1. Spirit Fanfics >
  2. My Friend's Boyfriend - Na Jaemin (NCT DREAM) >
  3. Chapter III

História My Friend's Boyfriend - Na Jaemin (NCT DREAM) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, gente! Espero que gostem do capítulo.

Uma perguntinha. Vocês gostam da minha escrita? Eu meio que estou em dúvida nisso. Aliás, vou tentar colocar mais piadocas.

Boa leitura!

Capítulo 3 - Chapter III


Fanfic / Fanfiction My Friend's Boyfriend - Na Jaemin (NCT DREAM) - Capítulo 3 - Chapter III

Ai, eu quero dormir mais.


— Lee S/N, acorda agora ou você vai se atrasar para o acampamento! — Ouvi a voz de Hyunjae no andar de baixo. Levei com tudo assim que ele terminou de gritar. Separei uma roupa para colocar e fui tirando a minha roupa para entrar no banheiro. — S/N!!

— Já levantei, Jaehyun!! — Gritei e entrei no banheiro, tomando um banho rápido. Coloquei minha roupa íntima e fui colocar a roupa que tinha separado. Uma regata branca, um moletom preto do Hyunjae por cima, uma calça jeans com alguns rasgos no joelho e na coxa e um all star preto. Deixei meu cabelo solto e peguei minhas coisas junto com a mala, descendo correndo pela a escada.

— S/N, já falei para você não correr na escada — Meu pai brigou comigo mas logo sorriu, me dando um abraço. — Hyunjae vai levar você de carro e te deixar na frente do prédio da sua faculdade, aqui está seu lanche, porque eu sei que não vai tomar café da manhã — Ele disse me entregando uma lacheira. Sorri e dei um beijinho na sua bochecha.

— Obrigada pai. E não precisa de toda essa preocupação, eu sei me virar, sim — Falei e papai me olhou com os olhos semicerrados. — Mas eu vou deixar, porque eu gosto de carinho — Disse fazendo ele sorrir.

 — Te amo, minha filha — Meu pai me deu um beijo na testa e Hyunjae foi me levando para o carro. Assim que entrei no carro, lembrei de uma coisa:

— Também te amo, pai! — Gritei e vi ele acenando da janela. Sorri e fechei a porta do carro. Peguei meu celular, que estava carregado 100%, abri meu kakao talk e vi as mensagens do grupo.

— Eu não ganho nenhum "eu te amo", senhorita S/N? — Hyunjae diz sorrindo, eu retribui e dei um beijinho na sua bochecha.

— Também te amo, oppa — Infatisei a palavra "oppa" e ele sorriu, mesmo sabendo que foi ironia. Voltei a olhar as mensagens e resolvi mandar uma mensagem também. (A: se vocês acharem divertido, tem a conversa nas notas finais)

— Chegamos, pequena — Hyunjae me acordou dos pensamentos e destrancou as portas do carro. — Qualquer coisa, pede para voltar, ok?

— Tá bom, Jae — Dei um um beijinho na sua bochecha e guardei meu celular, saindo do carro. Vi meus amigos me esperando na frente do ônibus, acenando para mim, então fui apressando os passos para lá.

— Parábens, atrasada novamente, S/N — Renjun riu e colocou suas mãos ao redor dos meus ombros.

— Cala a matraca, Renjun. Não é culpa minha se meu alarme tocou 10 minutos atrasados — Meus amigos riram com a minha fala. — Nós vamos entrar no ônibus ou não?


Entramos no ônibus, Jaemin estava na minha frente e Renjun atrás. Jaemin sentou em um lugar que tinha dois lugares vazios, provavelmente esperando Yeji. Senti alguém me empurrar e o empurrão me fez sentar do lado de Jaemin. Quase cai? Sim, mas consegui sentar no assento sem bater minha cara no ferro que tinha no banco.

Como Renjun era a pessoa que estava atrás de mim, eu logo saquei o que ele estava fazendo. Vi o chinês acenar para Zhong, que ficou sem entender nada, então Renjun pegou o celular e mandou uma mensagem para Chenle.

Yeji passou e Chenle começou a puxar assunto, pedindo para ela sentar do lado dele. A Hwang cedeu e sentou do lado de Chenle.


— Renjun, eu te mato — Sussurrei e ele deu um sorriso debochado. Revirei os olhos e me virei para Jaemin, que estava olhando para a paisagem. O Onibus começou a se locomover e eu procurei meu celular.

— Quase caiu quando você quase caiu — Jaemin estendeu meu celular e riu fraco. Peguei da sua mão e pluguei meu fone no celular. Olhei para Jaemin e depois para meu celular, alternando entre os dois.

— Quer escutar música? — Perguntei tentando não gaguejar, o que deu certo. Ele se virou para mim e sorrriu, assentindo com a cabeça. O entreguei um lado do fone e ele pegou, coloquei em alguma playlist aleatoriamente. — Que jogar enquanto escuta música? — Perguntei rindo e ele concordou. Antes de ficarmos sem sinal consegui baixar um jogo para dois e fomos jogando.


                                            [...]


— Chegamos crianças! — Ouvi o professor Heechul falar num auto-falante. — Todos em uma fila, por favor!


Guardei meu celular e fone de ouvido na mala, me levantei junto de Jaemin e nos juntamos a fila. Renjun estava na minha frente, eu vi isso como uma boa oportunidade.


— Huang Renjun, seu doido varrido, filho 'duma mãe — Sussurrei puxando sua orelha.

— Ai, S/N — Ele falou baixo tentando se livrar da minha mão. Soltei sua orelha e sorri, vendo ele massageando sua orelha.

— Você 'tá sorrindo, então eu ajudei, 'tá 'okei — Ri da sua fala e o empurrei de leve para seguir em frente, já que a fila estava andando. Saímos e eu peguei minha mala no porta-malas do ônibus, esperando meus amigos pegarem as deles também. 


Jisung foi o primeiro a pegar a mala, depois Chenle e Yeji, logo depois Renjun e Jaemin, depois os outros três patetas - vulgo Mark, Donghyuck e Jeno.


— Então alunos, vamos sortear duas duplas que vão dividir uma cabana — Professor Heechul nos reuniu junto com o diretor. Então é sobre sorte? Nossa senhora! — Primeira dupla... — O professor foi falando sobre as duplas.

— Sexta dupla é Hwang Yeji e Na Jaemin, que vão dividir uma cabana com a sétima dupla, que é Lee S/N e... Lee Donghyuck — O diretor falou e eu arregalei o olho. Puta que pariu! O casal NaJi não!

— Aqui está a chave da cabana de vocês quatro — O professor me deu uma chave e vi um número escrito, "cabana 03".

— Vamos, gente — Puxei Donghyuck pela mão, já que o mesmo estava destraído com uma borboleta. O casal foi nos seguindo até a cabana. Por fora parace lindo e quando eu abri, nossa senhora, que cabana* linda. Sorri, pelo menos teria uma distração.

— Melhor do que as barracas pequenas — Donghyuck falou e eu tive que concordar com ele. Arrastei minha mala para perto da escada, alternando o olhar entre a cama de cima e a de baixo.

— Podemos ficar com a de cima, Hyuck? — Perguntei já que claramente o casal iria dividir uma cama. Ele assentiu e eu já fui subindo. — Eu fico com o lado esquerdo, tenho medo de cair daqui de cima.

— Você sabe que tem uma grade aí, não é? — Donghyuck riu e o casal o acompanhou. Revirei os olhos e sorri. O Lee subiu na cama e pegou seu celular, deitando ao meu lado.

— Eu vou tomar um banho. Daqui a pouco vai ter uma trilha — Yeji disse indo em direção ao banheiro junto com a sua mala. Jaemin deu um beijo na sua bochecha e foi deitar na cama de baixo.


Desci as escadas indo até a minha mala, começando a separar minha roupa. Peguei um conjunto de roupa de ginástica* e um par de meia branca, vou colocar só uma bota militar*. Com cuidado para os meninos não ver, enrolei minha lingerie dentro das roupas dobradas. Yeji logo saiu do banheiro e fui em direção a ele.

Tomei um banho rápido e fiz um rabo de cavalo no meu cabelo, fazendo uma trança no cabelo que sobrou. Coloquei minhas roupas e saí do banheiro, Jaemin logo entrou em seguida. Como estava bem sol hoje, eu peguei um repelente e passei nas partes que estava mais a mostra, depois um protetor solar.


— Donghyuck, passa aqui para mim? — Perguntei quando percebi que minha mão doía se eu tentasse passar atrás. Hyuck olhou para mim e desceu as escadas, vindo para trás de mim passar o protetor solar. — Obrigada — Disse quando ele terminou, o mesmo sorriu e foi para o banheiro, já que Jaemin já tinha saído. Peguei meu celular e fiquei com ele na mão mesmo.

— Atenção, alunos. Por favor, se reúnam aqui fora que iremos fazer uma trilha e estudar sobre o que há no caminho — Ouvimos o diretor bater na porta e logo um falamos um ok. Haechan - como ele gosta que chamem ele - saiu do banheiro apressado e nós quatro saímos.


Vimos uma fila se formando e nos juntamos. Yeji e Donghyuck na minha frente, Jaemin atrás de mim e provavelmente nossos amigos estavam mais lá pela frente. Começamos a caminhar e a fila foi se desvazendo assim que entramos na trilha. Jaemin e eu ficamos mais para trás, já que estávamos quase por último na fila.

Passamos por uma flor Lótus, que era bem bonita e tinha destaque. Jaemin parou para tirar foto e eu resolvi o esperar. Péssima ideia. As outras pessoas foram seguindo e eu comecei a chamar Jaemin para irmos.


— Jaemin, vamos. Jaemin, as pessoas já estão indo — Toquei em seus ombros para chamar sua atenção.

— Espera só mais um pouco, só mais... — Ele parou de falar e tirou a foto. Quando se virou para mim, eu olhei para frente e vimos que estávamos sozinhos. Tinha dois caminhos para seguir e eu não sabia por onde eles tinham ido, já que eu estava prestando atenção em Jaemin. 

— Ah, legal! Por onde a gente vai agora?! — Me desesperei e fui mais para frente, ficando na frente. O nervosismo começou a subir e eu passei a mão pelo rosto, tentando me acalmar.

— Ehh... então, mamãe mandou? — O Na perguntou e eu o olhei confusa.

— Jaemin, é sério? — Sorri sendo a abestada que eu sou. Liguei meu celular e vi que ele estava sem sinal, ou seja, não daria para ligar para ninguém. — 'Tô sem sinal aqui. Qual é! O mundo me odeia mesmo, né?

— Ya! Não fala assim, pelo menos não 'tá sozinha. Vamos seguir o instinto, vamos para a esquerda — Jaemin começou a seguir pela esquerda e eu o segui.


O caminho já começou todo errado, já. Em vez de flores bonitas, tinha muitas árvores grandes e que cobriam um pouco do céu, tinha também uma descida grande do lado, onde alguém cairia facilmente.


— Acho que foi uma má ideia ter vindo pela esquerda — Disse olhando para os lados.



Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...