História My First and Last [Hiatus] - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, Taeyong, Yuta
Tags Marksung
Visualizações 97
Palavras 731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I'm baaaaaaack

Lily: Este capítulo contém cenas incrivelmente fofas e é narrado pelo Mark, aka um pai muito babão. Sério, toda vez que eu vejo o Mark, imagino ele sendo aqueles pais que fazem tudo pela cria, até mesmo se vestir de herói e passar o dia brincando. Deve ser pela fofura dele...

Capítulo 4 - 9 Meses


Definitivamente o dia está sendo maravilhoso! E sabem por quê? Fiquei sem fazer vários nadas o dia inteiro! É certo que eu sou meio preguiçoso, mas quem me impediu de levantar da cama foi o Sung.

Já se passaram 4 meses desde quando recebemos a notícia de que teríamos um menino, o nosso Daniel. E falando em meu filhotinho, estou um pouco mais atento a tudo pois ele pode querer vir ao mundo à qualquer instante, e isso tá me deixando ansioso e maluco. 

-Sung-ah?

-Sim? - ele ainda estava meio sonolento, adorável.

-Você...não sentiu nada escorrendo ou nenhuma dor né?

-Mark, pela milésima vez, eu ainda não estou em trabalho de parto... 

Regra número 1, jamais faça esse tipo de pergunta à um grávido. A menos que queira ser respondido com grosseria. 

Regra número 2, peça desculpas e sinta ele ou ela te abraçar carinhosamente e sorrir.

-Desculpe amor, estou ansioso. - fui envolvido em um abraço fofo. Deu certo.

-Eu também estou ansioso, quero muito pegá-lo nos braços. 

Regra número 3, comece a falar sobre o filhote e veja-o com um certo brilho nos olhos.

-Também quero pegá-lo no colo... - o vi levantar bem devagar. -Aonde vai?

-Comer algo...vem comigo...

-Lógico que vou! Não vou te deixar descer essa escada enorme sem mim.

Fomos para fora do quarto bem devagar, e então eu senti um arrepio muito estranho percorrer minha espinha, como se alguma fosse acontecer.

-A-Amor... - paramos bem no meio do corredor e então Jisung apertou fortemente minha mão. - a bolsa estourou.

Naquele momento eu fiquei tipo aqueles computadores sabe? Com a tela escrito "error 404". Mas voltei ao mundo real quando o ouvi gritar. 

-E-Eu vou pegar as coisinhas dele e as suas! - fui correndo até o nosso quarto e peguei rapidamente as chaves de casa e as do carro, juntamente com as coisas do meu marido, segui então e peguei uma bolsinha azul ~leia-se escolha de Huang Chenle~ e peguei Jisung nos braços.

-R-Respira como a médica disse!

-E-eu sei!

O coloquei no banco da frente do carro e o deixei confortável e corri para entrar no carro e sair de casa.

-I-Isso dói demais! 

A nossa sorte, era que a minha casa não ficava tão longe do hospital, pude ver a médica logo ali na recepção. 

-Está com contrações? Perfeito, iremos levá-lo para a sala de cirurgia rapidamente. 

-O Mark vai comigo né?

-Claro que vou, mas antes, vou ver sua estadia aqui ok? - deixei um selar em sua testa. 

-Amo você. 

-Eu também amo você.

E foram as últimas palavras que trocamos, pois tive de ir a recepção cuidar da estadia dele.

Não demorei a colocar as roupas adequadas enquanto entrava na sala de cirurgia, me dava até uma certa tristeza em vê-lo assim.

-Está tudo bem? - segurei sua mão e fiz um pequeno carinho.

-S-sim, só estou meio...sonolento.

Observei cada canto daquela sala, direcionando o olhar os médicos, me dava uma certa agonia em ver eles abrirem o meu ômega daquele jeito.

Mas o meu mundo parou quando eu vi eles retirarem o meu filhote e então ouvi seu chorinho ecoar na sala toda.

-A-Amor, ele chegou! 

-Chegou? 

-Sim! Obrigado por me dar o melhor presente da minha vida!

Sorri em meio a lágrimas enquanto a médica colocava Danny em meus braços.

-O-olha amor!, e-ele é lindo!

-E-ele parece com você...

-S-sim, mas agora descanse ok? Prometo que levarei Danny para você.

-Okay...

Assenti enquanto o levavam para o quarto onde ele ficaria e eu fui acompanhar a médica até o berçário e deixei meu filho lá e tirei aquelas roupas e me sentei em um dos bancos que ficava ali perto. 

1 hora depois. 

Vou dizer algo engraçado, já se passou uma hora e foi o tempo que meu marido teve para descansar e agora eu estou indo visitá-lo.

-Amor? Trouxe alguém pra te ver...

-Entra...

Sorri fofo e entrei com Daniel nos braços e vi Jisung sorrir lindamente para mim e esticar os braços, ele devia estar louco para pegá-lo nos braços.

-Ele é lindo amor...parece você.

-Você acha?

-Acho, ele tem pouquíssimos traços meus... - ele fez bico e começou a brincar com as mãozinhas de Danny.

-Eu acho ele parecido com você, tem bochechinhas gordinhas iguais as suas! - sorri bobo e bocejei lentamente.

-Com sono? - assenti. -Ele também. 

-Quer que eu o leve de volta?

-Não precisa, deita aqui conosco e o colocamos no meio.

-Se você diz...

Me deitei com eles dois e peguei uma das mãozinhas de meu filhote e acabei adormecendo, eu estava cansado e meu corpo precisava daquilo.




Notas Finais


AAAAAAH WAE?

Lily: É isso aí meus amigos, MFAL possivelmente terá mais um capítulo que é o epílogo, mas vai depender da minha criatividade. E sobre o Huang Chenle...é, meu Renle está vivo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...