e outra, até que finalmente gostaram do livro e publicaram, foi um sonho

Após 7 minutos a porta da sala de pepper abriu, olhei para Wanda

Pepper: Obrigada..

Tony: Denada, Pimentinha

Eles sorriram e Tony foi para o elevador

Pepper ficou parada na porta, ela intercalava entre olhar para mim e para Wanda, ela sabia que sabíamos de algo

Semicerrei os olhos e arqueei as sobrancelhas. Pepper suspirou e nos chamou com a cabeça

Eu e Wanda nos levantamos e fomos rapidamente para a sala de Pepper, a mesma estava de costas para nós duas

N: Pimentinha?

Wanda: Ajuda..?

Pepper: Eu não estou entendendo vocês..

N: Essa sua mesa bagunçada não está te ajudando

Pepper mordeu os lábios e nos olhou

Pepper: Oque foi?

N: Quanto tempo?

Pepper: An?

Wanda: Nao se faça de sonsa, a quanto tempo vocês tão..

Pepper: Espionaram a gente?!

N: Ah por favor, vocês transaram num espaço público, não foi invasão de privacidade

Pepper bufou e colocou o cabelo atrás da orelha

Pepper: A gente não tem nada

N: Nada? Quanto tempo?

Pepper: 3..

Wanda: 3 dias?

Pepper: Semanas

N: 3 SEMANAS?!

Wanda: Virgínia Pots!

Pepper: Ah quanto drama

N: Porque não contou pra gente??

Pepper: Eu tenho mesmo que contar tudo?

Wanda: Sim

N: Sim

Eu e Wanda falamos ao mesmo tempo

Pepper: Meninas.. desculpa, é que eu não sabia se ia dar em alguma coisa

Wanda: Gosta dele?

Ela desviou o olhar da gente

N: Gosta do Tony?

Pepper: Assim.. talvez

Olhei para Wanda e sorri

N: Gosta do Tony..

Pepper: Aí tá bom, gosto

Wanda: FINALMENTEEEE

Wanda gritou

N: Wanda!

Sussurrei a repreendendo

Pepper: Não sei se ele gosta de mim

Wanda: Pra dá pra você tem que gostar, pelo menos um pouco

Assim que Wanda disse dei um tapa na mesma

Pepper: Eu vou te arrebentar Maximoff

Suspirei

N: Ele gosta, e a muito tempo, o modo como ele te olha.. e faz tudo que você pede. Pepper, ele é dono dessa empresa e de outras, ele não precisa trabalhar, ele só trabalha pra poder te ver. Estou feliz que está disposta a dar uma chance pra ele

Pepper: Eu não disse isso..

N: Porra

Wanda: Olha a língua

N: Falou a boca suja

Pepper: Meninas

Pepper nos interrompeu

N: Você precisa ter uma conversa com a Polly, foi ela que me fez dar uma chance ao Steve

Pepper: Jura?

N: Sim, ela disse tantas coisas lindas, quando saímos nós três.. ela me olhava com felicidade, por eu estar com alguém..

Wanda: Gente, eu esqueci de contar..

N: Oque?

Wanda: Eu conheci a mãe
do Bucky

N: Mentira?

Nós três rimos

Wanda: Ela é muito fofa, disse que eu era linda, carismática, e que fazia muito bem pro filho dela

Wanda falou se gabando e eu olhei para Pepper segurando o riso

Wanda: Para..

N: Eu estou nervosa, não sei se ele vai gostar do presente

Pepper: É claro que vai, é você que vai dar

Wanda: Se você desse meias para ele, o Steve iria amar

Dei uma risada baixa

Wanda: É melhor voltarmos ao trabalho.. antes que a Monica apareça

N: Para um pouco pra pensar Pepps..

Pepper: Tudo bem, obrigada

Eu e Wanda saímos da sala de Pepper e voltamos as nossas mesas

Demorei quase o expediente todo para terminar de ler o livro, era muito bom, e oque mais me surpreendeu foi que era de uma adolescente de 15 anos, amo ver jovens escrevendo livros..

Era um livro de mistério, envolvia o assassinato de uma família, e o final.. foi tão surpreendente, por mim faria muito sucesso

...

17:32

N: Wanda

A chamei e a mesma veio até mim

Wanda: Diga flor

N: Vai dar carona pra Pepper, ou eu a levo?

Wanda: Pode deixar que eu levo, você mora longe

N: Tudo bem, obrigada. Eu já vou pra casa, preciso de tempo pra me arrumar

Wanda: Tudo bem, nos vemos lá

Sorri e me despedi delas. Segui para o meu carro que estava na garagem

Dirigi por cerca de 25 minutos ate chegar em casa. Estacionei na garagem e segui para o elevador

N: Michael! Você voltou?!

M: Senhorita Romanoff, Estava com saudades

Rimos e nos abraçamos

N: Eu não te vi de manhã

M: Eu devia ter ido no banheiro, ou algo assim

N: Que bom que voltou, o outro porteiro não era muito legal

Rimos novamente

N: E como tá a sua família?

M: A Julinha fez 9, semana passada, o Jake já tem 15 né, a minha esposa está muito bem também, graças a deus. E a Polly?

N: Engraçada e feliz como sempre, ela vai gostar de saber que voltou

M: Saudades das minhas longas conversas com ela

N: Eu vou subir agora, tenho um compromisso, amanhã nos falamos melhor. Tchau Michael

M: Ate logo Senhorita Romanoff

Sorri e segui para o elevador

N: Polly, Cheguei

Falei assim que abri a porta

Nancy: Estamos aqui em cima! A Polly está vomitando

Nancy gritou do segundo andar e eu subi correndo, indo até o banheiro

N: Meu amor.. meu deus

Ela estava agachada em frente ao vaso

Polly: Tia.. eu estava me arrumando pra festa

Polly se levantou e limpou a boca

N: Mas foi de repente?

Polly: Sim, eu acabei de tomar banho, eu estava com dor de cabeça mais cedo

N: Vem, vamos ver se está com febre

Coloquei a mão na testa dela

N: É, está quente. Nancy, pega o termômetro pra mim?

Nancy: Claro

Antônio: Vou preparar um chá

N: Obrigada Antônio

Eu e Polly fomos até o quarto da mesma. Ela se deitou apoiando a cabeça na minha perna enquanto eu acariciava seus cabelos

N: Como foi a escola?

Polly: Legal, falaram a nota do teste de português

N: Quanto tirou?

Polly: 4,8

N: Serio? Parabéns meu amor

Polly: Será que vou melhorar até amanhã? Não quero faltar a escola

N: Polly.. como consegue gostar tanto da escola?

Ela riu

Nancy: Aqui está

Nancy me entregou o termômetro

N: Obrigada

Coloquei o termômetro embaixo do braço de Polly

Esperamos 5 minutos

N: 38,2 está com febre sim

Polly: Aff

N: Tenho uma notícia boa, o Michael voltou

Polly: Jura? Que legal

N: Disse que está ansioso para conversar com você denovo

Polly: Eu também

Antônio: Aqui está..

Antônio trouxe o chá e entregou para Polly

Polly: Obrigada Tonho

Antônio: Denada Polly

Antônio se retirou e Polly tomou o chá

Polly: Tia..

N: Que foi amor?

Polly: Canta pra mim?

N: Hum.. tem certeza?

Polly: Sim, como você fazia antes quando eu não conseguia dormir

N: Tudo bem..

Suspirei me lembrando

N: I'm lying on the moon
My dear, I'll be there soon
It's a quiet and starry place
Time's we're swallowed up
In space we're here a million miles away

Eu estou deitada na lua
Meu bem, logo estarei lá
É um lugar tranquilo e estrelado
Acabamos ficando sobrecarregados
No espaço, estamos a um milhão de quilômetros de distância

There's things I wish I knew
There's no thing I'd keep from you
It's a dark and shiny place
But with you my dear
I'm safe and we're a million miles away

Existem coisas que eu gostaria de saber
Não há nada que eu esconderia de você
É um lugar escuro e cintilante
Mas com você, meu bem
Estou segura e estamos a um milhão de quilômetros de distância

We're lying on the moon
It's a perfect afternoon
Your shadow follows me all day
Making sure that I'm okay and
We're a million miles away

Estamos deitados na lua
É uma tarde perfeita
Sua sombra me segue o dia inteiro
Garantindo que estou bem e
Nós estamos a um milhão de quilômetros de distância

The moon song - Karen O

Polly: A sua voz é tão linda.. é parecida com a minha?

N: Não.. a sua voz é idêntica a da sua mãe

Polly: Jura?

N: Sim.. sua voz é doce, como a dela. Nós duas costumávamos cantar juntas quando éramos crianças, fazíamos apresentações para os nossos pais

Polly: Que legal.. tia?

N: Sim, meu amor

Polly: Eu lembro bem pouco da minha mãe, vim para cá quando tinha 9 anos e ela quase nunca estava em casa, tem alguma foto dela?

Sorri para mim mesma ainda acariciando seus cabelos

N: Volto em um segundo..

Fui rapidamente e peguei algo em meu quarto, logo voltei ao da Polly

Polly: Oque é isso?

A mesma perguntou se sentando, me sentei ao lado dela

N: Um álbum de fotos.. depois que saí do orfanato, voltei para a minha casa

Polly: Viajou para a Alemanha?

N: Sim, já haviam outras pessoas morando la, mas haviam guardado tudo. Foi difícil entrar em casa, eu costumava chegar animada depois da escola, e subia correndo pra contar pra minha mãe sobre um garoto que me ajudava com as lições, eu era apaixonada por ele

Dei uma pausa e pisquei os olhos pior estavam molhados já

N: Tinham muitas coisas, uma caixa minha de brinquedos.. retratos, e também tinha esse álbum.. eu e sua mãe que fizemos

Coloquei sobre meu colo e ela se aproximou mais

N: Eu tinha 8 anos e ela 11, éramos muito unidas, melhores amigas, antes dela começar a ter mais amigas, se importar mais com meninos e me esquecer, mas enfim.. desenhamos a capa.. esses são a minha mãe e meu pai

Apontei para uma mulher abraçada a um homem

Polly: Vocês desenhavam bem..

N: Essa é a sua mãe..

Dessa vez apontei para uma garota não muito alta que estava ao lado do homem sorrindo e de tranças

Polly: Ela gostava de tranças como eu?

N: Sim, ia pra escola de tranças, dormia de tranças.. ela amava tranças e adorava fazer em mim

Polly sorriu

Polly: Essa é voce?

Ela apontou para uma garotinha bem pequena segurando um ursinho de pelúcia e de Maria Chiquinha

Sorri

N: Sim, sou eu sim

Polly: Esse ursinho..

Polly se virou e pegou um ursinho

N: Sim, é esse

Polly: Você me deu quando eu vim morar com você

N: É meu desde que eu tinha 4 anos, sua mãe que me deu, ela guardou as moedinhas que ela encontrava pela casa só pra comprar pra mim

Polly: Jura? Que legal.. ele já era especial pra mim, agora é muito mais

Abri o álbum e começamos a ver as fotos

N: Esse foi o dia em que fomos no parque de diversões, eu não pude ir no brinquedo que eu queria porque não tinha altura

Disse ao ver uma foto minha com um algodão doce, sorrindo

Polly riu

Polly: Que fofa..

Viramos a página

Polly: É a minha mãe.. ela se parecia tanto comigo

Ela segurou o álbum enquanto sorria, sorri ao vê-la feliz

N: Você é mesmo igualzinha a ela, o seu jeito, todo espontâneo, seu jeito de ver a vida.. o único problema foi que sua mãe sofreu um trauma, sei que se tivesse sido você, não teria ficado como ela ficou, mas de uma forma ou outra.. são iguais

Sorrimos

Polly: Queria tanto que ela estivesse aqui..

N: Eu também Polly, queria muito, sua mãe era mais que uma irmã pra mim, era minha metade..

Polly: Sente raiva dela pelo oque ela fez?

N: Não, nunca senti, só fiquei chateada, ela era mais velha, tinha que cuidar de mim, não o contrário.. ela meio que me abandonou

Abaixei a cabeça suspirando

N: Sua mãe era linda, gentil, engraçada, e amava poemas e livros de romance, ela adorava ler os livros de 3 páginas que eu escrevia com giz de cera azul

Ri pelo oque eu disse e limpei uma única lágrima

N: Tenho uma coisa pra você..

Passei as páginas do álbum até o final e peguei uma foto que estava solta na última página, entreguei para Polly

Os olhos dela brilharam ao ver

Polly: Tia..

N: Eu sei

Polly: Essa é a primeira foto que eu vejo da minha mãe com mais de 13 anos

N: Depois que sai do orfanato.. procurei sua mãe, descobri que ela estava trabalhando num café, nós conversamos um pouco, fomos na casa dela, ela já morava no trailer. Aquele dia foi.. Maravilhoso, estávamos botando o papo em dia, rimos, brincamos, e ela já estava grávida de você, 6 meses

Polly: Nessa foto da pra ver que vocês eram tão iguais..

N: Sim, éramos mesmo

Pensei por alguns segundos

N: Nunca mais a vi depois desse dia.. tentei acha-la, não consegui. 9 anos depois eu soube de você, quando chegou aqui, foi como reencontrar minha irmã, além da aparência vocês eram iguais por dentro também, era como se você fosse o espelho dela

Polly: Tia, eu te amo tanto, não sei oque eu seria sem você

N: Também te amo, muito

A abracei fortemente e comecei a cantar novamente, ficamos nesse abraçado por uns 10 minutos, foi muito bom ter essa conversa com a Polly.

Polly: Tia..

N: Oi

Polly: Que horas sao?

Olhei o relógio na parede

N: 18:53, Porque?

Polly: A festa, você tem que se arrumar

N: Polly, eu não vou, você está doente

Polly: Tia, você tem que ir

N: Polly

Polly: Eu estou bem

N: Vomitou e está com febre..

Polly: Se fosse sério já estaríamos no hospital

N: Polliana..

Polly: Você está com saudades dele, aquele dia eu podia ver nos seus olhos que estava triste por que mais tarde teriam que se despedir. Eu estou bem, é aniversário dele, ele faz questão da sua presença. Eu vou ficar bem, se alguma coisa acontecer a Nancy te liga

Suspirei

N: Não sei não..

Polly: Vai por mim, por favor

Dei uma risada

N: Tudo bem

Polly: Vai se arrumar, já está atrasada

Sai do quarto dela e fui para o banheiro, tomei um longo banho e logo fui para o closet

Escolhi um vestido azul escuro rodado, um salto alto Anabela preto e um colar prata com um pinjente de flor, deixei os cabelos soltos com algumas ondas

Sorri me olhando no espelho

Faz tempo que não me sinto tão bem assim comigo mesma

Olhei o relógio, eram 19:32

N: Polly? Como eu estou?

Perguntei ao chegar no quarto dela

Polly: Você está linda, tia

N: Tem certeza? Não está meio exagerado?

Polly: Não, você está perfeita

Polly sorriu

N: Acho que ja vou, até mais tarde

Polly: Até amanhã

N: Amanhã?

Ela se levantou e me entregou uma mochila pequena

Polly: Dorme lá hoje

N: Polliana..

Polly: Oque? Qual o problema em você dormir na casa do seu namorado?

N: Ah vários

Polly: Qual é? Amanhã é feriado, estão morrendo de saudades um do outro, do jeito que é voce vai chorar quando tiver que ir embora da casa dele

N: Aí ai, voce nao existe Polly

Eu disse enquanto saía dali

Polly: Até amanhã!

Desci até a garagem e peguei o carro. Depois de 12 minutos recebi uma ligação no celular, olhei e era o Steve

Alô?

- Oi, Nat.. Você ta vindo?

Ah, estou sim, é que a Polly passou mal, mas insistiu pra eu ir

- Entendi, chega rápido, tá?

Estou chegando ja..

Suspirei

Tô com saudades

- Eu também, morrendo, preciso te abraçar

Eu também..

- Dirige mais rápido?

Ja estou no máximo, me espere

- Estou fazendo isso a 3 dias, na verdade desde que eu nasci, só não sabia disso

Rimos

Sua mãe já sabe?

- Não, vamos contar juntos

Tudo bem

Dei uma pausa

Ja chego aí

- Tudo bem, beijos

Beijos

Encerramos a chamada

Continuei dirigindo por 7 minutos até chegar na casa dele. Andei até a porta e apertei a campainha

Porque está nervosa?

Mordi o lábio

Assim que a porta abriu fitei aqueles olhos azuis, o único par de olhos que fazem eu sentir amor, calma, felicidade, paz, de uma só vez

Eu estava nervosa

Oque importa é que agora estou aqui, com você

N: Oi..

S: Oi..

Sorrimos

N: Feliz aniversário

Ele aumentou o sorriso e me abraçou, me levantou do chão e me girou

N: Steve

Rimos

Suspirei

Respirei fundo

N: Estava com saudades

S: Também estava, muito, morrendo

N: Tão bom te ver

Ele segurou minha mão e acariciou minha bochecha com a outra

Viu só?,

O seu toque..

Posso dormir?.

Nos aproximamos e demos um longo e carinhoso selinho

N: As meninas chegaram?

S: Sim, mas a Hill passou mal e todos estam lá dentro, mas antes vem ver a minha mãe, ela não para de falar de você

Ele disse me puxando pela mão até onde Sara estava sentada

N: Jura?

S: Sim, não para um segundo

Dei uma risada

Assim que me aproximei Sara se levantou e deu um largo sorriso

Sara: Natasha! Que bom te ver, continua linda..

N: Obrigada Senhora Rogers

Sara: Me chama de sara, que isso

Sorri ao vê-la acariciar meu rosto

Quanto tempo não sinto o carinho de alguém que eu possa fingir ser da minha família,

Minha mãe acariciava minhas bochechas assim..

Eu me lembro.

Sara: Que bom que chegou, o Steve não parava de falar de você, como você era linda, engraçada, linda denovo, carinhosa, carismática e blá blá blá

Dei uma risada e olhei para Steve

Pode dizer pra mim,

Sabe que pode..

S: Mãe!

Sara: Você é um anjo na vida do meu filho..

N: Anjo?

Ela segurou minha mão

Sara: Sim.. você o faz brilhar, o faz feliz

Sara arregalou os olhos

Sara: Meu deus.. oque é isso?

Ela olhou o anel mais de perto e depois olhou para mim e para Steve

Sara: Aí meu deus, eu não consigo falar..

N: Ela tá igualzinha a Polly..

Sussurrei para Steve que riu

Sara: É sério mesmo?

Eu e Steve nos olhamos e sorrimos

Concordamos

Sara: Eu não acredito! O meu filhinho.. com você, awnn eu não poderia estar mais feliz

N: Que bom que está feliz Sara

Sara: Agora pode me chamar de sogra

Rimos

Sara: Steve, meu amor, da licença, vai ver seus amigos, quero conversar um pouco com a minha norinha

S: Mãe..

Sara: Anda logo

Steve levantou as mãos se rendendo

S: Tudo bem

Ele me deu um beijo na bochecha

S: Eu já volto

N: Tá bom

Sara: Sente aqui

Me sentei ao lado da mesma

Sara: Eu não estou acreditando, eu sabia que tinha algo entre vocês desde a apresentação da escola

N: Na verdade bem antes, só não sabíamos

Sara: E a Polly? Ela nao veio?

N: Ela passou mal, eu não iria vir, mas ela insistiu, é uma garota de ouro

Sara: É sim, ela é muito especial. Desculpe a pergunta, mas.. porque ela mora com você?

N: Estávamos todos juntos no carro, minha mãe, meu pai, minha irmã, e eu, teve um acidente, só eu e minha irmã sobrevivemos

Sara: Sinto muito querida..

N: Tudo bem, eu tinha 10 anos na época, morava na Alemanha.. por isso o cabelo ruivo, nós duas viemos para um orfanato aqui em Nova York, ela era 4 anos mais velha, saiu do orfanato primeiro que eu, ela sumiu. Um tempo depois, eu já havia saído do orfanato e estava na faculdade, a encontrei, ela morava num trailer, e estava grávida da Polly, aquele foi o último dia que a vi

Dei uma pausa

N: 9 anos depois a Polly veio morar comigo, minha irmã morreu de overdose

Pisquei por conta das lágrimas

Sara: Eu sinto muitíssimo, eu sinto muito..

N: Está tudo bem, eu só fico um pouco.. é difícil falar disso

Sara: Está tudo bem, vamos mudar de assunto. Você quer ser mãe no futuro?

Suspirei pesado

N: Eu sempre quis, mas.. não dá, eu sou infértil

Sara: Ah.. desculpe

Dei uma risada para mim mesma

N: Só agora eu percebi quanta coisa ruim já aconteceu comigo

Sara: Mas você está forte, parece forte

N: Eu tenho a Polly, ela é a razão da minha vida agora

Sara sorriu e limpou minhas lagrimas

N: Eu vou adotar, fui em um orfanato recentemente e vi um casal de irmãos russos, são tão lindos, a menina tem a idade da Polly e o garotinho.. 5, o cabelo é como o meu, eles falam russo

Sara: Que bom, fico feliz por você Natasha

N: Obrigada, obrigada mesmo, faz tempo que não converso com uma mulher como você.. entende? Algo parecido com..

Sara: Uma mãe

Sorrimos

N: É

Sara: Sinto falta da minha mãe, ela faleceu fazem 13 anos, eu fiquei abalada, ela era jovem ainda.. 64 anos, amava os meninos e o meu marido também

N: Seu marido?

Sara: Ah.. ele teve cancer a 5 anos, infelizmente ele se foi

N: Meus pêsames Sara

Sara: Está tudo bem, sinto falta dele mas.. ele me fez muito feliz, não me sinto quebrada, ainda me sinto completa

N: É assim que seu filho me faz sentir.. ele é um anjo na minha vida, eu sou divorciada a 3 anos, não foi um relacionamento fácil, nem muito agradável, me bloqueei em questão de amor, tive medo por anos de sofrer novamente, mas o seu filho.. me mostrou o amor denovo, eu amo muito, muito mesmo, ele me faz muito feliz

Sara segurou minha mão

Sara: Fico muito feliz de ouvir isso, você é uma pessoa boa, e vejo o quanto o ama, estou muito feliz que meu filho esteja com alguém como você

Sorri de volta

- Com licença, oi Sara, muito prazer..

Uma mulher se aproximou de nós duas, loira, não muito alta e.. grávida

Sara: Natasha.. essa é a Sharon

Sharon: MÃE da filha dele

Ela sorriu falsamente e eu apenas conssentiu

N: Eu sou a Natasha..

Sara: NAMORADA do Steve

Sara disse provocando Sharon

Ri por dentro

Sara: Agora, pode nos dar licença?

Sharon: Ah.. Claro

Sharon se afastou irritada

N: Senhora Rogers..

Sara: Eu não gosto daquela garota, nunca apoiei o namoro, é instinto de mãe

N: E eu? Oque acha de mim?

Ela sorriu antes de continuar

Sara: Eu tenho certeza que é a pessoa certa pra ele, que o ama muito, que é uma mulher incrível, e que se isso for pra frente.. e eu espero que vá, serão muito felizes e tem todo o meu apoio

Não faz ideia de como isso me conforta e me faz ter mais segurança..

Sobre tudo..

N: Muito obrigada Sara, isso significa muito pra mim

Sara: Não tem de quê, agora você é da família..

Família..

Sara: Vou te apresentar a todos venha..

...

Sara me apresentou a todos da família e amigos também, ela chegava e dizia: Essa é a Natasha, namorada do Steve, é uma gracinha não e?, Tão linda..

E eu ria

E ria

E ria

Sara: Eles estam vindo..

Me virei e vi Wanda, Pepper, Tony, James, Hill, Sam..

Steve,

É o único pra mim.

Sara: O Steve sofreu também, a Sharon era bem possessiva, ela usou a gravidez para não se afastar dele, era ruim, meu filho não estava feliz, mas agora ele está.. eu posso ver, olha lá

Olhamos para todos que estavam vindo, expecificamente Steve, ele estava sorrindo enquanto me olhava

Sara: Ele está sorrindo.. olhando pra você

Sorri também

Tá sorrindo pra mim mesmo?

Wanda: Nat!

N: Oi meninas..

Nós três nos abraçamos

Pepper: Aí deixa eu ver..

Elas seguraram minha mão e olharam o anel

N: Toda vez que vocês me virem vai ser assim?

Hill: Sim

Revirei os olhos

Me afastei delas e fui para perto dos outros

N: Tony..

Tony: Eai cotoquinho

N: Cotoquinho?

Tony: É baixinha..

Ele riu mas eu continuei seria

N: James..

Ignorei Tony e olhei para James que também estava alí

Bucky: Nós nos conhecemos a tempo suficiente para me chamar de Bucky

N: Tudo bem, Bucky

Sorri e olhei para Sam

N: Sam.. não e?

Sam: Sim, sim

N: Eu sou..

Ele me interrompeu assim que disse

Sam: Eu sei muito bem quem você é, o Steve já tá ficando chato, não para de falar de você um segundo sequer, é Natasha aqui, Natasha Ali..

Fingi estar ofendida, logo em seguida rimos

Sam: Mas é serio.. eu não estou mentindo, diz pra ela Steve

Finalmente o olhei

Não quero dizer nada..

Não diga nada,

Estamos juntos denovo,

Apenas isso Importa.

Sorri e dei pequenos e curtos passos até me aproximar bem dele

Sabe oque eu quero..

Ele beijou minha testa e me envolveu em um abraço, aquele abraço que eu amo

Sou um bebê denovo,

Você me abraça com todo o cuidado do mundo, como se eu fosse de porcelana.

E sou..

Respirei fundo sentindo seu perfume. Havia uma música de fundo, mexemos nossos corpos involuntariamente, estávamos dançando lentamente ainda abraçados

N: Obrigada por ter me convidado..

Disse ainda dançando, apenas virei minha cabeça para cima

S: Eu que deveria te agradecer, essa festa não seria uma festa sem você

Sorri

S: Posso te beijar?

N: Porque está perguntando? Sabe que pode

S: Eu quero pra sempre

Continuei sorrindo e fitei ainda mais seus olhos

N: Claro que pode

Não só pode, como deve,

Não só pode pra sempre, como pode além do pra sempre.

Ele acariciou todo o meu rosto, desde as bochechas, o queixo.., até a ponta do meu nariz, a cada toque eu fechava os olhos

Suas mãos parecem algodões doces..

Ou nuvens.

Ele se aproximou de mim e me deu um único selinho, mas não se afastou, continuou me olhando. Esfregou a ponta de seu nariz no meu, e me deu outro selinho, dessa vez longo, que deu espaço para um beijo, um único beijo para matar toda a saudade que estávamos sentindo

Tirei minhas mãos de suas costas e as levei até o pescoço do mesmo

Ele levou uma de suas mãos até seu próprio pescoço, segurou uma das minhas e as entrelaçou

Minhas mãos foram feitas para as suas,

Minha boca foi feita para a sua,

Meus olhos foram feitos para os seus,

Meu corpo foi feito para o seu,

Eu fui feita para você,

E você pra mim.

Wanda: Eles são tão lindos juntos

Wanda disse para Pepper e Hill

Pepper: São mesmo, faz tempo que não vemos ela feliz assim

Hill: Se algum dia, ele fizer ela chorar, eu sento a porrada nele

Wanda: Calma né Hill

Tony: Pimentinha..

Tony falou se aproximando delas

Pepper: Diga..

Tony: Você ta linda, maravilhosa, perfeita, uma deusa

Pepper ficou surpresa com oque Tony disse

Pepper: Tony, você tá bêbado?

Tony: Bêbado ou não, eu ainda sou apaixonado por você

Ele disse piscando um olho e voltando para perto dos meninos

Hill: Meu deus

Wanda: Foi fofo, Pepper

Pepper: Estou neutra

Hill: Agora eu vou meter a porrada em você

Wanda: Ah.. a Pepper transou com o Tony na sala dela hoje

Wanda disse calmamente e Pepper ficou boquiaberta

Pepper: Wanda!

Hill: Você oque?! Até engasguei

Hill colocou a mão na boca

Wanda: Tava muito estranho, ela pediu ajuda pro Tony, eles fecharam a porta, aí eu e a Natasha espiamos

Hill: Espiaram?

Wanda: Sim, foi horrível, senti meus olhos queimando

Pepper: Drama, drama, drama

Hill: Eu estou chocada senhorita Virgínia Pots, ou devo dizer.. Senhorita Virgínia Stark

Pepper deu um tapa em Hill que continuou rindo junto com Wanda

Hill: Aí

Pepper: Idiota

Wanda: Stark combina com você Peps

Pepper: Eu sei

Ela disse mexendo no cabelo e olhando para Tony

S: Eu estava com saudades de tudo que envolvia você

N: As vezes eu me pergunto.. porque eu trabalho

Nós dois rimos, um pouco ofegantes por causa do beijo

S: Sua boca tá suja de batom

N: A sua também

Passei o dedo e vi que estava mesmo

S: Tá mesmo

Limpamos com os dedos mesmo

N: Eu me esqueci.. o seu presente

S: Nat, Você aqui já é um presente pra mim

N: Nem vem

Abri minha bolsa e peguei duas coisas

Wanda: Eu quero ver

Hill: Eu também

Tony: Eu também

Sam: Mostraa

Olhamos para todos e vimos que estavam nos olhando

N: Eu sou escritora, eu tinha que fazer uma carta..

Entreguei um envelope vermelho para ele

S: Uau.. sua letra é linda

Ele disse abrindo a carta

Wanda: Lê alto!

Hill: Sossega Wanda

N: Tudo bem, pode ler

S: Certeza?

Concordei com a cabeça

Ele suspirou e começou

Eu me apaixonei por você, eu não sei como, eu não sei porque, eu apenas me apaixonei.


Ele sorriu e me olhou

Sorri de volta

Quando eu desacreditei no amor, voce chegou com aquele sorriso... E provou que ele ainda existia.


Seus olhos parecem um mar, um imenso mar, que não tem fim, quando eu os olhos, não consigo parar, tem um mundo inteiro aí dentro.


Você me mostrou o amor, o amor de verdade, você me tocou sem nem usar sua mãos, eu nasci pra voce antes mesmo do mundo existir.


Minha visão ficou embaçada, devido as lágrimas que estavam se formando e ele só havia começado

Entrou na minha vida por acaso.. e por acaso, você ficou.


Eu me apaixonei por você antes mesmo de te conhecer, de te tocar, me apaixonei por você antes mesmo de saber oque era o amor. Estamos ligados, desde quando éramos apenas grãos de areia dentro de uma barriga.


Cada vez que eu te vejo, me apaixono novamente.


Você mudou minha vida inteira sem nem saber disso.


Ficou na minha memória desde aquele dia.


Me fez entender o porquê nunca deu certo antes. Não eram você.


Você tem o poder de me fazer sentir saudades antes mesmo de ir embora.


Agora elas caíram

Lágrimas de amor,

E felicidade.

Em um quarto cheio de pessoas, você é a primeira que eu vejo


Algumas pessoas procuram a vida toda, oque eu achei em você.


Se me perguntar quantas vezes você já passou pela minha cabeça, vou responder uma, porque você nunca saiu de verdade.


Toda vez eu penso que é impossível te amar mais, porém você me prova que eu estava errada.


Eu me lembro.. do seu olhar pra mim naquela noite, anos atrás, foram 4 segundos que eu me lembro até hoje.


Você me deu todo o amor do mundo sem eu nem pedir, e sem querer qualquer coisa em troca.


Eu coloquei tanta verdade nessa carta,

É bom escutar oque está escrito pela voz dele.

Eu percebi que te amava, quando o silêncio já não era mais contrangedor, quando eu sorria sem motivo algum quando te olhava, quando meu corpo gritava pelo seu abraço, quando eu fechava meus olhos e te via, quando em qualquer hora ou qualquer lugar em que eu ouvia seu nome.. eu sorria, quando eu queria que só existisse eu e você no mundo.


E eu percebi que você me amava, quando derramou uma lágrima por mim, quando ficou triste por termos que nos despedir, quando disse que esperaria mil anos por mim, quando me fez fitar os seus olhos e me mostrou que eu não precisava ter medo, e quando segurou minha mão e me mostrou através de seus olhos o amor da verdade.


Eu queria te dar o poder de te enxergar através dos meus olhos, aí você iria perceber o quanto é especial pra mim.


Esperei a minha vida toda por você, sem saber o seu nome, sua idade, seu rosto e nem mesmo se existia.


"Me apaixonei por você, porque você me amou quando eu não conseguia amar a mim mesma"


"Uma manhã, você vai olhar para ele dormindo pacificamente ao seu lado, e vai agradecer a deus por isso nunca ter funcionado antes com qualquer outra pessoa"


Feliz aniversário.


Com amor,


- Natasha.


Ele me olhou, estava chorando também

Andou até mim lentamente e aproximou nossos rostos

S: Esse foi o melhor presente do mundo, obrigada por se abrir comigo

N: Eu apenas precisava

Sorrimos e demos 3 selinhos seguidos

N: Tem outro presente..

Tony: Natasha, a burguesa

Olhei para Tony

N: Olha quem fala

Tirei um pequeno envelope do bolso e entreguei pra ele

S: Oque é?

N: Abre..

Tinha um cartão

N: Você me disse uma vez, aquele dia que almoçamos juntos, que era seu sonho conhecer Paris.. agora pode

Ele arregalou os olhos e me olhou

S: Mentira

N: É um vale viagem, você só precisa marcar a data que quiser, pode levar até 4 pessoas com você

Bucky: Steve, Meu amigo, sabe que eu te amo né?

Sam: Sai, eu amo mais

Wanda: Sossega

Wanda os repreendeu

S: Eu vou te levar

N: Mas Steve..

S: Não importa quem mais vá, você vai comigo

Sorri

Pepper: Me segura que eu vou chorar

Pepper brincou

N: Mas e a Polly? As crianças do orfanato..

S: Vamos todos

N: Steve, tá doido?

S: Eu, você, a Polliana, e os seus filhos

N: E a sua filha?

S: Podemos ir antes dela nascer, eu tiro uma folga de uma semana, mês que vem, por favor, viajar pra Paris é um sonho.. com você.. é melhor ainda

Ele colocou uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha

S: Seria um tempo apenas para nós dois

N: Só que com mais três crianças

Brinquei

S: Não importa, estando ao seu lado.. tudo fica mágico

Respirou fundo

Suspirei

Sorri

N: É claro que eu vou, nem precisa perguntar

Eu vou aonde quiser que eu va,

Eu iria até o fim do mundo com você se pedisse.

S: Eu te amo, ruivinha

N: Eu te amo, cupcake

Rimos pelos apelidos

Wanda: Eu estou oficialmente morta

Wanda fez um drama

Tony: Casa logo cachorrinho!

Sam o biliscou

Tony: Aí

Ele reclamou

N: Não vai ser tão dificil, a Polly já tem passaporte e as crianças do orfanato.. vai ser fácil e rápido fazer, não precisamos de visto

S: Vai ser a melhor viagem da minha vida

N: Eu nunca viajei com a Polly..

S: Você vai amar

Sorri e concordei

N: Eu sei que vou

S: Vamos pra Paris.. posso te pedir em casamento lá?

Me assustei com oque ele disse

S: Estou brincando.. mas eu vou mostrar para Paris inteiro, o quanto eu te amo

Sorri aliviada

N: Você é.. surreal

S: De um modo bom?

N: Do melhor modo possível

Ele sorriu largamente. Ainda havia uma música clássica de fundo

Ele esticou sua mão para mim

S: Me da a honra desta dança? Minha rainha..

Dei um sorriso de canto de boca e fiz uma reverência

N: Com todo o prazer meu Rei

Segurei em sua mão e nos aproximamos ainda mais, começamos a dançar lentamente

É até estranho o quanto nos encaixamos perfeitamente.

N: Sabe dançar valsa?

S: Sim, eu sei

Fiz uma expressão de surpresa

S: Onde você aprendeu?

N: A alguns anos, pro meu casamento

S: Ah, tinha me esquecido

N: Desculpa..

S: Tudo bem, eu não ligo se já amou alguém antes, eu só quero ser o suficiente pra você

N: Você é mais doque suficiente, você é mais doque tudo oque eu já imaginei

S: Nat..

N: Oi

S: Eu prometo nunca partir seu coração

Franzi a testa

N: Porque está dizendo isso?

S: E se algum dia eu quebrar essa promessa, eu não irei conseguir me olhar no espelho

N: Eu tenho certeza que isso nunca irá acontecer, vejo em você, mas se acontecer não será sua culpa, terão dois lados da história. Eu prometo nunca partir seu coração, e se eu quebrar essa promessa, eu apenas irei olhar pela janela enquanto chove, e não irei saber de onde cai mais água, das nuvens.. ou dos meus olhos

Sorrimos um para o outro

Tony: Dona do meu coração, do mundo, de tudo e de mim..

Tony disse se aproximando de Pepper

Wanda: É com você ô dona de tudo

Wanda brincou

Pepper: Oi Tony

Tony: Faria a gentileza de me conceder está dança?

Ele perguntou sorrindo gentilmente

Pepper olhou para Hill e Wanda que estavam mexendo a cabeça positivamente

Ela suspirou

Pepper: Não

As meninas e até os meninos fizeram um som de surpresa parecido com: "Ahn"

Pepper sorriu de lado e segurou na mão de Tony

Pepper: Não quero dançar com você porque quero beijar você

Tony: Você oque?!

Wanda e Hill se olharam

Pepper colocou suas mãos no pescoço de Tony e o beijou, fervorosamente, colocando pra fora tudo oque estava entalado dentro dela

N: Steve, Steve, Steve

S: Oque foi?

Indiquei o lugar com a cabeça e ele olhou

S: A gente para alguns minutos pra dançar e isso acontece?!

N: Estou surpresa e não surpresa

Steve olhou para mim e eu o olhei

N: Oque? quer imitar eles?

Perguntei blefando

S: É, quero

Fiz uma expressão de não surpresa

N: Tudo bem

Steve puxou minha cintura, juntando nossos corpos e nossos rostos, passou sua língua pelos meus lábios me fazendo dar um leve sorriso, mordeu meu lábio inferior

Gostei desse Steve

Ele me beijou como nunca havia me beijado, como se dissesse mil coisas em um ato, nossas linguas se acariciavam perfeitamente e rapidamente

Porra,

Desculpe..

Mas, Porra.

Eu amo dois Steves em um só Steve.

O quão sortuda eu sou?!

Wanda: James Buchanan Barnes!

Bucky olhou Wanda e ela estava o chamando pelo dedo, seri

Sam: Boa sorte

Ele engoliu seco e andou até ela

Bucky: Diga, minha princesinha

Wanda o puxou pelo colarinho e antes de beija-lo deu um sorriso provocante oque fez Bucky se tremer todo

Sam: Então.. Maria Hill

Sam sussurrou ao andar de lado até Hill

Hill: iii nem vem

Ela se virou e começou a andar em direção a casa de Steve

Sam: Eu não disse nada!

Sam foi correndo atrás dela e os dois entraram para a casa

⟨Os três casais pararam os beijos quase ao mesmo tempo⟩

Tony olhou para Pepper

Bucky olhou para Wanda

Steve olhou para Natasha

Todos sorriram

Pepper: Desculpe por fazer você esperar, eu já gostava de você

Tony: Valeu a pena

Ele acariciou o rosto de Pepper

Wanda: Pode voltar para onde estava

Ela disse batendo em seu peito duas vezes

Bucky: Mas, Wandinha..

Wanda: Mas nada

Wanda cruzou os braços e Bucky ficou próximo de Tony

Tony: Ela está meio brava

Bucky: Eu não sei oque houve..

Tony: As vezes você consegue ser pior do que o Sam

Bucky: Porque?

Tony suspirou

Tony: Ela está vendo o quanto a Natasha e o Steve estam felizes.. ela também quer isso

Bucky: Tem certeza?

Tony: Caralho, Pepper.. por favor?

Ela conssentiu

Pepper: A Wanda é minha melhor amiga, eu sei tudo que ela quer, e pode ter certeza de que ela quer isso, ela quer ser feliz ao seu lado

Pepper disse sendo abraçada por Tony

Bucky sorriu

Bucky: Ok

Tony: Ok?!

Bucky: Eu.. ok

Pepper: Oque ele está fazendo?

Tony: Meu deus..

Bucky andou lentamente até Wanda que estava de costas para ele e acariciou seus cabelos, ela o reconhecia pelo toque

Bucky: Você é a mulher mais linda do mundo, a mais perfeita que já existiu, e também é a pessoa que eu mais gosto de estar

Ela se virou um pouco confusa, mas sorrindo

Bucky: Depois que eu te conheci eu demoro 30 minutos pra dormir, porque eu fico pensando em você, e em como eu sou sortudo por tê-la na minha vida

Ele aproximou sua mãe da dela e as entrelaçou

Wanda: Bucky..

Bucky: O seu sorriso.. ah.. eu sorrio só de pensar nele, o seu cabelo.. o cheiro dele, você me deixa louco as vezes, num bom sentido

Bucky deu uma pausa

Tony e Pepper estavam olhando não muito longe e Natasha e Steve agora também estavam prestando atenção

Bucky: Eu tenho certeza do que eu quero, eu ando com algo no meu bolso todos os dias, pra quando for a hora certa.. eu te dar, eu comprei assim que saímos pela primeira vez, eu senti que aquela não seria a única vez, e que você iria interferir muito na minha vida, da melhor maneira possível

James sorriu e pegou algo em seu bolso da calça

Wanda fechou os olhos fortemente e sorriu ao ver o que queria ver

Aquela caixinha

De veludo

Bucky: Wanda..

Ele se aproximou mais dela, tirou uma mecha de seu cabelo da frente do rosto da mesma

Estavam bem próximos

Bucky: Me daria a honra de poder te chamar de baby? Ou.. sorvetinho

Rimos

Wanda: Sorvetinho está ótimo

Eles encostaram seus narizes um no outro

Bucky: Wandinha.. aceita namorar comigo?

Ela apertou mais a mão que estava entrelaçada na dela e sorriu concordando

Wanda: É claro que sim

Bucky abriu um largo sorriso e eles deram um longo selinho

N: Ah... Olha que lindos

S: Estou feliz por eles

N: Mas o nosso foi mais lindo

S: É claro que foi, eu te vi pelada depois

N: Steve

O repreendi rindo

N: Então é assim? No início é todo fofinho, depois fica assim?

S: Desculpa

N: Não se desculpe, eu amo todos os você

Ele sorriu

Bucky abriu a caixinha revelando duas lindas alianças douradas

Wanda: São aquelas..

Bucky: Sim, você disse que tinha amado e que se casaria com quem a te desse, entao..

Wanda riu

Wanda: Essa data..

Ela perguntou vendo que havia uma data dentro da aliança

Bucky: Foi quando.. eu toquei a sua campainha no dia do nosso primeiro encontro e.. nossos olhares se cruzaram e ali eu tive a certeza de que eu não te deixaria ir embora da minha vida

Wanda: Isso é tão.. inacreditável

Eles colocaram as alianças um no outro

Bucky: Muito mais pra mim, olha só oque eu tenho, não mereço você Wandinha

Ela o abraçou fortemente o deixando sem reação

Sara: Ahhhhhhhh assim vocês me matam

Todos riram

Tony: Daqui a pouco somos nós..

Tony disse abraçado com pepper

Pepper: Porque daqui a pouco? Ainda não sabe oque quer?

Tony: Eu tenho certeza do que eu quero, só não quero apressar nada

Pepper sorriu para si mesma

A festa seguiu por mais 1 hora. Todos começaram a ir embora, e nos despedimos de cada um

Pepper: Gente, cadê a Hill e o Sam?

Tony: Devem estar se pegando em algum lugar

N: Mas eles sumiram faz tempo

Wanda: Devíamos criar um grupo com todos nós

Bucky: Tem razão Wandinha

N: Eu crio mais tarde

Steve: Quer alguma coisa? Bolo?

Steve perguntou apenas para mim

N: Não, tudo bem, obrigada

Hill: Oi

Hill apareceu de repente e se sentou perto da gente

⟨Todos se entreolharam⟩

Wanda: Onde é que você tava?

Hill: Lá dentro mexendo no celular

N: Cade o Sam?

Hill deu de ombros

Hill: Sei lá

Sam: Steve, eu tenho que dizer, sua Tv é gigante

Sam também apareceu do nada

Tony: Mas gente, ele foi pra Nárnia e acabou de voltar né

Sam: Eu estava assistindo meu jogo

Hill: Eu preciso ir, amanhã eu trabalho

N: Já?

Hill: É, já

N: Grossa

Todos se despediram de Hill e ela deixou a casa de Steve

Pepper: Eu também já vou..

Tony: Quer uma carona?

Pepper: Pode ser

Bucky: Vamos Wandinha?

Wanda: Você tá achando que vamos pra mesma casa?

Bucky: To..

Wanda: E vamos mesmo

Sam: Tá todo mundo indo, eu vou também

Steve: Gente, muito obrigada por hoje, foi incrível

Todos abraçaram Steve

Eu e ele levamos todos até a porta, assim que o último saiu, fechei-a

Nos olhamos

N: Eu acho que já vou também..

Disse isso com uma dor imensa no peito

Steve: Não.. fica aqui

N: Steve..

Steve: É feriado amanhã, não vai embora por favor

Achei que não iria pedir pra eu ficar

N: Tudo bem, eu fico

Ele sorriu

Sara: Natasha

Vi sara andando até nós

Sara: Boa noite querida

Sorri

N: Obrigada..

Steve: E eu?

Sara:  Só.. durma

Steve ficou triste e sara riu

Sara: Boa noite meu garotão!

Ela o abraçou até Steve ficar vermelho

Steve: Obrigada mãe

Sara entrou para a casa

Steve: Não quer comer nada?

N: Não, não estou com fome, mas estou com sono

Steve: Então vamos dormir

Ele me deu a mão e subimos as escadas, a casa dele era imensa, inúmeros quartos, andamos até o final do corredor e paramos em frente a uma porta

Steve abriu revelando um quarto gigantesco, uma sacada, uma tv bem grande, um closet..

N; Uau.. cabem 50 de mim aqui dentro

Steve: Talvez eu tenha exagerado um pouco..

N: Eu amei a decoração.. tudo tão colorido, da vontade de sorrir

S: Sim

Andei pelo quarto todo, até chegar a sacada, dava pra ver a lua perfeitamente, era lindo

Steve: Eu fico aqui as vezes, apenas pensando

N: Esse lugar é ótimo para se ter ideias para livros..

Steve andou até mim, eu estava de costas e apoiada na grade da sacada, ele me abraçou por trás e ficamos observando aquela paisagem por bastante tempo

Como é bom se sentir amada



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...