1. Spirit Fanfics >
  2. My First Love. >
  3. Cara, como assim?!

História My First Love. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee, estão se cuidando né?! Demorei um pouquinho para lançar os capítulos, sorry! Mas aí está o quarto capítulo

Capítulo 4 - Cara, como assim?!


Fanfic / Fanfiction My First Love. - Capítulo 4 - Cara, como assim?!

Acordei novamente com aquele menino em minha cabeça. Desde que o vi naquele dia, todo dia sonho com ele. Calma, você deve achar que sou uma louca por estar pensando em uma pessoa que não sei nem ao menos seu nome. Mas não tenho culpa! Isso para mim é ainda mais confuso a cada dia que se passa. Já tentei encontra-lo na escola diversas vezes; seja no refeitório, em algumas salas, no pátio; mas NADA. Às vezes me pego perguntando se ele realmente é real, ou só coisa da minha cabeça.

Voltando a realidade,me lembrei que hoje eu irei sair com o Taehyung. Acho que vai ser divertido, por ele ser bem engraçado e simpático. Os amigos do meu irmão estam sendo bastante legais comigo, e estou tentando fazer o mesmo. Nesses dias, acabei conhecendo o Jimin e o Suga,  que também são extremamente engraçados. O Suga tem pose de bad boy, mas na verdade é uma fofura só; ele tem um sorriso gengival e é tão branquinho que parece um floco de neve e tem olhos e cabelos escuros. Já o Jimin é muito fofinho. Me aproximei dele depois de algumas vezes que nos vimos nessa semana, e ele é muito louco. Descobrimos que iremos fazer aulas de músicas, porém será em horários diferentes.

Tudo parecia estar se encaixando aos poucos, e fiquei muito feliz com isso. O único problema era aquele garoto misterioso... Mas alguma coisa me dizia que eu o veria em breve. 

Depois de mais um longo dia de aulas, tarefas e trabalhos escolares; eu e o Taehyung fomos para um shopping.

- Então, você toca alguma coisa Yuna?

- Sim... toco violão desde quando tinha 12 anos , e agora, pretendo tocar piano.

- Que legal! Quero te ver tocando algum dia e espero que esse dia não esteja tão longe - falou me o garoto, sorrindo de canto

- Vou tentar, pois sou tímida... - falei com um sorriso tímido.

- Então... me fala mais sobre você.  Até onde eu sei, você toca e é irmã do meu amigo.

- Bom, minha mãe é brasileira e meu pai coreano, então sou meio " abrasileirada". Antes de vir morar aqui definitivamente, eu vivia constantemente viajando para o Brasil e Coréia. - falei vendo o garoto parecendo curioso com minha história.

- Uau, minha vida comparada com a sua não chega nem ao pés - disse rindo- sempre vivi aqui junto dos meus pais, sou filho único e aprendi a tocar aos 7 anos. 

- Porque você toca?

- Ninguém nunca me fez essa pergunta, mas acho que foi pelo de não ter nenhuma companhia da minha idade - falou pensativo- e você, por que  toca?

- Faço isso porque amo, me acalma, A cada nota tocada, faz com que me sinta mais relaxada.

- Você é mais incrível do que pensei. - disse sorridente me deixando confusa. 

No fim da noite, ele me deixou em casa parecendo mais contente que antes.  Fiquei vendo ele entrar na primeira esquina. Foi quando percebi que haviam novos moradores na casa ao lado, e para ser educada, fui ajudá-los. 

Boa noite, sou vizinha de vocês, querem ajuda com esses móveis? - perguntei docemente.

- Oi mocinha, agradeço de mais sua ajuda - disse a mulher que aparentemente tinha uns 45 anos- meu filho acabou de sair e deixou tu isso para nó - disse sorrindo. 

Passei umas duas horas ajudando eles, quando vi que eu já tinha que estar em casa, pois havia combinado de jogar com o Nam.

- Gente me desculpem, mas infelizmente terei que ir embora.  Tenho um compromisso com meu irmão. - falei sem graça.

- Oh minha querida, não precisa se desculpar. Amanhã venha aqui se possível para que eu possa te conhecer melhor querida.

- Certo senhora, até mais!

Cheguei em casa morta de cansada,  toda suada. Eu imaginava que iria levar uma bronca do Nam, por não ter avisado que demoraria tanto. Fui diretamente ao quarto dele, onde acabei escutando o som do seu vídeo game.

- Nam... - eu fiquei em choque como assim ,ele estava lá!  O menino que vi na terça feira, era... ele?!  Como assim? E ainda mais, com meu irmão?

- Oi Yuna, porque demorou tanto? - disse sorrindo- . Ah esqueci de apresentar vocês! Yuna esse é o Jungkook - quando o hyung falou o garoto sorrio de canto.

- Prazer em conhecê- la Yuna! Ouvi muito sobre você... - falou ainda sorrindo.

- Prazer em ti conhecer também.  - falei enquanto não sabia o que estava falando; e fiquei encarando o mesmo.

- Una, o que estava fazendo? Está toda suada, veio correndo para casa? - Nam perguntou da minha cara, fazendo o garoto rir baixinho.

- É...é...é... quando cheguei em casa, vi um casal ajuda e fui ajudá-los.  Preciso ir, tchau! - falei confusa e nervosa, indo em direção ao meu quarto.

Ainda ouvi os dois falando coisas tarde da noite sobre jogo. Então era ele mesmo? Na verdade,a pessoa que eu estava procurando estava mais perto de mim do que eu imaginava? Tinha tantas perguntas, porém nenhuma resposta.

Quando dormi, sonhei com ele de novo; porém naquela vez era um dejavú do que ocorreu comigo ontem; e quando acordei, mais perguntas vinham à minha mente. Porque ele estava na minha casa e foi embora de madruga? Não é perigoso? E... por que estou dando tanta importância a uma pessoa que eu mal conheço?

Depois dessas mil perguntas passando pela minha cabeça, me lembrei que minha nova vizinha queria que eu fosse lá hoje. Eu me arrumei para vê-los.  Eles eram bem engraçados com um senso de humor espetacular .

Era 15:30 da tarde quando bati na porta, quando...

- O que está fazendo aqui?


Notas Finais


Eita! Quem será?😂😂

Desculpa por qualquer erro de digitação blz?

Bjs e até o próximo capítulo💜💛💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...