1. Spirit Fanfics >
  2. My dreams of girl - Clizzy >
  3. Você bateu nela?

História My dreams of girl - Clizzy - Capítulo 39


Escrita por:


Notas do Autor


BOA LEITURA!!!!!!!

Capítulo 39 - Você bateu nela?


P.O.V. Izzy 

Acordo sentindo uma dor forte em minha cabeça, parecido com pontadas. Me levanto e vou até a cozinha, ainda está escuro, então desço no escuro mesmo. Ao chegar no cômodo, dou de cara com Clary de roupão apoiada na mesa, com a bunda empinada e quase a mostra, engulo seco e vou até a geladeira provavelmente ela ainda não me viu.

- Ai que susto - Clary fala com a mão no peito assim que abro a geladeira - quer me matar? - pego a garrafinha em silêncio e fecho a porta da geladeira - Ei - sinto-a tocando em meu ombro - está se sentindo melhor? 

- Um pouco. - respondo seca me virando para subir.

- Quer um remédio? - parou em minha frente - Eu posso fazer um café...

- Se tá tentando compensar o que fez, esquece! - ameaço de sair dali mas ela me para novamente - O que foi agora?

- Não entendo porque está agindo assim - cruzou os braços - você tá mais errada que eu.

- Oi?

- Olha só - levantou a manga do roupão mostrando a marca roxa em seu braço - tá vendo? E mesmo assim eu to aqui insistindo em você. 

- Porque quer...

- Não - apontou o dedo pra mim - é porque eu te amo, mesmo você sendo uma escrota e babaca!

- Ah - sorrio irônica - eu sou escrota e babaca então? 

- É! 

- Pelo anjo - finalmente consigo sair - vou dormir que eu ganho mais.

- Não... - segurou em meu braço. 

- Me deixa, Clary! - a empurro vendo-a cambalear pra trás.

- POR QUE VOCÊ TEM QUE SER TÃO ESTÚPIDA? - gritou avançando em mim e me enchendo de tapas - EU TE ODEIO, TE ODEIO, TE ODEIO... - ela não parava de gritar, eu já não estava mais em meu estado de raiva, estava preocupada. 

- Clary - seguro em seus pulsos - olha pra mim, se acalma... - olho pro lado vendo minha mãe, Jace, Alec e Magnus olhando assustados, logo volto a olhar para Clary - não precisa ficar assim.

- Como não? - perguntou entre lágrimas - Você me machucou, e não foi só fisicamente...

- Você bateu nela? - minha mãe pergunta assustada. 

- Não...

- Sim - se soltou de meus braços - primeiro ela machucou meu braço, agora me empurrou que eu quase caí! 

- Isabelle Lightwood - Alec repreendeu e eu apenas abaixei a cabeça - por que fez isso?

- Ela ia me fazer passar vergonha no trabalho..

- Eu nem ia falar abertamente - fungou - eu ia te chamar no canto, mas você logo me puxou pelo braço. 

- Né por nada não gente - Magnus se manifesta - mas isso é abuso.

- O quê? Não, não é - falo desesperada - eu só estava nervosa!

- E toda vez que ficar nervosa vai me tratar assim? 

- Ok ok - minha mãe fala batendo as mãos - vamos todos voltar a dormir, eu vou cuidar do braço de Clary e logo vamos dormir também - pegou na mão da ruiva - você - apontou pra mim - amanhã a gente conversa! 

Senti um frio na barriga pelo seu tom ameaçador, mas eu já sei o que vem pela frente, um monte de baboseiras e ela vai me mandar fazer tratamento de novo.

P.O.V. Clary 

Eu não entendo, de verdade, não entendo porque a Izzy me tratou assim, sei que pisei na bola julgando-a, mas isso que ela fez não se faz.

- O que aconteceu pra Isabelle te tratar assim? - perguntou Maryse procurando algo na gaveta da bancada, onde eu estava sentada.

- Eu acho que foi porque eu julguei ela sem querer - respondo sem ânimo - meu pai me contou sobre o passado dela e eu acabei acreditando na versão dele!

- Isso é normal - tirou uma pomada e começou a passar em meu braço - o que ela não pode é ficar te batendo, isso é errado e totalmente abusivo. Se não fosse minha filha, falaria pra denunciar..

- Então - pigarreio enquanto a vejo guardando novamente a pomada - o que eu devo fazer? 

- Sentar com ela e conversar! 

- Você vai estar junto? - pergunto descendo da bancada.

- Não - negou - se não vocês não vão conseguir expressar tudo o que sentem, isso é sobre vocês e não sobre mim!

- Tem razão - abaixo a cabeça - eu a amo tanto.. - brinco com meus pés no chão. 

- Eu sei - me abraçou - vai dar tudo certo, vocês vão superar isso!

- Vou dormir - saio do abraço limpando uma lágrima que caiu - amanhã é sábado, o que vai fazer?

- Seu pai vai vir aqui com uns amigos e vamos fazer um almoço! 

- Entendi - assinto e caminho para fora da cozinha - boa noite, tia.

- Boa noite, querida! 


Notas Finais


Me acertei com o boy gente, to muito bem agora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...