1. Spirit Fanfics >
  2. My Gângster - Zayn Malik >
  3. Prólogo

História My Gângster - Zayn Malik - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem. ^^

Capítulo 2 - Prólogo


Narrador

A garota corria rapidamente, seus olhos lacrimejavam, aonde ela foi se meter por conta de Zayn, agora ela era uma procurada pelo FBI, ela era uma pessoa perigosa, alguém que causaria danos à sociedade, mesmo não querendo. Jelena, conhecida mais por Gigi, se encontrou encurralada, viaturas lhe cercavam, não havia mais saída. Mas por ironia, um carro preto passou correndo por aquele trânsito todo, era Zayn, ele sorria e acenava para a garota, com quem diz que a largaria ali. 

Ela queria correr até ele, não por ama-lo demais, porém, para levá-lo junto para a cadeia. E se não conseguisse isso agora, aonde ele fosse, independente dos anos que se passassem, ela o procuraria para mata-lo, ele não sairia ileso assim. Ele iria pagar por usa-la como um objeto, ela acreditou em cada palavra que Zayn falará, em cada toque, em cada beijo, ela havia acredito nele e ele nem pena dela sentia. Ela chorava de raiva, seu olhar era irritado, ela o observará desaparecer no meio de tantas viaturas.

- Eu vou procurar por você do crepúsculo até o amanhecer. - sussurrou baixinho.

Anteriormente

Dentro de seu novo apartamento, Gigi se arrumava para sair, era seu primeiro dia na Inglaterra, ela havia se mudado pois recebeu uma nova proposta de emprego, ela não queria ir por conta de seus pais, mas por insistência dos mesmo, ela foi. Era estranho não ter ninguém para conversar, mas ela não era tímida, ela sabia que conheceria alguém, ela era boa em fazer novas amizades.

Com um rabo de cavalo bem feito, uma maquiagem básica, e um jeans rasgado juntamente de um moletom, ela estava pronta para sair, a garota iria apenas no mercado e talvez conhecer um pouco das redondezas de onde mora. Por mais que fosse assustador essa nova mudança, também era empolgante.

Na volta do supermercado Gigi acabou passando por um beco, ela tinha se perdido, ela havia se distraído com seus pensamentos, ela só foi perceber que seu caminho havia mudado quando dois homens, que ela nunca viu na vida antes, conversavam sobre um assunto assustador. 

- Harry, - o rapaz, enfurecido chamou sua atenção, seu tom de voz era alto e agressivo, mas mesmo assim continuou. - Grewyn Flipson, ele é o próximo, assim que ele estiver morto, chegaremos no Max. - ele mostrou a foto de uma rapaz, parecia jovem, cabelos loiros e olhos claros, não há o que dizer mais desse rapaz, já que não o conhecemos tão bem assim.

Gigi já próxima onde os rapazes estavam acabou se metendo em uma grande confusão, ambos a encararam, ela havia ouvido tudo, principalmente o nome de quem iria morrer e de Harry, ela poderia muito bem correr até a delegacia mais próximas e denunciar os rapazes. Ela tentou voltar para o caminho que veio, mas era tarde demais, o rapazes a pegaram, levando-a até a van na qual eles vieram.

Desesperada, procurava um jeito de sair de lá, mas era em vão, dois rapazes a seguravam com força, ela se debatia, tentando se soltar, mas isso só a sobrecarregava e deixava cada vez mais o chefe daquela gangue com mais raiva. Um dos rapazes mechia em sua bolsa, procurando por sua identidade, eles sabiam que ela não falaria seu nome, muito menos seu apelido.

- Ei, porque está mexendo na minha bolsa? Tire suas patas imundas dela. - ela tentava chuta-lo, mas por estar longe daquele cafajeste, não o atingia.

Eles estavam em silêncio, enquanto o chefe dos rapazes a encarava, como se ele já à conhecesse, seu olhar era frio, mas mostrava tamanha irritação, ela havia atrapalhado todo o planejamento do rapaz para matar Grewyn Flipson, ele estava tão perto, mas agora estava tão longe de pegar Max. 

- Niall pare de mexer nas coisas dela, uma hora ou outra ela vai ter que falar quem ela é. - disse seu chefe mantendo sua postura, ele queria parecer tranquilo, mas aqueles olhos azuis o encaravam com ódio. Gigi não falaria nada para aqueles imundos.

Chegando na casa onde os rapazes supostamente moravam, eles a levaram até um quarto, era bem simples, havia uma cama, uma cadeira, uma pia e um espelho, estava limpo, mas para Gigi, aquilo era uma grande sujeira, ela não queria ficar ali, ela queria voltar para casa. O que a deixava pensativa, era saber que seus pais não sentiriam sua falta por não morarem mais na mesma casa, como ela iria sair daquela situação?

A porta trancada, sua bolsa largada no chão juntamente com suas compras, Gigi correu, na esperança de seu celular estar lá, mas ao jogar tudo no chão, não o encontrou. Eles foram mais espertos do que ela esperava, seu celular era a única esperança de contato com seus pais.

Enquanto aos rapazes, eles estavam reunidos no escritório de Zayn, seu chefe, eles precisavam planejar novamente a morte de Grewyn Flipson, eles sabiam que Max sairia da cidade daqui alguns meses, eles precisavam ser ágeis, precisavam recalcular toda rota de fuga do rapaz, já que agora Grewyn Flipson correria até o irmão para informar que havia gangsters atrás deles. A cada passo que Max dava, Zayn estava dois passos à frente, mas agora, ele havia voltado uns quatro passos pra trás por canta de Gigi que o atrapalhou, ele não iria fazer nada com a garota, ele não iria mata-la, ele apenas precisava mantê-la ali até eles terminarem com o plano, pois eles fugiriam para outro estado e dependendo, até mesmo para outro país. 

- Fiquei sabendo que nesse fim de semana, Flipson irá dar uma festa, é a nossa chance de conseguir mata-lo e até mesmo de encontrar Max. Louis, explique o que cada um irá fazer, eu vou ver como está a garota.

- Está bem chefe. - ele pegou um caderno cheio de anotações e alguns rabisco.

Enquanto isso Zayn andava calmamente até o quarto de Gigi, suas mãos estavam entrelaçadas atrás de suas costas, seu olhar frio, mas em sua mente ele planejava o que fazer com aquela garota durante sua fuga para a festa. 

Respiração pesada, sua irritação estava voltando cada vez mais que se aproximava daquele quarto, ele estava tão perto, mas tão perto de pegar Max, ele se perguntava o que fez de errado para isso acontecer. Aquilo era uma droga. Adentrando o quarto da moça, ele notou que a garota estava sentada contra a parede, seu olhar triste o chamou atenção, por um segundo ele sentiu pena dela, mas novamente ele se lembrou que ela se tornou uma pedra em seu caminho. Zayn puxou aquela cadeira para perto da garota e se sentou, ele sabia que aquela conversa seria longa.

- Vou perguntar apenas uma vez e espero que responda, você me irritou demais hoje. - suas mãos cruzadas, seu corpo curvado em coração a moça e um olhar frio que era de costume. - Qual o seu nome? E porque estava passando por aquele beco?

Gigi o encarou, ela pensava o que aconteceria se ela não respondesse e o que ele faria caso ela respondesse suas perguntas. Mas por precaução, ela comecou;

- Eu me chamo Jelena, - antes que pudesse continuar, Zayn, a cortou.

- Sobrenome? - perguntou novamente.

- Pra quê você quer saber meu sobrenome? - ela o encarou irritada, ela já estava falando seu nome, pra que ele precisava de seu sobrenome?

- Só me diz logo seu sobrenome e o que estava fazendo naquele beco. Por favor. - implorou impaciente.

- Hadid. 

- E o que estava fazendo naquele beco? 

- Eu estava voltando para o meu apartamento. - ela encarou o chão, esperando que aquilo fosse um pesadelo. 

- Você por acaso se perdeu? Ou conhece Grewyn Flipson? Você por acaso é a esposa dele? 

Por mais que Gigi já tivesse ouvido esse nome naquele beco, mas podendo agora raciocinar, ela conhecia sim Flipson, anos atrás ele trabalhava com seu pai, eles eram melhores amigos, mas por conta de uma briga seria, que chegou à ir para a justiça, Flipson sumiu de sua cidade natal, mas só agora, por ironia do destino, ela havia cruzado o caminho do rapaz e na pior das hipóteses, ela cruzou seu caminho juntamente com um grupo de gângsters perigosos. 

- Você conhece ele? - perguntou Zayn levantando da cadeira irritado.

- Eu, - ela estava receosa, tinha medo do rapaz descobrir a verdade mais pra frente. - Não o conheço. - mas optou por mentir mesmo assim.

Zayn notou que ela estava mentindo, mas ele sabia que a garota passaria a mão na cabeça de Flipson e não falaria onde ele estava, mesmo ela não sabendo. Seu primeiro dia na Inglaterra e aquilo tudo havia se tornado um grande drama e para explicar isso para o rapaz seria complicado demais.

Por incrível que pareça, Zayn apenas saiu do quarto, ele estava irritado, mas ele elaborou rapidamente um novo plano, Gigi iria com eles para aquela festa, ela era a única que o conhecia bem e que não levantaria suspeitas do assassinato de Flipson. Ele correu até os meninos que agora, estavam na cozinha, comendo um pizza tamanho família, hoje o assunto iria render bastante.

- Já sei como iremos matar Grewyn, - ele adentrou às pressas na cozinha. - Iremos mandar a garota em nosso lugar, ficaremos dentro da van vigiando cada passo que ela der e iremos ouvir cada palavra que ela disser. Mas não iremos falar o porquê dela estar indo em nosso lugar, espero que vocês tenham entendido. 

- Sim chefe! - os rapazes responderam em uníssono.

Zayn agora teria outro compromisso, ele iria encontrar uma mulher no qual passaria a noite juntos, ele iria foder com aquela mulher, Sophia Wynna. Uma mulher esbelta, era tão branca quanto a neve, olhos claros, cabelos ruivos, tinha cerca de 1,69 de altura, era o tipo de mulher que Zayn adorava ter em seus braços na cama.

Chegando na casa da moça, eles nem se cumprimentaram, apenas começaram a se beijar, aqueles lábios, como Zayn amava beijar aqueles lábios macios, ele se sentia tão sortudo por tê-la em seus braços, ela não era apenas um caso, ela era a mulher que iria se casar com Zayn quando ele fosse para outro estado.

Já nus na cama, ele a penetrando com força, ela gemendo baixinho em seu ouvido, ele se sentia abençoando, suas mãos tocavam cada parte, cada detalhe daquele corpo maravilhoso. Selares eram dados no pescoço da moça, ela queria poder toca-lo, mas suas mãos estavam presas contra a cama, ela adorava aquele sexo selvagem que só Zayn poderia oferece-la.

Já com os rapazes que ficaram em casa, eles sentiram pena de Gigi, ela podia ter ouvido a conversa na hora errada, mas não era justo ela continuar ali e muito menos ter que ir em uma festa por conta de Zayn e seu maldito plano. Mas como estavam apenas os quatros, eles resolveram fazer algo para que a garota pudesse comer, ela precisava de energia, Niall até levou alguns cobertores para que ela não sentisse frio durante a noite.

- Tome, você deve estar com fome. - Louis pôs um prato de comida fresquinha no colo de Gigi, ela estava confusa, porque eles estavam tratando ela bem? Normalmente sequestradores maltratam as vítimas, porque eles não fizeram isso? Será que a comida estava envenenada?

- Vocês querem me matar né?! Essa comida deve estar envenenada, caso não esteja, provem. - ela cruzou os braços, seus olhos demonstravam medo. Era tanta insegurança, isso nunca aconteceu com ela em sua vida.

Os rapazes riram e fizeram o que a moça pediu, ela ficou chocada quando eles comeram, ela podia confiar neles? Era isso? Por mais que seu orgulho estivesse transbordando, ela optou por comer da comida, ela estava com fome, mas com muita fome. Niall que estava com os cobertores em mãos a cobriu, como se fosse um irmão mais velho cuidando de sua irmã. Gigi não entendia do porquê da bondade dos rapazes.

- Por que estão me ajudando? 

- Já fomos pessoas de bem antes e ainda somos, só que o FBI está procurando por nós agora. - Harry respondeu num estralo. Por mais que sua vida no crime seja longa, ele sentia falta da liberdade.

- Harry, você sabe que não podemos falar de nossas vidas. - repreendeu Liam mantendo sua postura. - Só viemos alimentar você e trazer alguns cobertores, vamos deixar a porta destrancada caso precise ir no banheiro. 

- Ah! Obrigada, eu acho... 

Os rapazes se retiraram do quarto deixando novamente a garota sozinha, assim que terminou de comer, ela se sentou na cama, seu corpo ainda estava coberto, ela se sentia segura naqueles cobertores, mas mesmo assim, o sono não vinha, ela queria apenas voltar para casa, queria poder pelo menos falar com seus pais. Apenas isso.

No crepúsculo do amanhecer Zayn havia voltado para casa, estava tão silenciosa, os meninos estavam em seus quartos dormindo e Gigi ainda estava acordada, ela havia se distraído com seus pensamentos que nem viu a hora passar. Como a porta estava aberta, na parede do corredor havia um relógio e quando ela caiu em si de que estava amanhecendo seus olhos arregalaram, ela levantou para procurar o banheiro, ela queria apenas andar um pouco. 

No fim do corredor havia uma porta, ela pensou que poderia ser o banheiro, mas adentrando o lugar ela acabou se deparando com um quarto, ele era bem organizado, grande demais apenas para uma pessoa dormir nele, talvez um dos rapazes fosse casado, foi o que ela pensou. Aproveitando para explorar mais o lugar, ela andou até uma estante de livros e uma foto que estava marcando umas páginas qualquer de um livro qualquer chamou sua atenção, ela a pegou podendo ver quem era a pessoa da foto, mas sua atenção foi rapidamente retirada com a presença de Zayn.

- O quê você está fazendo aqui? - perguntou o rapaz de braços cruzados e irritado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...