1. Spirit Fanfics >
  2. My First Love. >
  3. O Início do Casamento.

História My First Love. - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Oooie, Pessoal! Cheguei com mais um Capítulo fresquinho para vocês! ❤

Espero que gostem desse, eu dei bastante risada escrevendo por causa do Mackie 🤣

Podem ler! 🥰

Bjs 💋💋

Capítulo 23 - O Início do Casamento.



-Então... 


Ignorei o sorrisinho do Anthony e continuei provando o terno, em frente ao espelho. Ele não se deu por vencido. 


-Sebastian, sério... Vamos parar de agir igual crianças, tá? 


Encarei ele, pelo espelho. 


-Sério? Você falando em parar de agir feito criança? Quem é você e o que fez com o Mackie? 


Ele revirou os olhos e cruzou os braços, suspirando. 


-Até eu já tô casando. E com uma mulher que conheço há menos tempo do que você conhece a Ruby! 


Dei de ombros e virei para ele. 


-E ai? O que achou? 


Anthony me avaliou de cima à baixo. Levantou da cama e me circulou. Senti um tapa na bunda. 


-Está uma grande gostosa! 


Peguei o travesseiro e taquei nele. 


-Quer falar sério, homem?! Como estou? 


Anthony tacou o travesseiro de volta na cama e sorriu. 


-Está incrível! De verdade! - Anthony me olhou nos olhos. - Obrigado por ter aceitado ser meu padrinho! 


Sorri e puxei ele para um abraço. 


-Imagina! Depois daquilo tudo que a gente passou... Só se eu fosse louco ou idiota para não aceitar! 


Anthony riu, me soltando e segurando pelos ombros. 


-Olha, que bom que não é louco, então, porquê idiota... 


Comecei a rir, enquanto dava um tapa na nuca dele. 


Depois, comecei a trocar de roupas enquanto Anthony contava como Nina estava animada para ser a Daminha de honra e como Lupita estava quase morrendo de nervoso. 


O casamento ia ser naquele fim de semana e ela ainda nem tinha ajustado o vestido. 


-Mas o que foi que atrasou? - Perguntei, ajustando a camisa no cabidr com cuidado. 


-E eu sei lá? - Anthony bufou. - Eu tinha jurado nunca mais passar pelo estresse do casamento... 


Dei um sorriso. 


-Está aí um estresse que nunca vou passar! - Comentei, dando o cabide para ele segurar e ajeitando o paletó. 


-Ah, Tá Bom! - Anthony exclamou, alto, rindo em seguida. - Nós dois sabemos que é só a Ruby aparecer com as alianças e o padre e... 


-Pelo amor de Deus, Anthony! - Reclamei e o encarei. - Já falei mil vezes que não estou apaixonado por ninguém! Muito menos por ela! Mas que inferno! 


Anthony suspirou, mas ficou quieto. 


Depois, fomos até a cozinha e emendei o assunto sobre a surpresa que eu tinha preparado para Ruby, para comemorar o aniversário de amizade com ela. 


E para minha surpresa, o maluco do Anthony tinha mesmo mandado entregar lá na cerimônia... 


-Conversando sobre o que, meninos? - Lupita acabou assustando nós dois quando começamos a discutir. 


Não lembro nem porquê. Mas a culpa era dele, claro. 


-Nem sei, na verdade... - Anthony deu de ombros e puxou Lupita pela cintura, dando um beijinho nela. - E vocês? 


-Nada. - As duas responderam juntas. 


Ruby sentou no balcão, em frente a Anthony e do meu lado. Os cabelos estavam presos em um coque molhado na cabeça e... 


-Hey, essa blusa é minha, Ruby! - Reclamei. 


-E daí? - Ruby me encarou, sorrindo. 


Bufei e revirei os olhos. 


-Vocês não fazem idéia do quanto essa garota é abusada, sério! 


Lupita ergueu as sombrancelhas e pegou um gole da cerveja que Anthony estava tomando, olhando para mim. 


-Hm.... Ela é abusada, é? 


-Lupita... - Ruby chamou. 


Encarei as duas. Elas se olharam por um momento. Lupita começou a rir, enquanto Ruby tentava chutar ela por debaixo da mesa. 


Okay, eu tinha deixado passar alguma coisa, porquê até o Mackie riu. 


-O que é engraçado? 


-NADA! - Ruby, praticamente, berrou. 


Depois, tentou dar um sorriso sem graça. E se explicou melhor. 


-É que... Tem a ver com o casamento e... 


-Oh, como tem! - Anthony e Lupita exclamaram, rindo. 


Ruby bufou. 


-Liga não, Stan! São dois idiotas! Eu vou na cozinha fazer um lanche, quer? 


Ruby saltou do banquinho e não deu nem três passos. Depois, virou meio avermelhada e deu de ombros. 


-Corrigindo, eu já estou na cozinha! Quer um lanche, Stan? 


Neguei, com a testa franzida. Ela deu de ombros e fui mexer na geladeira. 


Até ia tentar questionar o que aconteceu, mas Genevieve me ligou, confirmando se eu ia ao evento daquela noite em um Clube de Tênis ou não. Com isso, acabei esquecendo da agitação da cozinha e fui arrumar as coisas que a gente bagunçou de noite. 


O resto do dia passou rápido e quando percebi, Ruby também teve que ir eora e ia aproveitar a carona do Anthony para ir para a casa da mãe. 


-Ah, tudo bem. Vou ter que ir naquele jantar do Gregory, lá no Clube de Tênis também... - Comentei, me despedindo de Lupita. - Ah, a propósito, Lupy... Minha mãe confirmou que vem no casamento, sim! 


-Ah, que maravilhoso! - Lupita comemorou. - Eu realmente, adoro a sua mãe! 


Anthony deu um cotovelada nela e eu quis pular do pescoço do Mackie no segundo seguinte. 


-Amor, não diz uma coisa dessas! 


-Ué? Por quê? 


-Porque a sogra é da Ruby! 


Ruby ergueu as sombrancelhas e depois, revirou os olhos, rindo. 


-Era, Anthony! Tem mais de vinte anos essa história! 


-Teoricamente, vocês não terminaram... - Lupita observou. 


Encarei minha parede e comecei a esfregar a unha do dedão contra ela numa sujeira que achei. Ruby suspirou. 


-É claro que a gente terminou! 


Encarei ela. 


-Terminou? 


Ruby franziu a testa. 


-Claro que terminamos! 


-Não, você disse que ia me ligar para dar uma resposta. Que precisava pensar. Só isso. Nunca ligou. Nunca me atendeu. 


O queixo dela caiu. Anthony caiu na risada. 


-Ah... 


Dei um sorris irônico.  


-Ah... 


Ruby revirou os olhos. E me deu um tapa. 


-Idiota! 


-Palhaça! - Puxei ela pelo braço e dei um abraço. - Tchau, se cuida! 


Ela retribuiu e me deu um beijo na bochecha. 


-Também se cuida, tá? 


Ignorei Anthony fazendo sinal para eu beijar ela. E assim que, enfim, os três sumiram, tive um pouquinho de paz. 


Fui até o jantar e depois, fiquei moscando aquela semana toda até a sexta feira do casamento. 


Quero dizer, sexta demorou a chegar, mas quando chegou, eu pisquei e já eram onze da manhã. O casamento era às seis da tarde. Anthony estava tendo um treco. Minha mãe chegoh mais cedo que o esperado. A Joy e o Chris atrasaram.


Por consequência, eu tbm acordei atrasado e tive que aturar um sermão de quase uma hora, enquanto ajudava o Anthony a colocar a roupa e a tomar conta dos dois filhos mais novos dele. 


Não que aquelas crianças fossem me obedecer, mas ao menos, se um deles caisse e quebrasse a cabeça, eu saberia informar o que foi que aconteceu. 


Assim que, enfim, ele ficou pronto, pagamos o carro e fomos para o Clube que eles alugaram para o casório. 


-E se ela desistir, Stan? 


Encarei ele, rapidamente, para não desviar o olhar dos carros. E neguei com a cabeça. 


-Ela não vai desistir, Mackie. 


-Tá. - Pausa. - Mas e se desistir? 


Suspirei. 


-Eu caso com você. - Falei, rindo. - Serve? 


Anthony deu uma risada. 


-Mas você não está de branco, Sebastian! 


-Eu não sou virgem! - Dei de ombros. 


-Então, tá... - Pausa. - Devíamos ter comprado lubrificantes?! 


Dei uma risada alta. O filho dele se pendurou atrás de mim e perguntou: 


-Pai, o que é um lutificante? 


-Nada. - Anthony respondeu, rápido. - Aquieta aí, moleque! Vai ficar todo suado! 


Levamos mais alguns minutos para chegar e vimos que tinha uma quantidade significativa de pessoas e repórteres. Joy e Chris estavam parados bem em frente ao Clube, conversando, empolgados. Anthony fez uma careta quando viu. 


-Coitado... Se ele soubesse das loucuras que ela já fez para chegar perto dele... 


Dei uma risada e mandei Anthony deixar a prima em paz. Afinal, eu devia muito à Joy ter agido no tempo certo. Na verdade, eu devia tudo a ela. 


-Ah, Stan! - Joyce veio correndo me abraçar. - Quanto tempo! Olha para você! Só não está mais gato que o Chris! 


Anthony revirou os olhos e abraçou a prima. 


-Já está chateando o Chris, é? 


-Eu não te perguntei nada, Anthony! 


Olhei para o colo de Chris quando os dois começaram a discutir e abri um sorriso. 


-É ele?! - Perguntei, pegando o filhote de labrador marrom escuro. - Que fofinho! 


Comecei a rir quando ele abanou o rabinho e começou a me lamber. Anthony suspirou. 


-A idéia que eu tive é a Nina levar o cachorrinho até o altar com as alianças e entregar para a Ruby. 


Joyce também veio verificar o cachorrinho e ficou toda boba quando ele lambeu ela todinha. 


-A Ruby vai amar! 


-Eu sei! - Comentei, rindo. - Ela falou essa semana sobre querer o cachorrinho... 


Ficamos conversando durante alguns minutos, mas quando ligaram avisando que Ruby e Lupita já estavam chegando, enfiamos Anthony dentro da "Capela" montada. 


Ainda perdemos cerca de vinte minutos falando com um monte de gente, como Scarlet Johansson, Samuel L. Jackson, Elizabeth Olsen, alguns outros atores... 


Foi quando meu celular tocou. 


O número de Ruby brilhou na tela e eu me afastei um pouco para atender. 


-Oi, Rub...


-Pelo amor de Deus, Sebastian! - Ruby me interrompeu. - Só falta você para a gente entrar na Capela... 


-Só falta eu? - Perguntei, sem entender. 


-Sebastian... - Ruby respirou fundo. - NÓS DOIS SOMOS OS PADRINHOS HOMEM! EU PRECISO DE VOCÊ PARA ENTRAR, SEU INTELIGENTE! QUER APARECER AQUI AGORA? 


Desliguei e me despedi do pessoal, correndo para a capela e tentando achar a Ruby no meio daquelas meninas com vestidos todos iguais ou parecidos. 


No fim, ela que estava perto da Lupita. 


E fui eu quem perdi o fôlego. 


O vestido de Ruby era em um tom de pêssego, leve e meio apertado. As costas estavam de fora, apenas com algumas fitinhas entrelaçadas, formando um desenho bonito. Ruby tinha os cabelos semipresos e uma maquiagem leve. 


Me forcei a respirar normalmente e andar até as duas. 


-Uau, nossa... - Comentei, abraçando Ruby pela cintura, de lado. - Vocês estão incrivelmente lindas! 


Na verdade, só me lembrei de olhar para o vestido de Lupita quando ela agradeceu. E realmente, ela estava linda. 


Mas não acho que chegasse aos pés de Ruby. 


Notei que as duas tinham falado alguma coisa com um pouco de atraso. 


-Ham? 


-A gente já pode entrar ou você ainda vai babar pela Ruby por muito tempo? 


Não tive coragem de olhar para ela, mas ignorei Lupita e puxei Ruby pela braço, parando na fila de madrinhas e padrinhos, logo atrás de Joy e Chris. 


A marcha nupcial tocou e, enfim, o casamento começou.  


Notas Finais


Ai, gente... O Sebastian todo apaixonadinho é tão fofo! 🥰🤭

E eu amo o Mackie, é isso! KKKKKKK'

Espero que tenham gostado! ❤

Até o próximo!

Bjs 💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...