1. Spirit Fanfics >
  2. My Eternal Love >
  3. Surpresas inesperadas.

História My Eternal Love - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura meus anjos 📚😇

Capítulo 3 - Surpresas inesperadas.


Fanfic / Fanfiction My Eternal Love - Capítulo 3 - Surpresas inesperadas.

        Treze anos depois 


         Pov's Clarissa Mikaelson Light 

Hoje é o dia da minha formatura, tenho 21 anos, com a aparência de 18 anos e estou me formando em Literatura, Música, Dança e Moda. Nunca imaginei que eu, Clarrissa Light Mikaelson, uma híbrida de cinco faces, a única da minha espécie, a Deusa do universo e das dimensões, filha de Isabelly Mikaelson, a Vampira horiginal e Deusa da Terra e Sebastian Light, o Supremo Alfa e tríhibrido fosse estar me formando em meio a humanos frágeis. Eu sou a Deusa mais poderosa de todos os tempos, quem me imaginaria em algum lugar comum? Agora eu estou aqui sentada ao lado das minhas melhores amigas, Lisa, Rosé, Luiza e Jisso enquanto esperamos nos chamarem para entregarem nossos diplomas.

Luiza- Será que ele ainda vai falar muito? - ela fala olhando o Sr.Albert, o diretor da faculdade que já está falando a duas horas sem parar. A Lu está se formando em Turismo e Música, a Jisso está se formando em designer e Música,a Rosé está se formando em Música e Dança e a Lisa também está se formando em Música e Dança, todas são deusas puro sangue como eu.

Clarissa- Acho que podemos dar um jeito nisso. - sorri para elas e uso minha magia para fazer o diretor perder a voz, logo a Sra. Sara, nossa professora de Música toma o lugar do Sr.Albert e começa a chamar os alunos.

Jisso- Mandou bem Rissa. - Nós fazemos um Hi Five e sorrimos. Olho para os lados procurando meus pais, meus avós e meu namorado. Meu namorado nada mais é que o meu tio Apolo, o que gerou algumas confusões na família, até porque ele não é meu Prometido. Estamos juntos a três anos, ele tem minha total confiança,  apesar de meus pais, a Lisa e as trigêmeas não gostarem nem um pouco dele, mas tentam conviver.

Sra. Sara- Agora uma das nossas melhores alunas, Clarissa Mikaelson. - as pessoas batem palmas, eu vou até o palco fazer o meu discurso e os vejo chegando.

Clarissa- Eu queria primeiro agradecer ao Sr. Albert e nossos professores por sempre estarem nos fazendo aprender com nossos erros. Segundo, eu queria agradecer a minha família por sempre me apoiarem. E em terceiro, eu quero agradecer a minhas melhores amigas Lisa, Luiza, Rosé e Jisso por sempre estarem comigo me dando apoio e ao meu namorado Apolo por estar sempre comigo. E por último mas não menos importante, gostaria de agradecer aos meu colegas por terem feito meu ano tão divertido. Obrigada. - Todos aplaudem e eu volto para meu lugar. Depois da cerimônia fui em direção a minha família.

Apolo- Parabéns meu amor. - ele me beija.

Clarissa- Obrigada amor. - vou até minha mãe e meu pai que estão dando parabéns a Lis. Eles estão com cinco buquês de flores nas mãos. Um de margaridas, um de girassóis, um de jasmins, um de camélias, um de tulipas e um de rosas vermelhas. Eles entregam a Lis o buquê de tulipas, entregam o buquê de camélias a Jisso, o de margaridas a Luiza, o de Jasmins a Rosé e o de rosas vermelhas para mim.

Isabelly- Parabéns Filha. - ela me abraça.

Clarissa- Obrigada mãe. - eu sorri para ela.

Perséfone e Hades- Estamos orgulhosos de você, querida. - eu os abraço.

Sebastian- Está tão grande minha pequena.- eu beijo sua bochecha. Mamãe e papai não envelhecem e todos vivem pergunto o porquê disso, então falamos que eu e a mamãe somos irmãs e o Papai é o namorado da mamãe. Depois da cerimônia fomos comemorar, uma pena que o Apolo não pode ficar, ele teve que ir resolver alguns assuntos da empresa dele. Eu estava com as meninas comemorando já que meus pais e meus avós foram para casa. Talvez eu devesse fazer uma pequena surpresa para o Apolo.

Clarissa- Meninas vocês ficariam chateadas comigo se eu fosse ver o Apolo agora? - as meninas se olham e sorriem pra mim.

Rosé- Claro que não Rissa.

Jisso- É, pode ir.

Luiza- Vai lá ver seu boy.

Lisa- É, vai lá dá uns pegas no meu "irmão". - Ela faz cara de nojo para palavra e todas rimos. Pego meu carro e vou dirigindo até a

empresa, subo para o andar da sua sala. Quando chego lá começo a ouvir gemidos ,que eu reconheço um deles sendo o do Apolo. Vou andando até a porta do escritório e os gemidos ficam mais altos. Eu abro a porta com toda a raiva do mundo e vejo a pior cena da minha vida. O meu namorado ,ou melhor, ex namorado sentado pelado em sua cadeira enquanto a sua secretária nua está em cima dele cavalgando em seu membro e gemendo alto assim como Apolo. Ele estava de olhos fechados, eles ainda não tinham me visto, quando ele abre os olhos e me vê ali tira rapidamente a secretaria dele de cima dele e a mesma quando me ver começa a procurar suas roupas.

Apolo- Rissa eu posso explicar. - ele veste rápido sua cueca e calça e tenta vir até mim.

Clarissa- Pode parar aí - a secretária para assim como ele. - Jennifer você pode ir, o que eu tenho pra resolver não é com você. - ela me agradece e sai. - Agora você.

Apolo- Meu amor eu posso explicar. - ele tenta tocar em mim.

Clarissa- Primeiro, não toque em mim com essas suas mãos que eu nem sei por onde passaram, é claro, além de em mim e na Jennifer. Segundo, não me chame de amor, essa palavra é muito valiosa para ser pronunciada por uma boca tão suja e alguém tão sujo quanto você. Terceiro, não quero explicações, até porque traição não tem explicação. Quarto, você é um idiota, canalha, mentiroso, cafajeste. Eu acreditei mesmo em você, mas sei que errei, já deveria saber que você herdou a parte cafajeste do seu pai, já que Zeus teve várias amantes. Mas pensei que você era diferente, é uma pena que me enganei. - eu falo tudo isso friamente enquanto ele chora.

Apolo- Você tem razão Rissa, me perdoe, não me deixe por favor, eu te amo. - ele fala chorando.

Clarissa- Não, você não me ama. Você ama apenas você mesmo. - ele chora mais.

Apolo- Você não era para ter visto isso, foi só uma vez, por favor me perdoe. - eu ri.

Clarissa- Só uma vez? Isso nunca deveria ter acontecido Apolo.

Apolo- Você era para está com suas amigas. O que você veio fazer aqui? - ele pergunta tentando processar a informação do que acabou de acontecer.

Clarissa- O que eu vim fazer aqui?- eu sorriu sarcástica. - Eu senti a sua falta, eu queria estar com você hoje e por isso que eu vim, para ficar com meu namorado ,ou melhor, ex namorado. - ele começa a chorar mais, enquanto eu apesar de destruída por dentro estou plena por fora. Estou tão calma com essa situação que acho até estranho.

Apolo- Você vai mesmo jogar três anos de relacionamento no lixo? - eu olho para ele sarcástica.

Clarissa- Não fui eu que joguei três anos no lixo, não fui eu que trai sua confiança Apolo. Se você não sabe Apolo, um relacionamento é construído com confiança, lealdade, fidelidade e Amor. O meu relacionamento com você foi baseado em mentiras e eu não vou viver uma mentira. - ele me olha nos olhos.

Apolo- Me perdoe Rissa, isso foi um erro. - eu o olho fria.

Clarissa- Nosso relacionamento foi um erro Apolo. E essa sua rede de mentiras acaba aqui. Acabou Apolo.... Acabou para sempre. - ele se ajoelha chorando no chão.

Apolo- Por favor Rissa, eu te imploro. Eu imploro seu perdão. - eu vou até a porta, pego a maçaneta e viro um pouco a minha cabeça para olhar para ele.

Clarissa- Não me procure mais, saia de perto da minha família e de qualquer pessoa que eu ame, se você não quiser morrer, porque eu tenho poder o suficiente para te matar. Finja que nunca me conheceu e se levante, não perca a pouca dignidade que ainda lhe resta. - abro a porta.

Apolo- Rissa..... Por favor.

Clarissa- Adeus Apolo, Até nunca mais e não ouse vir atrás de mim, você não tem esse direito. - saio dali, começa a chover e a trovejar muito. Lá embaixo eu encontro a Jennifer que vem correndo até mim.

Jennifer- Eu sinto muito dona Clarissa, muito mesmo. - ela fala parecendo realmente arrependida, mas eu não consigo esquecer ela gemendo como uma puta enquanto estava transando com o meu ,agora, ex namorado.

Clarissa- Não tenho o porquê te desculpar Jennifer. Eu não tinha um relacionamento de três anos com você, então não se desculpe por isso. - ela suspira aliviada e quando vai me agradecer eu a interrompo. - Agora,você transar com seu chefe que você sabia que era comprometido, foi realmente uma falta de caráter da sua parte, mas a sua falta de caráter não tem nada a ver comigo e sim com você. Então ao invés de está aqui me pedindo desculpas, peça desculpas a você mesma por não ter um caráter decente. Tenha uma boa noite Jennifer. - ela fica paralisada com minhas palavras. Vou em direção ao meu carro que está na mão do manobrista, mas me viro pra ela novamente. - E mais uma coisa, não que isso vá  fazer alguma diferença para você, mas agora ele está solteiro,pode voltar lá pra cima. Mas se eu fosse você, depois disso tudo me demitia, mas você não sou eu, até porque você não chega ao chão que eu piso não é querida? Eu fui traída pelo meu namorado, mas pelo menos tenho boa educação, beleza interior e exterior, inteligência e o mais importante de tudo, caráter. - eu entro no meu carro, agradeço ao manobrista e vou para meu apartamento.


Notas Finais


Obrigada por ler e me desculpe por qualquer erro de ortográfia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...