História My First Love... -Kim taehyung (V)-BTS - Capítulo 69


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 161
Palavras 2.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura😊😊😊

Capítulo 69 - Pro seu bem -2 temporada.


Fanfic / Fanfiction My First Love... -Kim taehyung (V)-BTS - Capítulo 69 - Pro seu bem -2 temporada.

17 anos depois....



Tan on


Primeiro dia de aula, estou no último ano, o que é bom e ruim ao mesmo tempo. Meu pai quer que eu seja um empresário igual a ele, mais eu não quero, eu amo música, quero ser um cantor. Minha mãe sempre foi uma pessoa liberal, diferente do meu pai que é cheio de regras eu não entendo, porque ele têm que ser assim?? Eu sei que ele me ama, nunca duvidei disso mais eu não suporto quando ele fica me trantando como se eu fosse uma criança de 6 anos, eu nem mesmo posso ir a pé para a escola, até para ir á casa de Hyo-rin eu tenho que pedir permissão isso é um absurdo e não entendo porque a maioria das vezes minha mãe concorda com ele, do que eles têm tanto medo?? Aiish! Não é como se alguém quisesse me matar. Havi acabado de acordar mais permaneci deitado encarando o teto, sai de meus devaneios com a voz da minha mãe. 



Mãe:Tannie já acordou?? -ela nem mesmo bateu na porta. 



Minha mãe tem uma mania chata de sempre entrar no meu quarto sem bater, eu estava só com uma cueca voz, rapidamente me cobri com as cobertas, bufando com raiva. 



-Mãe! Quantas vezes eu vou ter que pedir para você bater antes de entrar?? -pergunto com raiva e ela revira os olhos indo até o meu guarda-roupa. 


Mãe:levanta logo, não vai se atrasar no primeiro dia de aula. -suspirei cobrindo meu rosto com o travesseiro. -seu pai disse que era para você esperar na escola, hoje terá um evento muito importante e eu e você iremos acompanhar seu pai. -tirei o travesseiro do meu rosto e revirei os olhos. 


-não mãe, hoje eu e hyo-rin vamos ao cine...-eu nem pude terminar a frase. 


Pai:hoje você irá a um evento com nós dois. -meu pai entrou no meu quarto e eu desviei o olhar da minha mãe para o meu pai. 


-aish! Eu nem mesmo posso ter privacidade?? -pergunto e os dois se entreolham rindo. -é sério! Pai, a vovó fazia isso com você?? -ele nega. -então porque vocês fazem isso comigo?? 


Mãe:quanto drama Tannie, toma. -a mesma pôs meu uniforme escolar em cima da cama. 


-ainda bem que só falta 1 ano para eu ficar de maior, na primeira chance que eu tiver eu vou embora. -brinco e vejo que minha mãe tinha uma expressão estranha, como se tivesse ficado magoada. -estou brincando! Vocês sabem que eu amo vocês dois. -falo a fazendo sorrir. 


Pai:okay, pare de enrolar e vá tomar um banho. -sorriu/riu, minha mãe se aproximou do meu pai e o agarrou de lado, os dois sairam do meu quarto fechando a porta. 



Me levantei da cama e fui até o meu guarda-roupa roupa, peguei uma toalha e uma box branca, caminhei até o banheiro e ao entrar fechei a porta logo em seguida. Tirei a cueca e entrei no box logo ligando o registro. Ao terminar me enxuguei e pus a box branca, sai do banheiro e fui em direção a cama, peguei meu uniforme e me vesti, arrumei meu cabelo e peguei minha mochila, sai do quarto e desci as escadas indo até a sala de jantar, meus pais e minha vó já estavam comendo. 



-bom dia vó. -beijei a bochecha dela e me sentei ao seu lado. 


Vó Kim: bom dia Tannie. -sorriu. 


Mãe:Taehyung! Larga esse jornal. -pediu olhando para o mesmo. Ele fez o que foi pedido. 


Pai:Tannie, não se atrase, o evento é importante. O motorista irá te esperar na saída da escola. -suspirei. 


-aish! Porque não me deixam sair sozinho?? -pergunto com uma certa raiva. 


Pai: pro seu bem. -falou sério, tomando mais um gole do suco de morango. 


-meu bem?? -pergunto rindo debochado. -me fazendo ficar 24 horas por dia em casa?? -pergunto. 


Pai:não seja exagerado. -ele nem mesmo ligava para aquela situação, oque me deixou mais irritado ainda.


-eu realmente queria entender do porque você me trata assim. -foi a última coisa que disse. 



Saí da sala de jantar e ao me despedir da minha avó sai da mansão acompanhado do motorista. 














S/n on


Quando Tannie saiu da sala de jantar suspirei e encarei Taehyung que estava encarando o prato vazio. 



-Amor?? -o chamei mais ele não me respondeu. -Tae. -me levantei da cadeira e fui até o mesmo, me agachei segurando o rosto dele com as duas mão o fazendo me encarar. -ele só está um pouco estressado, hoje é o primeiro dia de aula e....-fui cortado.


Kim:Eu sou um péssimo pai não sou?? -neguei com a cabeça. 


-você é o melhor pai do mundo e o Tannie sabe disso, você deveria ser mais carinhoso com ele e ser menos cuidadoso. -falo e ele me puxa me fazendo se sentar no colo dele, ele me agarrou deitando a cabeça em meus seios.


Kim:você sabe que eu só quero o bem pra ele, você ele e minha mãe são as pessoas mais importantes para mim e tenho medo de perde...-o cortei. 


-Tae...-fiz cafuné nele. -não precisa ter medo, o Tannie sabe se cuidar sozinho e você sabe disso só não quer acreditar, ele está crescendo você têm que deixá-lo seguir sozinho. -falo baixinho. -a minha maior preocupação era se você seria ou não um pai que estaria sempre presente e você sempre esteve ao lado dele sempre cuidando do Tannie por isso nunca duvide do amor do seu filho, o Tannie puxou um defeito meu....ele é rebelde. -dito. 


Kim:Namjoon fugiu da prisão a 10 meses atrás e até agora não encontraram ele, isso só me preocupa mais ainda....primeiro foi a sua mãe, depois foi você e...agora pode ser o Kim Tan. -ele levantou a cabeça e me encarou, sorri boba pois ele tinha uma expressão muito fofa.


-não vamos nos preocupar com esse tipo de coisa agora, uh? -ele assentiu lentamente. -Vem, vamos voltar pra cama. -me levantei do colo dele e o puxei pela mão. 


Kim:eu tenho qu...-o cortei. 


-você nunca falta, oque custa se atrasar só hoje?? -subimos as escadas e eu continuei o puxando pelo braço. Me assustei quando o mesmo me pegou nos braços. -Tae...-fui cortada. 


Kim:se você quer que eu me atrase hoje, tem que ser por uma boa causa. -sorriu malicioso.



O mesmo abriu a porta do quarto e quando entramos ele fechou novamente, com o pé. Taehyung me pôs deitada na cama, ficando por cima de mim, ele distribuiu leves selinhos por meu pescoço enquanto minhas mãos puxavam vagarosamente a camisa dele, ele se ergueu e eu tirei a camisa do mesmo. Senti um leve arrepio quando a mão dele deslizou por dentro da minha camisa pairando-a em meu seio direito o massageando, Kim voltou a dar selinhos e mordidas em meu pescoço, ele se remexeu em cima de mim fazendo nossas intimidades se tocarem, o mesmo levantou ergueu a cabeça aproximando seu rosto do meu e quando íamos nos beijar o celular dele começou a tocar me fazendo revirar os olhos, com raiva. 



Kim:deve ser importante, desculpa. -ele saiu de cima de mim e pegou o celular, atendendo. 














Kim on


Era dahyun, minha secretária. 


*senhor Kim, o senhor está atrasado.*


Me levantei da cama e olhei para S/n que parecia com raiva, ela se virou pro outro lado, dando as costas e eu me afastei para falar com dahyun. 


*tem algo de importante hoje?? Eu não posso faltar??*-pergunto sussurrando. 


*não tem nada de importante, íamos ter uma reunião com os funcionários, mais pode ser adiada para amanhã.*-sorri. 


*okay, obrigado Dahyun.*-desliguei o celular. 


Deixei meu celular em cima da cômoda e me aproximei de S/n, me sentando ao lado dela. 



-amor. -A chamei e ela se virou, ainda deitada, e me encarou com uma expressão fofa. -eu vou ter que ir, desculpa. -menti e ela se virou me dando as costas. 


S/n:tanto faz....eu já estou acostumada. -ri soprado e me deitei a puxando para mais perto de mim. 


-estou brincando. -falo. -Dahyun disse que não tem problema eu ficar em casa hoje. 


S/n:mesmo?? -ela se virou e eu assenti a vendo sorrir. -Então vamos aproveitar. -ela se sentou em cima de mim, passando uma perna para cada lado.














Tan on


Ao chegar na escola o motorista abriu a porta para mim e eu saí, passei pelo enorme portão e ao entrar olhei para os lados procurando por hyo-rin. 



Hyo-rin:Kim Tan! -olhei para o outro lado e avistei a mesma, sorri e fui até ela. 


-como foi a viagem para Daegu?? -pergunto enquanto andávamos pelos corredores. 


Hyo-rin: horrível! Meu pai foi em vários jantares e almoços com muitos empresários e eu e minha mãe ainda tivemos que ir com ele. -bufou com raiva. -acredita que minha mãe ficou me jogando pra cima dos filhos dos empresários?? Ela acha que eu sou o que?? Aiish! -tentei segurar a risada. -Você está rindo?? -perguntou desacreditada. 


-desculpa, é que você fica muito fofa quando está com raiva. -falo a fazendo revirar os olhos. -em qual sala você ficou?? -pergunto mundando de assunto. 


Hyo-rin: No segundo A. -deu de ombros. -aliás, preciso ir! Nos vemos no intervalo. -assenti e ela saiu andando.



Entrei em outro corredor procurando minha sala, parei ao ouvir uma voz feminina atrás de mim. 



Saeron: está perdido?? -mesmo não querendo me virei e a encarei.


-oque...-fui cortado. 


Saeron: sua sala é o Terceiro C, vem eu te levo. -disse animada, me puxando pelo braço. 



Fiquei surpreso com a audácia dela, ela agiu como se tivéssemos a maior intimidade, com raiva puxei meu braço com brutalidade. 



-eu sei onde é o Terceiro C. -falo num tom arrogante. 


Saeron:é-é, tudo bem. -passei na frente dela e quando cheguei, entrei e ignorei os olhares das mesmas garotas insuportáveis sobre mim. 



Caminhei e me sentei na última cadeira, encostada na parede, esperei pacientemente o professor chegar, olhei para o outro lado e vi umas garotas se aproximando de mim. 



???:Oi Kim Tan. -sorriu uma das garotas e eu fiz questão de não encaralas. 


???:uma amiga minha quer saber se você ainda está solteiro. -respirei fundo e encarei às três garotas. 


-diga a ela que não estou namorando e se um dia eu ter uma namorada ela não vai ser igual a vocês. -falo surpreendendo as três. 



Elas se afastaram e eu voltei a olhar pra frente. Jeonghan um dos alunos que sofre bullying entrou na sala e encarou todas as mesas. Aqui as carteiras eram em duplas e a maioria já estavam sendo ocupadas 



Seo-joon:saiba do meio, Rapunzel. -bufei ao ver os gémeos entrando na sala. 



Eu não gosto de gente metida e esses gêmeos estão na minha lista de "eu devo odiar" Eles se acham só porque são populares eu e seo-joon nunca nos demos bem, desde pequenos eu e ele nos odiamos, apesar dos nossos pais serem melhores amigos eu não gosto dele, saeron é a patricinha da escola, ela não é chata ou egoísta como aquelas típicas patricinhas de todas as escolas diferente do irmão ela até consegue ser legal, quando quer, mais eu não a suporto também. Ela só fala em moda e festas, ela definitivamente não é o meu tipo, eu gosto de garotas inocentes e fofas, como a hyo-rin, por isso somos melhores amigos, nós dois sempre nos damos bem, nos conhecemos desde pequenos. Tenho certeza que se eu e ela não fôssemos primos seríamos namorados. Sai de meus devaneios quando ouvi o barulhos de livros caindo no chão e voltei a encarar seo-joon e jeonghan. 



Seo-joon:eu mandei sair da frente não foi?? -como sempre Jeonghan o ignorou e se agachou para recolher o material, todo mundo encarava os dois. Saeron se afastou e foi para perto das amigas. -eu realmente pensei que nas férias você iria cortar esse cabelo. -seo-joon e os amigos foram de Jeonghan. -porque não responde Rapunzel?? -seo-joon fez um sinal para os dois amigos e os mesmo puxaram Jeonghan pelos dois braços. Suspirei e me levantei da cadeira indo até eles. 


-soltem ele. -mando e seo-joon me encara, rindo. 


Seo-joon:não se meta Kim Tan. Por acaso os dois estão namorando?? -perguntou rindo. 


- eu mandei vocês solta-lo. -falei novamente. Os alunos continuam a assistir aquela cena patética. 


Professor:bom dia alunos. -os amigos de seo-joon soltaram Jeonghan e eu fiz sinal para que ele viesse comigo. 



Me sentei e fiz sinal para que ele e sentasse ao meu lado. 



Yoon: obrigado. -ele murmurou baixinho e eu quase não pude ouvir. 


-não agradeça, acredite...eu não isso por você. -falo.



Eu sinceramente não me importo com os alunos que sofrem bullying, eu não fiz isso por ele. Descobri a pouco tempo que hyo-rin sempre gostou de Jeonghan e só o defendi por causa dela. 


Notas Finais


Hyo-rin(filha de yoongi)gostando de Jeonghan(filho de jungkook)Que coincidência não?? 😆😆

Kim Tan e Taehyung realmente não se dão bem😮 do mesmo jeito é com Nara e hyo-rin 😅😅


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...