História My Ex Almost Girlfriend - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Cabello, Camila, Camren, Jauregui, Lauren, Lesbicas
Visualizações 1.546
Palavras 1.119
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey, como estão?

Capítulo 30 - Sua namorada está nos vigiando.


POV CAMILA

-Sua namorada está nos vigiando. - Ally disse assim que entrei no carro, me deu um abraço rápido e saiu com o carro.

-Não somos namoradas. - falei e dei uma risadinha. - E ela quis me ajudar com a porta.

-Mas ela estava bem curiosa, aliás, quando vou conhecê-la? - perguntou animada, Ally é sempre animada, loira e um pouco menor que eu. Casada com o Shawn a alguns anos e sem filhos.

-Logo, logo. Ela está dodói, um poço de manha. Já é manhosa normalmente, doente então. - dei uma risadinha. - Toda triste por não poder ficar brincando com Sophia. - as duas são fofas juntas.

-Você fala dela de um jeito. - minha amiga disse e eu a encarei de lado.

-Que jeito? - perguntei sem entender, falo normal sobre a Lolo.

-Com um carinho a mais. - falou. - Eu sei que você gostava dela na adolescência, mas será que isso passou mesmo? - eu nunca tinha pensado sobre isso.

-Acho que sim? - perguntei e minha amiga riu.

-O Shawn tem que está presente nesta conversa. - falou.

-Ah não, seu marido é muito chato. - falei e cruzei os braços. Seguimos até o parque e Ally ficou o tempo todo com Sophia, ela é louca pra ter filhos, já estão tentando a um tempo.

-Oi, meu amorzinho. - o homem chegou enquanto estávamos sentadas numa toalha que minha amiga havia trago junto a uma cesta com lanches. Se sentou ao lado dela e lhe deu um selinho demorado. Eles são fofos juntos. - Oi, gracinha. Até que enfim saiu com o titio.

-Oi, Mila. Oi Shaw, tudo bem? To bem e você? Ah, to bem também. - falei debochada e revirei os olhos e meu amigo veio logo me dar um longo abraço.

-Oi, Mila. - falou animado e de sentou do lado da esposa.

-Oi, Shawn. - sorri pra ele. Começamos a comer os lanches, Ally sabe fazer ótimas tortas doces e bolos. Meu estômago, claro, agradece. Shawn comprou algodões doces quando eu e a esposa surtamos, e quando o tempo começou a esfriar fomos para a casa deles. O homem tinha ido para o parque de táxi então voltou conosco no carro da loira. Ficamos mais algum tempo ali, dei banho na Sophia e vesti nela uma roupinha mais quente, eles me levaram em casa e dona Clara logo me perguntou com quem eu estava saindo, ela fazia um suco no liquidificador. Respondi que os dois eram casados e meus amigos, e ainda contei como são fofinhos e nós duas rimos. Ela me contou sobre o ciúmes da Lauren fazendo uma cara engraçada e eu avisei que ia ver a Lo, já tinha visto ela na janela me vigiando quando cheguei e achei engraçado. Quando cheguei no quarto ela estava fingindo estar dormindo. - Eu sei que não está dormindo, eu te vi na janela. – falei e ela nem se moveu. - Sophia veio te ver. – tentei mais uma vez e ela se virou para mim. - Oi, Lolo. – balancei a mão da minha filha.

-Fiquei com saudade, lindinha. – Lolo disse e nem tinha me encarado ainda. Beijou a mão da Sophia carinhosamente. - Estava descansando aqui, estou meio mole da gripe. – ela nunca soube mentir. - Fui na janela por que ouvir um barulho estranho. – não sei por que ainda tentava.

-Urrum, claro. Barulho, de carro, talvez? – perguntei e vi bochechas corarem, quase não consegui segurar o riso nessa hora.

-Como foi seu passeio?

-Bem divertido, comi algodão doce. – empurrei de leve seu ombro tentando descontrair.

-E o que fizeram? – perguntou.

-Fomos ao parque, nada demais. – falei o básico.

-Que bom que se divertiu. – ela se aproximou e deitou com a cabeça encostada no meu colo, Sophia se esticou toda pra pegar em seu cabelo.

-E você, o que fez na nossa ausência? – minha curiosidade falou mais alto.

-Nada de mais. Tomei um remédio e fiquei vendo filme. – sua voz estava meio abafada por estar encostada em minha perna.

-Se sente melhor? – acariciei seus cabelos morenos tão macios.

-Agora que vocês chegaram estou bem melhor. – Lauren é tão fofa que dá vontade de morder.

-Tudo bem, Lolo? – perguntei ao notar uma expressão estranha no seu rosto.

-Sim. Fica um pouco aqui? – pediu daquele jeito cão abandonado, como alguém pode resistir a essa mulher com olhinhos pidões.

-Claro. – estiquei as pernas sobre sua cama e deixei Sophia ao seu lado, essa que já estava quase adormecida. Ela não parava de me encarar e isso me deixou curiosa. – No que você está pensando? - perguntei.

-Confesso que não tenho certeza. – respondeu e eu sorri. Me ajeitei em sua cama e deitei, do mesmo modo que ela estava, de lado e de frente pra mim.Minha filha quase se rendendo ao sono nos separava, e confesso que mesmo mínima aquela distância estava me incomodando. Não dizíamos nada, parecia já uma regra entre nós, ficar em silêncio, não me sentia mal de não ter que dizer nada ao lado dela, sabia que o que era necessário ela conseguiria enxergar de qualquer forma dentro de mim. - Estou com sono também. – me contou com a voz sussurrada e os olhinhos já fechados. Segurei sua mão e a apertei de lado, segui o que meus instintos gritavam e fiquei entre ela e Sophia, ficando de conchinha com Lauren, puxei seu braço pra me abraçar e ela apertou o braço ao redor do meu corpo. A sensação de nostalgia me atingiu, e eu me lembrei quantas vezes eu não consegui dormir esperando esse abraço. Lolo encostou seu rosto no meu pescoço e um frio invadiu minha barriga, a pequena já dormia ao nosso lado com uma tranquilidade impar, eu sabia que a mulher atrás de mim estava quase dormindo, sua respiração já era mais rápida e era sempre assim quando ela caia no sono.

-Dorme, Lolo. Sophia e eu vamos ficar aqui. – falei e nenhuma palavra a mais foi trocada naquele quarto durante horas. Eu não estava com sono, mas pra mim, ficar ali compensava todo o tempo que fosse, acabei dormindo muito tempo depois e acordei com Sophia com fome. Lolo acordou comigo, mas dormiu rapidamente, como minha filha, que mesmo dormindo continuava a sugar o leite, a fiz arrotar e tinha de ir trocar sua fralda. A morena acordou assim que levantei da cama, perguntou onde eu estava indo e eu lhe disse, avisei que voltaria e ela assentiu. E assim o fiz, troquei a fralda e voltei para o seu quarto, assim que me deitei ao seu lado, Lo me abraçou forte e respirou fundo.

-Demorou. – falou e voltou a dormir tranquilamente, e assim eu voltei a dormir tranquilamente alguns minutos depois.


Notas Finais


Visão da Camila e agora sabem que Shawn e Ally são casados.
Viu, quando querem comentam bem rápido hahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...