1. Spirit Fanfics >
  2. My Essence >
  3. Capítulo 2

História My Essence - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, a tia aqui tomou vergonha na cara e apareceu, só para trazer um capítulo quentinho para quem estiver aqui lendo.
Espero que vocês gostem, eu escrevi tudo com muito carinho
Críticas construtivas são vem vindas!
Não se esqueçam que plágio é crime!
Boa leitura!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction My Essence - Capítulo 2 - Capítulo 2

Entrei na frente de Sasuke e corri abraçando Tia Mikoto que sorriu e me apertou em seus braços.


-Adivinha o que eu fiz hoje?- ela perguntou animada e eu tentei olhar as panelas e ela não deixou, mas pelo cheiro eu já sabia do que se tratava.


-Macarronada a bolonhesa- afirmei abrindo um grande sorriso.


-Sim sim, do jeitinho que você gosta - ela me olhou terna e eu escutei a lufada do moreno atrás de mim, olhei para trás o vendo emburrado.


-Para mim a senhora não faz isso Okaa-san- Mikoto riu e puxou o filho o abraçando também.


-Vem aqui meu ciumento - ela apertou ele no abraço


-’Tá bom Okaa-san pode me soltar- Tia Mikoto soltou ele que arrumou o cabelo e virou o rosto escondendo a cor vermelha que estava em suas bochechas.


-Eu faço seu prato no jantar- ela abriu um grande sorriso- Com bastante tomates 


Dei uma risadinha baixa e arrumei meu óculos disfarçando quando vi Sasuke me olhar pelo canto do olho.


-Bom crianças, podem ir conversar um pouco que quando estiver pronto eu aviso- ela voltou a mexer nas panelas e eu segui para sala.


-Oi Itachi-Kun- sorri abertamente e o abracei.


-Como vai princesa?- ele me soltou e deu um sorriso de lado.


-Cuidando do reino- fingi um suspiro cansado o que o fez rir e piscar um dos olhos antes de se sentar no sofá e voltar a seu video game.


Arrumei o óculos no rosto e olhei Sasuke que estava me encarando.


-Ah, vamos...subir- sorri amarelo


Ele riu e concordou antes de andar na minha frente em direção ao segundo andar, subo as escadas tediosamente até estar dentro do quarto do moreno, joguei minha mochila no chão e soltei meu corpo no colchão, olhei o teto e pelo canto do olho vi o garoto se sentar na cadeira do computador e me encarar.


-Diga- sua voz me fez o olhar 


-Dizer o que?- perguntei dando uma de confusa.


Ele soltou um longo suspiro e se encostou na cadeira.


-Eu sei que você quer falar alguma coisa, tá batucando os dedos em cima da cama- olhei minha mão e parei rapidamente o que estava fazendo, não havia notado- Você sempre faz isso quando quer falar algo, e quando está pensando ou nervosa você morde os lábios, exatamente o que está fazendo agora.


Ele riu e olhou o teto, mordi os lábios e acabei abrindo a boca surpresa, nunca havia notado que tinha essas manias.


-Chamei o Yahiko para meu aniversário- senti minhas bochechas ficarem quentes- Você poderia me ajudar…


-Não sei porque não desencana dele logo - ele revirou os olhos e ficou sério, olhei para ele sem entender toda essa hostilidade.


-Você mesmo já me disse para não desistir do que eu quero- me sentei e o olhei confusa- Eu gosto do Yahiko, porque você não pode agir como meu amigo e me apoiar nisso.


-Ele não gosta de você, nem te dá ideia e você fica igual cachorrinho atrás dele- ele falou um pouco alto- Você deveria se dar mais valor, tem gente melhor que ele.


-Que saco Sasuke, vai fazer o quê agora- Senti vontade de chorar- Dizer que ele não vai gostar de mim porque sou uma “baleia”, eu não sou suficientemente capaz de fazer ele me notar só porque não sou bonita igual as outras meninas.


Senti meus olhos se encherem de lágrimas e mesmo não querendo acabei deixando que elas caíssem quentes pela minha face, abaixei a cabeça e apertei as mãos sobre minha roupa, senti o colchão afundar ao meu lado e um longo suspiro do moreno que me puxou para um abraço.


-Eu não quis dizer que você não é bonita- ele apoiou o queixo sobre minha cabeça- Só que ele não te merece, mas mesmo assim você continua atrás, ele é que é um babaca e não vê que você é mais bonita que aquelas garotas da escola.


-Garotas que você vive ficando- retruquei com a voz falha.


-Não use palavras minhas contra mim- ele falou em um tom brincalhão.


-As vezes eu acho que não vou mais aguentar as implicâncias delas Sasu-kun- apertei ele no abraço.


-Já te disse, ignora elas, isso é inveja- ele acariciou meus cabelos- E você é muito forte, cadê aquela Sakura que socou o Naruto


Acabei rindo o que o fez rir também, ele me soltou e tirou meus óculos passando a manga da blusa sobre minhas bochechas secando o rastro das lágrimas.


-Desculpa ter sido grosseiro - ele fez uma careta- Só não gosto de te ver ficando triste por ele.


-Eu que peço desculpas, você só está preocupado- olhei para baixo- Obrigado por ser o irmão que eu não tive.


-É… irmão- ele falou baixo, mas sorriu e bagunçou meus fios rosados.


-CRIANÇAS VENHAM ALMOÇAR!- Tia Mikoto gritou no andar debaixo.


-Ei, onde meus pais foram?- me lembrei de perguntar e ele me olhou.


-A tia disse que ligaria, lembra que eu te disse?- ele perguntou e eu mordi os lábios e depois sorri amarelo me recordando de sua fala, ele revirou os olhos e tocou minha festa com os dois dedos.


-Vamos almoçar antes que Dona Mikoto venha aqui.


Concordei e me levantei da cama, ele me encarou como se estivesse me analisando.


-O que foi?- me olhei vendo se tinha algo errado na minha roupa.


-Nada- ele virou o rosto para o outro lado e saiu na frente.


Olhei para a porta confusa e acabei dando de ombros, peguei meu óculos e segui para o banheiro do quarto dele, lavei meu rosto e minhas mãos antes de descer.


Cheguei na cozinha e encarei Tio Fugaku, era raro ver ele em casa, a família do Sasuke é rica, embora tia Mikoto tenha optado por uma casa menos luxuosa e sem empregados para tudo, ela gosta de fazer o serviços de casa, o Tio nunca está em casa, o trabalho sempre o mantém ocupado.


-Oi tio - falei alegre e me aproximei deixando um beijo em sua bochecha o fazendo dar um sorriso mínimo, ele quase sempre é muito sério.


-Ola princesa- ah é, os Uchihas gostam de me chamar assim, é como se eu fosse a filha mulher que o casal não teve, o mesmo para os dois irmãos lá em casa, a nossa família é muito amiga.


Me sentei entre Sasuke e Itachi, o moreno mais novo levou a não para pegar um pouco de macarrão e acabou levando um tapa na mão dado por Mikoto.


-Já lavou suas mãos ?- ela perguntou brava e ele abaixou a cabeça- Então anda logo e vai lavar.


Ele se levantou seguido de Itachi, balancei os pés e encarei eles, senti o olhar da morena sobre mim e brinquei levantando as mãos em rendição.


-Minhas mãos estão lavadinhas tia - respondi e ela sorriu concordando, logo os meninos voltaram e começamos a comer.


-Está muito bom tia- falei fechando os olhos e sorrindo logo após.


-Ah, que bom que gostou querida, fiz com muito carinho para você- ela sorriu meiga.


O celular do tio Fugaku tocou e ele levou a mão para atender, mas parou a mão ao perceber o olhar repreendedor da morena.


-Nada de celular na mesa Fugaku, você nunca está em casa conosco, por favor, ao menos por hoje poderia se concentrar nesse momento raro- ela soltou um suspiro chateada e ele olhou o ecrã e fez uma cara séria antes de se levantar.


-É importante- ele disse frio e saiu da sala, o olhar de Mikoto o seguiu, a vi abaixar a cabeça.


-É sempre mais importante- ela resmungou e começou a mexer na comida sem vontade- Perdi a fome.


Ela se levantou e saiu também, olhei meu prato já acabado e olhei os meninos que ficaram calados, fiz menção de me levantar para ir até a morena, mas a mão de Sasuke me parou.


-Deixa ela um pouco sozinha- o rosto sério do moreno me deixou estranha, ele nunca fica sério dessa forma- Eles vão se resolver.


Suspirei e concordei, me levantei da mesa pegando meu prato, os dois me encararam.


-Vou lavar meu prato, e algumas vasilhas que vi sujas na cozinha, é o mínimo a se fazer pela hospitalidade- segui para a cozinha antes de ouvir todo aquele papo de “você é de casa, deixa disso”.


Lavei lentamente as coisas, ainda pensando no clima calmo que de repente se tornou tão pesado, meu Otousan realmente não passa muito tempo em casa, mas sempre tenta tirar um tempo para família, não imaginaria como seria se ele fosse tão ausente quanto tio Fugaku.


Terminei de lavar e antes que pegasse no pano para secar, senti uma mão passar perto de mim pegando o pano, olhei para trás me deparando com o olhar sereno de Sasuke.


-Eu seco- ele sorriu fraco e eu concordei e me sentei na cadeira na pequena ilha da cozinha e encarei o moreno sem realmente prestar atenção.


Vou fazer 13 anos, embora não seja uma idade significativa, me deixa um pouco ansiosa, mesmo que não seja a minha primeira festa, não sei porquê de toda essa ansiedade.


-No que está pensando?- me assustei com a voz tão perto, Sasuke estava de frente para mim me encarando analítico.


-Ah, não percebi que tinha terminado- arrumei o óculos e o vi rir.


-Percebi que estava entretida- ele apontou para meus lábios- estava mordendo os lábios.


Lembrei do que ele disse, e acabei sorrindo amarelo.


-E então…- sua voz soou,o que me fez fazer cara de confusa o fazendo revirar os olhos- O que te deixou pensativa?


-Estava pensando na festa de aniversário- balancei os pés.


-Vai dar tudo certo- ele tocou minha testa com os dois dedos.


-Princesa, sua kaasan está na linha - Itachi me chamou e segui até a sala pegando o telefone sem fio.


(Ligação)

 

-Oi okaasan


-Oi querida, como está aí?- o tom doce me fez sorrir.


-Está tudo bem… o que houve que vocês saíram assim tão às pressas?- me sentei no sofá olhando para a TV onde Itachi jogava algum vídeo game, com coisa que ele não pode fazer isso com a TV do quarto dele.


-Viemos organizar algumas coisas aqui em Londres e comprar mais arranjos para sua festa- sua voz vacilou no início da frase e eu achei estranho- Sua tia quer falar com você.


-”Sakura querida, como você está?”- a voz firme de Tsunade soou em um inglês perfeito.


-”Bem tia, com saudades da senhora, como vão as coisas por aí?”- respondi em inglês também.


-”Estão agitadas, o hospital anda muito corrido”- ela fez uma pausa- “Vejo que seu inglês continua muito bom, anda treinando?”


-”Okaasan não para de falar em inglês comigo, então estou sempre praticando”- sorri com a imagem da loira que veio a minha mente.


-”Que bom querida”- ela pareceu conversar com alguém- “Mebuki e eu vamos comprar algumas decorações e resolver uns assuntos nossos agora, então passarei para ela para que vocês possam se despedir”


-”Está bem tia, tchau” - ela me respondeu e passou o celular.


-Sakura meu amor, voltarei em três dias, então respeite Mikoto e se comporte - seu tom de repreensão me fez sorrir.


-Eu entendi okaasan- voltei ao japonês- Eu vou ser muito comportada.


-Está bem, amamos você - escutei a voz do otousan no fundo também dizendo que me amava


(Ligação off)


Suspirei abaixando a mão com o telefone, olhei para frente vendo tanto Itachi quanto Sasuke me encarando.


-O que ?- perguntei confusa.


-Você falando inglês é diferente- Sasuke bagunçou os cabelos.


-Diferente como?- me levantei.


-Sei lá - ele deu de ombros.


-Estranho mesmo é ver a facilidade com que você troca de idioma - Itachi riu.


-Como se você não o fizesse - mostrei a língua e me joguei ao lado de Sasuke no outro sofá.


-Mesmo assim, é legal sua voz fica um pouco diferente em outro idioma -Itachi deu de ombros e voltou ao jogo.


-Quero sair- resmunguei deitando no colo do Sasuke que me olhou e riu.


-Vamos jogar basquete?- sua proposta me fez o encarar atentamente, eu gosto de jogos.


-Não chora quando perder- me levantei de novo e fui em direção ao quintal.


-Eu não vou perder- ele apareceu logo depois com a bola alaranjada em mãos e um sorriso de lado.


Jogamos a tarde toda, na maior parte do tempo ele me puxando para que eu não marcasse cesta, o que rendia em boas risadas, empatamos no final, e terminamos deitados na grama olhando para o céu, não imaginaria como teria sido se não nos conhecêssemos, Sasuke é uma das pessoas em que mais tenho confiança, para quem eu conto tudo e quem me conhece melhor do que qualquer um.

*******Quebra de tempo*******


-Não fiquem acordados até tarde- Tia Mikoto gritou antes de irmos para o quarto.


-Eu durmo no canto- Corri para cima da cama e ele me fez uma careta.


-No final você acaba ficando no canto mesmo, não consegue dormir e parar quieta- Ele riu e correu para o banheiro antes que eu jogasse o dinossauro de pelúcia na cara dele.


-Ei o que esse Dinossauro faz aqui?- O olhei atentamente antes de sorrir, Sasuke tinha muito ciúmes dele, acho que fui a única criança que ele deixou pegar nisso.


-Deixe o Rex quieto- ele apareceu na porta com a escova de dentes na boca.


-Calma Sasu-kun, eu já estou colocando ele no lugar- Fiz drama antes de colocar o pelúcia sobre o criado mudo.


-Não vou brigar, porque ele gosta de você- Ele voltou para o banheiro.


Eu ri  e me deitei, encarei o teto cheio de estrelas, eu me lembro de quando convenci ele de colocar esses adesivos que brilham no escuro, para a gente poder fingir que estamos olhando para o céu mesmo dentro de casa.


-Chega pra lá- o garoto me empurrou para o canto e se deitou ao meu lado olhando para o teto também- Ei, vamos viajar para a casa no campo nas férias ? 


Olhei para o moreno e sorri com a ideia, gosto da casa no campo, da para nadar na cachoeira, andar a cavalo, comer frutas e ficar até tarde contando histórias.


-Vamos - concordei animada e ele sorriu antes antes de olhar para cima.


Ficamos falando das férias por um bom tempo, em algum momento da conversa acabei dormindo, não sei dizer quando, mas me deixei cair nos braços de Morfeu.


*********Quebra de tempo********


-Eu preciso escolher uma fantasia- pulei em cima do moreno.


-Aii, avisa antes- ele resmungou me fazendo rir- Vai fazer com qual tema?


-Universo DC- falei animada.


-A tia deve trazer tudo de Londres - ele resmungou e tirou meu óculos colocando em si- Por que não a Marvel?


-Porque eu quero a DC, dá próxima a gente faz da Marvel- eu ri e olhei para ele com meu óculos- Você podia fazer o super homem.


-Pensou nisso por causa do óculos- ele disse convicto e riu- Naruto vai querer ser ele.


-Então você faz o Batman - pensei- Okaasan convidou a sala toda.


-E com isso a Samui e o grupo dela- ele concluiu.


-Ela gosta de você- rolei para o lado me deitando perto dele.


-É bonitinha, mas se não gosta de você, não gosta de mim- sua resposta me fez rir.


-Certo, agora me devolve meu óculos- pedi.


-Joga o laço mulher maravilha, ou eu parto no meu Batmóvel e você fica sem seus óculos- ele se levantou e correu para um canto do quarto.


-Naaaooo Sasuke- me levantei indo atrás dele.


-Não sei quem é Sasuke, eu sou o Batman- ele riu.


-Vou te pegar- comecei a correr atrás dele.


-Se você conseguir - ele acelerou os passos e desceu as escadas correndo.


-Se a Okaasan ver vocês dois correndo nas escadas, vai ter chacina- Itachi falou alto, mas foi plenamente ignorado por nós dois.



Notas Finais


Espero que tenham gostado, a gente se vê na próxima!
Kisses de leite condensado!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...