História My fake girlfriend - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Romance
Visualizações 95
Palavras 1.799
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem e uma boa leitura pra todos.

Capítulo 2 - Capítulo 2


POV Lauren

Saio praticamente voando da sala de xérox para a sala do meu chefe Simon ainda bem que Camila me salvou da furada que eu ia me meter, ao me avisar sobre essa reunião sobre o que se trata eu não faço ideia, respiro fundo antes de adentrar a sala, quando eu estava prestes a bater na porta a mesma se abre com um Harry sorridente que comenta.

-Finalmente a atrasada chegou. —Ele fala meio sarcástico.

-Oi Harry. —Falo com certo desdém enquanto ele fecha a porta de trás de mim.

-Que bom que todos estão aqui.

Simon fala num tom seco, só espero que ele não tenha ficado sabendo da Kate, fico rezando mentalmente pra ele não ter descoberto fiquei tão distraída nos meus pensamentos que mal conseguir ouvir o que ele havia dito na reunião toda, só voltei a realidade quando ouvir ele dizer sobre o cargo de editor chefe foi aberto, e que terá uma pequena competição para o cargo só que será num cruzeiro e a competição será entre casais que terão que provar que são um casal perfeito, pois ele achou chato e clichê demais uma competição aqui no jornal mesmo.

-Mas acho que a Lauren ficará de fora chefe. —Harry comenta.

-É mesmo por que? —Simon pergunta curioso.

-Oras porque a competição de acordo com o senhor é para casais, e até onde eu sei Lauren não estar namorando.

Eu e Harry somos amigos, mas hoje ele estar atacado eu não sabia que ele queria muito ser editor chefe, neste momento rebato mesmo não pensando direito no que vou falar.

-Ah quem disse?

-Eu mesmo queridinha. —Harry fala sorrindo irônico pra mim, bom se ele quer competir comigo então que se prepare.

-Então você estar namorando Lauren? —Simon pergunta interessado.

-Ah sim senhor.

-E quem é a trouxa?

Harry pergunta levando um tapa de Ally em seu braço enquanto todos da sala ficam me olhando espantados esperando a minha resposta, neste momento começo a coçar o meu braço como se quisesse abri um buraco e me enfiar dentro, apesar de ser uma cena bizarra agora que parei para pensar, e respiro fundo antes de dizer o único nome que vem em minha mente a única pessoa que sei que não iria misturar a nossa amizade com outro tipo de sentimento.

-Camila.

-Camila da expedição? —Harry pergunta incrédulo.

-Sim por acaso tem outra? —Falo séria enquanto Harry me encara por alguns segundos e começa a rir de que eu não sei.

-O que foi Harry por acaso contei alguma piada. —Pergunta aida mais séria enquanto continuo a coçar o meu braço que tenho certeza que a qualquer momento vai começar a sangrar de tão vermelho que estar.

-É Harry o que tem de engraçado que a Lauren disse que ela estar namorando com a Camila? —Ally pergunta inocente, acho que ela é a única que não sabe da minha fama aqui no jornal.

-Bom minha querida Ally a frase Lauren namorando com a Camila não combinam, já que até onde eu sei Lauren tem alergia a compromisso sério.

-Tá na cara que isso é armação. —Imediatamente paro de coçar o meu braço e quado eu iria rebater, o senhor Cowell pergunta.

-Então senhor Harry tem como provar que o namoro de Lauren com a senhorita Camila é armação?

-Ah bom senhor ter provas eu não tenho. —Harry fala colocando o rabinho no meio das pernas.

-Bom agora vamos parar com essas acusações sobre ser ou não armação o namoro de senhorita Lauren.

-E vamos focar no que estão fazendo aqui.

-Sim senhor. —Harry fala de um jeito que imagino querer arrancar os meus olhos neste exato momento.

-Bom todos que vão participar da competição de casais para o cargo de editor chefe sabem que geram que antecipar as suas férias para irem para o cruzeiro que será semana que vem.

-Sim senhor! —Todos que estão presente na sala respondem em uníssono.

-Ótimo e com relação a senhorita que imagino que deve saber sobre a politica de namoro entre funcionários sabe preservo a discrição então espero que continuem assim.

-Estamos entendidos senhorita Lauren.

-Sim senhor, eu e a minh...a namorada somos bastantes discretas ou por acaso o senhor já recebeu alguma reclamação de nós duas.

-Mais é muito cara de pau! —Harry rebate baixinho, enquanto Ally alerta pra ele ficar quieto, então Simon se vira pra ele e diz.

-Disse alguma coisa senhor Styles?

-Ah não senhor.

-Ótimo.

-Agora dou por encerrado essa reunião agora podem voltar aos seus afazeres senhores e senhoritas.

Espero todos saírem da sala do senhor Simon e saio por última pensando em como vou convencer Camila de fingir ser a minha namorada, quando sem querer esbarro na Stefani que me fuzila com os olhos e diz passando por mim.

-Não pense que vai ficar por isso mesmo o que você fez comigo não vai ter volta, porque vai. —Stefani sorri pra mim sarcástica e esbarra em mim antes de andrentar a sala do senhor Simon.

Prefiro que ela me odeie agora do que ela queira algo sério comigo, e só de me lembrar como ela havia me chamado agora a pouco a coceira em meu braço piora, e quando vou correndo para encontrar com Camila, Harry para em minha frente e diz.

-Lauren não pense que vou deixar você arrastar a minha amiga não sei se você sabe Camila para essa sua armação.

-E quem disse que é armação?

-Lauren quem não te conhece que te compre, tá avisada.

-Por acaso devo entender que é uma ameaça?

-Entenda como quiser queridinha. —Após dizer sair me deixando aflita se ele falar com Camila antes de mim sobre essa história.

Saio correndo para a sala de correspondência onde encontro ela distraidamente arrumando a correspondência cantalorando alguma música que não conheço, olho ao redor pra vê se aquele ajudante dela Austin babão não estar por perto e vou caminhando em sua direção em passos lentos e não resistindo sem ela esperar a minha aproximação beijo o seu pescoço rapidamente e começo a fazer cócegas nela que se desvia das minhas mãos, e começa a distribuir tapas nos meus braços então seguro os seus pulsos e falo.

-Ai Camila os seus tapas doem. —E solto os seus pulsos me afastando um pouco dela.

-Isso é para você aprender que isso não se faz com ninguém, muito menos no ambiente de trabalho.

-Qual é Camila desde quando você não gosta que eu faça isso com você? Ou por acaso você achou que era o tarado do Austin?

-Porque se ele anda com essas liberdade com você eu vou quebrar a cara dele.

-Lauren guarda essa sua proteção para aquela estagiária lá. —Ela fala fazendo aspas com as mãos ao falar "aquela estagiária lá", me aproximou dela e falo.

-Que isso Camila por acaso toda essa hostilidade com a estagiária Stefani é ciúmes é? —Sorrindo e arqueando as minhas sombrancelhas.

-Lauren eu prefiro passar um mês inteiro sem comer bananas do que ter ciúmes de você com aquela oferecida. —Ela fala se virando de costas para mim, e neste momento tenho que confessar que certos pensamentos pecaminosos veio em minha mente de Camila com essa boca que ela tem comendo bananas em rodelas em certas partes do meu corpo, balanço a minha cabeça tentando afastar esses pensamentos e tento agarrar a sua cintura para vira-la para a minha frente e quando eu menos espero ela é mais rápida e a certas alguns tapas no meu braço bem em cima de onde eu estava coçando.

-Aí, aí meu braço Camila! —Imediatamente ela para de me bater e eleva as suas duas mãos até a sua boca e diz.

-Ai meu deus eu te machuquei tanto assim foi?

-Não foi você, foi a minha velha alergia.

-Ata. —Ela fala mais tranquila e diz.

-Acho que tenho algo aqui para ajudar você com isso. —Ela diz indo até a sua mesa fuçando uma gaveta e tirando de lá um pequeno tubo de pomada e vem até mim e diz.

-Estica o seu braço.

-O que você vai fazer com isso? —Pergunto estreitando os meus olhos para o tubo de pomada em sua mão.

-Vai ajudar aliviar essa sua coceira.

-Vai deixa de ser desconfiada e faz o que eu te pedir.

-Nossa como você estar mandona hoje.

-Se não quer então sofra com essa sua coceira. —Ela fala se afastando.

-Não eu quero por favor Camila, portanto que passe essa coceira que tá me matando.

-Tudo bem.

Ela sorri convencida enquanto estico o meu braço, e ela abre o tubo de pomada aperta o mesmo um pouco no local onde estar coçando demais e espelha a pomada com a ponta de seu dedo, sinto um arrepio percorrer a minha coluna então eu falo.

-Bom Camila eu quero me desculpa pela a minha brincadeira de ainda pouco, apesar de você nunca ter reclamado antes quero deixar claro e....

-E o que? —Ela pergunta concentrada em espalha a pomada no local onde estar coçando e avermelhado no meu braço.

-É que eu quero conversar algo com você sério.

-Que seria? —Ela para de passar a pomada no meu braço e me encara séria, mesmo usando esses seus óculos fundo de garrafa desnecessário, sinto um frio na minha barriga com a intensidade dos seus olhos castanho me fazendo desviar o meu olhar e falo.

-Que a gente precisa comemorar. —Sei que estou sendo covarde em não indo direto ao ponto de conversar que vim ter com ela.

-Comemorar o que se não é o seu aniversário e muito menos o meu? —Ela pergunta curiosa.

-É bom... Que você me salvou daquela estagiária doida você acredita que ela teve a ousadia de me chamar de meu amor, e você sabe que uma pessoa só se refere a outra assim quando são íntimos ou tem algum tipo de relacionamento.

-Sei. —Ela fala se afastando de mim e tampando o tubo de pomada.

-É por isso que hoje a gente deve comemorar isso o que você acha?

-Hoje não vai dar. —Ela fala passando o tubo de pomada pra mim.

-Ah por que não? —Perguntando estranhando já que ela apesar de não gostar de ir para os lugares que gosto nunca recusa.

-É que eu tenho um compromisso hoje.

-Que tipo de compromisso, não me diga que vai para um encontro as escuras ou pior com o tarado do Austin?

-Isso não é de sua conta Lauren.

-Como não pensei que fossemos melhores amigas?

-Bom e somos, mas o meu mundo nao gira em torno de sua vida e nem tudo o que eu faço ou deixo tenho que te dar satisfação.

-E virce-versa.

-Bom eu sei, mas você não pode deixar de comemorar comigo hoje.

-Por que não?

-Bom porque eu te devo uma e a gente vai para onde você quiser qualquer lugar menos a lua é claro, eu te dou a minha palavra.

-Interessante.

-E?

-Eu vou pensar no seu caso Lauren, agora se você me der licença eu preciso organizar a correspondência entre outras coisas.

-Eu vou ficar ansiosa esperando pela sua resposta. —Falo sorridente sabendo que tenho até o final do dia para convencer ela a ser a minh namorada de mentira, mas como essa simples palavra namorada me sai dolorosamente.

-Tchau Lauren.

-Tchau Camila até mais tarde.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...