História My Fate My Choice - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Lacey (Belle), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin)
Tags Bellequeen, Drama, Once Upon A Time, Romance, Rumbelle, Swanqueen (so No Fim)
Visualizações 19
Palavras 1.647
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Atenção: esse é um sonho úmido.

Capítulo 5 - Liberdade


Sua pele estava úmida, mas estava quente, muito quente, ela abriu os olhos se vendo sobre a rainha nua, ela estava deitada sobre uma pilha de almofadas coloridas, sua pele morena brilhava, e ela sorriu para ela. Bela olhou ao redor percebendo que estavam em uma grande tenda, ela podia ver pela abertura da tenda a areia que se estendia por quilômetros, adornando as estruturas triangulares gigantes. __ Egito? A rainha perguntou, e Bela voltou seu olhar para ela. __ Eu sempre quis visitar lugares onde os maiores segredos estão escondidos. Respondeu, e a rainha sorriu maliciosamente, olhando para o corpo dela, a respiração de Bela se aprofundou e ela se sentiu pulsar, a umidade chegando em outras partes de seu corpo, enquanto a rainha acariciava suavemente seus braços. __ Eu adoraria descobrir alguns segredos. Provocou, e a jovem tremeu, e a rainha percebeu. __ Bela? Ela chamou. __ Sim? Bela respondeu. __ Você quer isso? Você sabe que sexo é uma opção  e não uma obrigação, certo? Há pessoas que não sentem desejo sexual e está tudo bem não sentir, assim como está tudo bem sentir. Concluiu e Bela acenou. __ Eu sinto. Eu quero. Ela respondeu, e a rainha sorriu. __ Certo, então me diga o que você quer.

__ Eu só não sei o que fazer. A jovem disse, estava nervosa. __ Já fez isso antes? A rainha perguntou. __ Sim, não. Bem, não dessa forma. Mas eu já li sobre isso. E a morena riu. __ É claro que leu. Então você sabe que fazer amor com um homem é diferente de fazer amor com uma mulher. Que de fato fazer sexo com qualquer um é diferente, porque cada pessoa é diferente. Disse, e girou Bela sobre as almofadas, ficando por cima. __ Cada pessoa tem uma forma diferente de chegar ao prazer, e deve haver equilíbrio entre um casal para que ambos os lados encontrem satisfação, por isso ser honesta é importante em vários níveis, conhecer a si mesma e seu parceiro ou parceira é importante. A rainha disse, e o olhar de Bela queimou. __ E agora eu estou falando como um de seus livros. Disse divertida,  Bela mordeu o lábio, o que fez a rainha levantar uma sobrancelha. __E você acha isso sexy? Perguntou, e o olhar da jovem se tornou mais lascivo. __ Gosta dos tipos inteligentes. Interessante. A morena disse, descendo as mãos pela corpo dela, e indo para baixo. __ E você? O que excita você? Bela perguntou, logo ficando corada. __ No momento saber o que te dá prazer. Você se dá prazer Bela? Perguntou, abrindo as pernas dela, e se colocando entre elas. __ Não, sim. Uma vez. Ela respondeu um tanto sem jeito. __ E como foi? Você gostou? Prosseguiu e lambeu a extensão da coxa da jovem, o que fez Bela arfar. __ Sim!

A rainha sorriu. __ Se gostou, porque não se tocou mais? A pergunta da morena, ela mesma havia se feito muitas vezes. __ Porque… eu… Ela não terminou, ofegando enquanto a rainha lambia a sua outra coxa, a língua dela queimava sua pele, então ela olhou para ela curiosa. __ Deixe-me adivinhar damas também não sentem prazer? Disse, e se afastou a observando. __ Me mostre. Pediu, animadamente, e Bela podia ver um certo brilho maligno no olhar dela. __ O que? Ela perguntou confusa. __ Me mostre como você se tocou. A rainha disse direta. __Oh! Bela estava surpresa. __ Como você pode ser livre se você não conhece a si mesma? Você deve saber o que você teme. O que você quer. O que te dá prazer, e o que não. Me mostre como tocar você. Me mostre onde você quer ser tocada. Bela observava cada expressão da morena, enquanto deslizava sua mão suavemente por seu corpo, indo em direção a sua vagina. Vagina deveria ser como ela deveria chamar em um momento como aquele? Haviam outras nomenclaturas que ela poderia usar, nomes mais excitantes, e porque ela estava se preocupando com nomes? Podia sentir seu corpo tensionar, enquanto seus dedos acariciaram os pelos sobre seu sexo, ela nem mesmo havia se depilado além das virilhas. E então ela sentiu mãos suaves deslizarem em seus pés, enquanto a rainha se aproximou novamente, com um sorriso gentil, iniciando uma massagem na sola dos pés dela. __ Bela, relaxe, você não tem que me agradar, não tem que agradar ninguém além de si mesma. Não é sobre o que os demais querem, é sobre o que você quer, pense em você. Se permita se conhecer, se sentir. A rainha disse, seguindo com a massagem, e ela sentiu a tensão abandonar o seu corpo, e seus dedos alcançaram seu clitoris o pressionando, ela gemeu baixinho, e a rainha sorriu, voltando a apenas observá-la, enquanto começava a acariciar o próprio corpo, ato que fez Bela se sentir pulsar ainda mais, e ela se penetrou, e gemeu, vendo a morena fazer o mesmo. Elas gemeram, se penetrando, observando uma a outra, e deixando suas mãos seguirem livres. __ Venha aqui. Bela sussurrou, e a rainha obedeceu, se movendo e se colocando sobre ela. __ Me toque. Ordenou, e novamente a morena obedeceu, substituindo os dedos da jovem, e introduzindo os dela. Bela gemeu, começando a sentir finalmente que algo se encaixava no lugar, a reação dela a rainha aumentou o ritmo, ela moveu seus quadris buscando mais contato e fechou os olhos, enquanto seu corpo começava a tensionar, até que ela foi tomada pelo orgasmo. __ Oooh, huriyaaa...

Quando ela abriu os olhos, estava em pé diante de uma vista linda, estava apoiada em uma construção de metal, e ela só percebeu que era a torre eiffel minutos depois. __ Você realmente sabe escolher os lugares. A voz grave veio de trás dela, e ela virou, vendo a rainha caminhar na direção dela, ela estava nua, e Bela percebeu, elas não estavam sozinhas, havia pessoas ali, indo e vindo, tirando fotos, as encarando, e ela se sentiu corar, e tentou esconder a sua nudez com as mãos, ela não estava totalmente nua, havia algo em sua parte de baixo, mas ela se recusava a olhar. __ Não faça isso. A rainha disse. __ Você está sempre fazendo isso não? Sempre pensando no que vão dizer ou pensar? E Bela acenou, recordando que aquele era o sonho dela, o que ela tinha realmente a temer? Ela respirou profundamente e moveu seu olhar para baixo, para o que ela havia sentido em si. Ela estava vestindo um strap-on, ela já havia pesquisado sobre isso, ela tinha profundo interesse sobre. __ Eu devo admitir que estou um pouco impressionada. A rainha disse, e a jovem encontrou o olhar lascivo dela. __ Tudo isso é pra mim? Ela provocou, e isso fez algo queimar em Bela. __ Venha aqui! Ela chamou, e a rainha obedeceu. Ela beijou os lábios dela, mordendo os levemente. __ Segure na estrutura. Ordenou, e novamente a morena obedeceu, enquanto a jovem se colocava atrás dela. Ainda sem jeito com a nova situação, Bela riu um pouco, e isso a fez relaxar, enquanto sua vontade, a vontade de possuir crescia. __ Sabe, eu sempre quis fazer isso. Ela disse, deslizando uma das mãos a frente, tocando o sexo da morena, que estava úmida e inchada, e respondeu ao toque dela gemendo. __ Sexo público usando um strap-on na torre eiffel? Você é realmente boa com fantasias. Ela provocou, e a jovem riu. __ Não… sua voz saiu grave, e a morena tremeu. Ela usou dois dedos para abrir a entrada pegajosa dela, enquanto aproximava a ponta do pênis de borracha. __ Conquistar, desbravar, penetraaar. Ela concluiu, começando a deslizar dentro dela, ao que a morena gemeu profundamente, e então a jovem começou a penetrá-la por trás, mantendo suas mãos firmes no traseiro dela, ela podia sentir seu próprio clitóris ser pressionado pelo apetrecho, assim como sua vagina era penetrada. As pernas da rainha tremiam, e ela gemia alto, atraindo olhares que Bela ignorava, para elas, ela se sentia no controle, como uma grande conquistadora, e as reações da morena a estavam libertando totalmente. Ela aumentou o ritmo, as mãos da rainha apertaram ainda mais as barras de ferro, e ela sentiu o corpo dela tensionar antes dela atingir o clímax e gritar: Libertééééééé…

Quando Bela se deu conta de si novamente, ela estava deitada sobre a morena, e elas moviam seus corpos suavemente um no outro, enquanto o local que elas estava balançava levemente, um breve olhar a fez perceber que elas estavam em uma espécie de balsa. Na ponta havia um homem, com uma grande vara, movendo as pelo que parecia ser um rio. __ Você é bem romântica. A rainha disse, e ela sorriu. __ Eu quero tudo. Bela respondeu, e seus olhos se arregalaram ao ver que a forma da rainha começava a mudar, e um rosto magro que ela há muito não vi a encarou com olhos brilhantes. __ Ruby.  Bela sussurrou. __ Eu devia ter dito algo… eu… Ela não terminou, então a jovem morena de olhar dourado moveu a mão e tocou o rosto dela suavemente. Lentamente elas uniram seus lábios, e suas mãos. __ Eu amo você. Ela suspirou, lágrimas escrevendo linhas em seu rosto, enquanto a morena a abraçava. E então, ela mudou novamente, Bela só percebeu, quando Regina se afastou por um momento para olhar para ela. __ Estamos quase lá. Ela disse, e Bela não entendeu. __ Onde? Perguntou, elas seguiam movendo seus corpos. A rainha sorriu, e uniu seus lábios novamente, o beijo se aprofundou, e seus toques também, Bela podia sentir a pele delas mesclarem e suavizarem, se tornando uma coisa só, e então elas se fundiram, em sua mente ela pode ouvir a voz da rainha “não esqueça”, ela disse, “o que?” Bela perguntou, “de tudo”. E tudo desvaneceu...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...