1. Spirit Fanfics >
  2. My Favorite Boss - JiKook >
  3. Prólogo.

História My Favorite Boss - JiKook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amores,tudo bem??bom,aqui está o novo capítulo dessa fanfic, sim,eu irei fazer algumas alterações nela mais espero que vocês gostem de verdade é boa leitura.

Capítulo 1 - Prólogo.


Batidas fortes foram deixadas na porta de casa me fazendo levar um susto assim que ouvi,me levanto da minha cama devagar é indo até a porta do meu quarto colocando meu ouvido na mesma para ver se ouvia algo além das batidas fortes na porta.

Destranco a porta do meu quarto e a abro devagar,olho em volta me certificando que não tem ninguém logo desço as escadas de forma rápida. Eu não estava entendendo oque estava acontecendo quem estava na porta??será que era um dos amigos dos meus pais??

Ao pensar na possibilidade sinto meu corpo se arrepiar por completo,medo era oque eu estava sentindo no momento.

-ABRE A PORTA!- uma voz grossa é alta fala do lado de fora me fazendo tomar outro susto.

Pego um pequeno banquinho e o colocando em frente da porta,subo no mesmo é me aproximo do olho mágico ligo vendo quem era as pessoas que estavam na porta. Um alívio correu pelo me copo me fazendo descer do banco é destrancar a porta é a abri-la rapidamente.

- Um garoto???- o polícia fala assim que me vê na porta.- é aqui que mora Park Sun-mi é Park Jhoghan??

- Sim,eles são meus pais.-falo baixo levantando minha cabeça e olhando para o polícial.

Eu podia ter apenas sete anos,mais eu não era bobo eu sabia que meus pais faziam coisas erradas é já presenciei muitas delas. E essa coisas me fizeram crescer na defensiva é sempre atento a tudo.

Meu pais nunca ligaram de fato pra mim. Meus pais eles eram criminosos vendiam é usavam drogas,matavam é torturavam pessoas inocentes é pessoas de gangue inimiga é bom porque eles tiveram um filho??ele só iria atrapalhar. Não é bem assim,desdo meus três anos eles me usam para entregar drogas,para receber pessoas em casa é entregar armas é coisas ilegais. Muitas das vezes eu não conseguia dormir pelo simples fato da minha mãe é do meu pai estarem em casa,eu tinha medo,medo dos meus pais me matassem porque eles deixavam bem claro que qualquer erro que eu fisece eles me matariam.

O que me faz ficar trancado no quarto sozinho,meu primo que era cinco anos mais velho que eu sempre vinha me visitar é cuidava de mim mais ele só vinha de vez em quando porque ele morava em seul.

Eu tenho problemas de saúde,tenho ansiedade é asma. A asma veio porque quando minha mãe ainda era gestante ela fumava,usava drogas é bebia muito oque me faz desenvolver uma asma que não era forte mais mesmo assim eu não podia viver sem minha bombinha e bom, a ansiedade veio aos meus cinco anos foi a época que eu mais passei transtornos emocionais e físicos.

O policial se abaixa na minha altura me fazendo afasta por puro instinto.

-Você sabe aonde estão seus pais???- Sim,eu sabia mais o medo que eu tinha de contar me faz abaixar minha cabeça,eles poderiam me matar se eles descobrirem que eu dedurei eles. O policial percebendo minha ação ele sorrir de forma tranquila e afaga meus cabelos- não se preocupe não iremos te fazer mal somos do bem.-ele volta a falar de forma calma.

- Eles vão me matar se descobrirem que eu dedurei eles. -falo ainda baixo. O policial me olha por alguns segundos logo fala.

- Não iremos deixar isso acontecer uh? Iremos te proteger não se preocupe.-Meio excitante volto a levantar minha cabeça e olho nos seus olhos que me passava uma certa confiança.

- Eles estão no antigo galpão perto da saida de Busan é melhor vocês irem rápido eles vão sair de lá logo. - falo vendo o polícial assenti é me olhar.

- Fica aqui dentro da sua casa é trança tudo não sai por nada é só abre a porta se for eu tá bom?? - Concordo com a cabeça - prometo não demorar tá bom??

- tá bom.-ele concorda é virá de costas entrando na viatura da Polícia.

Faço oque o mesmo pediu é entro dentro é casa trancando tudo.

[...]

Se passaram três horas des da minha conversa com o polícial, eu estava trancado no meu quarto quando ouso batidas na porta me levanto rápido é saio do quarto e subo no banquinho em frente da porta,assim que vejo o polícial abro a porta.

- Vocês prenderam meus pais?? - e a primeira coisa que eu falo assim que abro a porta. O policial me olha logo soltando um suspiro e concordando com a cabeça.

- Temos que achar um lugar para você ficar, aonde tá a sua família??- rapidamente imagem do meu primo vem na minha mente.

- eles moram em Seul.-falo rápido- meu primo mora com a minha avó ela sempre tentou ter minha guarda só que meus pais não deixaram ela podia ficar com migo.

- Claro entraremos em contato com ela.

[...]

Depois disso eu fui para Seul minha avó ficou feliz por finalmente conseguir a minha guarda eu passei exatamente cinco anos com ela nesse tempo meu primo já tinha completado 17 anos ele saiu de casa é foi morar sozinho eu fiquei com a minha avó por mais um tempo,ela acabou adoencendo tendo que ficar enternada no hospital.

Sem muita escolha eu fui para um orfanato,meu primo não era maior de idade para cuidar de mim a justiça não permitia mais ele me prometeu que assim que ele tivesse maior idade ele iria me tirar do orfanato.

Não foi tão ruim lá,eu passei um ano no orfanato nesse tempo eu conheci meu melhor amigo Kim Taehyung infelizmente ou felizmente ele foi adotado um pouco antes do meu primo me tirar do orfanado eu senti muita saudades dele nesse pouco tempo que eu passei no orfanato.

Depois que ele saiu a gente perdeu o contado. Com treze anos eu saí do orfanato é fui morar com o meu primo. 


Notas Finais


Esse foi o capítulo,prometo que os próximos será mais interessante. Desculpe qualquer erro o próximo capítulo vai sair sábado ou domingo então até lá amores beijo.

Essa aqui é outra fanfic minha vão lá da uma olhada.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-castelo-de-gradara-19603570


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...