História My fake girlfriend - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Romance
Visualizações 93
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 1 - Capítulo 1


POV Lauren

É hoje que eu pego a nova estagiária Stefani que doida pra me dar se não fosse isso ela não ficaria se exibindo toda vez que me visse na sala de xérox, ela sempre faz a mesma coisa que vai tirar uma xérox passa pela minha mesa rebolando segurando uma pasta nas mãos e me olha um sorriso malicioso, e vai caminhando lentamente até a sala que fica alguns metros da minha mesa, ela já deve ter ouvido a minha fama de pegadora que tenho aqui no jornal, eu só não peguei ela antes porque estava pegando a gostosa da contabilidade Kate, que me despensou quando o seu marido ouviu ela chamar o meu nome quando eles estavam na hora h, por isso ela resolveu antecipar as suas férias para se acerta com o corno para não causar confusão já que basta ano passado que eu quase me metir numa roubada por causa de uma sobrinha do Simon meu chefe que é casada e queria ter um caso comigo exclusivo, fala sério não sou de me prender a ninguém muito menos a uma pessoa só, ainda bem que Simon não ficou sabendo de nada se não eu não estaria aqui agora.

Sorte minha que o marido da Estrela sobrinha do Simon estava tendo um caso com a própria secretária e ela pegou ele no fraga e foi a maior confusão, que Simone resolveu afastar David que era o chefe da contabilidade daqui do jornal e de outra empresa do Simon para evitar escândalos, e com isso a Estrela saiu da minha vida, e foi tarde eu não gosto de mulher que quer me colocar cabrecho.

Estou sentada na minha mesa quando vejo Stefani passar rebolando parando bem o meu lado com o seu sorriso malicioso de sempre, me olha da cabeça aos pés por longos segundos com aquele olhos devoradores que querem me comer só com os olhos, e sai andando até a sala xerografia e para na porta se vira para trás e pisca pra mim antes de adentra a sala.

Olho para os lados vendo que ninguém havia percebido nada rapidamente me levanto pegando qualquer papel em cima da minha mesa, e vou andando bem devagar pra ninguém desconfiar do que estou prestes a comer a estagiária de Simon meu chefilho, sei que paredes vulgar falar assim, mas é isso que ela quer eu também claro.

Adentro a sala e fecho a porta e as persianas sorrindo vendo ela propositalmente empinando o bumbum enquanto eu desço o meu olhar enquanto ela tira algumas xeroxes, vou descendo o meu olhar pelas seu bumbum que doido para eu espalmar as minhas mãos nele e dar alguns tapinhas.

Vou me aproximando bem devagar dela para tortura-la um pouco vendo ela se remexer um pouco estranha e se abanando com uma pasta suspirando, e sem aviso prévio passo uma de minhas mãos pela sua cintura puxando ela por trás encostando a sua bunda em minha intimidade como ela é um pouco mais baixa do que eu, mas como ela estar de salto não faz muito diferença a nossa altura nesse momento, ouvindo ela gemer bem no pé do meu ouvido subo a minha mão pela sua cintura arranhando as minhas unhas em seu abdômen fazendo o mesmo se contrair, então ouço ela gemer dizendo.

-Final...mente você entendeu o que eu queria desde a primeira vez que a gente se esbarrou.

Ela fala roçando os seus lábios em minha orelha enquanto agarro o seu seio direito e começo acaricia-lo lentamente e com a minha outra mão adentro a sua saia invadindo a sua calcinha vendo o quanto a sua intimidade estar encharcada, e novamente ela geme no meu ouvido então falo.

-Na verdade eu sempre soube, mas como eu estava ocupada não podia atende-la como você merecia. —Falo acariciando a sua intimidade lentamente com as pontas dos meus dedos, fazendo ela roçar a sua bunda em minha intimidade deixando ela ainda mais molhada assim como eu.

-É mesmo e o que estar esperando para me fuder? —Ela fala indo logo direto ao ponto.

-Bom estou esperando você me dizer o que quer que eu faça. —Falo fazendo a minha voz mais rouca possível porque sei que elas ficam doidas, entre seus lábios fingindo que vou beija-la.

-E... Eu que...ro que você me chupe gostoso.... —Ela fala com a voz falhando entre os meus lábios enquanto masturbo ela lentamente e torturante, então falo antes beija-la.

-É pra já madame o seu pedido é uma ordem pra mim.

Falo sugando os seus lábios fazendo ela roçar ainda mais a sua bunda em minha intimidade, parando de tortura-la retiro a minha mão de sua intimidade e de seu seio esquerdo, fazendo ela reclamar quebrando o nosso beijo viro ela pra minha frente, levantando ela fazendo ela sentar em cima da beirada da maquina de xerox, ela breve as suas pernas, sem mais demora me abaixo até entre suas pernas rasgo a sua calcinha e quado eu estava prestes a meter a minha boca em sua intimidade pulsante e molhadinha ouço alguém abri a porta e falar o meu nome parando no mesmo instante, imediatamente me levanto ficando na frente de Stefani entre as suas pernas vendo uma Camila vermelha sem graça, ela fica me olhando de um jeito que me dar um aperto no peito como se eu estivesse comentando um crime.

Camila é a minha melhor amiga desde que vim trabalhar aqui no jornal Bom dia Miami, eu até que pegaria ela, se ela não levasse as coisas a sério tipo ela não é de se jogar fora, se ela também não fosse tão certinha mesmo usando aqueles seus óculos de fundo de garrafa e seu estilo meio cafona de se vestir já que não combina com ela, sabe eu não me importaria de ter uma amizade colorida com ela, mas com ela séria demais provavelmente iria querer ter algum tipo de relacionamento comigo e só de ouvir ou falar essa palavra começa já me dar uma coceira.

Além do mais eu vim que precisava de uma melhor amiga e não dar pra ficar traçando a sua melhor amiga que deve ser tipo uma irmã pra você, então era assim que eu via Camila desde então.

Ainda constrangida e estática ela parada na porta tenta abrir a boca pra falar alguma coisa varias vezes até finalmente conseguindo, eu entendo o jeito que ela estar já que ela nunca me viu com uma garota desse jeito, bom ela já me viu dando alguns beijos ou flertando com algumas garotas, mas não desse jeito.

-O senhor Simon estar lhe chamando para uma reunião na sala dele agora. —Ela fala em seguida sai puxando a porta com certa força.

-Droga! —Falo batendo a palma da minha mão em minha testa por ter cometido um vacilo desse deixando a porta destrancada onde qualquer um poderia ter nos pegado no flava e ainda bem pra minha suporte foi Camila quem me pegou, se não eu estava ferrada, fico pensando porque sentir esse aperto no meu peito quando Camila me pegou nessa situação, saio dos meus pensamentos ouvindo Stefani falar ou melhor reclamar.

-Ei amor vai me deixar assim é? —Pisco os meus olhos algumas vezes ao sentir uma coceira em meu braço ao ouvir do que ela acabou de me chamou de "amor", até onde eu sei alguém só chama assim outra pessoa desse jeito quando se tem algum tipo de intimidade ou são namorados, imediatamente me viro pra ela e falo.

-Desculpa Stefani não sei você ouviu, mas tem reunião na sala do nosso chefe. —Falo me afastando dela que diz meio incrédula.

-Não acredito que você vai me deixar na mão do jeito que eu estou.

-Ah aproveita essa mão e se satisfaça sozinha sei que consegue, com a sua licença eu preciso ir.

Saio praticamente correndo da sala ao ouvir ela me xingar de cachorra entre outras coisas jogando uma pasta de documentos em minha direção.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...