1. Spirit Fanfics >
  2. My First Love. >
  3. Reconciliação

História My First Love. - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee! Olha só, eu no mesmo dia lançado 2 capítulos 😁 PASSADA!

Vai ocorrer umas coisinhas meio loucas 😂😂😂😂. Eu adoro um clichê adolescente, e você?


Boa leitura!

Capítulo 8 - Reconciliação


Fanfic / Fanfiction My First Love. - Capítulo 8 - Reconciliação

E mais um dia daquela rotina. Eu estou ansiosa para a festa que Jin vai dar. Nunca fui para festas que não fossem da empresa dos meus pais; não sei o que vestir, que maquiagem usar ou como se comportar nessa festa que vai acontecer. A minha sorte é que Jimin vai me ajudar, por que se fosse por mim eu ficaria em casa como todas as vezes, assistindo filmes e comendo pipoca. Mas estou curiosa para saber como realmente são essas festas...

Fora que meus amigos estarão lá,então não tem com que eu me preocupar. 

Como sempre, estávamos todos reunidos no refeitório, porém com a presença ilustre daquele idiota que me olhava timidamente, enquanto eu não baixava a guarda, sempre com aquele olhar de indiferença para o mesmo. E os garotos não paravam de falar sobre essa tal festa. Percebi que não era só eu que ansiava por essa festa.

- Cara, tô louco para dá a louca nessa festa. Já vou logo avisando, NINGUÉM ME SEGURA NESSA PORRA, OUVIU?! - falou Hope, fazendo todo mundo morrer de rir.

- Tu fala isso, mas depois de uma hora tu já está todo chapado com uma garrafa de Soju. - disse Yoongi um pouco sério. - me fazendo rir alto, não aguentei. Eles me olharam como se eu fosse uma louca.

- Tu tá rindo de quê palhaça? Tu já bebeu para estar rindo de mim? - disse Hope em um tom brincalhão .

- Não, é porque eu te imaginei todo chapado falando coisa sem nexo aí eu me  recordei que você já não é muito bem da cabeça, aí você quer o que? - todos começaram a rir de novo.

- Então Una, você vai beber comigo para ver quem vai se embebedar mais rápido, ok? - falou me desafiando.

Olha eu odeio quando me desafiam, pois aí eu faço coisas que eu nunca imaginava que faria. 

- Ela não vai fazer isso J-Hope. - disse Nam me olhando sério.

- Fica tranquilo Hope, vamos ver quem vai ficar mais chapado. - os meninos me olharam surpresos, eles não imaginavam que eu faria isso.

- Você não vai fazer isso! - disse Nam, me olhando com fúria.

- Nam, você sabe muito bem que nossos pais não acham nada de mais. Então deixa... por favor? Eu te amo muito muito - falei com carinha de gato pidão com a voz manhosa.

- Aish. Olha que se você ficar passando mal, eu não vou ficar cuidando de você  não. - disse não me olhando.

- Te amo hyung! - dei um beijo em sua bochecha.

- Pode deixar que eu cuido da nossa dongsaeng - disse Jimin piscando para mim. E eu sorri de volta.


O sinal tocou, indicando para voltarmos para sala. Todos se levantaram e foram para suas salas.


 Fiquei assistindo a aula, que já estava perto de acabar. Depois poderíamos ir para casa, mas eu ainda tinha aula de piano hoje. Fiquei ansiosa ao lembrar disso, queria saber quem era esse professor o quanto antes.


O sino tocou e fui andar pela escola. Pensei em ficar esperando o professor na sala, mas aí me deu vontade de ir para biblioteca


Entrei na biblioteca, e quando olhei para o caixa, Tae estava lá.


- Oi Una, veio estudar? -perguntou Tae.

- Na verdade eu vim ler, e você, está trabalhando?

- Sim sim, se lembra que eu ti falei antes? Então... aqui estou eu! - disse sorrindo. Aff... que sorriso hein?!

- kkk verdade! 

- E aí, desafiou o Hoseok né? Eu quero é ver no que isso vai dar.

- Para falar a verdade eu nem queria beber, mas quando eu pecebi que ele havia me desafiado, não aguentei. Eu sou um tipo de pessoa que quando é desafiada, eu vou até o fim.

- Kkkkk, sério? Você é muito estranha garota, e eu adoro isso. - falou sorrindo de lado com um olhar intenso. Acho que ele queria me matar.

Antes que você ache que eu gosto dele, não, eu não gosto dele; porém não só ele, como os outros meninos são bem gatos. Não é pelo fato de eu ser " santinha " que sou cega.


- Aham... -fiquei sem graça e começei a sentir minhas bochechas queimarem, fazendo com que ele sorrisse mais ainda, parecendo ter conseguido o que queria.


Ele veio vindo para mais perto de mim, até que sua boca estava quase encostando na minha.


- É impressão minha, ou deixei minha dongsaeng envergonhada? - falou ainda com o tom ousado.

- É...é...é eu tenho que sair agora, tchau! - falei rápido saindo de lá muito rápido.

- Tchau Yuna! - Ele disse, porém eu estava longe.


Senti minhas bochechas ainda vermelhas, fiquei confusa pelo ato repentino do mesmo, mas não ia me atormentar com isso, eu já ouvi muito falar que ele é pegador, então deve estar acostumado a intimidar as pessoas. Eu tinha que ir para sala agora, já estava um pouco atrasada.


Quando estava prestes a entrar na sala, ouvi aquele mesmo som de antes, os mesmo toques perfeitamente feitos e a mesma música. Dessa vez eu não deixaria passar, precisava descobri quem estava tocando essa melodia que estava me deixando cada vez mais comovida.


Entrei na mesma e o vi lá, a pessoa que eu menos esperava nesse mundo. Sim, era o Jungkook que estava tão concentrado com o som do piano que nem percebeu minha presença. Ele estava... perfeitamente perfeito tocando. Parecia estar dando sua alma naquela alma, a melodia fazia com que eu pensasse que ele não estava emocionalmente bem, porém não falava para ninguém. Fiquei com pena, mesmo ainda estando com raiva dele. Aqueles cabelos escuros estavam um pouco bagunçados, ele se encontrava com os olhos fechados apreciando a melodia do instrumento,  até que abriu os olhos e tomou um susto ao me ver encarando o mesmo.


- Yuna, o que está fazendo aqui? - ele perguntou. 

- Eu que pergunto, o que está fazendo aqui?

- Estava tocando agora, esperando minha aluna chegar. - falou encarando o piano.

- Aluna? Você é meu professor? - falei o encarando com cara surpresa, e o mesmo teve a mesma reação.

- Então é você que quer aprender a tocar? 

- É...

- Ah... o que está esperando? Venha para o piano. - ele falou me encarando.

- Tá. - por que logo ele?.

- Beleza, então você sabe alguma coisa do piano; tipo quais notas são cada tecla? - perguntou calmamente me olhando.

- Não, por isso estou nessa aula.

- Aham... bom, vamos começar por passos simples ok? como nossa próxima aula é na próxima segunda, quero que aprenda isso para podermos começar os treinos. -falou me entregando uns papéis.

- Ok... Só isso? - perguntei sem paciência.

- Só... se quiser, já pode ir. - falou tímido.

- Tá! - fui andando até a porta quando senti ele pegando no meu braço me virando para o mesmo.

- Yuna, antes de ir eu queria me desculpar pelo o que fiz contigo. Não foi justo ter descontado meus problemas pessoais em você. Eu realmente quero me redimir contigo, não é legal a gente ficar se tratando com indiferença . Começamos com o pé esquerdo, mas se você me der uma chance vou tentar construir uma amizade com você, pode ser?

Fiquei perplexa por ele estar assumindo a culpa pelos seus erros. Ele não fez o certo, mas  está tentando se redimir e isso já é bem legal da sua parte.

- Tudo bem Jungkook, desculpa também por ter sido grossa com você. Como terêmos que trabalharmos juntos, precisamos pelo ou menos respeitar um ao outro. - falei isso e ele sorriu me fazendo sorrir de canto.

- Que bom Yuna! Bom, está indo para casa?

- Sim sim...

- Se não se importar, posso ir com você?

- Claro, vamos?!

- Vamos!



Notas Finais


Até que fim,né? Não aguentava mais esses dois assim🤦‍♀️

Bjs, até o próximo capítulo💛💙💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...